Perdão e convivência

E' guerra!!!!!!!!!!-Ovvero la vendetta di Geo-Cat attack

“E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas.”  (Marcos 11 : 25)

“Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;”  (Mateus 5 : 44)
“Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou.”  (João 8 : 59)

“Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;”  (Eclesiastes 3 : 5)

Jesus sempre ensinou que deveríamos perdoar e amar a todos, mesmo aqueles que nos fazem mal e não demonstram arrependimento.

Ele mesmo pediu ao pai que perdoasse aos que o crucificaram, mesmo eles não tendo se arrependido:

“E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.”  (Lucas 23 : 34)

Devemos sempre perdoar da forma como gostaríamos de ser perdoados, de modo que se quisermos ser perdoados mesmo não tendo ainda pedido perdão por algum pecado, devemos também fazer isso a quem peca contra nós e ainda não se arependeu.

Mas nem por causa disso Jesus incentivou que escolhêssemos conviver com gente que nos faz mal, ele mesmo sempre se retirava quando via que certas pessoas lhe ofereciam perigo.

Amar não significa necessariamente ser amigo, fazer refeições juntos ou coisas assim.

Jesus manda convidar os necessitados para refeições, mas nunca diz que se deve convidar os inimigos:

“E dizia também ao que o tinha convidado:

Quando deres um jantar, ou uma ceia, não chames os teus amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes, nem vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso recompensado.

Mas, quando fizeres convite, chama os pobres, aleijados, mancos e cegos, e serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mas recompensado te será na ressurreição dos justos.” (Lucas 14:12-14)

Por outro lado, o amor ao inimigo pode incluir dar a ele o que comer e beber:

“Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça.”  (Romanos 12 : 20)

Entrei nesse assunto por causa de algumas pessoas que acham que Deus quer que as pessoas jamais se separem, mas perdoem seus conjugues e continuem juntos.

Sem dúvida, o cristão deve sempre perdoar seu conjugue, mas isso não quer dizer que eles devam continuar casados.

Quando Jesus disse que a pessoa que se separasse e casasse de novo, por causa de fornicação, não estaria cometendo adultério ele não estava dizendo que nesse caso a pessoa tem direito de não perdoar e sim que tem o direito de não ficar mais junto da pessoa, ainda que a tendo perdoado.

Perdoar não é se tornar ingênuo, fazer de conta que não aconteceu nada.Perdoar é abrir mão de cobrar uma dívida real porque sabe que foi perdoado de dívidas que jamais conseguiria pagar.

“Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas.”  (Mateus 10 : 16)

Creative Commons License photo credit: silgeo

(Visited 6.249 times, 1 visits today)
Tags , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Roberto Donizeti Soares

Moro em Catiguá, interior de São Paulo. Sou psicólogo formado pelo Instituto de Ensino Superior de Catanduva (IMES Catanduva, antiga FAFICA) e trabalho em Catanduva, na Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva. Li a Bíblia algumas vezes e continuo relendo e buscando um maior entendimento. Simpatizo com o movimento Caminho da Graça do pastor Caio Fábio de Araújo Filho. Gosto de teologia, sociologia, psicologia, antropologia, política, livros, filmes, música, gibis, jogos e brinquedos, entre outras coisas.

33 respostas para Perdão e convivência

  1. Perdoar é muito bom, você sente um sentimento diferente, sente um alivio que nunca jamais foi vivido!!!Experimente dessa benção de Deus.
    • Paulo Gaspar diz:
      a paz de cristo, perdoar é um dever e obrigaçao de todo aquele que se diz ser cristao. porque Jesus quando nos ensinou a orar disse: perdoa as nossas falhas assim como nós tambem perdoamos a quem nos tem ofendido. isto é se n perdoamos tambem n somos perdoados, e quando perdoamos Deus tambem ouve as nossas oraçoes: sem dizer que qd perdoamos fazemos um bem para nós mesmos porque s+o perdoa quem ama o proximo,e quem ama o proximo esta livre do odio, e nós sabemos que o odio produz dentre várias doenças até mesmo problemas do coraçao. portanto perdoar é bom Deus gosta e é saudavel. abraços………………continuem com Deus
  2. Clênio Córdova diz:
    Mensagens Pastorais.

    Reconciliação e o Poder do Perdão.

