Qual foi o pecado de Onã?


Ele

Há diversas interpretações erradas acerca do pecado de Onã, a mais popular dela talvez seja a de que o pecado de Onã tenha sido a masturbação, daí terem criado a palavra onanismo para se referir à ela (embora uma leitura superficial da passagem já dê a entender que o que Genesis narra que ele fazia era coito interrompido, não masturbação ).
Há também quem pareça pensar que o esperma é sagrado e por isso Deus ficaria incomodado quando ele toca a terra ou outro lugar “profano”, como se pode observar num dos comentários feitos no meu texto sobre sodomia:

“…Deus matou Omã,por se recusar a cumprir o ato sexual na sua plenitude(derramava o semem na terra)Gênesis38:9.O que ELE pensaria se em vez da terra fosse «derramado» no orgão excretor,o anûs?”

Outros podem achar que o pecado seria o desperdício de esperma, mas, se Deus realmente ficasse incomodado com isso, imagino que ele faria com que a mulher fosse sempre fértil(para que jamais houvesse desperdício algum) e não existiria nem mesmo a polução noturna.

Olhando o contexto vemos que o pecado de Onã foi não querer dar descendência ao seu irmão, deixando assim de cumprir as leis da época (de que sempre que um homem morresse sem ter filhos seu irmão lhe desse descendentes).

Então disse Judá a Onã:

Toma a mulher do teu irmão, e casa-te com ela, e suscita descendência a teu irmão.

Onã, porém, soube que esta descendência não havia de ser para ele; e aconteceu que, quando possuía a mulher de seu irmão, derramava o sêmen na terra, para não dar descendência a seu irmão.

E o que fazia era mau aos olhos do SENHOR, pelo que também o matou.

(Genesis 38:8-10)

O pecado de Onã foi o egoísmo de não querer gerar um filho que não fosse carregar seu próprio nome, mas sim o do irmão; o esperma no chão é só um detalhe.

Qual a sua interpretação?Deixe ela nos comentários e ajude a divulgar o post, se acha que ele é importante.
Obs: Não é minha intenção nesse post discutir sobre a relevância de tais leis antigas e nem sobre a forma como Deus castigou Onã (embora eu não veja problema em discutir tais coisas também), apenas quis chamar a atenção para as interpretações bizarras que surgem quando a pessoa lê apenas versos isolados juntamente com interpretações de tolos.

Creative Commons License photo credit: Evil Preacher

Masturbação é pecado?

Masturbação é um tema muito importante de ser discutido entre cristãos, já que a maioria dos solteiros (se não todos) pratica e, como acha pecado, acaba considerando um fardo a ser carregado, um verdadeiro “espinho na carne”.

Os principais argumentos dos que dizem que masturbação é pecado são que para se masturbar a pessoa precisa pensar em sexo(e isso supostamente seria pecado) ,que depois da masturbação sente-se culpa (o que, segundo eles, prova que Deus não acha certo) e que a masturbação vicia e não devemos ter vício algum.

É pecado pensar em sexo?

A Bíblia não fala diretamente sobre masturbação, mas algumas pessoas tentam(forçosamente) a encaixar em alguns versos, como esse:

Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.(Mateus 5:28)

A argumentação é de que Jesus tenha declarado toda fantasia sexual(que, segundo tal pessoa, é sempre necessária na masturbação) como sendo “adultério”, quando qualquer um que tenha lido o contexto percebe que ele estava ampliando o significado do mandamento “não cometerás adultério” e não dando um mandamento sobre um solteiro que desejo uma solteira.

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.(Mateus 5:27)

Jesus falava que o adultério começava no coração e não que todo desejo de um homem por uma mulher (ou vice versa) fosse realmente “adultério”.

Um homem livre desejar uma mulher livre ou vice versa não aparece nunca na Bíblia como pecado.

Além do mais, contrariando o chavão que diz:”ninguém se masturba pensando em cachoeiras”, nem sempre é necessário pensar em algo sexual no momento do ato para conseguir(principalmente se a pessoa está se abstendo a algum tempo).

A culpa que alguns sentem após o ato não prova que é pecado?

Nossas culpas nem sempre são racionais, as vezes são baseadas na cultura onde a gente vive e na educação que recebeu, de modo que só o sentimento de culpa não prova que masturbação seja pecado, é preciso buscar na Palavra a resposta e não se deixar guiar apenas pelo sentimento de culpa.

Masturbação vicia?

Masturbação como qualquer outra coisa pode viciar sim, mas nem sempre que alguém gosta muito de algo quer dizer que ela esteja viciada.
O fato de alguém querer se masturbar sempre também não quer dizer que ela esteja viciada, assim como um casal que faz sexo diariamente não está necessariamente viciado em sexo.

Procure o equilíbrio

O importante é ter em mente que a masturbação é apenas uma fase, não é o ideal.

O ideal é que cada pessoa(que não seja eunuco) tenha seu parceiro(a), masturbação é só uma alternativa enquanto não se tem esse parceiro(a).
E você o que acha? Comente!
Outros bons textos sobre o assunto:
Masturbação e culpa (Ricardo Gondim)

Por que a tentação sexual é tão forte nos solteiros ?

Never is enough [snag]

photo credit: TheAlieness GiselaGiardino²³

Após ler vários comentários evangélicos sobre as tentações sexuais notei que há uma certa dificuldade de se entender o porquê da força e intensidade da tentação sexual nos jovens solteiros.

Alguns pensam que o diabo atiça de certa forma os jovens de modo que eles passem por dificuldades, mas que estas podem ser vencidas com oração ou similar.

Tentarei explicar de maneira mais racional possível o que creio que se passa na verdade. Continue reading