Os provérbios de Deus

“mas de mim Deus fez um provérbio para todos, um homem em cujo rosto os outros cospem. Jó 17:6

Agora, porém, sou a sua canção, e lhes sirvo de provérbio. Jó 30:9

Tu nos pões por provérbio entre os gentios, por movimento de cabeça entre os povos. Salmos 44:14

E serás por pasmo, por ditado, e por fábula, entre todos os povos a que o Senhor te levará. Deuteronômio 28:37

 

Provérbio no dicionário Michaelis

pro.vér.bio

sm (lat proverbiu) 1 Máxima breve e popular; adágio, anexim, ditado, rifão, sentença moral. 2 Pequena comédia que tem por entrecho o desenvolvimento de um provérbio.

Relendo o livro de Jó(provavelmente pela quinta vez), encontrei esse verso e o postei no meu perfil do Facebook, onde venho tentando mostrar, nos últimos dias,  através de trechos do livro de Jó que mesmo Deus sendo amor, Ele ainda é capaz de fazer com seus amados que alguns acham que ele jamais faria.Mais tarde pensei naquilo que Jó afirma: que Deus teria feito dele “um provérbio para todos”. Provavelmente essa é uma das justificativas para Deus causar ou permitir o sofrimento na Terra, mesmo com os “inocentes”. Deus usa o sofrimento de alguns como um provérbio, um ensinamento para todos.

É claro que poderia ser apenas algo dito por Jó num momento de dor, sem conexão com a realidade(para quem não acha que cada afirmação na Bíblia é inspirada) mas a verdade é que o sofrimento de alguns como tendo utilidade para outros é um tema que a Bíblia aborda constantemente, conforme exemplificado nos versos do começo desse post e em outros diversos.

Eu jogarei imundície sobre você, e a tratarei com desprezo; farei de você um exemplo. Naum 3:6

Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Temo-nos tornado um espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens. 1 Coríntios 4:9

O sofrimento pode servir tanto para o crescimento da pessoa que sofre quanto para o crescimento de outras (não apenas como vingança, como muitos imaginam). Por isso é que mesmo uma pessoa ou ser que aparentemente não tem no que crescer (como crianças e animais) o sofrimento pode ser aplicado ou permitido por Deus.Todos nós provavelmente já fomos tocados e ensinados por exemplos de pessoas que passaram por grandes sofrimentos.

Pode parecer injustiça que alguém “inocente” tenha de sofrer para ensinar algo aos outros, ainda mais para pessoas que não são tão inocentes assim mas é algo que Deus faz e que acha aceitável, além de ser algo parecido com o que Cristo fez (Cristo não foi só um exemplo, mas também foi e aceitou sofrer tanto na morte quanto em vida por nós, pois não é moleza para Deus ter de viver como homem).

É claro que nem todos entendem a mensagem corretamente.Há quem entenda que se alguém sofre, sofre porque merece e esse foi o entendimento dos amigos de Jó.Provavelmente muitos dos que o viam como provérbio, diziam que era o exemplo do que acontece a um homem sem Deus, embora isso não fosse verdade.Paulo e outros apóstolos também foram mal interpretados por muitos no seu sofrimento:

Nós somos loucos por causa de Cristo, mas vocês são sensatos em Cristo! Nós somos fracos, mas vocês são fortes! Vocês são respeitados, mas nós somos desprezados!

Até agora estamos passando fome, sede e necessidade de roupas, estamos sendo tratados brutalmente, não temos residência certa e trabalhamos arduamente com nossas próprias mãos. Quando somos amaldiçoados, abençoamos; quando perseguidos, suportamos; quando caluniados, respondemos amavelmente. Até agora nos tornamos a escória da terra, o lixo do mundo.

1 Coríntios 4:10-13

Quantos ainda querem ser usados sabendo disso?Que Deus nos ajude a dormir com esse barulho.

Anjos fazem sexo?

os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram bonitas e escolheram para si aquelas que lhes agradaram.
Gênesis 6:2

Algumas das supostas certezas que as pessoas tem sobre os anjos não são bíblicas.

