O divórcio é da vontade de Deus?

“Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.”  (I Coríntios 7 : 15)

Diversos cristãos defendem de unhas e dentes que o divórcio é contra a vontade de Deus, fazem isso pensando que é o que a Bíblia diz.

Porém a maioria dessas pessoas não enxergam com profundidade o que os versos estão a dizer e os interpretam superficialmente,dando assim uma visão demasiadamente rígida ao que está escrito, sendo que na verdade não é assim.


photo credit: paulaloe

Sobre a intenção original de Deus, creio que seja realmente que seus filhos se casem com alguém que amem e vivam unidos até o fim, porém, é preciso entender que nada mais é perfeito desde o pecado original, fazendo com que as coisas possam se tornar feias no casamento e necessite ser desfeito.

Na verdade creio que o casamento quando fica “feio demais”, muitas vezes, nem mais existe.

Isso baseado na crença que casamento é a união de duas pessoas que se amam e não na que casamento é a assinatura de papeis.

Portanto embora não seja da vontade de Deus originalmente, creio que é uma concessão dEle para que um mal pior possa ser desfeito.

E aqueles que ainda acham que Deus não aceita de jeito nenhum o divórcio fica a concessão de Jesus:

“Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.” (Mateus 19 : 9)

Esse versículo diz mais do que a maioria enxerga.

Além de permitir o divórcio no caso de traição, ele demonstra que Deus se importa com aqueles que sofrem nessa instituição que deveria ser boa, mas nem sempre dá certo,permitindo o divórcio quando não dá mais para continuar.

Isso é um pouco do que penso sobre divórcio, com o tempo colocarei mais pensamentos meus sobre os assuntos.

Caso discorde, comente.

Sobre Roberto Donizeti Soares

Moro em Catiguá, interior de São Paulo.Estudo Psicologia no Instituto de Ensino Superior de Catanduva (FAFICA) e trabalho em Catanduva, na Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva.Li a Bíblia algumas vezes e continuo relendo e buscando um maior entendimento.Simpatizo com o movimento Caminho da Graça do pastor Caio Fábio de Araújo Filho.Gosto de livros, filmes, gibis, jogos e brinquedos.
Marcado , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

190 Responses to O divórcio é da vontade de Deus?

  1. Priscilla diz:
    Oi Roberto, sou lá da comunidade Blogosfera Cristã.

    Queria comentar aqui no seu blog, mas acho o assunto delicado demais para resumi-lo dentro de um comentário.

    Em resumo, acredito que divórcio não é da vontade de Deus. Não é nem nunca foi. Foi isso o que Jesus disse. E mais: quem se divorcia e casa de novo se torna adúltero, na visão do Senhor. Isso prova que o vínculo do casamento é maior do que qualquer hábito humano.

    Mas as pessoas continuam se divorciando ou vivendo infelizes… É, eu sei, mas ainda assim, não ouso discordar do que disse Jesus.

    Como sou solteira, tudo isso fica assim meio na teoria mesmo…

    Abraços, Priscilla.

  2. JOSIEL TEIXEIRA LIMA diz:
    CREIO QUE O ADULTÉRIO É PECADO E TAMBEM O DIVÓRCIO, POREM NÃO RESISTIR AO PECADO. ESCREVI VÀRIOS ARIGOS PARA o http://www.adventistas.com . Falei contra a TRINDADE, O DIZIMO e hoje,depos do meu ADULTÉRIO, vou contra a PALAVRA do ETERNO me “casar” novamente.
    JOSIEL TEIXEIRA lIMA
  3. Roberto diz:
    Josiel, no seu caso, se houve arrependeimento de sua parte, penso que a Bíblia é ainda mais clara sobre você poder se casar novamente.
    Afinal o adultério é que é claramente capaz de romper um casamento e Deus tendo te perdoado, não creio que haja problema bíblico algum sobre você se casar novamente.
    Deus sabe das nossas necessidades.
  4. Anonymous diz:
    PREZADO IRMÃO JOSIEL NÀO FIQUE PREOCUPADO, SIGA EM FRENTE, POIS DAVI, SALOMÃO E OUTROS NÃO TIVERAM MUITAS MULHERES? ELES NÃO SÃO MELHORES DO QUE NÓS. DEVEMOS BUSCAR A FELICIDADE. MEU IRMÃO, AOS OLHOS DOS HOMENS, O MEU CASO É PIOR, JÁ QUE VIVO HÁ 4 ANOS COM UM COMPANHEIRO DO MESMO SEXO. LEMBRE-SE O DIVÓRCIO JÁ FOI LEGALIZADO, ENTÃO, VOCE PODE CASAR OUTRA VEZ OU OUTRAS VEZES,NO MEU CASO, JÁ É MAIS COMPLICADO POIS NÃO LEGALIZARAM A UNIÃO HOMOSSEXUAL AINDA. COMO DIZ O DITADO: TUDO ALCANCA QUEM SABE ESPERAR. PORTANTO ESPERE MEU IRMÃO.

