A igreja pode expulsar membros?


UP Turns 100

Excluir membros de igrejas é uma prática real e nem sempre há a preocupação de saber se a Bíblia aprova ou não tal prática.

Como muitas vezes se crê que Deus quer de sua igreja obediência a diversas ordens, se não há obediência a essas ordens, então se considera natural que tal pessoa receba punições e possa até mesmo vir a ser excluída da igreja em algum momento.

Existe base bíblica?

A base bíblica que alguns usam é um trecho de carta onde Paulo fala de um membro que havia cometido incesto (feito sexo com a mulher do seu pai) e manda que ele seja expulso da comunhão ou “entregue a Satanás”:

Por toda parte se ouve que há imoralidade entre vocês, […], a ponto de alguém de vocês possuir a mulher de seu pai. […] Não deviam[…] expulsar da comunhão aquele que fez isso?

Quando vocês estiverem reunidos em nome de nosso Senhor Jesus, estando eu com vocês em espírito, estando presente também o poder de nosso Senhor Jesus Cristo, entreguem esse homem a Satanás, para que o corpo seja destruído, e seu espírito seja salvo no dia do Senhor.[…]

Já lhes disse por carta que vocês não devem associar-se com pessoas imorais.Com isso não me refiro aos imorais deste mundo, nem aos avarentos, aos ladrões ou aos idólatras. Se assim fosse, vocês precisariam sair deste mundo.Mas agora estou lhes escrevendo que não devem associar-se com qualquer que, dizendo-se irmão, seja imoral, avarento, idólatra, caluniador, alcoólatra ou ladrão. Com tais pessoas vocês nem devem comer. Pois, como haveria eu de julgar os de fora da igreja? Não devem vocês julgar os que estão dentro? Deus julgará os de fora. “Expulsem esse perverso do meio de vocês”.

1 Coríntios 5:1, 2, 4, 5; 9-13

Essa passagem provavelmente é a única no novo testamento que fala de excluir um membro. Não há outra similar, exceto talvez passagens do antigo testamento em que poderia haver exclusão ou morte por causa de alguma transgressão. Eu acredito que essa passagem apenas exemplifique uma prática humana que foi praticada por Paulo, mas que não necessariamente são um bom exemplo do que a igreja deva praticar. Suspeito até que Paulo tenha feito isso de cabeça quente e depois tenha se arrependido ao saber das consequências do que sugeriu e por isso tenha escrito isso na carta seguinte:

Se alguém tem causado tristeza, não o tem causado apenas a mim, mas também, em parte, para eu não ser demasiadamente severo, a todos vocês. A punição que lhe foi imposta pela maioria é suficiente. Agora, pelo contrário, vocês devem perdoar-lhe e consolá-lo, para que ele não seja dominado por excessiva tristeza. Portanto, eu lhes recomendo que reafirmem o amor que têm por ele.Eu lhes escrevi com o propósito de saber se vocês seriam aprovados, isto é, se seriam obedientes em tudo.Se vocês perdoam a alguém, eu também perdôo; e aquilo que perdoei, se é que havia alguma coisa para perdoar, perdoei na presença de Cristo, por amor a vocês,a fim de que Satanás não tivesse vantagem sobre nós; pois não ignoramos as suas intenções.

2 Coríntios 2:5-11

Você acredita que Paulo tenha se arrependido? Deixe seu comentário.

Os provérbios de Deus

“mas de mim Deus fez um provérbio para todos, um homem em cujo rosto os outros cospem. Jó 17:6

Agora, porém, sou a sua canção, e lhes sirvo de provérbio. Jó 30:9

Tu nos pões por provérbio entre os gentios, por movimento de cabeça entre os povos. Salmos 44:14

E serás por pasmo, por ditado, e por fábula, entre todos os povos a que o Senhor te levará. Deuteronômio 28:37

 

Provérbio no dicionário Michaelis

pro.vér.bio

sm (lat proverbiu) 1 Máxima breve e popular; adágio, anexim, ditado, rifão, sentença moral. 2 Pequena comédia que tem por entrecho o desenvolvimento de um provérbio.

Relendo o livro de Jó(provavelmente pela quinta vez), encontrei esse verso e o postei no meu perfil do Facebook, onde venho tentando mostrar, nos últimos dias,  através de trechos do livro de Jó que mesmo Deus sendo amor, Ele ainda é capaz de fazer com seus amados que alguns acham que ele jamais faria.Mais tarde pensei naquilo que Jó afirma: que Deus teria feito dele “um provérbio para todos”. Provavelmente essa é uma das justificativas para Deus causar ou permitir o sofrimento na Terra, mesmo com os “inocentes”. Deus usa o sofrimento de alguns como um provérbio, um ensinamento para todos.

É claro que poderia ser apenas algo dito por Jó num momento de dor, sem conexão com a realidade(para quem não acha que cada afirmação na Bíblia é inspirada) mas a verdade é que o sofrimento de alguns como tendo utilidade para outros é um tema que a Bíblia aborda constantemente, conforme exemplificado nos versos do começo desse post e em outros diversos.

