Caio Fábio e a sua interpretação da Bíblia (traduzido)


Estou escrevendo esse texto espantado com a dificuldade que as pessoas tem de entender o que o Caio diz e a facilidade com que o entendem da pior forma possível.

Caio Fábio não crê que a Bíblia seja a Palavra de Deus, assim como eu também não creio.

Para entender o que eu e ele queremos dizer com isso, leia A Bíblia não é a Palavra de Deus

Logo, quando Caio falar de Bíblia, não escute “Palavra de Deus”, pois ele não quer dizer isto.

Quando Caio diz que a Bíblia contém erros, ele não está dizendo que a Palavra, ou Jesus, tenha erros, mas somente o livro.

Quando ele diz que “O Cristianismo NUNCA leu a Bíblia tendo Jesus como a chave hermenêutica” ele está EXAGERANDO, ora bolas!Será que ninguém entende um exagero?
Ele sabe que alguns poucos durante todo esse tempo podem ter lido a Bíblia da maneira certa.

Para finalizar, quando Caio diz que a Bíblia “não é um livro de Deus” ele está apenas dizendo que “a Bíblia é um livro do homem” um livro no formato humano, para humanos entenderem.Deus não ganha nada lendo a Bíblia, ela apenas serve para nós e nos comunica parte do que Deus é.

Será que assim dá para entender?Ou seria necessário uma história em quadrinhos?

Veja o vídeo (muito útil, por sinal) que causou tanta polêmica entre alguns “evangélicos”:

Outros comentários sobre o vídeo:

Caio Fábio e a polêmica sobre a inerrância da Bíblia

A Bíblia é a Palavra de Deus?

photo by: Al_HikesAZ

A Bíblia não é a Palavra de Deus

some food

“E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus.”  (Apocalipse 19 : 13)

A própria Bíblia não se chama de Palavra de Deus mas sim de Escritura.

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;”  (II Timóteo 3 : 16)

“Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; E quem nela crer não será confundido.”  (I Pedro 2 : 6)

“Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.”  (II Pedro 1 : 20)

A Palavra de Deus é Cristo:

“O QUE era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida”  (I João 1 : 1)

“Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um.”  (I João 5 : 7)

“NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.”  (João 1 : 1)

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.”  (João 1 : 14)

A Bíblia é inspirada por Deus e contém palavras de Deus em si, mas ela não é a Palavra e nem a Palavra se limita ao livro chamado Bíblia.

Se você resiste em crer que a Bíblia não seja  a Palavra de Deus, tente substituir Palavra ou Verbo (que no grego é sinonimo de Palavra) por Bíblia.

A Bíblia testifica no céu junto com o Pai e o Espírito no lugar de Jesus?A Bíblia se fez carne?A Bíblia estava com Deus no principio e era Deus?

“A Bíblia é o Livro.

A Escritura é o Texto.

A Palavra É!” (Caio Fábio)

Leia também: Quando a Bíblia faz mal

Creative Commons License photo credit: Rushay

O que é a Graça de Deus?

Gift :D

“Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.”  (Romanos 3 : 24)

Você sabe o que é a Graça de Deus? Sabe para que ela serve?

Muitos provavelmente darão a resposta padrão: “Graça é favor imerecido”
Mas que favor é esse?
Em que esse favor não merecido afeta a minha vida?
Qual é esse favor que eu recebo sem merecer?

Ora, o favor imerecido de que Paulo fala é a salvação sem merecimento.

Sim, pela graça somos salvos sem merecer a salvação!

“Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça.”  (Romanos 4 : 5)

É importante que se diga isso (mesmo sendo óbvio para muitos, ainda que só na teoria) pois ainda há quem pense que a graça nos salva mas não nos salva totalmente, pois ainda precisamos nos salvar por nossas obras.
É o que aprendi, de forma direta ou indireta, nas várias igrejas evangélicas por onde passei até conhecer o Caminho da Graça do pastor Caio Fábio.
Não que eu só tenha entendido a Graça através do Caio, mas, fora Paulo, ele foi um dos primeiros que eu achei que falou dela claramente.
Paulo diz diversas vezes que ou a pessoa se salva pela fé ou pelas obras(na verdade essa é uma impossibilidade, mas há quem tente), não há como ser metade pela graça e metade pelas obras.

“…o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada.”  (Gálatas 2 : 16)

Como você entende a Graça de Deus?Foi ensinado de forma satisfatória em sua igreja acerca dela?

Esse post faz parte da blogagem coletiva sobre a Graça de Deus, promovida pelo blog Celebrai! na sua 2ª promoção.

Creative Commons License photo credit: MarcinMoga / Lolek