Sobre a queda de Caio Fábio

Caio Fábio já se pronunciou diversas vezes sobre sua queda no site www.caiofabio.net, em diversos textos e em diversas mensagens, isso há muito tempo (durante o tempo em que o acompanho, pelo menos, e o acompanho pela internet há pelo menos 4 anos).

Ele sempre admitiu suas falhas (não sei dizer se todas, mas muitas), embora também não escondesse quais eram as falhas de outros envolvidos.

Engana-se, portanto, quem pensa que Caio Fábio não assumiu os seus erros passados e tenta disfarçar seus erros jogando a culpa em outras pessoas.
Engana-se também quem acha que ele só assumiu seus erros recentemente nesse trecho de vídeo amplamente divulgado(inclusive por mim) recentemente:

Abaixo alguns links de mensagens em áudio onde ele fala sobre sua queda:

Caio Fábio – Testemunho – Meu trajeto de 1973 a 2007


Nesse vídeo ele fala sobre a tentação da ética na qual ele caiu:

Sabe de mais mensagens ou textos onde Caio fale sobre isso?Deixe nos comentários e eu vou adicionando ao post.  🙂

Siga-me no twitter: http://twitter.com/robertosoares

Deus não depende de pregadores para falar

Golden Light

Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.

Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; (Romanos 1:19,20)

“Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois Por toda a terra saiu a voz deles, E as suas palavras até aos confins do mundo.”  (Romanos 10 : 18)

Paulo cria que era possível conhecer a Deus e crer nEle sem nunca ter ouvido uma pregação evangélica, apenas através da observação da natureza.

No verso acima ele cita um versículo do Salmo 19 para “basear biblicamente” seu pensamento.

O salmo 19 tem vários versos que falam sobre a pregação da natureza:

Os céus declaram a glória de Deus

e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.

Um dia faz declaração a outro dia,

e uma noite mostra sabedoria a outra noite.

Não há linguagem nem fala onde não se ouça a sua voz.

A sua linha se estende por toda a terra, e as suas palavras até ao fim do mundo.

Neles pôs uma tenda para o sol, o qual é como um noivo que sai do seu tálamo, e se alegra como um herói, a correr o seu caminho.A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso até à outra extremidade, e nada se esconde ao seu calor.(Salmo 19:1-6)

Podemos ver, então, que não é bíblico o pensamento de que toda pessoa que nunca ouviu uma pregação pela boca de um crente vai para o inferno.

Deus fala de diversas formas e não há quem nunca o tenha ouvido de uma forma ou outra, de modo que a pessoa sempre poderá escolher crer ou não.

É claro que quem conhecer a Deus através da criação não terá os detalhes que nós temos através da Escritura, mas terá o suficiente para ser crer e ser salvo.

Isso não torna inútil o trabalho dos pregadores, apenas mostra que eles tem o privilégio de colaborar com a obra de Deus embora Deus não dependa deles para salvar ninguém.

Aprenda mais sobre esse assunto na mensagem O fenômeno da comunicação divina, do pastor Caio Fábio.

Esse texto serve como introdução à nova categoria imagens que conterá, a principio, imagens da criação citadas em textos bíblicos como sendo imagens que ensinam coisas.

Deixo uma pergunta aos leitores teólogos:Paulo fez bom uso da hermenêutica ao fazer a interpretação que fez sobre o Salmo 19?

Creative Commons License photo credit: Paulo Brandão

Você nunca adulterou?

The Seventh Commandment
Creative Commons License photo credit: pasukaru76

Vejo muita gente desprezando quem já adulterou, como se se considerasse muito superior à tais pessoas.

Mesmo quando a pessoa que adulterou um dia já se arrependeu há muito tempo, ainda resta um certo desprezo no olhar daqueles que nunca fizeram tal ato.

Esse sentimento de superioridade se assemelha ao do fariseu de uma das parábolas contadas por Jesus:

E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros:

Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.

O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira:

Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.

Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.

O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo:

Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!

Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.(Lucas 18:9-14)

Quem nutre esse sentimento de superioridade e desprezo pelos adúlteros (ou ex-adúlteros) além de não ser justificado diante de Deus, ainda pode ser um hipócrita, pois, segundo Jesus:

“…qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.”  (Mateus 5 : 28)

Jesus nunca disse que o adultério do coração era menos grave do que o físico, de modo que tanto faz se você já saiu com a mulher alheia ou se você apenas fantasiou isso, diante dEle você é adultero.

A menos que você nunca tenha fantasiado nada com quem não deveria fantasiar.