    MATEUS B. DE ALMEIDA

  5. Anonymous diz:
    AS VEZES ME PERGUNTO: SERÁ QUE O ESPÍRITO SANTO JÁ SE RETIROU DA TERRA E NÃO SABEMOS? QUANDO LEIO TANTA BESTEIRA, FICO ATÉ CONFUSO!
    VOLTA JESUS, VOLTA LOGO!
    SE ESTUDARMOS A BÍBLIA, E QUIZERMOS FAZER A VONTADE DE DEUS REALMENTE, SABEREMOS QUE O DIVÓRCIO É UMA AFORNTA A DEUS. AS PESSOAS PENSAM QUE “Por causa da dureza dos nossos corações…” É ALGO LINDO, MARAVILHOSO, AO PONTO DE ACEITARMOS ALEGREMENTE ESSA DESCULPA ESFARRAPADA! SERÁ QUE DEUS SE DEIXA ESCARNECER? JOSIEL, REVEJA O TIPO DE COMENTÁRIO QUE VOCE FEZ! MEU IRMÃO, AS VEZES É MELHOR FICAR CALADO DO QUE DIZER BOBAGENS! JÁ QUE VOCE SABE TANTO DO EVANGELHO, PONHA EM PRÁTICA.
    DEUS TE ABENÇOE !
  6. JOSIEL TEIXEIRA LIMA diz:
    Shalom, Robson!

    Robson não é com alegria que escrevo este e-mail…
    Infelizmente estive passando por muitos momentos difíceis nesses últimos meses, desviei o meu olhar do AUTOR DA MINHA SALVAÇÃO e estive sendo atraído pelas tentações do nosso grande inimigo. A princípio, foram apenas umas entradas inocentes, em salas de bate-papo, depois em outras salas impróprias…

    Não tenho mais o que falar, pois fiquei sabendo, você já deve estar a par de tudo…Aline me contou nesta madrugada que, já esteve falando com você por duas vezes. Lamento muito pelo que fiz a ela nestes últimos meses, fazendo-a sofrer. Não sei todas as palavras que ela que ela falou, mas não retiro nada do que ela falou a você…

    Na noite que passou, estive estudando com um irmão (ainda não batizado), mas que já estudávamos a Bíblia por algum tempo…Agora ele quer estudar comigo, para ajudar-me passar em concurso e em vestibular…Estávamos lendo um livro de um, autor, o qual ele me dizia “Este autor é muito espiritual”. Depois falamos do que o autor já escreveu e ainda tem escrito para o bem da humanidade…eu comentei que ele (o autor) não perdeu tempo com coisas inúteis…Cheguei, também a comentar com ele que estava perdendo tempo me salas de bate-papo, mas sem entrar em detalhes…Senti-me envergonhado com a vida que estava levando. Voltei pra casa pensando em mudar de vida…voltar ao “Caminho e a Verdade e a VIDA”.

    Depois ele comentou que eu conheço muito da Bíblia e que tenho uma mente privilegiada, e que isso, futuramente ainda iria ser muito útil, mas que deveria preocupar-me também com o meu lado profissional, com o meu futuro…

    Foi só então, depois que saí desse estudo com ele…que pude sentir-me envergonhado do que estava fazendo com minha vida…Pois percebi que por todos os lados o SENHOR estava cercando-me, para socorrer-me…

    Quando você me mandou e aquele e-mail “Help”. Percebi claramente que era eu quem precisava de ajuda…mas não aceitei…pois, voltando a dedicar o meu tempo a estudar e pesquisar a Escritura Sagrada e a escrever como fazia antes, estaria sendo salvo das armadilhas de Satanás e ao mesmo tempo ajudando outras pessoas com matérias para o site: adventistas.com. Além de você, outras pessoas,também escreveram pra mim ( telefonaram-me) pedindo para preparar um estudo sobre a Trindade…e, também, sobre outros assuntos, mas não consegui. Estava hipnotizado pelos laços do maligno…

    Na madrugada, como já falei, Aline ma confidenciou que já havia ligado a você duas vezes e haviam conversado por longo tempo. Então, lembrando-me da conversa que tive com o irmão (e a confiança que ele tem em mim) quando, na noite anterior, estudávamos na UnB…vi que realmente Yahweh e Seu Amado Filho Yeshua e os santos anjos, todos ainda estão dispostos a ajudar-me…( Digo, isto, porque houve momento em que pensei já ter ido longe de mais…falo, baseado no que está escrito em Eclesiastes 8: 1-3 ( um compromisso meu com o meu Rei e Salvador). E eu deixei de observar o mandamento do Rei e de cumprir os votos do meu juramento)…

    Não posso enumerar às vezes que pedi perdão ao nosso Pai celestial…mas os recusei, pois não mudei de atitude. Não sei quantas vezes pedi ajuda a Ele…mas as recusei, quando me foram enviadas, pois estava amando o pecado. Mas nesta madrugada, mas uma vez pedi PERDÃO E FORÇAS para vencer o meu EU e as minhas fraquezas carnais…e Graças ao nosso SENHOR e SALVADOR YESHUA, Aline já me PERDOOU. Creio também que por meio do sangue do Cordeiro, o meu Advogado e Intercessor, o meu Pai celestial também já me PERDOOU.

