A fé sem obras é morta

The Gift of Unconditional Love, Calipso/El Regalo de Amor Incondicional, Calipso.
Creative Commons License photo credit: AmazonCARES

“Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.” (Tiago 2 : 26)

Ao contrário do que muitos pensam, Tiago não contraria Paulo, no seu ensino sobre a salvação pela fé, no verso acima, ele apenas aprofunda o ensino acerca da fé real.

Tiago não diz que as obras salvem alguém, apenas diz que algo que alguém chame de “sua fé” mas que não mude em nada seu modo de viver não é fé real e portanto não salvou tal pessoa.

A fé real faz com que se inicie um relacionamento com Deus através de Graça e esse relacionamento começa a nos transformar desde já, gerando obras.

Salvação não é algo que faça diferença só no fim dos tempos, ela começa aqui.

“Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.” (Tiago 2 : 18)

Vale tudo para sustentar um ministério?

Day 187
Creative Commons License photo credit: pasukaru76 (catching up)

“Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.”  (Efésios 4 : 25)

“Porque a nossa exortação não foi com engano, nem com imundícia, nem com fraudulência;”  (I Tessalonicenses 2 : 3)

Muita gente, quando vê que alguém está criticando as pregações que normalmente são feitas sobre  dízimo ou a teologia da prosperidade tenta defender tais ensinos dizendo que se as ofertas não forem acompanhadas de tais ensinos não é possível pagar as contas das instituições, pois ninguém (ou quase ninguém) doará.

Para tais pessoas, Deus autoriza que se minta e manipule desde que seja por um “bom motivo”: sustentar o ministério.

Sim!Para tais pessoas certa “obra de Deus” é algo que Deus considera imprescindível mas ao mesmo tempo ele não dá condições para que a obra seja sustentada de maneira correta e limpa.

É como se Ele dissesse:

”Isso é importante mas eu não vou ajudar em nada,deem um jeito de manter, custe o que custar.Vocês tem carta branca.”

Eu não sou contra quem queira dar 10% ou mais do que ganha e nem acho que dar essa quantia seja um erro ou exagero, creio que ofertar (sendo por amor e se tendo plena consciência do que está fazendo) é algo bom e também creio que não dar nada ou quase nada (havendo condições reais de se dar mais que isso) seja ruim.

“Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.”  (Atos 20 : 35)

Mas é preciso que haja sinceridade no pedir.

Não se pode mentir dizendo que Deus será obrigado a dar uma condição de vida melhor para a pessoa caso ela oferte e nem dizer que se ela não dizimar irá para o inferno.

Se pregando de forma honesta não for possível sustentar uma suposta “obra de Deus” é porque Deus mesmo não está tão preocupado com tal “obra” e é melhor deixar que a coisa termine ou pelo menos diminua até um ponto em que possa ser sustentada de maneira limpa.

É o que eu creio que o Evangelho ensina.

Não vemos em lugar algum Jesus usando de mentiras para conseguir ofertas.

Paulo, embora preferisse ter condições de se dedicar somente à pregação, quando via que não conseguiria ser sustentado ou que ser sustentado causaria escândalo trabalhava para poder se sustentar.

Alguém tem dúvidas de que em qualquer tempo seria útil Paulo pregando o tempo todo?Aparentemente Deus não fez questão disso e Paulo também não usou de mentiras para que as coisas fossem assim.

Não dá para manter de forma honesta?Deixe falir.

Deus mantém o que é imprescindível.

“Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”  (Lucas 12 : 31)

Obedeça aos seus pastores

Return to origins

Creative Commons License photo credit: Jsome1

“Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.”  (Hebreus 13 : 17)

Houve um tempo em que eu evitava esse verso pois a interpretação que eu sempre ouvia acerca dele era de que se devia obedecer cegamente a qualquer homem que carregasse o título/cargo/dom de pastor ainda que ele se corrompesse e mandasse todos fazerem coisas que contrariavam o Evangelho.
Hoje, no entanto, vejo que não foi isso que o escritor quis dizer, não de acordo com o contexto do Novo Testamento.
A gente deve obedecer a pastores que, como diz o verso, “velam por vossas almas” e enquanto nos ensinam algo que tenha esse propósito.
O primeiro exemplo bíblico de pastores que devem ser obedecido são os pais:

“VÓS, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo.”  (Efésios 6 : 1)

Sendo que aos pais se diz:

“… não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo.”  (Colossenses 3 : 21)

O ensinamento que faz o bem a nossas almas é o ensinamento do Evangelho e quem ensina o Evangelho deve sempre ser obedecido, enquanto o estiver ensinando.
O verso 7 diz que os pastores que devem ser obedecidos pregam a Palavra de Deus:

“Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver.”  (Hebreus 13 : 7)

Isso não quer dizer que quem ensine o evangelho em alguns momentos deva ser obedecido em tudo o que mandar (em seus caprichos, por exemplo).
Devemos obedecer a quem nos ensina o Evangelho porque ao o fazermos estaremos obedecendo ao Evangelho e, consequentemente, a Deus.
Paulo diz que quando alguém nos ensina algo que seja diferente do Evangelho não deve ser obedecido, ainda que seja visto como pastor:

“…ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.”  (Gálatas 1 : 8 )

Por outro lado, quem prega o evangelho, mesmo sem carregar títulos, deve ser sempre obedecido:

“A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao SENHOR com graça em vosso coração.”  (Colossenses 3 : 16)

“Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;”  (Hebreus 3 : 13)

Você tem obedecido aos verdadeiros pastores que aparecem em seu caminho?

Tem desobedecido aqueles que ordenam o que não deveriam ordenar e por isso, naquele momento, se tornam falsos pastores?
Pense nisso.