Pastores merecem o melhor da vida?

flying
Creative Commons License photo credit: albertopveiga

“Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário.”  (I Timóteo 5 : 18)

Estava lendo os comentários de um texto  do blog Púlpito Cristão sobre a suposta compra de um avião de 12 milhões de dólares por Silas Malafaia quando vi isso:

Roberto Vieira disse…Amados, alegro-me com a prosperidade daqueles que trabalham muitas horas por dia.
Nossos pastores têm que ter o melhor.
O avião não é para lazer é para trabalhar mais para o Reino.
Somente quem tem agenda muito lotada e muitos compromissos sabe o que é depender de horários e rotas aéreas que nem sempre atendem as necessidades.

Fonte: http://www.pulpitocristao.com/2009/12/silas-malafaia-compra-aviao-de-12.html?showComment=1261428471151#c8785789311420849690

Esse comentário mostra um pensamento presente na mente de muitos evangélicos:o de que os pastores mereceriam “o melhor” pois são mais merecedores do que os não-pastores.

O Evangelho, porém, não confirma essa idéia, apenas diz que os verdadeiros pastores merecem salário.

Quando digo “verdadeiros” não estou falando de alguém que se diga pastor e só trabalhe 8 horas por semana estando presente e pregando nas reuniões de sua denominação mas de homens que tem o dom pastoral e o exercem a todo momento, dentro e fora das reuniões de tal modo que se tivessem de ter um emprego acabariam tendo seu dom desperdiçado (como o apóstolo Paulo).

Quanto ao valor desse salário, Paulo dá a entender que bastava que fosse o suficiente para suprir as necessidades básicas:

“Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.”  I Timóteo 6 : 8

(Visited 117 times, 1 visits today)

10 comentários em “Pastores merecem o melhor da vida?

  1. Pior que li com todas as letras que “o dinheiro eu dou a Deus, se o pastor rouba ou não é problema dele com Deus” ontem mesmo…

    Dá pra ter pena de um povo desse?
    .-= Meu último post blog : Colheita Infeliz =-.

  2. Roberto, creio que Paulo trabalhava tecendo tendas, ele mesmo afirmou em algumas passagens que ele não pediu dinheiro para ninguém, ele mesmo se auto sustentou com seu serviço, não aprovo salário para evangelizar, quem quer trabalhar na obra de Deus que faça com amor, não é errado salário, mas o dinheiro corrompe, então eu sou partidário da remoção de qualquer salário.
    conforme está escrito em Êxodo 23:8
    “Também presente não tomarás: porque o presente cega os que têm vista, e perverte as palavras dos justos.”

    Em nenhuma parte da Bíblia tem relato de algum Profeta ou Evangelista recebendo dinheiro, muito pelo contrário, Elias não aceitou presente ou pagamento pelos seus serviços nem Daniel, sei que tem mais mas não me lembro dos outros, mas já é o suficiente, não concordo, se eu for evangelizar ou mesmo pregar não quero dinheiro, vou receber dinheiro para trabalhar para Deus? sai fora, isso é muito esquisito para mim.

    Quem quer pregar que faça por amor e não por salário!
    Se for por salário, terão muitos que só estarão pensando nisso como profissão e não é o caso, isso é obra de Deus!

    Isaías, Jeremias, Ezequiel, Elias, Elizeu, Daniel, sofreram um bocado, padeceram uma barbaridade, mas trabalharam por amor ao Deus vivente, não como uma profissão.

    1. “Soh_ de passagem”, estou contigo. A pilantragem reina entre os sacerdotes das diversas religiões, inclusive nas pseudocristãs.O tipo profissional de sacerdócio e as instituições religiosas hierarquizadas pseudocristãs são oriúndos do modelo de “igreja” (instituição religiosa) criados por Paulo de Tarso o Anticristo. É oportuno observar o CONFLITO – que os teólogos não gostam de comentar -, que se desenvolvera entre, de um lado, Paulo o Anticristo e o grupo de ideólogos elitistas que ele liderava, e do outro lado, os verdadeiros Apóstolos do Cristo. Neste conflito de idéias e das respectivas práticas estava em questão, entre outras coisas, o modelo de “diretriz pastoral” e o de estrutura da comunidade. Os verdadeiros Apóstolos vivenciavam e pregavam o modelo “servo” de ditetriz pastoral, e a estrutura igualitária de comunidade, conforme o Mestre lhes propora. Paulo o Anticristo e seus asseclas pregavam e praticavam o modelo “profissional”, isto é, elitista ou hegemônico de diretriz pastoral e a hierarquização da comunidade. Por fim, venceu o modelo praticado pelo Anticristo e por seus sucessores. Pois, tal modelo era voltado para a aliança e favorecia a manutenção das elites do decadente Império Romano.O maldito Concílio de Nicéia celebrou e consagrou, em 325, a vitória dos modelos propostos pelo Anticristo, e a aliança entre os ideólogos (sacerdotes) hegemônicos, e, as elites políticas e econômicas.Esse modelo de aliança vigora até hoje. Essa é a razão de não ser considerado como estelionato, as picaretagens praticadas por sacerdotes pseudocristãos.