    É verdade que tenho que pedi PERDÃO, pessoalmente, a muitas pessoas…

    Como diz o Professor Pedro Apolinário:” Já não errou quem reconheceu o seu erro”. Parafraseando Provérbio 28:13, a Escritura Sagrada completa a frase do professor, dizendo: “ E o deixou ( abandonou o erro)”.

    Por isso, quero, por meio deste e-mail, pedir PERDÃO a você e sua família e as demais pessoas envolvidas (àquelas que sabem e àquelas que não sabem do problema que tenho enfrentado).

    Não foi fácil e não está sendo fácil, pois o pecado deixa marcas em alto e/ou baixo relevo. Mas marcas são marcas…estou consciente que daqui pra frente serei olhado com outros olhos…pois quem “ semeia vento colhe tempestade”.( Oséias 8:7). Contudo, ainda confiou no meu SALVADOR que acalma as tempestades da vida e pode fazer nova todas as coisas, principalmente, fazendo um transplante em mim. Tirando o meu coração de pedra e colocando em mim um novo coração, um coração de carne.

    “Yahweh te abençoe e te guarde; Yahweh faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; Yahweh sobre ti levante o rosto e te dê a paz”. ( Num. 6:24-26).

    Josiel

    JOSIEL TEIXEIRA LIMA josielteli@hotmail.com
    josielteli@yahoo.com.br
    TENTEI VENCER O PECADO ( como voces podem ler) MAS ELE FOI MAIS FORTE DO QUE EU. ABANDONEI A MINHA ESPOSA, E HOJE VIVO UM RELACIONAMENTO ADULTERO, POREM ACEITO POR TODAS AS IGREJAS, E VOU “LEGALIZAR” ESTE RELACIONAMENTO COM O AVAL DAS IGREJAS E O ESTADO. JÁ LEVEI A MINHA GAROTA A IASD E JÁ A APRESENTEI PARA OS IRMÃOS, ELES NADA PODEM FAZER POIS MUITOS ESTÃO NA MESMA SITUAÇÃO QUE EU. A CARNE FALOU MAIS ALTO QUE O ESPÍTITO!!

  7. Pingback: Silas Malafaia no congresso dos Gideões de 2008 » Blog do Roberto Soares

  8. Olá, eu acho que a união feita por Deus ninguêm pode desfazer. O divórcio é totalmente contra a vontade de Deus. Um bom cristão deve servir a Deus e os seus princípios seguindo todos os seus ensinamentos.