    A reconciliação é uma das palavras mais expressivas que existe na língua portuguesa. Sempre que ouço esta palavra, vem à minha mente uma situação onde duas pessoas que eram inimigas reiniciam um relacionamento que fora interrompido. A palavra reconciliação é representada no grego por três diferentes palavras, a saber:

    Dialláoow: Significa tornar amigas duas pessoas que são inimigas. Ambos estão irados e precisam ser reconciliados. Esta palavra nunca pode ser usada em relação à Deus, pois fomos nós quem Lhe voltamos as costas e não Ele a nós.

    Apokatallasso: Quer dizer uma mudança completa da inimizade para a comunhão. Quando esta palavra é usada implica em uma situação em que apenas uma pessoa estava em estado de inimizade e teve totalmente restaurada, sua comunhão com a outra pessoa.
    Katallasso: Tem o mesmo sentido que Apokatallasso e é aplicada na mesma situação.

    O Evangelho de Lucas, capítulo 15, narra a história de um pai e de seus dois filhos. A reconciliação se deu quando o filho mais moço decidiu sair de casa, mas para isso, pediu ao pai sua parte na herança que tinha direito, e foi-se embora aproveitar a vida. O filho mais velho, porém, continuou em casa trabalhando com o pai. O jovem rebelde foi para uma terra distante, e lá gastou toda sua herança com a vida desregrada. De repente, sobreveio àquela região uma grande fome. Aquele rapaz não tinha nada para comer e suas necessidades começaram a aparecer. Ele procurou trabalho, e o que encontrou foi um emprego em uma fazenda onde ele cuidava e alimentava os porcos. Vivendo uma situação completamente diferente daquela que ele vivia na casa de seu pai, o rapaz finalmente ?caiu em si?. E disse: ?O que está acontecendo comigo?

    Estou aqui morrendo de fome, enquanto na casa de meu pai, os escravos comem uma boa comida! Eu, comendo comida de porcos para não sentir fome!? De repente, o jovem decidiu voltar para casa de seu pai. Então planejou a sua volta e o que iria dizer ao pai: ?Vou dizer ao meu pai: Pai, eu sei que pequei contra o céu e contra ti, pois fui ingrato e dissipei toda minha herança. Já não mereço ser teu filho, mas se permitires que eu volte para casa, ficarei contente de ser apenas um escravo ou um empregado.? Através do modo como ele pensava, podemos inferir que ele pensava que o seu pai não se importava mais com ele. Mesmo assim, ele partiu para a casa de seu pai, não sabendo que uma grande surpresa o aguardava. Ao se aproximar da casa de seu pai, o jovem foi visto por ele.

    Acredito que durante todos os dias esse pai saía de sua casa e ficava olhando na linha do horizonte só para ver se o filho estava voltando. Ele nunca perdeu a esperança e mantinha uma forte convicção de que um dia aquele filho voltaria para sua casa. E foi assim que aconteceu. Um dia, ele avistou seu filho chegando. Saiu correndo ao seu encontro, o abraçou e o beijou. O rapaz por sua vez, lhe falou tudo o que tinha planejado, inclusive que estava disposto a se tornar empregado do pai. Mas o pai chamou seus empregados e ordenou que eles preparassem uma grande festa de boas vindas. Não havia nenhum ressentimento ou ira no coração daquele pai; embora existissem motivos de sobra para isso. A atitude do pai foi expressa com uma magnífica declaração para todos os que estavam naquela festa. Ele declarou: ?Este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado.? Através dessa parábola vemos claramente o significado de reconciliação. É inegável que o pai amava aquele filho, caso contrário, não teria dado a ele sua parte na herança.

    Durante todo o tempo em que o rapaz esteve fora; talvez meses ou quem sabe anos; o pai manteve seu amor por ele, e também o desejo de que ele voltasse para casa e se reconciliasse com a família. O rapaz, no entanto, esperava que o pai o tratasse com severidade por causa de sua tolice. Contudo, o que ele encontrou em lugar de barreiras severas foi amor e aceitação. Nessa parábola, os pontos mais relevantes que devemos considerar, são:
    Deus deseja que todos os homens se tornem seus filhos, mas alguns simplesmente se desviaram;
    É responsabilidade da Igreja buscar estes queridos irmãos para que os mesmos sejam reintegrados nela;

    Vamos arrancar o jargão que a Igreja carrega, o qual é maligno e mata. Não queremos mais ser conhecidos como o único exército que abandona o soldado ferido; queremos ser reconhecidos como a Igreja que pratica a reconciliação, que cuida e apascenta as ovelhas, que trata das feridas com o remédio certo, isto é, o amor e o perdão. A reconciliação é possível quando praticamos o amor. O amor que sara, que restaura, que transmite uma nova vida, que nos capacita a olharmos com os olhos de Deus e sentirmos com o Seu coração. A reconciliação e o Perdão é o que a Igreja precisa exercitar.

