Sansão, o Hulk da Fé

“Que mais direi? Não tenho tempo para falar de Gideão, Baraque, Sansão, Jefté, Davi, Samuel e os profetas,os quais pela fé conquistaram reinos, praticaram a justiça, alcançaram o cumprimento de promessas, fecharam a boca de leões,apagaram o poder do fogo e escaparam do fio da espada; da fraqueza tiraram força, tornaram-se poderosos na batalha e puseram em fuga exércitos estrangeiros.” Hebreus 11:32-34

“Será que não há mulher entre os seus parentes ou entre todo o seu povo? Você tem que ir aos filisteus incircuncisos para conseguir esposa? “

Sansão, porém, disse ao pai:

“Consiga-a para mim. É ela que me agrada”.

Seus pais não sabiam que isso vinha do Senhor, que buscava ocasião contra os filisteus; pois naquela época eles dominavam Israel.”Juízes 14:3-4

 

Sansão normalmente é visto como um mau exemplo, como alguém que se desviou dos planos que Deus tinha para ele e por isso acabou tendo sua vida destruída, tendo apenas “se arrependido” no fim da vida, o que fez com que Deus lhe ajudasse a fazer um último trabalho para Deus mas não impediu a sua morte.Por esse arrependimento tardio é que teria conseguido aparecer entre os “heróis da fé” de Hebreus 11.Pensam que Sansão poderia ter tido uma vida mais correta e que Deus faria obras ainda maiores com ele caso ele tivesse seguido o caminho certo.Isso, porém, não é o que a Bíblia afirma, a história de Sansão está cheia de referências ao plano de Deus que estava sim relacionado aos “erros” de Sansão.

Sansão nunca é descrito como alguém preocupado com a libertação de Israel do domínio dos filisteus e nem com fazer a vontade de Deus, ele apenas faz a obra movido por impulso: por amor, raiva, vingança e outros sentimentos humanos.Ele é alguém que se preocupa com seus próprios interesses e Deus usa essa passionalidade dele para levá-lo a fazer o obra de destruição dos filisteus e consequente libertação de Israel.Até mesmo no seu momento final, quando foi cegado e preso, Sansão não demonstra arrependimento pelas suas obras passadas ou desejo de fazer a vontade de Deus ou libertar seu povo, ele apenas quer se vingar uma vez mais,dessa vez pela visão perdida.

É aí que está a semelhança de Sansão com Hulk.Sansão é o homem mais forte da Bíblia, enquanto Hulk é um dos mais fortes das histórias em quadrinhos.Hulk é forte, porém não é muito racional e é extremamente passional.Hulk aparece (ao menos na versão atual) quando Bruce Banner (seu alterego) se irrita demais e perde o controle.A força de Sansão vem de forma semelhante, apenas com a diferença de que a força de Hulk vem dos raios Gama e a força de Sansão vem do Espírito Santo que o domina naquele momento (a única exceção é quando Sansão está preso e ora a Deus para que lhe dê mais uma vez forças). Hulk é visto como herói por ajudar a deter (ou deter sozinho) ameaças mas não é como os outros heróis que são quase que totalmente conscientes do que estão fazendo.Hulk irritado pode atacar um vilão mas também um herói, ele não tem uma ética tão complexa quanto os outros.Assim é Sansão também.

Não há como afirmar que Sansão nunca tenha pensado a fundo em Deus ou que não se preocupasse com a situação de seu povo mas isso é algo que o texto não diz, como diria de outros personagens.Sansão, assim como Hulk, é visto como herói por seus feitos e não pelas suas intenções ou pensamentos.Sansão pode não ser o exemplo de judeu mas Deus se agradou dele mesmo assim e é assim que quis o usar.

Como tirar lições de Sansão para nós?Certamente ninguém deve buscar cometer erros a fim de ser usado de forma especial por Deus como Sansão foi, mas creio que o fato de que Deus possa usar alguém que era como Sansão era deve nos alertar para o perigo de julgar o próximo.Se Deus usou Sansão mesmo sendo tão “desligado” e passional, porque é que não poderia usar aquele irmão que conhecemos e que tem defeitos parecidos?Como podemos julgar que eles não tenham a Deus na vida?Lembremos da fala do irmão Paulo:

“Quem é você para julgar o servo alheio? É para o seu senhor que ele está de pé ou cai. E ficará de pé, pois o Senhor é capaz de o sustentar.” Romanos 14:4

Aprenda com as formigas, preguiçoso!

“Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio.”  (Provérbios 6 : 6)

“As formigas não são um povo forte; todavia no verão preparam a sua comida;”  (Provérbios 30 : 25)

OecophyllaCreative Commons License photo credit: Axel Rouvin

Quando criei esse post em 2010, a minha intenção era basicamente ilustrar os versos acima citados. Eu sabia que a Bíblia recomenda a observação da natureza em diversos momentos a fim de inspirar o observador. Assim, eu reuniria num post tanto o ensinamento bíblico quando imagens bonitas e isso já seria relevante o suficiente para criar um post. Ainda acredito nisso, porém resolvi escrever algumas palavras para reflexão sobre o significado da importância da imagem da formiga.

A recomendação da observação da formiga é dada inicialmente ao preguiçoso, aquele que não quer trabalhar. A formiga é vista muitas vezes como um animal trabalhador e essa imagem aparece até mesmo na fábula da formiga e da cigarra, onde, numa das versões, a cigarra aparece como representação da pessoa preguiçosa que não trabalha e sofre as consequências disso ao mesmo tempo em que a formiga é recompensada pelo seu trabalho duro.

Eu acredito que a imagem da formiga é importante para motivar uma pessoa desanimada do trabalho ou de enfrentar as dificuldades da vida, porém ela, se mau interpretada, pode também encorajar pessoas a trabalharem em excesso e a desprezar certas formas de trabalho diferentes da sua. A formiga realiza um tipo de trabalho que se parece mais com o trabalho braçal, de modo que é possível que uma pessoa que trabalhe nessa

Bearded Lady

área se identifique mais com ele do que e considere quem trabalha em algo mais leve como sendo um “preguiçoso”, o que seria um erro. Erro esse que aparece de certa forma numa das versões da fábula da formiga e da cigarra, onde o “cantar da cigarra” é visto como “vagabundagem” e ela não é ajudada no inverno por isso. Numa outra versão da fábula, que considero melhor, a cigarra é reconhecida como tendo realizado também uma espécie de trabalho (alegrar as formigas) e reconhecida por isso, além de ajudada pela formiga.

Creative Commons License photo credit: jurvetson

Isso me faz lembrar da maldição dada por Deus a Adão relacionada a trabalho que dizia que Adão “comeria do suor do rosto”. Isso fez com que eu pensasse durante algum tempo se o trabalho que não causa suor seria alguma coisa contra a natureza das coisas e até mesmo algo contra Deus. Claro que pensei nessas coisas durante minha fase de imaturidade cristã, porém, para quem acha que a Bíblia deva ser interpretada literalmente a qualquer coisa, seria algo para se pensar muito. A vida tem gente exercendo diversas formas diferentes de atividades e todas (ou a maioria) são importantes para o bom funcionamento da sociedade. É preciso que tenhamos ânimo para trabalhar, mas também saibamos conviver com as diferenças de trabalho e sem trabalhar demais. Falarei mais disso em outros posts.

Team WorkCreative Commons License photo credit: Budzlife

Miners
Creative Commons License photo credit: jurvetson

Delicious Dead Bee and Hungry Ants
Creative Commons License photo credit: Hamed Saber