    Abraços

    Francisco Castro

  9. Celina N. Barcelos de Brito diz:
    TOME POIS A SUA CRUZ E SIGA-ME DISSE JESUS!
  10. Danielle Rodrigues diz:
    Olá,
    Bom eu apreciei muito o Estudo Bíblico e concordo em partes…
    Respeito a Bíblia e quem sou eu para discutir as ordens de Cristo mas eu acho que se uma pessoa já não ama mais o seu conjuge e se eles não são mais felizes não tem porquê eles permanecerem nesta relação.Eu me encontro numa situação semelhante e bem problemática.Eu tenho 18 anos e meu namorado tem 28, é divorciado e tem um filho.Muitas pessoas me dizem que vamos ser infelizes,que não seremos abençoados,que não herdaremos o reino de Deus etc.Sei que não é da vontade de Deus o divórcio mas discordo com essas pessoas que chegam até a mim.Fiz várias pesquisas em sites evangélicos e seguros e foram uninânimes em dizer que Deus é contra porém não significa que Deus não possa ajudar tal casal a rever a sua situação espiritual.Ele tem o desejo de ajudar a todos estes casais que não estão ainda com sua situação conjugal acertada. Portanto, é importantíssimo que o casal recorra a Deus a fim de solucionar a sua situação.E acho que um casamento sem amor não é de valia alguma perante Deus.Discordo de algumas atitudes adotadas por algumas igrejas…A minha, por exemplo, afastou tanto a mim quanto a ele de todas as atividades da igreja!!Quer dizer ao invés de nos “apoiar espiritualmente” nos privam de adorar ao Senhor…Começamos a nossa história errado, porém, nos arrependemos e queremos e estamos fazendo o certo.Nos amamos e queremos construir uma vida juntos e onde entra o apoio da igreja e do pastor principalmente???Peço que me enviem também as suas opiniões: dini.swat17@hotmail.com
    Obrigada…
    • ovidio diz:
      eu creio q DEUs e poderoso fiel em perdoar portanto se ha uma conciencia pura diante de DEus , de q o dezejo e solucionar um prpblema de ambos q estao sofrendo por causa de um matrimonio q nao foi feliz ! Deus nao nos chamou para escravidao e sim para ser livres ore a Deus peça perdao para limpar a conciencia coloque nas maos de Deus peça confirmaçao dele e nao se es cravise por causa de um paoel assinado pq ofato de se casar nem sempre pode se q essa uniao foi no senhor abiblia diz q o q Deus ajunta nao separa o homem ….. sera q qundo presisa separar e DEus q ajuntou nao pode ter sido falha nossa q por falta de vigilancia teremos q nos escravisar a vida toda sera q Deus quqer assim? analise esse ponto de vista irmâ
  11. José Jorge Santos Da Silva diz:
    em relação ao divorsio,ao casamento e qualquer outras questões,nunca deve ser analisada no que eu acho ou o que alguém deve achar, mais deve ter respaldo na Bíblia, porque ela é a palavra de Deus, e nela encontramos todas as respostas: em questão do divorsio,em MT 19 quando os farizeus tentando Jesus ,perguntou é lícito ao homem repudiar a sua mulher? Jesus respondeu o que Deus ajuntou não separe o homem, e os farizeus fez outra pergunta , porque Moisés mandou dar_lhe carta de divórsio e repudialo? Jesus respondeu porcausa da dureza do vosso coração vos permitiu repudiar ,( então não foi um madamento mais uma permissão) disse Jesus: Eu porem vos digo que qualquer que repudiar a sua mulher a não ser por causa de prostituição , e se casar com outra, comete adulterio: e o que casar com a repudiada ´também comete adultério.( e no V 9 Jesus permite o divorsio em caso de infidelidade confugal, mas ele não diz que o divorsiado está livre para se casar novamente:) porque para isto existe o perdão e a reconciliação, caso ambos queira: como eu conheço varios casos semelhantes, em que por infidelidade ouve a separação, mas depois ouve o perdão e a reconciliação, em 1CO 7.39 O apostolo Paulo diz que Amulher está ligada pela lei todo o tempo em que o seu marido vive; mas, se falecer o marido, fica livre para se casar com quem quizer, então saiba que o casamento não é o que muitas pessõas pensam e dizem, e foi por isso que os discípulo disse , se é assim não convém casar, e Jesus disse nem todos podem receber esta palavra, e o segredo para viver um casamento feliz, é cumprir com as suas obrigações e como guardar a palavra de Deus. comecei namorar a que é hoje a minha esposa quando tinha quartoze anos de idade, e eu tinha dezenove, e quando ela completou dezesseis anos ,se casamos, e passamos momentos tão dificil que parecia que não ia durar muito tempo, hoje eu estou com dezesseis anos de casado e bem casado, e eu mim sinto feliz e não tenho arrepindimento, agradeço a Deus por isso, vc já pensou se eu tivesse mim disvorsiado quando veio os momentos dificeis? Então se o seu casamento está em difilculdade veja o que é que está errado e procure acertar, e convite a Jesus, e eu tenho certeza que ele vai té dar vitoria, e não existe coisa melhor que amar e ser amado.
  12. José Jorge Santos Da Silva diz:
    Em resposta ao amigo Mateus B. De Almeida: A Bíblia diz errais o homem em não examinar as escritura e nem conhecer o poder de Deus, e saiba que Deus nunca aprovou a (Bigamia) e nem tão pouco o( homossexualismo)no livro de GÊ 2.24 Deus diz portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar_se_á à sua mulher, e serão ambos uma ´carne. em ÊX 20.14 diz na lei de Deus não adulterarás: em LV 20.10 o adultero tinha que ser morto: em MT 5.28 Jesus diz que qualquer que atentar uma molher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela. (homossexualismo) E uma abominação diante de Deus, em GÊ 1.27 e criou Deus o homem a sua imagem macho e fêmea os criou,( observe que ele não criou dois machos e nem duas fêmeas) e vc sabe porque Deus destruio a cidade de sodoma e Gomorra ? por causa do pecado que predominava e principalmente o homossexualismo: no livro de 1 CO 6.10 Diz não erreis: nem os devassos,nem os indólatras,nem os (ADÚLTEROS),nem os( EFEMINADOS), nem os sodomitas, nem os ladrôes, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus, meu amigo é a palavra de Deus quem está falando , e saiba que enquanto há vida há esperança e que vc poça reconhecer o seu erro e se volte para cristo que ele está de braços abertos esperando por vc e quer perdoar os seus pecados,Agora eu tenho certeza que vc tem livre arbitrio , em querer continuar ou abandonar, e se voltar para Deus, porque se permanecer a condenação eterna té espera.
  13. Ivo Maranhão diz:
    SINCERAMENTE!!! COM CERTEZA JESUS ESTÁ VOLTANDO! COMO É QUE AS PESSOAS AINDA TEM CORAGEM DE AFRONTAREM DEUS DESSA MENEIRA? JESUS DISSE CLARAMENTE O QUE ELE PENSAVA SOBRE O DIVÓRCIO E NÃO TEM QUE SE “INTERPRETAR” NADA MAIS DAÍ: “Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.” (Mateus 19 : 9). TEM GENTE QUE NÃO CONSEGUE TER LIBERTAÇÃO EM SUA VIDA E BUSCA DE TODA MANEIRA ALTERNATIVAS PARA SE LIVRAR DE SUA ESPOSA. UNS PQ NÃO SUPORTAM MAIS A COMPANHEIRA E OUTROS “SAFADOS” QUE QUEREM FAZER SEXO COM OUTRAS OU OUTRA MULHER JÁ EM VISTA, COM A DESCULPA DE ESTAREM APAIXONADOS: “AH! ESSA SIM É O AMOR DA MINHA VIDA!” AH! JESUS RESERVOU ESSA PRA MIM!” E ACHAM QUE DEUS VAI ENTENDER… HIPÓCRITAS!!! ADÚLTEROS!!! EU MESMO TENHO UMA ESPOSA QUE TÁ DIFÍCIL DE SUPORTAR POIS ELA NÃO TEM ENCONTRADO FIRMEZA PRA CONTINUAR CAMINHANDO E NEM PORISSO QUERO “CHUTA-LA” ENTÃO TENHO “AUTORIDADE” PRA FALAR! EU ORO POR ELA E CREIO QUE DEUS MUDARÁ SUAS ATITUDES E PENSAMENTOS, ELE PODE MUDAR TUDO! SEU LOBOS EM PELE DE CORDEIROS! EGOISTAS! ESTÃO USANDO O EVANGELHO PRA DISFARÇAR SEU DESEJOS CARNAIS DE POSSUIREM OUTRAS MULHERES. pRA VCS O FOGO DO INFERNO ESTÁ RESERVADO! MAS LEMBREM-SE… ANTES QUE SAIAM DESTE MUNDO, AINDA SIM PAGARÃO: ” Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.”
    • Não tenho esposa e, caso me case, espero jamais precisar me separar.
      Também espero que você ame sua esposa e seja amado por ela e que a dificuldade com sua esposa seja algo suportável que não faça com que se separem.
      Um abraço. 🙂
  14. juarez luz diz:
    O divorcio foi nacido dentro da propria igreja.
    No egito nao tinha divorcio…foi quando eles
    estava de viagem para a promessa..
    Resumindo nada pode atrapalhar suas promessas.
    Uma favola de escapi..
  15. Érica diz:
    Querido irmão:

    Sei que cada uma tem sua resposta para a questão de divórcio e novo casamento, sei que é dificil até responder, mais vou ser o mais simples possível.
    Deus ele é onipresente, o alfa e o ômega certo? Agora gostaria que me respondessem, quando Deus realmente prepara uma pessoa para você ele quer que você fique para sempre unidos certo? Tudo o que o Senhor nos prepara é perfeito ele não prepara qualquer coisa sabendo que isto lá na frente não vai te fazer bem.
    Por exemplo Deus iria querer que você casasse com uma pessoa que te vicio de bebida? Claro que não, não discrimando nem um tipo de pessoa mas concorda comigo que os casamentos de hoje muitos deles não são escolhido por Deus,e sim por nós mesmo.Porque Deus o que prepara para nós é o melhor e é perfeito amor e tudo suporta.
    Aquele estão divorciado hoje antes e depois de conhecer Cristo, quero que reflitam a vida da mulher de Ló, o que aconteceu com ela?
    Todos sabem que ela virou estátua de Sal, mais qual o pior erro dela? É ter olhado para trás, porque as pessoas que olham para o seu erro, fica semelhante a Mulher de Ló, agora aquele que estão em Cristo nova criatura é e as coisa velhas ficaram para trás.Nem preciso dizer o quanto o apóstolo Paulo foi claro com estas palavra.
    O que temos de fazer hoje é orar muito para que não pecamos e se pecarmos sabemos que temos um advogado que luta por nós, e que intercede por nós. Não vamos deixar o inimigo nos derrubar tirando nossa fé em Deus.

    Um abraço a todos.

