O ídolo não é nada no mundo

Ídolo

Ídolo africano

“Assim que, quanto ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só.”  (I Coríntios 8 : 4-7)

Quando Paulo diz que o ídolo não é nada no mundo, provavelmente sua intenção era reafirmar o que já fora dito no salmo 115:4-8:

Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens.

Têm boca, mas não falam; olhos têm, mas não vêem.Têm ouvidos, mas não ouvem; narizes têm, mas não cheiram.Têm mãos, mas não apalpam; pés têm, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta.

Com isso ele diz que o ídolo não tem como nos afetar, seja para o bem ou para o mal.

“São como a palmeira, obra torneada, porém não podem falar; certamente são levados, porquanto não podem andar. Não tenhais receio deles, pois não podem fazer mal, nem tampouco têm poder de fazer bem.”  (Jeremias 10 : 5)

Se você é evangélico talvez esteja achando esse texto óbvio demais, mas será que você tem agido conforme essa fé na prática?

Há muitos que gostam de declarar os versos acima, mas que quando veem um suposto ídolo na casa de um novo convertido ordenam que ele o destrua, pois caso contrário ele poderia trazer maldição no lar.

Isso não é dar poder a um objeto que segundo o Evangelho não tem poder algum?

Ora, se eu creio que o ídolo não é nada então não tenho que necessariamente destruir objeto algum, pois um objeto inanimado nada me pode fazer.

Da mesma forma não tenho de  deixar de comer algum alimento porque supostamente alguém sacrificou ao ídolo e por isso o ídolo poderia me causar algum mal.

Ou cremos ou não cremos.

O perigo não está em objeto algum, mas sim no nosso próprio coração.

Se eu deixo de colocar a Deus em primeiro lugar em minha vida, qualquer coisa (mesmo que não seja uma estátua) se torna ídolo em minha vida e isso me faz mal(a minha atitude, não a coisa em si).

Mas se coloco Deus em primeiro lugar, a estátua é só estátua, a madeira é só madeira, o dinheiro é só dinheiro e etc.

Essa é a consciência madura que Paulo tenta ensinar.

No entanto há aqueles que ainda são fracos de mente e ainda não compreenderam esse ensino e por causa deles se deve tomar cuidado para não alimentar ainda mais sua fraquezas, fazendo coisas que dêem a entender a ele que você coloca outra coisa na posição de Deus e assim o induzindo a permanecer no erro através do seu exemplo.

“Porque, se alguém te vir a ti, que tens ciência, sentado à mesa no templo dos ídolos, não será a consciência do que é fraco induzida a comer das coisas sacrificadas aos ídolos?”  (I Coríntios 8 : 10)

É importante ressaltar porém que a fraqueza dele é temporária, o ideal é que com o tempo ele aprenda e não tenha mais esses problemas.