Sansão, o Hulk da Fé

EW Avengers Hulk & Hawkeye cover

“Que mais direi? Não tenho tempo para falar de Gideão, Baraque, Sansão, Jefté, Davi, Samuel e os profetas,os quais pela fé conquistaram reinos, praticaram a justiça, alcançaram o cumprimento de promessas, fecharam a boca de leões,apagaram o poder do fogo e escaparam do fio da espada; da fraqueza tiraram força, tornaram-se poderosos na batalha e puseram em fuga exércitos estrangeiros.” Hebreus 11:32-34

“Será que não há mulher entre os seus parentes ou entre todo o seu povo? Você tem que ir aos filisteus incircuncisos para conseguir esposa? “

Sansão, porém, disse ao pai:

“Consiga-a para mim. É ela que me agrada”.

Seus pais não sabiam que isso vinha do Senhor, que buscava ocasião contra os filisteus; pois naquela época eles dominavam Israel.”Juízes 14:3-4

 

Sansão normalmente é visto como um mau exemplo, como alguém que se desviou dos planos que Deus tinha para ele e por isso acabou tendo sua vida destruída, tendo apenas “se arrependido” no fim da vida, o que fez com que Deus lhe ajudasse a fazer um último trabalho para Deus mas não impediu a sua morte.Por esse arrependimento tardio é que teria conseguido aparecer entre os “heróis da fé” de Hebreus 11.Pensam que Sansão poderia ter tido uma vida mais correta e que Deus faria obras ainda maiores com ele caso ele tivesse seguido o caminho certo.Isso, porém, não é o que a Bíblia afirma, a história de Sansão está cheia de referências ao plano de Deus que estava sim relacionado aos “erros” de Sansão.

Sansão nunca é descrito como alguém preocupado com a libertação de Israel do domínio dos filisteus e nem com fazer a vontade de Deus, ele apenas faz a obra movido por impulso: por amor, raiva, vingança e outros sentimentos humanos.Ele é alguém que se preocupa com seus próprios interesses e Deus usa essa passionalidade dele para levá-lo a fazer o obra de destruição dos filisteus e consequente libertação de Israel.Até mesmo no seu momento final, quando foi cegado e preso, Sansão não demonstra arrependimento pelas suas obras passadas ou desejo de fazer a vontade de Deus ou libertar seu povo, ele apenas quer se vingar uma vez mais,dessa vez pela visão perdida.

É aí que está a semelhança de Sansão com Hulk.Sansão é o homem mais forte da Bíblia, enquanto Hulk é um dos mais fortes das histórias em quadrinhos.Hulk é forte, porém não é muito racional e é extremamente passional.Hulk aparece (ao menos na versão atual) quando Bruce Banner (seu alterego) se irrita demais e perde o controle.A força de Sansão vem de forma semelhante, apenas com a diferença de que a força de Hulk vem dos raios Gama e a força de Sansão vem do Espírito Santo que o domina naquele momento (a única exceção é quando Sansão está preso e ora a Deus para que lhe dê mais uma vez forças). Hulk é visto como herói por ajudar a deter (ou deter sozinho) ameaças mas não é como os outros heróis que são quase que totalmente conscientes do que estão fazendo.Hulk irritado pode atacar um vilão mas também um herói, ele não tem uma ética tão complexa quanto os outros.Assim é Sansão também.

Não há como afirmar que Sansão nunca tenha pensado a fundo em Deus ou que não se preocupasse com a situação de seu povo mas isso é algo que o texto não diz, como diria de outros personagens.Sansão, assim como Hulk, é visto como herói por seus feitos e não pelas suas intenções ou pensamentos.Sansão pode não ser o exemplo de judeu mas Deus se agradou dele mesmo assim e é assim que quis o usar.

Como tirar lições de Sansão para nós?Certamente ninguém deve buscar cometer erros a fim de ser usado de forma especial por Deus como Sansão foi, mas creio que o fato de que Deus possa usar alguém que era como Sansão era deve nos alertar para o perigo de julgar o próximo.Se Deus usou Sansão mesmo sendo tão “desligado” e passional, porque é que não poderia usar aquele irmão que conhecemos e que tem defeitos parecidos?Como podemos julgar que eles não tenham a Deus na vida?Lembremos da fala do irmão Paulo:

“Quem é você para julgar o servo alheio? É para o seu senhor que ele está de pé ou cai. E ficará de pé, pois o Senhor é capaz de o sustentar.” Romanos 14:4

O que é o batismo com fogo?

 

E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.
Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará. (Mateus 3:11)


Há várias interpretações acerca do que seria o “batismo com fogo” a que João Batista se referia na passagem acima.

Uma interpretação muito popular em algumas igrejas pentecostais é a que diz que o batismo com Espírito Santo e batismo com fogo seriam sinônimos, sendo o fogo um símbolo do Espírito.

Há alguns dias atrás também soube pelo Charles que alguns interpretam o tal batismo como a prova de fogo que manifestará as obras dos crentes descrita em 1º coríntios 3.

 

A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um.
Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.
Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo. (1º coríntios 3:13-15)



Eu, porém, acredito (e outros comigo) que o batismo com fogo significa a condenação dos hipócritas, de acordo com as parábolas de João Batista :

 

E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará.(Mateus 3:10,12)

Se as árvores sem frutos seriam lançadas no fogo, então o fogo não era um fogo que mostraria os frutos delas e sim que as consumiria após se comprovar sua falta deles.

Sinceramente não sei se o Espírito tem como símbolo bíblico frequente o fogo (não consegui notar isso ainda, lendo a Bíblia), porém creio que nesse contexto “fogo” não se está simbolizando Ele.

Desse modo acredito que o que João diz é que Jesus faria dois batismos: o do Espírito para aqueles que realmente o desejassem e o de fogo para os hipócritas que vinham se batizar com João sem se arrepender verdadeiramente em seus corações.

Acerca do castigo com fogo, não tenho ideia se é inferno, destruição ou alguma outra coisa, só sei que é alguma condenação aos infrutíferos, seja eterna ou apenas temporária.

E você o que acha?