  16. Jonas G. de Lemos Brito diz:
    Flexibilidade Doutrinária: Enfraquecimento da Igreja
    Heitor Alves

    Inevitavelmente a principal causa do enfraquecimento da igreja é a sua atitude leviana em relação à doutrina. O desleixo e a negligência moral é a conseqüência de um desprezo pela doutrina sólida. A flexibilidade doutrinária, principal característica do liberalismo teológico, tem sido a desgraça na vida da igreja. A igreja perde o seu caráter de igreja e se transforma em uma mera instituição sem forma. Não há características, nem formas, nem conceitos, nem identidades. É como a água que se molda de acordo com o recipiente. Justa a doutrina que é o “tônico” espiritual para o robustecimento da fé. A negligência numa doutrina firme e inflexível torna a igreja desnutrida e raquítica. A igreja deve atentar por princípios que garantam a sua estabilidade e espiritualidade. Não havendo estes princípios, a igreja perde a sua finalidade e entra num caos.
    Todos os aspectos da igreja são enfraquecidos quando é adotada uma atitude negligente com respeito à doutrina. Não havendo doutrina, perde-se o interesse nas coisas espirituais, trazendo terríveis conseqüências na vida moral da igreja. Torna-se apática e perde-se a noção dos seus deveres. Ficando inerte, não exerce mais a sua influência como sal da terra e luz do mundo. Não aje mais disciplinadamente para com seus membros e entrega a igreja a atitudes e comportamentos ímpios e mundanos.
    A igreja deve ir atrás de uma estrutura doutrinária bem sólida. Esta estrutura deveria ser o ponto de partida para dar início ao funcionamento de qualquer igreja. Procurar se posicionar diante de uma corrente doutrinária bíblica é imprescindível se queremos nos afastar das similaridades encontradas entre a igreja e o mundo, visto que os deveres cristãos (principal marco divisório entre o comportamento cristão e o mundano) são cumpridos com base em convicções doutrinárias inflexíveis.
    Precisamos rejeitar qualquer formulação de um sistema doutrinário amoldado às disposições subjetivas e tendenciosas de cada pessoa, lutando em favor da existência de uma igreja fiel e de convicção doutrinária irredutível. Rejeitar a idéia de “cada pessoa tem a sua verdade”, mas proclamar a Verdade Absoluta das Escrituras.
    As práticas ecumênicas são as principais defensoras de uma teologia flexível, visto que ela não permite um dogmatismo rígido por ser prejudicial à unificação de todas as crenças. É preciso agradar a todos adotando uma posição dogmática que reúna todos os sistemas doutrinários em um só lugar.
    E porque o ecumenismo enfraquece a igreja? Ela mancha a evangelização. Ao contrário do que se diz, o enfraquecimento da evangelização está exatamente no liberalismo dos que aceitam o ecumenismo, deixando de lado a pregação pura do evangelho que liberta o pecador do inferno e passa a aceitar a apresentação de um evangelho social. Ao colocarmos a doutrina de lado, não há razão para pensarmos na obra missionária. O que é evangelho senão as boas novas de salvação? A proliferação das idéias ecumênicas tem colocado a igreja numa “área de conforto”, onde descansa profundamente experimentando o seu comodismo.
    Uma igreja assim não se preocupa com a evangelização, porque considera todos como cristãos. “Todos são filhos de Deus!”, “Todos os caminhos levam a Deus”. Por isso não importa se ela está na igreja “A” ou na igreja “B” ou até mesmo sem igreja. Todos serão alcançados pelo Deus amoroso, bondoso e que tem pena de todos! Para quê tanta rivalidade! Qual é o problema de padres pregarem em igrejas evangélicas ou pastores subirem a um púlpito católico? Vivamos o clima de compreensão e cordialidade!!!
    Essa é a atitude flexível quanto aos dogmas. A apologética é jogada no lixo, e a apresentação de Deus limita-se apenas a apresentação de um Deus paternal. “Tem de haver, neste caso, o sacrifício da doutrina, porque a sua apresentação integral promove divisões”. Prega-se a igualdade de todos os homens em relação a Deus, não levando em conta o credo que professam e nem o estilo de vida que vivem. Não se prega mais aquela teologia que ensina que para ir a Deus é preciso uma transformação radical na vida espiritual da pessoa.
    Comumente é feito uma distinção errônea entre o evangelho e a doutrina. Segundo o conceito bíblico, evangelho é doutrina! A negação das doutrinas fundamentais do cristianismo é a negação do evangelho. Ao abandonarmos o conservadorismo bíblico, ficamos mais próximos dos liberais e modernistas, diminuindo a ênfase numa teologia sólida e flexível e tornando a igreja numa instituição sincretista, mistura de concepções religiosas heterogêneas.
    Com a flexibilidade teológica, a igreja perdeu de vista a sua força influenciadora para a preservação da sociedade. A igreja não influencia mais na sociedade. Não tem mais voz! A sociedade prega a decadência do casamento e a igreja fica calada. A sociedade manifesta a sua ira usando a força e a anarquia contra os governantes descompromissados e a igreja fica calada (quando ela não atua junto coma sociedade!). Não se ora mais pelos magistrados civis, até porque não existe mais a doutrina de que Deus constituiu os magistrados civis para serem respeitados e obedecidos.
    A flexibilidade doutrinária enfraquece também a igreja na sua vida moral. A boa doutrina é o princípio de uma vida correta. A doutrina faz a vida. Ela rege a nossa prática. O abandono de certos preceitos morais torna a igreja relaxada em receber os candidatos á profissão de fé, sem investigar o estilo de vida vivido pelo candidato. Faz vista grossa à prostituição e aos diversos tipos de imoralidade. Recebem em seu meio pessoas adúlteras e abraçam aquelas que estão entregues aos vícios da vida. “Venha a Deus como você está!”, “Deus aceita você como você é!”. Não existe mais aquela teologia que ensina que o homem não pode ir até Deus com seu pecado porque Deus não se agrada do seu pecado. Não existe mais a doutrina do pecado ou do inferno. Nada mais do que óbvio: se jogaram fora a doutrina bíblica, o combate ao pecado foi junto.
    Essa é a principal arma que o diabo usa para destruir a Igreja de Deus. Ele não se cansa de batalhar até ver as ruínas da Comunidade dos Santos. Não se cansa até ver a sociedade mundana mastigando e engolindo, pouco a pouco, as estruturas do Corpo de Cristo. Se tivéssemos a idéia da destruição que a igreja está sofrendo, defenderíamos com o mesmo grau de vigor que o diabo tem atacado.
    Este momento é o momento que exige uma posição doutrinária convicta e destemida. Os púlpitos conservadores devem falar constantemente dos ideais da igreja e do seu papel na defesa intransigente da Palavra de Deus.Precisamos doutrinar esta geração e repetir as atitudes dos nossos pais na fé na luta por uma pregação bíblica fiel, doa a quem doer. Precisamos manter crentes fiéis e inflexíveis na teologia e moldar outros para não serem levados por todo vento de doutrina. Que os conselhos sejam mais criteriosos na avaliação de novos membros. Que os nossos seminários teológicos sejam mais cuidadosos na hora de aprovar algum candidato ao sagrado ministério. Que os nossos presbíteros sejam mais atentos ao receber novos ministros de outras denominações. Que as nossas igrejas sejam mais rígidas e rigorosas na exigência de uma profissão de fé anti-maçônica, anti-pentecostal, anti-arminiana e anti-liberal.
    Que os nossos púlpitos conservadores e reformados sejam verdadeiras cátedras, de onde são ensinadas as antigas doutrinas da graça, doutrinas fundamentais da Palavra de Deus. “Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida” (Ap 2.10).
    Soli Deo Gloria

