Escola Bíblica e Revolução

Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina.
2 Timóteo 4:2

Ele disse isso quando ensinava na sinagoga de Cafarnaum.
João 6:59

Todos os sábados ele debatia na sinagoga, e convencia judeus e gregos.
Atos 18:4

A Escola Bíblica é o meu tipo de reunião favorito em igrejas pentecostais há um bom tempo, por alguns motivos:

  • Não há a bagunça dos cultos públicos onde todos começam a falar em línguas e ninguém entende nada.
  • Há um mínimo de qualidade no ensino, coisa que nem sempre há nas pregações em cultos públicos
  • Há variedade de temas que talvez jamais seriam abordados nem em cultos públicos nem em cultos de ensino
  • Há a possibilidade de que os alunos tenham acesso a ensinos mais elevados do que os obreiros de sua igreja ensinam
  • Há a possibilidade de que mais pessoas participem, mesmo que não sejam obreiros nomeados
  • Em algumas igrejas há classes separadas, o que pode ajudar pessoas de diferentes idades a entender melhor o assunto do que se estivessem todas juntas, além de dar mais liberdade ao professor que não é tão vigiado

Como usar a Escola Bíblica para uma revolução do Evangelho?Basta aproveitar as oportunidades para dizer o que o Evangelho realmente diz, usando como gancho os temas propostos nas lições.

Se você é professor, pode procurar por conteúdos que estejam relacionados com os temas da lição, ainda que não tenham sido preparados para esse fim.Não é necessário procurar só subsídios feitos por pessoas da sua igreja ou da editora que produziu a revista.

Pode-se instruir os alunos a que leiam a revista em casa e assim não perder tempo da aula com a leitura dela mas apenas estudando os temas dela muito além do que a lição aborda, numa aula que pode ser aproveitada tanto pelos que tem a revista quanto pelos que ainda não a tem.

Se você é aluno, pode aproveitar as várias oportunidades dadas na aula para participações para fazer comentários que enriqueçam a aula, provoquem polêmica, questionamentos e que forçem professores e alunos a irem além no assunto e no Evangelho.

Esse tipo de abordagem usada na Escola Bíblica pode afetar a igreja inteira, tornando os membros mais maduros, menos suscetíveis a heresias e modismos modernos, mesmo que os obreiros em si não colaborem para isso.

É a chance para todo aquele que tem coisas a dizer mas se sente impedido de fazê-lo no púlpito.É a sinagoga moderna.

O que fazer com os ídolos?

Dagdusheth Halwai Ganpati

Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa?
1 Coríntios 10:19

O Antigo Testamento por diversas vezes afirmara que os ídolos nada podem fazer, mas ainda assim incentivava que o povo de Deus destruísse todo ídolo que pudesse, provavelmente por causa da consciência fraca que a humanidade ainda tinha.

expulsem da frente de vocês todos os habitantes da terra. Destruam todas as imagens esculpidas e todos os ídolos fundidos, e derrubem todos os altares idólatras deles.
Números 33:52

No Novo Testamento, quase não há mais menção à ídolos, embora denuncie vários tipos de “idolatria sem ídolos”, como o amor ao dinheiro, amor ao mundo, ao século, etc.

“Nenhum servo pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará ao outro, ou se dedicará a um e desprezará ao outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”.
Lucas 16:13

Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele.
1 João 2:15

A ênfase mudou porque a revelação se aprofundou e a humanidade evoluiu.

Hoje sabemos que nenhum objeto é um ídolo obrigatório, assim como nenhum objeto ou pessoa está livre de se tornar o ídolo de alguém.

Logo, não faz mais sentido exigir que toda estátua que um dia serviu como ídolo (ou que foi criada com esse objetivo) tenha de ser destruída ou não possa pertencer a um cristão.

Quando nos convertemos ao Senhor de todo o coração, os ídolos desaparecem.Mesmo que tenhamos em casa objetos que antes usávamos como ídolos, eles passarão a ser apenas objetos, não mais ídolos.Não nos afetavam antes e não podem nos afetar depois.

Se a pessoa não vê outro sentido no objeto e quer jogá-lo fora, tem todo o direito; mas não tem a obrigação.Se mora com outra pessoa que ainda tem esses objetos não deve mexer neles, pois embora não façam sentido para ela, fazem para a outra e não vale a pena arranjar uma briga por nada.