    Evangelista Clênio

  3. Clênio Córdova diz:
    Perdão Importante

    PERDÃO é um fato. . . O Cristo que nos recomendou viveu o perdão incondicional. E não consta que o Mestre tenha demonstrado em Sua vida fraqueza de caráter. Alguns até pensaram que ele era meio fraco, já que quando perseguido e açoitado, não esboçou qualquer gesto de reação e no auge do seu martírio ainda foi capaz de pedir ao Pai que perdoasse os seus ofensores.

    PERDÃO é um fato. . . A primeira razão para perdoar encontra-se na constatação de que todos nós ainda somos imperfeitos.

    PERDÃO é um fato. . . Então, se alguém nos ofende, não o faz por maldade, mas por ignorância. Ignorância, significa, que quem nos ofendeu ignora, ainda não aprendeu a lição do respeito. Sendo assim, as pessoas como elas são; cheias de virtudes e defeitos. Não há perfeição haveremos de aceitar, ainda somos imperfeitos. Vamos sair da ilusão de que os outros devem ser perfeitos, principalmente quando agem conosco.

    Muitos dizem: “Ah, eu me desiludi com aquela pessoa”. É claro! Sabem porquê ? Porque se iludiram com ela, pensando que esta seria perfeita o tempo todo. Provavelmente, notaram muitas virtudes e aí passaram a imaginar que aquela pessoa era “Perfeita”, mas quando esta mostrou os seus defeitos, veio a desilusão, o engano, a decepção. Aí, muitos dizem que não conseguem perdoar porque estão muito magoados.

    Porém, o problema não está no outro, pois era previsível que por mais especial que esta pessoa fosse, um dia acabaria agindo de forma diferente daquela que esperávamos. O erro está em nós, que não aceitamos as pessoas como elas são.

    Nos aceitando e aos nossos irmãos como eles são, nossos relacionamentos ficarão melhores. Sabem porquê? Porque não haverá tanta cobrança, tanta expectativa. E quando eles ou nós errarmos, e eventualmente nos prejudicarmos, haveremos de lembrar do Mestre Jesus Cristo, que perdoou a todos, exatamente porque aceitou a cada um de nós do jeitinho que somos.

    Perdao . . . O arrependimento, puro e simples, se não acompanhado da ação real reparadora e reconciliadora, é tão inócuo e prejudicial quanto a falta dele.
    Evangelista Clênio.

  4. cristiano p.flores diz:
    O perdão é algo que o Crente tem que aprender,pois muitos perdoam apenas de boca,e não com o coração.
  5. Que maravilha é ver o velho, puro e simples Evangelho sendo pregado. Excelente! Graça, paz e saúde.
  6. Religião é algo muito complexo mas cada um tem que buscar e seguir aquilo que realmente for certo aos olhos de Deus. Paz para todos..
  7. jacque diz:
    gostei dos seus artigos, se quiser ler alguns em meu blog e dar algumas sugestões , seja bem-vindo.