Eu jogarei imundície sobre você, e a tratarei com desprezo; farei de você um exemplo. Naum 3:6

Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Temo-nos tornado um espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens. 1 Coríntios 4:9

O sofrimento pode servir tanto para o crescimento da pessoa que sofre quanto para o crescimento de outras (não apenas como vingança, como muitos imaginam). Por isso é que mesmo uma pessoa ou ser que aparentemente não tem no que crescer (como crianças e animais) o sofrimento pode ser aplicado ou permitido por Deus.Todos nós provavelmente já fomos tocados e ensinados por exemplos de pessoas que passaram por grandes sofrimentos.

Pode parecer injustiça que alguém “inocente” tenha de sofrer para ensinar algo aos outros, ainda mais para pessoas que não são tão inocentes assim mas é algo que Deus faz e que acha aceitável, além de ser algo parecido com o que Cristo fez (Cristo não foi só um exemplo, mas também foi e aceitou sofrer tanto na morte quanto em vida por nós, pois não é moleza para Deus ter de viver como homem).

É claro que nem todos entendem a mensagem corretamente.Há quem entenda que se alguém sofre, sofre porque merece e esse foi o entendimento dos amigos de Jó.Provavelmente muitos dos que o viam como provérbio, diziam que era o exemplo do que acontece a um homem sem Deus, embora isso não fosse verdade.Paulo e outros apóstolos também foram mal interpretados por muitos no seu sofrimento:

Nós somos loucos por causa de Cristo, mas vocês são sensatos em Cristo! Nós somos fracos, mas vocês são fortes! Vocês são respeitados, mas nós somos desprezados!

Até agora estamos passando fome, sede e necessidade de roupas, estamos sendo tratados brutalmente, não temos residência certa e trabalhamos arduamente com nossas próprias mãos. Quando somos amaldiçoados, abençoamos; quando perseguidos, suportamos; quando caluniados, respondemos amavelmente. Até agora nos tornamos a escória da terra, o lixo do mundo.

1 Coríntios 4:10-13

Quantos ainda querem ser usados sabendo disso?Que Deus nos ajude a dormir com esse barulho.

É pecado receber transfusão de sangue?

Blood drainage

photo: gaelx

Abster-se de comida sacrificada aos ídolos, do sangue, da carne de animais estrangulados e da imoralidade sexual. Vocês farão bem em evitar essas coisas. Que tudo lhes vá bem. Atos 15:29

Um dos ensinos mais polêmicos das Testemunhas de Jeová é o que diz que seja pecado receber transfusão de sangue, pois seria um pecado.

Uma das base bíblicas deles é o verso acima, que é um dos únicos no Novo Testamento que menciona o sangue.

O argumento deles tem sentido, caso interpretemos só o texto desse verso, pois ele não diz que se deveria não comer sangue, mas se abster de sangue.Se tivesse sido escrito hoje, faria ainda mais sentido pensar que transfusões de sangue estariam incluídas nele.

Há ainda as leis do Antigo Testamento que proibiam a ingestão de sangue alegando que sangue é vida ou contém vida e por isso não poderia ser comido.

Mas não comam o sangue, porque o sangue é a vida, e vocês não poderão comer a vida com o sangue.
Deuteronômio 12:23

O que significaria não poder comer sangue por ser vida?Creio que ninguém pode definir isso com certeza, alguns simplesmente aceitam isso sem questionar e outros especulam.

Eu creio que um sentido possível é que o sangue retirado de um animal poderia conter impurezas, estando vida microscópica inclusa nisso, e que essa seria a vida contida no sangue que poderia fazer mal ao que comesse.

Tenhamos em mente que naquela época as pessoas não eram tão instruídas sobre como preparar alimentos quanto são hoje e por isso a lei tentava as proteger, ainda que para isso tivesse que dizer que algo era impuro, abominação ou algo similar.

Há também a possibilidade de que a proibição tivesse a ver com a simbologia do sangue, já que o sangue dos animais simbolizava o sangue de Cristo que tirou o pecado do mundo e proibir a ingestão, na época, poderia enfraquecer o símbolo ou algo assim.

No Novo Testamento a simbologia do sangue e da vida passa a ser usada de formas diferentes, Jesus fala de beber seu sangue como uma forma de receber vida dele.

Todo o que come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.
João 6:54

Já a passagem em que se fala da abstenção de sangue é um verso provisório, dirigido para um grupo de cristãos a fim de não escandalizar os judeus que tinham isso como lei.Não serve nem para dizer que um cristão não possa comer sangue.

Pelo contrário, devemos escrever a eles, dizendo-lhes que se abstenham de comida contaminada pelos ídolos, da imoralidade sexual, da carne de animais estrangulados e do sangue.

Pois, desde os tempos antigos, Moisés é pregado em todas as cidades, sendo lido nas sinagogas todos os sábados”.
Atos 15:20-21

Veja que que o “pois” não justifica a abstenção  dizendo que seja errado ou pecado, mas porque Moisés era pregado nas sinagogas judaicas.O problema era o escândalo.

Quem se escandaliza hoje com transfusão de sangue?Que eu saiba só os testemunhas de Jeová e sem uma base bíblica válida.

A Bíblia nada diz sobre doação e transfusão de sangue, coisas que na época ainda pareciam impossíveis, mas apresenta versos que parecem simbolizá-las, sem no entanto, proibi-las.

Quando Jesus fala de beber seu sangue para ter vida eterna, isso se assemelha muito mais a uma transfusão de sangue do que a um beber literal de sangue.

Uma das formas de dar vida aos irmãos é doar sangue.

Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos.
1 João 3:16