Crente tem que fazer barulho?

 

Sábado, na conferencia missionária, ouvi mais uma vez o pregador dizer que crente de verdade não consegue ficar quieto.
Embora já pensasse que tais “chavões” não são realmente a forma bíblica de ver as coisas, lembrei-me de uma Palavra de Jesus que parece contrariar esse pensamento tão genuinamente “pentecostal”.

Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. (Mateus 6 : 6)

Vemos aqui que Jesus não apresenta essa necessidade de se fazer barulho (mesmo na oração), mas diz que quem ora em oculto recebe o galardão de Deus, em contraste aquele que gosta de se mostrar para os outros no versículo anterior:

E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. (Mateus 6 : 5)

Eles receberam seus galardões dos homens pois já foram vistos orando e foram reconhecidos pelos homens como bons religiosos.

Um exemplo de inversão de valores…
Enquanto no evangelho o importante é a pessoa e Deus, na religião o importante é que ela prove através de provas visíveis ou audíveis que é crente.e possamos ser recompensados só por Deus mesmo.