Curas, pregações e milagres não provam que um ministério é de Deus

lfy - framed

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis.

Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?

Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.

Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.

Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.

Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.

Nem todo o que me diz:

Senhor, Senhor!

entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

Muitos me dirão naquele dia:

Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?

E então lhes direi abertamente:

Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.(Mateus 7:15-23)

Valdemiro Santiago,Silas Malafaia,Edir Macedo e outros tem declarado que a prova de que seus ministérios sejam de Deus são os milagres e obras que neles acontecem, pois, supostamente, esses não ocorreriam se Deus não os aprovasse.

Partindo desse pressuposto eles fazem o que querem de certo ou errado e são aplaudidos pelos que acreditam em suas falácias, pois, pensam os enganados,se Deus continua operando os milagres através desses homens é porque deve os aprovar em tudo o que fazem ou então não deve se importar com seus erros.

No entanto, a passagem citada acima demonstra que milagres podem acontecer em qualquer ambiente, mesmo se aquele que dirige a reunião é alguém que Deus não reconhece.

Deus não deixa de agir porque há um enganador usando de má fé com as pessoas, por isso é possível sim que Deus realize milagres mesmo num ministério que ele não aprove.

Um verdadeiro homem de Deus se reconhece não pelos sinais e milagres mas pelos frutos; e frutos só se conhecem com o tempo não num único evento ou em performances.

E não se engane: sinais, milagres, exorcismos e mesmo a pregação não são frutos “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.” (Gálatas 5 : 22) “(Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade);” (Efésios 5 : 9)

Gilmar Santos em Catanduva

Fui convidado por um amigo para ver o Gilmar Santos pregar em um congresso em Catanduva, sábado passado(16/02/08) , num congresso de jovens da Assembléia de Deus.

Esse mesmo amigo ajudou com R$ 50 para trazer o Gilmar, que, segundo dizem, cobrou R$4000 para pregar duas noites.

Ouvimos falar que ele havia pregado bem na sexta e eu fui imaginando que poderia até ser uma palavra boa, mas caso não fosse , seria apenas uma palavra fraca, porém inofensiva.

Quando nós (eu e dois irmãos) chegamos e fomos comer um lanche, o Gilmar chegou e quis enfiar o carro bem aonde nós estávamos sentados ao invés de colocá-lo no estacionamento do outro lado da rua, isso já serviu para incomodar um dos nossos.

Depois quando entramos e ele tomou a palavra eu percebi que a coisa seria pior do que eu imaginava… Continue reading