O verso acima mostra um interesse de anjos por mulheres, coisa que muitos diriam ser impossível, visto que supostamente anjos não tem sexo.

A Bíblia não diz que hajam anjos e “anjas”, porém não dá a certeza de que as últimas não existam.

O fato de nunca ser apresentada na Bíblia uma “anja” não prova que elas não existam, pois a Bíblia não nos apresenta tudo o que existe e em diversas passagens bíblicas mulheres e crianças são deixadas em segundo plano, de modo que não Deus pode simplesmente ter ocultado algumas coisas porque sabia que não entenderíamos ou valorizaríamos.

Continuando em Genesis, vemos que não somente os anjos acharam as mulheres bonitas, como também fizeram sexo com algumas, gerando filhos mutantes:

Naqueles dias havia nefilins na terra, e também posteriormente, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens e elas lhes deram filhos. Eles foram os heróis do passado, homens famosos.
Gênesis 6:4

Não sei se o verbo “possuir” pode ter outro sentido no original hebraico e os anjos possam ter engravidado as mulheres de outra forma (algo milagroso) mas seja como for, o fato dos filhos terem nascido com caracteristicas diferentes das outras crianças, demonstra que houve algo da essência dos anjos que se juntou ao DNA humano.Não foi só um homem possuído por um espírito engravidando uma mulher.

Há também um outro verso que fala sobre uma condenação dos anjos que pode ter ocorrido devido a terem relações sexuais com humanos, ao invés de seres da mesma natureza:

E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia;

Assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.
Judas 1:6-7

Há quem tente negar que anjos tenham tido relações com mulheres, dizendo que “filhos de Deus” seriam filhos de Sete e “filhas do homem”, filhas de Caim, mas o termo “filhos de Deus” é o mesmo usado no livro de Jó, onde ninguém tem dúvidas de que sejam anjos:

E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles.
Jó 1:6

Estudo feito com ajuda de Odenir Martins.

Sobre o desabafo de Edir Macedo

Bo to Polska, nie elegancja Francja...

Creative Commons License photo credit: MichalFotos

“Tudo isto vi nos dias da minha vaidade: há justo que perece na sua justiça, e há ímpio que prolonga os seus dias na sua maldade.”  (Eclesiastes 7 : 15)

Domingo  Edir Macedo publicou um desabafo no seu blog no qual insinua que quem o critica o faz por inveja, já que ele é mais bem sucedido do que os críticos.

Além disso, ele dá a entender que o fato dele ser tão “abençoado” já é prova de que ele é honesto e que Deus o aprova como está.

Esse argumento do Edir não é novo, Silas Malafaia já o utilizou, com algumas variantes, contra Caio Fábio e outros que o criticaram e esse é um dos argumentos mais utilizados pelos defensores deles e por outros pastores a fim de relativizar qualquer crítico que se oponha a eles.

O problema é que tal argumento não tem base bíblica, na Bíblia nem sempre o justo se dá bem e o ímpio se dá mal como eu já disse  no post Jó mereceu sua tragédia? e  o Tom Fernandes no post Negando a Páscoa (onde ele também comenta o desabafo do Edir).

…se a santidade deles é tão acentuada assim, por que não são tão abençoados por Deus como gostariam? Seria Deus injusto para com eles?Que Deus é Esse que abençoa um “bandido” e amaldiçoa os certinhos?(trecho do desabafo do Edir)

Se fossemos seguir a lógica do Edir, Paulo não poderia ter criticado Pedro (pois Paulo não era atendido quando pedia para que seu espinho da carne fosse retirado) Jesus não seria santo, pois Ele teve uma oração  não respondida e o mendigo Lázaro nunca teria ido morar no seio de Abraão, pois nem sua fome conseguia saciar, tendo de se contentar com as migalhas de um rico.

Ou então Deus seria mesmo um baita injusto, que só foi justo mesmo com ele (Edir). 😀

Só me resta achar que Edir continua achando que seus seguidores gostam de fezes e por isso usa fezes para os pescar .