    at mais

    fique na paz de jesus

  8. isa diz:
    as vezes é complicado perdoar, axo que depende muito da situação do que tenha acontecido..alguns males que fazem podem nos marcar pra sempre..ja sou da opinião que se sabemos que vai fazer mal a alguem ou magoar, então mmelhor é não fazer… Se deixamos a mágoa entrar em nossos corações pelas portas da frente, a felicidade sai pelas portas dos fundos!
    Perdoar sempre é prova de sabedoria. É uma atitude nobre e ao mesmo tempo profilática, pois, ao perdoar aqueles que erroneamente denominamos nossos inimigos, estamos nos poupando de sérias complicações de saúde e, ao mesmo tempo, consolidando a alegria de viver em paz com a vida e com todos à nossa volta. Automaticamente, com essa atitude, tornamo-nos mais simpáticos, mais alegres e mais otimistas, aptos a desfrutarmos do sucesso em todas as nossas manifestações.
    Quando adotamos o perdão em nossos corações, estamos nos desvinculando da faixa vibratória por onde transitam as emanações mentais de inteligências voltadas para o mal; conseqüentemente, adquirimos a paz. Este é o primeiro de uma série de benefícios que a atitude do perdão nos proporciona.
    Alcançamos a paz porque nos desassociamos dos pensamentos de mágoa e de rancor, impedindo que os dardos mentais envenenados, daqueles que nos magoaram, continuem nos atingindo. Com essa atitude, criamos um mundo novo dentro de nós, onde o nosso coração se transforma no guardião dos nossos pensamentos, ampliando a nossa felicidade.
    Quem pensa bem e age bem, vive bem!
    Se vivemos constantemente apontando as escabrosidades do mundo, sem procurar compreendê-las, estaremos nos associando mentalmente aos acontecimentos infelizes e, amanhã, poderemos nos tornar suas vítimas.
    Nós somos o que pensamos e irradiamos à nossa volta exatamente o que sentimos. Todos os que se aproximam de nós são envolvidos por essa energia que emana dos nossos sentimentos e, com certeza, através dela, atrairemos para o nosso convívio todos aqueles cujos pensamentos se associam aos nossos, ou seja, os nossos afins, os que pensam e sentem como nós, encarnados e desencarnados. Então eu direi: “Diga-me o que pensas e sentes e eu te direi com quem andas!”
    Aprimorar nossas atitudes, nossos pensamentos e sentimentos é uma maneira inteligente e de certa forma científica de nos libertarmos do ciclo vicioso do sofrimento. Felizes são aqueles que já acordaram e estão em luta constante em busca desse aprimoramento! Estes já estão a caminho da verdadeira felicidade. Ao passo que, aqueles que ainda se vinculam ao sentimento de mágoa e de ódio, caminham para sofrimentos e provações morais que, mais tarde, refletir-se-ão no corpo físico, provocando sérios danos à saúde.
    Mesmo quando somos caluniados e feridos injustamente, é de bom alvitre optarmos pelo perdão. Entretanto, perdoar não significa conviver ou acarinhar aqueles que se fizeram nossos adversários; é uma postura íntima que devemos assumir compreendendo a ignorância daqueles que ainda não alcançaram o grau da nossa compreensão. É como perdoar as crianças pelas suas traquinagens próprias da infância.
    Encontraremos forças para assumir essa atitude na sábia rogativa do Mestre, proferida nos momentos finais do seu sacrifício:
    “Pai, perdoai-os; eles não sabem o que fazem”.
    Realmente, aqueles que tomam atitudes contrárias à felicidade de alguém, por inveja ou por ciúmes, ou por qualquer outro motivo, é vítima da própria ignorância; não sabem que, com esse comportamento, semeiam a própria infelicidade. Só se tornarão suas vítimas, aqueles que vibram na mesma faixa de ignorância.
  9. isa diz:
    quando alguém me magoa eu demoro um pouquino a perdoar,pois quando olhamos pra pessoa lembramos do que nos fez , axo que quase todo mundo é assim
  10. jamile diz:
    Eu acredito q perdoar nao seja a mesma coisa q aceitar,Afinal querendo ou n’ao acontece situacoes q infelismente nos fazem lembrar daquele mal q nos aconteceu.
  11. jamile diz:
    Irmaos me ajudem por favor.estou muito confusa.
