Problemas de um mundo imperfeito

cuidado com os espinhos..

“E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida.Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo.
No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.”  (Gênesis 3 : 17-19)

Ao ler os primeiros capítulo de Gênesis vemos Deus criando diversas coisas e chamando-as de “boas”, até que o a partir do pecado de Adão ele anuncia que como parte da maldição pela desobediência dele, brotariam, dentre as coisas boas, coisas ruins também.

O surgimento de “espinhos e cardos” simboliza as coisas que surgiriam naturalmente, embora não mais da forma ideal e boa, conforme acontecia antes do pecado.

Qualquer um percebe que doenças e imperfeições não são o ideal da criação.

No entanto alguns parecem se esquecer disso em alguns momentos, utilizando relatos do Gênesis para validar coisas que possam ou não existir hoje, como, por exemplo,a discussão sobre se alguns gays podem ou não ter nascido assim.

Alguns argumentam que “Deus criou homem e mulher e não falharia criando um terceiro sexo”.

Independente da questão do homossexualismo de nascimento ser realidade ou não (eu creio que seja em alguns casos) é uma interpretação falha essa de que pelo fato de Deus haver criado homem e mulher não pode haver um homem que por um defeito genético acabe se sentindo como se fosse uma mulher ou vice versa.

Vivermos num mundo caído também acaba nos forçando a fazer escolhas não ideais, escolhas que ao invés de ser boas, são “menos ruins”.

Muitos não tem coragem de fazer essas escolhas e preferem se omitir, deixando que o que é pior aconteça, enquanto aguardam que um milagre altere a realidade permitindo-as escolher essa alternativa boa que no momento não existe.

Além disso, ao verem alguém que ousa escolher o “menos mal” o julgam como se fosse um amante do mal, como se tivesse deixado de lado a Palavra absoluta do Pai, quando na verdade ele apenas a aplicou da melhor maneira a realidade relativa dessa mundo.

A única maneira de aplicar a Palavra de maneira saudável às nossas vidas e de ensiná-la a outros é quando reconhecemos que a lei é boa mas nós somos maus; que a criação é boa, embora ainda tenha as conseqüências do pecado, tornando-a não tão boa quanto era no início;e que as vezes se tem que escolher algo ruim para evitar algo pior.

“Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes.”  (Mateus 12 : 7)

Pense nisso.

Como disciplinar filhos

 

“Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.”  (Provérbios 22 : 6)

É inegável a importância da educação dos filhos, porém devido a dificuldade de se fazê-la muitos a deixam de lado ou exageram naquilo que pensam ser a forma correta de corrigir, outros apenas usam a fachada de correção para poderem se vingar dos filhos ou para descontar em cima deles alguns de seus problemas pessoais.

Abaixo uma lista de princípios que creio que sejam importantes para os pais:

  • Deixar de corrigir causa diversos problemas, visto que ninguém nasce já educado, e, não sendo educado em casa, o filho sempre acaba sendo educada em fontes duvidosas, pois de algum lugar a pessoa vai tirar alguma educação, boa ou má.

“A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara da correção a afugentará dela.”  (Provérbios 22 : 15)

  • A rigidez demasiada na educação dos filhos também não é algo bom, isso pode irritar os filhos e dificultar seu aprendizado; o filho não deve obedecer por medo dos pais e nem só para evitar a chatice deles, mas sim por crer que aquilo que lhe é ensinado é bom.

“Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo.”  (Colossenses 3 : 21)

  • Não se deve querer corrigir os filhos da mesma forma como os pais nos corrigiram um dia, devemos analisar friamente e ver o que realmente funciona e o que era apenas bobagem de nossos pais e assim criar uma forma de educar própria, de acordo com o que achar importante para uma boa educação.
  • Nunca se deve disciplinar de forma impulsiva, deve-se buscar o auto domínio a fim de não exagerar nos momentos de raiva.
  • Também deve-se evitar vingar-se do filho quando ele desobedece algo, a disciplina deve ser aplicada com intenção de educar, não de se vingar ou aterrorizar.

“Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui sempre o bem, tanto uns para com os outros, como para com todos.”  (I Tessalonicenses 5 : 15)

  • O filho não deve entender a disciplina como capricho ou vingança de um cara mais forte com quem ele mexeu, por isso todo excesso deve ser assumido e se deve pedir perdão pelos excessos.

“Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não deixes que o teu ânimo se exalte até o matar.”  (Provérbios 19 : 18)

Como disciplinar?

Embora a Bíblia cite a “vara” como exemplo de correção, nem toda correção tem de causar dor física, há diversas formas de se corrigir uma criança, deve-se pesquisar e procurar a melhor opção.

Um bom programa de TV para quem quer exemplos de como disciplinar seu filho é a Supernanny do SBT.

Educação influenciada por traumas

Muitas pessoas guardam traumas de seus pais e acabam agindo da mesma forma com os filhos; é importante que pessoas com tais traumas busquem ajuda psicológica afim de se curarem e poderem ser melhores pais.

Um livro que pode ajudar nesse tratamento de traumas é Curando as feridas que afligem a alma de Curt Grayson & Jan Johnson .

Bom, isso é o que eu consegui juntar, se alguém mais tiver dicas poste nos comentários. 😉

[lomadeewpro category=’2922′ keywords=’supernanny’]

A Lei como remendo de pano novo em veste velha

Patches

“Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha, porque semelhante remendo rompe a roupa, e faz-se maior a rotura.”  (Mateus 9 : 16)

“Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.”  (Romanos 7 : 7)

A bíblia nos diz que Adão pecou e que seu pecado passou para todos os homens (todos os homens se tornaram como roupa velha e rasgada).

“Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.”  (Romanos 5 : 12)

Algum tempo depois veio a novidade: a lei de Moisés.

“Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei.”  (Romanos 5 : 13)

A intenção real da lei era mostrar o tamanho do pecado do homem, o buraco imenso da roupa velha.

“Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.”  (Romanos 3 : 20)

Aqueles que tentam ser salvos por ela acabaram acabam tendo em si abundância de pecado ao invés de cura , pois a roupa velha nunca terá condições de suportar um remendo novo e assim seu buraco acaba ficando maior.

“Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse…”  (Romanos 5 : 20a)

“Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.”  (Romanos 7 : 7)

“Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado.”  (Romanos 7 : 8 )

“E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri.”  (Romanos 7 : 9)

“Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.”  (Romanos 7 : 14)

Por isso a nossa única opção de salvação é a Graça que foi estabelecida antes mesmo de Adão pecar, qualquer outra forma de salvação só nos piorará.

“…onde o pecado abundou, superabundou a graça;”  (Romanos 5 : 20b)

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
Não vem das obras, para que ninguém se glorie;”  (Efésios 2 : 8,9)

Espero que tenha ajudado alguém a entender. 🙂

Alguma dúvida? 😛