Sexo dos anjos – Mulheres com asas


De novo ergui os olhos e vi chegarem à minha frente duas mulheres com asas como de cegonha; o vento impeliu suas asas, e elas ergueram o cesto entre o céu e a terra.
Zacarias 5:9

Eu já li e reli a Bíblia várias vezes, mas admito que quando escrevi o post sobre a prática de sexo por anjos, não me lembrava desse.

Parecia que a possibilidade de existirem anjos do sexo feminino era um total mistério.

Esse verso, porém, nos dá uma esperança maior.

O interessante é que, embora a visão das mulheres com asas esteja dentro de uma visão com vários elementos simbólicos, não se diz que as mulheres em si sejam algum tipo de símbolo, mas somente o cesto.

Há no livro de Apocalipse um outro exemplo de mulher com asas, embora fique claro que se quer simbolizar algo:

Foram dadas à mulher as duas asas da grande águia, para que ela pudesse voar para o lugar que lhe havia sido preparado no deserto, onde seria sustentada durante um tempo, tempos e meio tempo, fora do alcance da serpente.
Apocalipse 12:14

Embora seres que apareçam em visões simbólicas não tenham de existir literalmente, há sempre a possibilidade de que o símbolo se baseie em algo real.

Talvez tanto homens quanto anjos precisem ter “ajudadoras”.Não me lembro de verso algum que contrarie isso.

Talvez um dia um anjo tenha dito: ”Essa é espírito de meu espírito!”.

Talvez ser como anjos na ressurreição não seja tão frustrante para os românticos, afinal.

E você?Como interpreta tais mulheres de asas?Comente.

photo by: K.Hurley

Anjos fazem sexo?

os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram bonitas e escolheram para si aquelas que lhes agradaram.
Gênesis 6:2

Algumas das supostas certezas que as pessoas tem sobre os anjos não são bíblicas.

O verso acima mostra um interesse de anjos por mulheres, coisa que muitos diriam ser impossível, visto que supostamente anjos não tem sexo.

A Bíblia não diz que hajam anjos e “anjas”, porém não dá a certeza de que as últimas não existam.

O fato de nunca ser apresentada na Bíblia uma “anja” não prova que elas não existam, pois a Bíblia não nos apresenta tudo o que existe e em diversas passagens bíblicas mulheres e crianças são deixadas em segundo plano, de modo que não Deus pode simplesmente ter ocultado algumas coisas porque sabia que não entenderíamos ou valorizaríamos.

Continuando em Genesis, vemos que não somente os anjos acharam as mulheres bonitas, como também fizeram sexo com algumas, gerando filhos mutantes:

Naqueles dias havia nefilins na terra, e também posteriormente, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens e elas lhes deram filhos. Eles foram os heróis do passado, homens famosos.
Gênesis 6:4

Não sei se o verbo “possuir” pode ter outro sentido no original hebraico e os anjos possam ter engravidado as mulheres de outra forma (algo milagroso) mas seja como for, o fato dos filhos terem nascido com caracteristicas diferentes das outras crianças, demonstra que houve algo da essência dos anjos que se juntou ao DNA humano.Não foi só um homem possuído por um espírito engravidando uma mulher.

Há também um outro verso que fala sobre uma condenação dos anjos que pode ter ocorrido devido a terem relações sexuais com humanos, ao invés de seres da mesma natureza:

E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia;

Assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.
Judas 1:6-7

Há quem tente negar que anjos tenham tido relações com mulheres, dizendo que “filhos de Deus” seriam filhos de Sete e “filhas do homem”, filhas de Caim, mas o termo “filhos de Deus” é o mesmo usado no livro de Jó, onde ninguém tem dúvidas de que sejam anjos:

E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles.
Jó 1:6

Estudo feito com ajuda de Odenir Martins.

Casamento no Céu?

Jesus respondeu: “Os filhos desta era casam-se e são dados em casamento, mas os que forem considerados dignos de tomar parte na era que há de vir e na ressurreição dos mortos não se casarão nem serão dados em casamento, e não podem mais morrer, pois são como os anjos. São filhos de Deus, visto que são filhos da ressurreição.

Lucas 20:34-36

Admito que esse trecho da Bíblia e outros semelhantes, nos outros evangelhos, são uns dos que considerava mais tristes até alguns dias atrás.É doloroso para alguém que gosta de romantismo imaginar que após a morte não poderá continuar amando da mesma forma a pessoa que ama agora ou que, no meu caso, se não conseguir se relacionar com ninguém aqui na Terra, terá de continuar assim na eternidade.

Recentemente, porém, com a ajuda de um irmão, comecei a ver essa passagem de forma diferente.Repare no que foi perguntado a Jesus antes dessa resposta:

“Mestre”, disseram eles, “Moisés nos deixou escrito que, se o irmão de um homem morrer e deixar mulher sem filhos, este deverá casar-se com a viúva e ter filhos para seu irmão.

Havia sete irmãos. O primeiro casou-se e morreu sem deixar filhos.

O segundo e o terceiro e depois também os outros casaram-se com ela; e morreram os sete sucessivamente, sem deixar filhos.

Finalmente morreu também a mulher.

Na ressurreição, de quem ela será esposa, visto que os sete foram casados com ela? ”
Lucas 20:28-33

É óbvio que os saduceus não queriam realmente saber sobre relacionamentos na eternidade, visto que eles nem criam na ressurreição, mas apenas tentar pressionar Jesus sobre o cumprimento de uma lei que parecia impossível de cumprir, caso houvesse ressurreição.

Eles não perguntaram sobre amor, não perguntaram sobre a felicidade da mulher, mas apenas sobre o direito de tê-la como mulher.Se essa história foi verdadeira, pode ser que a mulher só tenha amado a um dos sete irmãos, ou talvez a nenhum!

Diante disso, a resposta de Jesus é libertadora:Lá será diferente!Lá uma pessoa não será obrigada a se unir a outra seja por qual motivo for!

A lei mencionada pelos saduceus, chamada de Levirato, foi criada porque, como não se cria ainda na ressurreição, pensava-se que a continuação de um homem seriam seus filhos e se um homem morria sem filhos, deveria haver uma continuação para ele, ainda que fosse por intermédio de um de seus irmãos.Até essa necessidade Jesus elimina, ao dizer que os ressuscitados “não morrerão”.

Eu acredito que as palavras de Jesus foram apenas para responder ao saduceus e para deixar claro que os ressuscitados somente se unirão a alguém se assim o quiserem, para o seu bem, livres de todas e quaisquer pressões e necessidades que hoje temos na Terra e as vezes fazem com que a gente se una a alguém sem amor.

No princípio, Deus não disse que o homem devia “casar” mas apenas “se unir”.

Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.
Gênesis 2:24

E, para quem acha que esse tipo de relacionamento seria desnecessário no Céu, lembrem-se que Adão tinha a companhia de Deus quando Deus disse:

“Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”
Gênesis 2:18

Se antes era importante para o homem ter alguém além de Deus (e nessa passagem não se fala de filhos) porque é que no Céu será desnecessário?

Pense nisso.