    Eu casei sabendo q casamento n’ao era um mar de rosas,casei com 19 anos ,hoje tenho 25, no comeco foi tudo muito bom.Sempre sonhei com uma familia ,em ter um lar um marido pra cuidar.mas as coisas mudaram meu marido demonstrou ser uma pessoa q eu n’ao esperava q ele fosse.De verdade se ele fumasse ,bebesse ou outras coisas q s’ao aparentes ,talvez seria mais facil de aceitar,tenho gemeas elas s’ao lindas.Eu n’ao consigo entede-lo ele ia pra igreja no come;o pois me conheceu na igreja depois dexou de ir.quando oficializamos nosso casamento em 2007 as coisas ficaram muito dificil uma mulher na rua de casa me chamou e disse q ele mexia com ela, e se eu quizesse q ela podia provar na frente dela pois ela sabia q ele era casado e odiava homens safados.detalhe eu tinha uma semana de casada.irmaos aquilo foi o fim o carater da pessao q eu conhecia foi caindo aos poucos a confianca faltou pois pensava se ela faz isso aqui perto de casa imagine longe
    a[i mudei comecei a mudar as minhas veste achando q ele olhava as mo;as na rua por causa da beleza
    apartir da[ minha vida virou um inferno eu fazia isso pra chamar a aten;a’o dele .automaticamnete parei de ir pra igreja ficava muito triste acabou o respeito pois ele falava q eu tinha outros homens mas nunca tive e ai entendia q se ele falava aquilo [e poq estava dentro do cora;ao e ele q fazia.
    os anos foram passando um dia dois ficacavamos beim sem brigas e ai come;ava tudo outra vez fora as amea;s de separacao e as duas vezes q sair de casa.
    a[te q aconteceu a maior decepecao ,ele quiz se envolver com uma cunhada minha ela gravou as telefonemas dele e me mostrou .uma das frase q ele dizia,vem logo pois ela acabou de ir pra a igreja e aquanto mais cedo vier aproveitaremos mais.ent’ao enquanto eu estava na igreja orando para Deus restaurar nosso casamento olha q ele fazia? isso tem +ou_ uns tres meses.voltei pra casa na esperanca de q agora ele se tornasse uma pessoa melhor mais atenciosa e q pudesse ir pra igreja salavar a nossa familia nosso casamento mas, parece q a situacao esta cada vez pior.j[a tentei conversar para nos separarmos mas ele diz nada e [e isso q me mata eu n’ao sei qual a opiniao dele oq ele quer.fci com do das minhas filhas nunca imaginei criar um filho sem pai.Me ajudem
    • isa diz:
      meu anjo eu ja tinha separado, pra mim o que vale é a lei do amor e da afinidade, agora com tudo isso vc ainda ta ai, prefiro criar os filhos sozinhas , viver desse jeito axo que DEUS não quer não, ja tentou de tudo e não deu certo não melhorou, então separa e vai viver sua vida , no começo é dificil mas tudo passa, vc não nasceu grudada nele, e vc é bem capaz de se virar ou vc é dependente dele???desculpa dizer mas isso não é marido não, e nem pai.
      • paula diz:
        minha irmã..sinto muito pelo q estás passando,vivendo…enfim.é complicado dar opinião quem está de fora,costmamos ser muito práticos,pois não estamos vivendo o q vc está vivendo.
        casamento não é facil,viver a dois não é facil,mas não é impossivel.vc deve colocar diante do SENHOR seu casamento,sua vida,sua familia e pedir a ELE e em sua infinita misericordia e amor te mostre uma promessa uma luz de q tudo será restaurado.infelizmente,meu ano ,as vezes o q começa errado ,não tem como dar certo,a não ser q Deus intervenha ,e pra isso ELE tem q querer,e quão dificl é pra nós entendermos a vontade Dele pra nossas vidas,as vezes pensamos q Ele gosta de nos ver sofrendo,mas não é bem assim,em tudo o Senhor nos quer ensinar algo,nos mostrar,nos transformar..talvez os defeitos não estejam apenas em seu marido mas e, ti tambe,ninguem é perfeito e atraves disso O Senor esteja trabalhando em seu carater,em suapersonalidade,em sua vida…não querop q vctome isso por ofensa,tambem sou casada e meu marido tamem ia comigo pra igreja,mas depois q casamos ele nem vai e nem deixa eu ir…
        infelizmente e felizmente vc tem 2 presentes q são suas filhas q precisam de um pai presente,depois q casamos não podemos mas pensar “eu” ,se passa pra o “nós”, e depois q temos filhos,,”eles” em primeiro luar eles pois não pediram pra nascer,são heranças q o SENHOR nos dá e emos q cuidar com todo carinho e zelo necessario…
        enfim minha amada,eu queria ter uma resposta pronta ,uma solução,um “faça assim” q tudo vai mudar ,mas não tenho,mas te digo uma coisa,casamento entre outras coisas é renuncia, é amor,é lutar para q o diabo nãodestrua esse laço q tem q ser de 3 dobras.oconselho q te dou é;. se joguq,aos pés do Sennhor,se humilhe a ele,peça,implore,indague,mas confie e persevere NELE,porqsem ELE nada podemos fazer.ore mais busque mais e o SENHOR a seu tempo te mosrará a solução,e creio nisso e vc?
        temos q crer acima de tudo e apesar de tudo,então creia ,o SENHOR te vê,tecontempla e não te deixará desamparada.

