Fala Malafaia acaba sem apelação

“Mesmo atingindo altos índices de audiência nas tardes de domingo na Band, o programa Fala Malafaia pode deixar de ser exibido a partir de novembro.

O altíssimo custo para mantê-lo no ar poderia comprometer o orçamento da Associação Vitória em Cristo, que tem como prioridades a pregação do evangelho, através do programa Vitória em Cristo, no Brasil e no exterior, e as obras sociais que estão transformando vidas.

Fonte:http://www.verdadegospel.com/apesar-do-sucesso-fala-malafaia-podera-sair-do-ar/”

 

Eu nunca assisti a nenhum episódio do Fala Malafaia, mas li sobre ele e ouvi falar que era um programa estilo “Papo de Graça” do pastor Caio Fábio de Araújo Filho.

 

Pelo que me falavam, parecia ser mais interessante que o Vitória em Cristo, além de contrariar abertamente alguns usos e costumes da Assembléia de Deus e de outras igrejas.

 

Independentemente disso, o programa acabou, supostamente por falta de dinheiro e não se fez nenhum pedido doidão de dinheiro para que se pudesse mantê-lo no ar.

 

Eu imagino que, fazendo sucesso ou não, o Silas não teve interesse em mantê-lo no ar, pois parece ter desistido muito fácil.

 

No vídeo contido no link da notícia, Silas diz que o programa acabaria, a menos que houvesse um milagre.Caso contrário, ele continuaria só com os outros programas, pois teriam prioridade e ele não ia querer manter algo que não teria dinheiro para pagar.

 

Gostei da declaração dele pois é de um realismo raro entre tele-evangelistas.Normalmente se chora, se mente e se faz de tudo para conseguir dinheiro para uma “causa”(isso quando a causa realmente precisa e não é só um meio de pedir dinheiro para algo fora da causa).

 

Ele não diz que o programa não tenha valor mas também não insiste, já que o dinheiro não dá.

 

A mesma lógica todo pregador pode aplicar.Se o dinheiro não dá para manter um templo, um programa de rádio ou de TV, então desista.Nada justifica mentir, inventando bênçãos especiais que Deus daria para quem der um certo valor que não pode dar.

 

Não se justifica falar do dízimo como algo obrigatório na graça apenas porque se precisa do dinheiro para manter as obras.Se naturalmente e sem mentiras o dinheiro não vem, desistamos, oras!

Dinheiro pode ajudar na divulgação do Evangelho, mas é possível pregar o Evangelho mesmo sem dinheiro algum.O alcance é menor, mas é melhor alcançar poucos com honestidade do que muitos usando mentiras.

Você está desviado do caminho que leva a Deus?

park and drive

“Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado;”  (II Pedro 2 : 21)

Não há dúvidas de que existam pessoas desviadas de Deus.Também é certo que congregar seja importante.Mas não é correto afirmar que todo o que não está congregando num grupo esteja desviado de Deus.

A maioria dos verdadeiros desviados de Deus são pessoas que congregam com outros que também dizem ser de Deus num lugar que chamam de templo mas que, independentemente disso, se afastam dos ensinos de Cristo.

Por outro lado, algumas pessoas param de congregar em algum grupo e ficam sozinhas, sem por isso deixarem de crer em Jesus ou de tentar lhe obedecer.Algumas até se sentem mais em paz sozinhas.

Quem fica sozinho  tem, algumas vezes, um risco maior de perder a fé , mas não está necessariamente desviado.Muitos personagens bíblicos passaram longos períodos sozinhos e nem por isso a Bíblia diz que eles estivessem desviados.

Na verdade, não há passagem bíblica alguma que diga que alguém se desviou de Deus por deixar de congregar ou por deixar de ir a um lugar que supostamente seria casa de Deus (No novo testamento a questão de lugar nem existe, visto que recebemos a revelação de que o verdadeiro Templo de Deus é Cristo e a igreja).

Links relacionados

ESTÃO ME CHAMANDO DES-VIADO…

VOCÊ ESTÁ DESVIADO?

Dízimos e ofertas – informações úteis

“Na Graça de Deus o dizimo é assim: filho da Lei da Graça, pois, é fruto da gratidão alegre; e não é uma obrigação legal. Todavia, mesmo não sendo uma obrigação legal, é, entretanto, um principio espiritual, o qual carrega em si as bênçãos que correspondem ao significado de um ser um humano ofertar suas posses a Deus, através de bens e serviços aos homens; e fazendo isto com alegria, conforme a Lei da Graça acerca desse assunto, a qual pode ser lida em II Coríntios 8-9.” (Caio Fábio)

Para você que vai falar sobre dízimos e ofertas amanhã na EBD ou para quem só quer saber mais sobre o assunto, alguns links, por ordem de importância:

Dízimos e ofertas (vídeo)

Como fica o dízimo?

 

Creio que esclarecem o essencial do assunto.