Não há nada de útil em destruir imagens, estátuas ou outros objetos que servem como ídolos para outras, pois isso não destruirá a crença delas naquele ídolo e ainda fará com que sejamos vistos como pessoas que não respeitam as coisas e crenças alheias.

É verdade que a pregação do Evangelho coloca todas as crenças contrárias como sendo falsas, mas nem por isso devemos desrespeitar as pessoas que crêem diferente, tratá-las sem amor ou forçá-las a crer no mesmo que nós.

Uma mulher que tenha marido adorador de imagens, o ajudará mais sendo uma boa esposa e o respeitando do que quebrando suas imagens e o atormentando o tempo todo com repreensões bíblicas nas quais ele não crê.

mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento de sua mulher,observando a conduta honesta e respeitosa de vocês.
1 Pedro 3:1-2

Ofertas que Deus não quer

Happy Ramadhan, Eid Mubarak - عيد فطر مبارك

E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição.Porque Moisés disse: Honra a teu pai e a tua mãe; e quem maldisser, ou o pai ou a mãe, certamente morrerá.

Vós, porém, dizeis: Se um homem disser ao pai ou à mãe: Aquilo que poderias aproveitar de mim é Corbã, isto é, oferta ao Senhor;

Nada mais lhe deixais fazer por seu pai ou por sua mãe,

Invalidando assim a palavra de Deus pela vossa tradição, que vós ordenastes. E muitas coisas fazeis semelhantes a estas.
Marcos 7:9-13

Na passagem acima podemos verificar uma tática maligna dos fariseus para arrecadar dinheiro que ainda é praticada hoje por algumas pessoas, ainda que com pequenas alterações.

Alguns exemplos modernos:

Em Catiguá – SP, há anos atrás, uma reunião foi feita no porão da Assembléia de Deus ministério Catanduva para repreender um irmão que estava deixando de dizimar para poder comprar remédios para sua filha.

Alguns anos depois, um irmão com dificuldades financeiras foi aconselhado a dizimar mesmo sem condições, recebendo a promessa de que receberia uma cesta básica como ajuda.Cesta básica essa que se não fosse dada a ele seria dada, na teoria, para algum necessitado da cidade.

Sem dúvida é importante ajudar na manutenção de um local de reunião, mas a prioridade de Deus é que invistamos em pessoas, nas necessidades mais urgentes delas.

Muitos dão o dízimo para sua igreja e fecham os olhos para as demais necessidades do mundo.Se ajudam mais alguém, ajudam com migalhas e pensam que não tem obrigação de ajudar ninguém porque já fazem seu “corbã”.

Deus não se agrada dessa inconsequência.Se a Bíblia mostra em alguns momentos doações sendo pedidas para manter estruturas religiosas, ela nos ensina muito mais que devemos cuidar dos nossos, cuidar dos pobres e coisas semelhantes a essas.

Se você não tem como ajudar tudo, veja o que Deus considera prioridade e não continue sendo enganado pelo argumento do corbã.Deus é amado no próximo.

se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel. 1 Timóteo 5:8

O justo tem consideração pela vida dos seus animais, mas as afeições dos ímpios são cruéis. Provérbios 12:10

Ao SENHOR empresta o que se compadece do pobre, ele lhe pagará o seu benefício. Provérbios 19:17

disse o homem. “Estás certo ao dizeres que Deus é único e que não existe outro além dele.

Amá-lo de todo o coração, de todo o entendimento e de todas as forças, e amar ao próximo como a si mesmo é mais importante do que todos os sacrifícios e ofertas”.

Vendo que ele tinha respondido sabiamente, Jesus lhe disse: “Você não está longe do Reino de Deus”
Marcos 12:32-34

Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? 1 João 4:20

Liberte os que estão sendo levados para a morte; socorra os que caminham trêmulos para a matança!

Mesmo que você diga: “Não sabíamos o que estava acontecendo! ” Não o perceberia aquele que pesa os corações? Não o saberia aquele que preserva a sua vida? Não retribuirá ele a cada um segundo o seu procedimento?
Provérbios 24:11-12