Dízimos e ofertas – informações úteis

“Na Graça de Deus o dizimo é assim: filho da Lei da Graça, pois, é fruto da gratidão alegre; e não é uma obrigação legal. Todavia, mesmo não sendo uma obrigação legal, é, entretanto, um principio espiritual, o qual carrega em si as bênçãos que correspondem ao significado de um ser um humano ofertar suas posses a Deus, através de bens e serviços aos homens; e fazendo isto com alegria, conforme a Lei da Graça acerca desse assunto, a qual pode ser lida em II Coríntios 8-9.” (Caio Fábio)

Para você que vai falar sobre dízimos e ofertas amanhã na EBD ou para quem só quer saber mais sobre o assunto, alguns links, por ordem de importância:

Dízimos e ofertas (vídeo)

Como fica o dízimo?

 

Creio que esclarecem o essencial do assunto.

(Visited 75 times, 1 visits today)

15 comentários em “Dízimos e ofertas – informações úteis

  1. O link 3 é muitíssimo abrangente e independente de conceitos tradicionais,coisa rara entre estudantes de teologia.E voces acham que os pastores piratas não sabem disso? o caio já sabia disso mesmo quando era pastor.Queridos,qualquer coisa espiritual que gere renda para sustento profissional é crime contra o verdadeiro cristianismo.Ao passo que o dízimo vai caindo em descrédito os piratas do evangelho vão mudando de táticas.Tiram algumas frases ou pensamentos da bíblia e os vendem em forma de música,livros que são vendidos com lucros muito maiores do que o custo,programas de televisão que geram empregos apostólicos ,sites religiosos que recebem por propagandas devido a grande quantidade de acessos etc..etc..o evangelho puro tornou-se um cordel ao gosto do cliente.O evangelho gratuito foi mercadejado -2 coríntios 2:17,portanto,a igreja está doente,o joio tomou conta e quem é oralmente instruido por esse joio é levado ao erro.pastores e missionários,cantores gospel profissionalizados,escritores teólogos e não teólogos que recebem lucros por suas vendas e todo aquele que cobra um dízimo disfarçado,arrumem uma profissão para ganhar dinheiro e distribuam seu tempo restante para oferecer o evangelho voluntariamente assim como os apóstolos pescadores e o cristo carpinteiro! sejam pedreiros,contadores,advogados,médicos,o que for.mas não sejam PROFISSIONAIS do evangelho!!!

    1. Olá, Davi.
      Eu concordo com várias coisas que você diz, mas acho que pode estar exagerando na sua forma de interpretar o que seria um “profissional do evangelho”.Jesus e os apóstolos receberam contribuições, ao menos em alguns momentos.Jesus tinha profissão de carpinteiro, mas não se diz que ele tenha trabalhado nisso depois que começou seu ministério.

      Uma coisa é você só pregar o evangelho se receber algum dinheiro e outra é pregar o evangelho livremente mas também receber algum patrocínio ou ajuda (voluntários).

      Eu creio que a maioria que quer receber sustento e só pregar o evangelho teria de ir trabalhar em alguma outra coisa e também pregar o evangelho mas nem por isso eu creia que seja antibíblico alguém viver só do Evangelho.Há casos e casos.

  2. Roberto,um pastor é um profissional do evangelho,um cantor gospel (por mais bonitinhas que sejam suas canções) é um profissional do evangelho,pelo menos os que cobram por isso. Não sou contra contribuições voluntárias,como diz o link 3 e nem contra alguém querer ajudar alguém a se manter num ministério,mas,isso cabe a quem deseja doar e NUNCA deve ser esperado ou exigido dos que se dedicam à obra.Os que fazem a obra de Deus devem confiar que ele suprirá suas necessidades e não ganhos e terem seus ofícios.Jesus, até seus 30 anos, trabalhou como carpinteiro para ajudar no sustento de sua família,depois,após seu batismo,passou 3 anos e meio vivendo da hospitalidade de outros e da ajuda de Deus,mas não recebia dinheiro para isso.”AS raposas tem covil…mas o filho do homem não tem nem onde deitar a cabeça”,disse ele.O link 3 disse tudo ,houve um sério desvio quanto a isso e nada há na bíblia que justifique tantas vendas,dízimos voluntários,salários etc.. mas,também não sou contra a voluntariedade sem que o outro lado conte com isso,é claro.Um abraço,meu querido.

    1. A gente sabe que Judas administrava o dinheiro, então imagino que Jesus recebia dinheiro sim, embora devesse ser mais para doações e para as necessidades básicas dos 12, nada de luxo como vemos hoje.Creio que se uma pessoa prega o evangelho de graça, não é errado ela também produzir produtos pagos, é uma forma dela se sustentar (não é preciso comprar o livro ou cd para ser evangelizado, fica sendo algo opcional).O errado é fazer tudo somente se receber dinheiro em troca.

      Quanto aos blogs ou sites com propagandas, creio que é uma das melhores formas de conseguir dinheiro, pois não é necessário pedir doações e nem as pessoas deixam de ter o ensino, pois a pessoa nem mesmo é obrigada a clicar nos anúncios ou comprar algo nos locais anunciados.

  3. Tambem não sou contra contribuições voluntarias. Acredito que cada uma tem uma cabeça pensante e sabe decidir o que é certo ou errado. O dizimo é um modo/meio de ajudar seu proximo sem por maldade a que fim o dinheiro será destinado.

    1. O dizmo foi dado ao povo hebreu, (povo de israel)…
      Segundo a lei de Moisés apenas os levitas podiam receber o dizimo, o dizimo nunca foi dinheiro.. Sempre foi mantimentos e animais.. (a tribo de levi era responsavel por cuidar do tabernaculo, e nao podia trabalhar para se sustentar, entao as outras tribos davam dizimo para a tribo de levi para que ela sobrevivesse).

      O dizimo foi dado ao povo de israel (lei de moises), e nao a nós gentios (graça de Jesus)..
      Só os levitas podiam receber o dizimo.. existe algum levita porai???
      existe algum católico,evangelico..etc… levita?
      nao… nem sao israelitas..

      portanto o dizimo nao deve ser aplicado, pois estamos na graça do Senhor Jesus, e nao na lei de Moisés.. (nem somos Israelitas)

      podemos fazer coletas para fins especificos.. tais como: manutençao da casa de oraçao.. etc..
      e tendo em mente que o dinheiro nao é para o Criador..(o
      Senhor que criou o céu e a terra nao habita em templos feitos por maos de homens, nem tao pouco é servido por homens)
      mais o dinheiro é para a casa de oraçao.. para manutençao, etc..
      ninguem se salvara por dar dinheiro, dizimo..seja la o que for..

      Só se salvara quem amar ao próximo como a si mesmo!
      Nao caiam na do Valdemiro cao guloso…

      leiam as escrituras, e conhecereis a verdade..e a verdade vos libertara!

  4. Quem é você para criticar o Pastor Silas Malafaia, (na matéria cai a mascara) eu não sei, mas sei que ao mesmo tempo, ousou referir se, em tom de defesa, ao ex pastor Caio Fabio, este sim envolvido em várias denuncias, a exemplo Intermediação de documentos falsos, adultério confessado com a secretária, Dossiê Cayman, Caso MetroRed entre outras, toma jeito rapaz, defenda a Palavra de Deus, e critique o diabo…

  5. Fontes muito interessantes…

    Porém, tenho que ser sincero que é difícil para mim ouvir o Caio falando… ainda tenho um certa resistência quanto a pessoa dele…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.