        – eu teno 2 livros direcionados as esposas,tem me ajudado muito,se quiser te repasso._cative o coração dele e o poder da esposa que ora.

    • Chissumba diz:
      Qrida,Sou rapaz mas também tnho Irmas… e nao gostaria ver ninguem neste labirinto mas pra mim vc – pela tua esplancao es serva de DEUS-Crista. A biblia em 1Crint. diz q ninguue nasceu para ser escravo pois ja morreu jesus p nos liberta. Qrida sinta-bem porq foste sincera com vc e ele é q foi mau intacionado te colocando em casamente enquanto nao tinha maqturidade.
  12. isa diz:
    perdoar não é fazer papel de bobo.se for nisso o que vai ter de gente aprontando porque sabe que vai ser perdoado.acredito que DEUS não quer isso não………….
  13. Carlos diz:
    Jamile, se ele não te ama esqueça. Não é amanhã que irá te amar. As brigas, só acontecem devido a esta falta de amor. Cuide sozinha das tuas filhas, fique em paz consigo mesma, procure a felicidade sempre.

    Estou me separando porque vi que não amava mais a minha esposa.Brigavamos muito e sai de casa para minha filha nunca mais ver nossas discussões. Gostaria que ela encontre alguém que realmente a ame e seja muito feliz. Não é facil, mas nós precisamos tomar certas decisões para que a nossa vida ande.

    Paz e amor. Que Deus ilumine o seu caminho.
    Acesse : SEJA BEM VINDO!

  14. paulinha diz:
    adorei seu ultimo paragrafo,todavia é muito dificil perdoar,principalmente se for algum familiar…
  15. Ana diz:
    Procurei muito saber a respeito da minha condição. Condição de pecadora. Eu quiz ser quem eu jamais seria, queria ser magra, bela, na moda e o que fiz? Montei um perfil com uma foto da garota que eu achava linda, fiz amigos em redes sociais, usei de pornografia mesmo tendo compromisso, sendo casada. Eu tentei várias vezes sair dessa vida, por alguns momentos consegui me afastar, mas quando me sentia sozinha, voltava pra lá como se aquilo fosse preencher o vazio que eu sentia. Nunca encontrei ninguem daquelas pessoas com quem falei pela internete, nenhum deles sabem meu nome, meu endereço, não conhecem meu rosto, minha história, nada sobre mim, mas eu sei que isso não justifica e que o meu pecado existe e infelizmente sempre existirá. Meu marido descobriu o que eu fazia, apesar da dor e da vergonha, agradeço a Deus por isso, porque só depois disso consegui me livrar definitavamente daquele peso que eu sentia em mim. Hoje meu marido mal me olha, não sente prazer com a minha presença, sequer sente minha falta, é indiferente a mim. Eu, estou aliviada, sei que estou fazendo minha parte, que me arrependi e que hoje sou livre como nunca tinha sido antes, tenho uma liberdade que vem de Deus, quando meu esposo descobriu, é como se aquela nuvem que encobria meus olhos e me impedia de ver o que realmente era valioso na minha vida, tivesse caido. Eu me livrei, me livrei! Como é bom dizer isso, ESTOU LIVRE! Mas não tenho o amor, o perdão, a confiança do meu esposo. E eu o amo, sinto vontade de dizer isso a ele o tempo inteiro, um amor novo se apoderou de mim e eu não posso expressá-lo porque o meu esposo não dá importancia. Hoje ele tem várias amigas na internet, encontro mensagens suspeitas de mulheres em seu celular, ele mente pra mim e mesmo assim, pra ele, eu tenho que ver isso e ficar calada, não tenho o direito de reclamar porque eu sou uma pecadora infeliz. Quando o questiono, ele diz que não é igual a mim, que não mente e que não faria nada do que eu fiz. Em sua mente, só há uma opção: SEPARAÇÃO. Tenho lutado muito pra manter meu casamento, mesmo depois de 1 ano ele continua frio e indiferente. Não vou desistir, não vou deixá-lo, vou lutar por ele até gastar minha ultima força. Sei que o meu sofrimento, é fruto da semente que plantei. Mas sei tambem, que hoje semeio boas sementes, e que Jesus me recompensará por isso. Desta forma, gostaria que vocês que acham que um adultero deve ser perdoado, mas o marido ou a esposa não precisam ficar perto, repensem sobre isso. Pois é uma vida que pode se perder, é um ser que tinha tudo pra dar certo, que se esforça pra mostrar que mudou, que se arrependeu e que pode ter essa chance jogada fora quando for deixada sozinha. PERDÃO É A MAIOR PROVA DE AMOR QUE EXISTE!
    Eu desejo muito esse perdão, desejo que Deus possa me mostrar a maneira de seguir adiante, de acertar e de fazer com que o meu esposo veja a nova criatura que Cristo me fez.

    A todos, deixo uma mensagem… PERDOEM, pois a gente nunca sabe quando iremos precisar do PERDÃO DE ALGUEM.