  17. JOSIEL TEIXEIRA LIMA diz:
    Gostaria de conhecer uma pessoa, uma somente, que guarde TODA a LEI!
    Sou formado em TEOLOGIA, e recentemente me formei em LETRAS na UNB. Tenho estudado, buscando uma solução para o meu adultério mas nao tenho encontrado. Ainda temos o coração de pedra e somente na volta de JESUS seremos transformados. Fui expulso por ADULTÉRIO e outras coisas mais. Nunca fui digno da minha VERDADEIRA esposa(se tem verdadeira e porque exista a falsa), pois ela me “carregou” nas costas durante anos e anos, cuidou de mim durante minhas crises de depressão e alucinações. Reconheço que fui e sou muito ingrato para com ela e diariamente imploro a DEUS que ela me perdoe por tudo o que fia a ela e ao seus familiares pois todos tiveram a oportunidade de me ajudar. Todo o meu estudo de teologia foi pago por elaseus familiares euma pequena parte por alguns irmãos da IASD da ASA NORTE-DF. Ainda não me converti ao SENHOR JESUS. Agradeço ao Robson Ramos que mesmo sabendo do meu procedimento, contrario a PALAVRA do SENHOR, ainda me permite publicar os meus artigos no http://www.adventistas.com. A você Robson Ramos o meu muito obrigado, pois por experiência propria, você sabe como é dificil ser fiel a nossa companheira como você mesmo publicou no seu SITE.
  18. kal diz:
    meu irmao leia deuteronomio capitulo 24 DEUS te abençoe
  19. kal diz:
    estou nesse mesmo processo e eu estou analizando muito a biblia pois fui abandonado no memento que mais que pecisei dela pois DEUS tem me sustentado varão te digo uma coisa ainda que o mundo iteiro venha se levatar contra vc te digo que DEUS é fiel e justo pra com vc pois a melhor resposta está na bilbia …..paz!!!!!!!!!! meu eMail é kalbatera@msn.com vou esperar seu contato fica com DEUS
  20. JOSIEL TEIXEIRA LIMA diz:
    JOSIEL TEIXEIRa LIMA disse:
    Para provar que queria mudar de procedimento cheguei a escrever na Biblia da minha VERDADEIRA ESPOSA, no final do livro de ISAÍAS 66:24:
    YAHWEH, Criador dos Ceus e da terra, meu Pai, em nome do teu único Filho, meu Senhor e Salvador YESHUA, eu MAIS uma vez prometo não entrar nas salas de putaria, na net, nem nas salas de bate-papo; contudo, meu Pai, somente posso ser fiel e cumprir essa promessa com o Seu cuidado, guia e proteção, por meio do Teu Amado Filho e dos Teus Santos anjos. Faça por isso,Teu querer e o Teu efetuar em minha vida. E seja,portanto, também o meu Juiz e não os homens e o Teu Filho, o meu Advogado. AMÉM.
    JOSIEL TEIXEIRA LIMA
    Brasília 13/01/2001
    MAS O AMOR AO PECADO FOI MAIOR DO QUE A MINHA PROMESSA AO MEU SENHOR E SALVADOR.Não deixei que ELE fosse o meu JUIZ E SEU FILHO MEU ADVOGADO e recorri a “JUSTIÇA” humana, para resolver os meus problemas,complicando ainda mais a minha situação diante de YAHWEH e YESHUA.
  21. JOSIEL TEIXEIRA LIMA diz:
    OS TERRÍVEIS EFEITOS DA INFIDELIDADE CONJUGAL
    Pr. Elinaldo Renovato de Lima

    O lar cristão deve ser a continuação da igreja, porque, num sentido mais profundo, é a igreja também. O relacionamento entre os membros da família deve ser tão santo em casa, quanto na igreja. Dentre as características de um bom relacionamento familiar, destacamos a fidelidade. Esta é indispensável para que se mantenham inabaláveis os alicerces do lar. Os pais precisam ser fiéis entre si e aos filhos e estes aos pais, todos fiéis uns aos outros.

