O crente não aproveita a vida?

enjoylife.
Creative Commons License photo credit: quite charmed

“Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á.” (Mateus 10 : 39)

Já ouvi alguns testemunhos de pessoas que dizem ter abandonado “coisas boas” por terem crido em Cristo e outras dizendo que se for para ser crente e não ser totalmente obediente, compensa deixar de crer, pois se está desperdiçando muitas coisas boas do mundo.

Mas são essas coisas boas mesmo?Quem as goza está aproveitando a vida?

Segundo o Evangelho, quem não crê em Cristo está morto e quem crê é que começa a viver (perceba que há duas vidas no primeiro verso desse post, uma é o que os homens chamam de vida e a outra é a vida verdadeira, segundo Deus).

“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” (João 5 : 24)

“Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama a seu irmão permanece na morte.” (I João 3 : 14)

De modo que se durante a caminhada com Cristo se tem de deixar algo para trás, esse algo não é importante à verdadeira Vida e portanto a perda não foi perda e sim ganho e vice versa.

“Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo.” (Filipenses 3 : 7)

Acaba aqui então o discurso orgulhoso de alguns que se acham que porque deixaram de viver coisas “boas” nessa vida merecem mais o céu do que qualquer outro que gozou-as por mais tempo que ele.

Com isso não estou dizendo que tudo o que algumas pessoas deixam de lado ao se tornarem “evangélicas” seja verdadeiramente coisas ruins, pois muitas vezes o que faz com que elas abandonem certas coisas é a cultura “evangélica” e não o evangelho.

Nem tudo que a cultura evangélica manda deixar é o que o Evangelho manda deixar.

Mas que o evangelho requer que se abandone certas coisas, não há dúvida.

Uma dessas coisas é a glória humana, que por muitas vezes precisa ser deixada de lado caso se queira pregar e viver o Evangelho com sinceridade.

“… muitos dos principais creram nele; mas não o confessavam por causa dos fariseus, para não serem expulsos da sinagoga.Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus.” (João 12 : 42,43)

Tanto a busca da glória humana quanto as outras coisas que precisem ser abandonadas não são coisas “boas” que perdemos e não devem ser lembradas como se fossem.

Faça um empréstimo a Deus

Jesus on the wall of the senior Home

Se Deus lhe pedisse hoje um empréstimo de qualquer valor e lhe dissesse que embora fosse lhe pagar, não iria lhe afirmar quando faria isso, quanto você lhe emprestaria?

Lembrando que Deus estaria lhe pedindo, não ordenando.

Lembrando também que o seu empréstimo deveria ser feito de boa vontade, por amor e não apenas na expectativa de grandes juros (ainda que esses possam vir).

Medite e pense em quanto lhe emprestaria.

Já pensou?

Agora doe esse valor a qualquer necessitado, pois fazendo isso estará emprestando ao Senhor. 😉

“Ao SENHOR empresta o que se compadece do pobre, ele lhe pagará o seu benefício.” (Provérbios 19 : 17)

“E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.”  (I João 4 : 21)

🙂

O que é o batismo com fogo?

 

E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.
Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará. (Mateus 3:11)


Há várias interpretações acerca do que seria o “batismo com fogo” a que João Batista se referia na passagem acima.

Uma interpretação muito popular em algumas igrejas pentecostais é a que diz que o batismo com Espírito Santo e batismo com fogo seriam sinônimos, sendo o fogo um símbolo do Espírito.

Há alguns dias atrás também soube pelo Charles que alguns interpretam o tal batismo como a prova de fogo que manifestará as obras dos crentes descrita em 1º coríntios 3.

 

A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um.
Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.
Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo. (1º coríntios 3:13-15)



Eu, porém, acredito (e outros comigo) que o batismo com fogo significa a condenação dos hipócritas, de acordo com as parábolas de João Batista :

 

E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará.(Mateus 3:10,12)

Se as árvores sem frutos seriam lançadas no fogo, então o fogo não era um fogo que mostraria os frutos delas e sim que as consumiria após se comprovar sua falta deles.

Sinceramente não sei se o Espírito tem como símbolo bíblico frequente o fogo (não consegui notar isso ainda, lendo a Bíblia), porém creio que nesse contexto “fogo” não se está simbolizando Ele.

Desse modo acredito que o que João diz é que Jesus faria dois batismos: o do Espírito para aqueles que realmente o desejassem e o de fogo para os hipócritas que vinham se batizar com João sem se arrepender verdadeiramente em seus corações.

Acerca do castigo com fogo, não tenho ideia se é inferno, destruição ou alguma outra coisa, só sei que é alguma condenação aos infrutíferos, seja eterna ou apenas temporária.

E você o que acha?