    • O que escrevi não justifica o que seu marido fez.
      Ele tem que te perdoar e depois ver se quer tentar de novo ou te deixar, não conviver com você dessa forma doentia.
      E você não tem que se perder só porque ele decida te deixar, Deus está acima de seu marido e você não pode querer exigir que ele continue com você se você mesma admite que esse seu pecado sempre existirá.
      Deus nos aceita mesmo no processo da cura mas pessoas nem sempre suportam isso e não pecam por não suportar.As vezes, parte da cura pode ser a gente ser deixado.
      Você já procurou ajuda psicológica?
  16. Ana diz:
    Olá Roberto. Quando digo que ser deixada, eu ou qualquer outra pessoa na minha situação poderia se perder. Não é eu passar a fazer tudo errado, ser contra a vontade de Deus, porém, talves eu não suporte saber que perdi meu casamento porque fui fraca diante da vontade do inimigo, saber que tenho amor e força pra continuar e não ter essa chance,isso pode sim me deixar triste, a ponto de não conseguir dar mais um passo sequer, mas é só o que eu acho, só Deus sabe como eu reagiria. E eu admito que o meu erro sempre existirá porque não posso apagar o que fiz, porém, não repeti o meu erro desde que pedi perdao a Deus, e não o farei mais pois precisei passar pelo vale da sombra da morte para descobrir o que realmente importa pra mim. Sei que não posso obrigar o meu esposo a ficar comigo, mas penso que todos merecem uma segunda chance, assim como a adultera, como Davi e tantos outros na biblia que passaram por algo parecido e foram usados por DEUS. Me arrependo profundamente do que eu fiz, assim como Deus falou para aquela adultera: VAI E NÃO VOLTE A PECAR sei que Ele falou pra mim e é isso que tenho vivido, eu sei que Deus me deu essa chance, mas preciso muito da restauração do meu casamento. Eu busco isso diariamente e por mais que eu tenha dado esse passo errado, eu sei que Deus nos fez um para o outro. E DEUS é poderoso bastante para plantar no coração do meu esposo a semente do perdão. Eu creio nisso, não vou desistir do meu casamento. Queria que meu esposo entedesse que se eu me arrependi de todo coração e tenho buscado de todas as formas restaurar o nosso casamento é porque eu o amo. Eu não sei como será daqui pra frente, até quando lutarei, até quando suportarei ser ignorada, mas peço força a Deus para que eu lute até quando eu respirar e que eu possa um dia dar o meu testemunho e dizer, que DEUS fez o impossivel acontecer na minha vida.
    • Eu entendo seu desejo de ter uma segunda chance e acredito que seja algo possível, mas não acho que seja bom você continuar o seu casamento do jeito que está.
      Seu marido parece não ter lhe perdoado e fica tentando se vingar de você sendo infiel também ou, pelo menos, lhe provocando ciúmes propositalmente.Não acho que isso te fará bem.
      Acho que o melhor seria se separarem, depois veem se tentam algo novo juntos ou não.Do jeito que vocês estão, já estão separados.
  17. Ana diz:
    Eu substimei a força do mal e cai como um patinho nas garras do inimigo. Nunca me imaginei fazendo tais coisas, e hoje, quando relembro, me pergunto, que prazer eu tinha naquilo? Se sempre eu me sentia tão mal depois, porque me consciencia constantemente me corrigia. Perdoar é dificil, mas posso dizer que precisar do perdão é muito mais cruel. Quando pedimos perdão, de coração é porque nos arrependemos de verdade e gostariamos de nunca ter cometido esses erros. Pode parecer contraditório e gostaria que não fosse assim, mas depois de tudo que aconteceu eu sinto um amor por meu esposo que nunca tinha sentido antes e vejo qualidades nele, que eu nunca imaginei que ele as tivesse. Sinto prazer na simplicidade das mãos dele nas minhas, do olhar e de gestos que antes me pareciam tão insignificantes e por vezes obrigatório. Eu sei que fui usada pelo inimigo, mas sei que Deus de alguma forma permitiu que isso acontecesse dessa forma, pra me mostrar que era amada, do jeito que eu sou. E que pra meu esposo eu nunca precisei ser diferente do que eu era pra ter o seu amor. TARDE DEMAIS pra descobrir isso? Não sei, oro a DEUS pra que não seja.
    Só sei, que se for da vontade de Deus, ter novamente essa chance de poder gastar o amor que sinto com o meu esposo, farei dele o homem feliz e realizado que ele merece ser.