  3. E ainda tem gente que defende esses “lideres”….
    Eu sou um que direto recebo e-mails devido a alguns post no meu blog contra atitudes como essa… que ao meu ver são completamente desnecessárias! Já calcularam o valor mensal para manutenção do avião?
    E Depois o “mala”faia vai diante da TV em rede nacional e quase chora pedindo oferta para o programa continuar no ar….
    Isso para mim é como jogar “cocô” na sociedade cristã! Somos julgados e taxados por atitudes como essa….

    Que deus nos abençoe…
    E ajude muitos a discernir os enviados de Deus!

  4. Interessante o purismo fora da realidade de alguns. É verdade que há muitos desvios de conduta e abusos. Agora citar o modelo do I século, ou os profetas que pregavam “apenas por amor” é algo irreal. Pastores que trabalham e muito, não apenas pregando no púlpito, mas, visitando, aconselhando etc, por amor ao Senhor é claro, mas e a sua familia? E as contas para pagar? Sabiam que pastor paga contas, come, tem família. Quem tem a idéia romantica de que basta ter fé e tudo será provido, lê a Bíblia e não entende o que está escrito. Leiam 1 Timoteo 5.17,18,19.
    É claro que se deve servir a Deus por amor, mas aqueles que são servidos tem por obrigação honrar aqueles ministram.

  5. boa noite á todos! não só os pastores,mas todas as pessoas que são de DEUS tem que ter o melhor,independente de ser pastor,obreiro,menbro ou bispo. voçês já pensaram a credibilidade que um pastor derrotado tem para pregar o evangelho,por favor pessoal,miséria não é de DEUS. o que eu tenho visto aq neste site são pessoas cheias de um espirito que tá muito em evidência ultimamente,que é o espirito da inveja.mas tá amarrado em nome do SENHOR JESUS. a inveja não pega em quem é de DEUS. já quem não é de DEUS………….FIQUEM TODOS COM deus!

  6. Creio que pastores ,verdadeiros pastores como homens merecem ferias,merecem 13º ,merecem tudo que qualquer trabalhador normal merece, pois tem familia e compromissos a cumprir, merece mesmo pois nao é super homem precisa de tudo que um homem normal precisa SALARIO justo ,mas fica dificil definir o justo, nao dá para dizer qual salario pois pastor geralmente e pastor em tempo integral ate de madrugada gente bate a porta de verdadeiros pastores,
    Mas os pastores empresarios da fé estao pervertendo o bom nome que tinha muita honra PASTOR
    Hoje esse nome e sinonimo de espertalhao, mala, mais cedo, etc
    Caras comprando ilhas particulares,jatinhos,nao duvido se um deles resolver comprar um pais ou um planeta
    .-= Meu último post blog : IDÉIA BRILHANTE! GRANDE PROPOSTA! DE UM CASAL DA UNIVERSAL =-.

  7. ENGANAR AS PESSOAS EM NOME DE JESUS:É com tristeza que vejo muitos pregadores desonestos, enganando as pessoas em nome de JESUS. É muita gente safada, visando apenas dinheiro, mais dinheiro, falando o nome de JESUS. Você para alcançar ou ser atendido por DEUS, não precisa pagar ou dar dinheiro pra ninguem, é só fazer o pedido com fé. Agradeça quando for atendido. Podendo, ajude sim.É importante participar e ajudar as pessoas. Existem muitas instituíções religiosas sérias, procure obter informações,antes de se tornar membro de alguma delas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.