    (E respondendo a pergunta do Roberto, que eu esqueci de colocar no post anterior. Eu ainda não tive nenhuma ajuda psicologica, mas sei que preciso,)

  18. Ana diz:
    Amigo Roberto. Eu discordo completamente de você. SEPARAÇÃO não é a saída. Desculpa te falar mas creio que você deva orar mais antes de dar conselhos para casais. Se eu estou dentro de casa com meu esposo e já é dificil reconquistar o seu amor e o ter o seu perdão, imagina se eu tomo a decisão de me separar de vez? Se eu fizer isso estarei duvidando do poder que DEUS tem de realizar o IMPOSSIVEL. Eu creio muito que serei feliz novamente em meu casamento, creio que Deus restaurará e abençoará minha familia, jamais desistirei e se eu não conseguir, saberei ao menos que tentei o máximo que pude. Estar dentro de casa com ele, nessas condições, ser ignorada e tudo mais, por mais doloroso que seja é bem melhor do que abrir as portas para o inimigo vir e destruir o meu casamento de vez. CREIO NO DEUS QUE OPERA MILAGRE, QUE FAZ MARAVILHAS E QUE REALIZA AQUILO QUE AOS OLHOS DOS HOMENS É IMPOSSIVEL!
    • paula diz:
      concordo Ana.eu tambem creio num DEUS VIVO Q RESTAURA CORAÇOES MAGOADOS ,Q CICATRIZA FERIDAS QMUDA HISTORIA.creia e perservere,eu ja vejo sua vitória.
      • Ana diz:
        AMÉM, AMÉM E AMÉM, querida irmã Paula. Tenho fé que DEUS curará essa ferida, que Ele estenderá suas mãos e operará esse milagre. NÃO DUVIDO E JÁ SINTO QUE MINHA VITORIA É CERTA E ESTÁ A CAMINHO, e quando o inimigo quer me desanimar, me fortaleço na palavra do Senhor e sei que MAIOR QUE ELE NINGUEM! Sei que testemunharei esse milagre para honra e glõria do Senhor. Saiba Paula que pedirei a DEUS por vc também, por sua familia e para qualquer que seja o teu problema, que DEUS possa te ajudar e te mostrar o caminho que te levará a paz e a alegria plena! Forte abraço!
    • Olá, Ana.

      Realmente eu não andava orando muito antes de dar conselhos e principalmente não tinha orado muito a seu respeito.

      Seu comentário me fez refletir e orar um pouco mais.

      Eu acredito que se você realmente mudou, você deveria ter uma segunda chance.Eu acho que se eu fosse seu marido eu daria.Eu creio que a gente não deve é se permitir conviver para sempre com gente que não se arrepende e insiste em nos fazer mal.

      Eu acho bonito você aceitar sofrer dessa forma na expectativa de que um dia possa o reconquistar, desde que essa espera tenha limite.

      Talvez se separar não seja estragar tudo como você acha que seja.Talvez, se ele te ama mesmo, ficar longe de você faça com que ele sinta saudades e te perdoe mais rapidamente e te aceite de volta.

      Agora, uma coisa é certa: se separar não é duvidar do poder de Deus, a menos que Ele tenha te dito que iria restaurar seu casamento.

      Deus não restaura todo casamento, não importa quanta fé a pessoa tenha.

      Há limites que Deus não ultrapassa em suas intervenções para poder respeitar a liberdade de escolha dos seres humanos.

      Eu espero que vocês possam ficar bem, mas não vou forçar uma profecia dizendo que ficarão.

      Um abraço.
      Acesse : Amar é sofrer?

  19. Pingback:Divórcio – Subsídios para a Escola Dominical | Blog do Roberto Soares

  20. Dayane Dias diz:
    Perdoei mais mão confio penso que temos que nos aproximar de quem nos leve pra frente e não pra traz que certas amizade não nos leva a lugar Nei um! Perdoa e não querer aproximar novamente e certo ou é pecado?
  21. Mano, a eresia gritou aí. Casamento é pra ser para sempre!
    Quando Moisés liberou a separação, ele o fez porque o povo estava “doido”.
    O que Deus uniu homem não separa, e quando você faz votos com seu cônjuge no altar, Deus tá selando e unindo vocês alí. Fim.

    Sobre perdão: quem perdoa volta a ser como antes. A ferida foi cicatrizada, você pode vê-la, mas ela não dói mais. Se você “perdoa”, mas ainda dói, ainda t receio, é pq o perdão não foi genuíno, ainda existe algo a ser trabalhado por Deus!

    Paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mostrar um dos meus últimos posts

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.