    João, evangelista e presbítero, dirigindo sua terceira epístola a Gaio, diz: “Amado, procedes fielmente em tudo o que fazes para com os irmãos, e para com os estranhos” marcante dos verdadeiros cristãos. O oposto disso, ou seja, a infidelidade, é um terrível inimigo, que tem destruído inteiramente muitos lares e famílias. Neste aspecto, avulta com maior gravidade, a conjugal: o esposo, o pai de família, sendo infiel à esposa e vice-versa.

    A infidelidade é um mal que não é de hoje, mas que, nos tempos atuais, tem-se tornado muito comum nos lares sem Cristo, e também tem atingido muitos lares cristãos. A infidelidade conjugal não passa de um instrumento diabólico para a destruição e desagregação da família. A Bíblia diz que o marido deve amar a sua esposa da mesma forma que Cristo ama a Igreja. Ora, o Senhor ama a Igreja com sinceridade, e sobretudo, com fidelidade. Esta fidelidade é tão grande, que “se formos infiéis, Ele permanece fiel: não pode negar-se a si mesmo” (2 Tm 2.1.’3).

    Mas Satanás diz ao esposo: “ora, não é nada demais; procura unir-te a outra mulher: a tua já não te agrada. No fim, tudo dará certo. – Os teus amigos não possuem outras mulheres?”. Com isso, o inimigo procura desfazer o plano de Deus para a vida conjugal. E muitos homens, mesmo cristãos, têm cedido a essa tentação diabólica, cometendo adultério e prostituição, e desprezando o lar, a esposa, os filhos e seu próprio nome e, o que é pior: desprezando a Deus. A infidelidade, inimigo cruel, não acontece de repente.

    É necessário estar alerta para as ciladas do Inimigo. Muitas vezes, a causa do adultério, ou melhor, dos fatores que contribuem para a infidelidade, está sendo fomentada dentro do próprio lar: Com o passar dos anos, o esposo e a esposa deixam de cultivar o amor verdadeiro. Aquelas expressões de carinho dos primeiros tempos ficam esquecidas. O afeto vai desaparecendo entre os dois. No entanto, a necessidade de afeto continua a existir em cada um. É a chamada carência afetiva, que leva muitos a se decepcionarem com o casamento.

    As lutas do dia-a-dia também tendem a desfazer o clima amoroso entre o casal, se não forem adotadas providências para cultivá-lo. O lar, em muitos casos, passa a ser uma espécie de pensão, na qual o marido é o hóspede número um. mero um, a esposa é a dona da pensão, e os filhos, os outros hóspedes costumeiros. Não mais existe o ambiente acolhedor e amigo no qual se respira amor, paz e harmonia. Enquanto isso, fora do lar, os cônjuges, no trabalho, no círculo de amizades, encontram sempre alguém que lhes dê atenção e se interesse (ou finge se interessar) pelos seus problemas.

    Então Satanás, que não dorme, entra em ação. Começa a falar ao coração que é hora de experimentar um caso de amor, um romance, mesmo passageiro. O cônjuge, mesmo sendo cristão, diante de tal sedução, entra em conflito consigo mesmo. A mente começa a estampar a crise de afeto que existe no lar, a falta de carinho, a indiferença do outro cônjuge. A consciência bate forte, lembrando a condição de cristão, lavado e remido no sangue de Jesus. Nas primeiras investidas, o servo de Deus pensa, recua, vence. Mas, dia após dia, as coisas se agravam. A voz do Inimigo soa mais forte e sedutora; a concupiscência se aquece. Vem a queda, o ato, o pecado, a morte espiritual.

    Depois, entre desespero e reações evidentes, o coração explode. O lar, que antes estava ruim, fica pior. A culpa não dá paz. Os conflitos aumentam. Só há dois caminhos: abandonar o lar, a esposa, os filhos e viver na nova “pensão” ou continuar enganando a todos (mas não a Deus). Em qualquer caso, todos sofrem. O cônjuge infiel, o cônjuge fiel, os filhos, a família, a igreja. Para evitar esse tipo de contribuição à infidelidade, é necessário que o casal se mantenha debaixo da orientação da Palavra de Deus. O esposo, amando sua esposa
    de todo o coração, como Cristo à Igreja. A esposa, amando o esposo da mesma forma e lhe sendo submissa pelo amor.

    Em termos práticos, é necessário cultivar, tratar, regar e cuidar da planta do amor, para que as ervas daninhas da infidelidade não germinem no coração de um dos cônjuges. É bom, que os cristãos casados saibam que a santidade do cristianismo não faz ninguém deixar de ser humano. Nesta vida, precisamos de amor, de alegria, de paz, de carinho, de afeto. O leito conjugal precisa ser bem aproveitado, e a união sexual, legítima entre os asados, deve continuar sendo fator de integração, não apenas física, afetiva, mas também espiritual.

    Deus se agrada da união entre os casados, especialmente entre cristãos: “Seja por todos venerado o matrimônio, e o leito sem mácula” (Hb 1.3.4), diz a Palavra. Reconhecemos que há muita infidelidade que começa por mera tentação, para o que o outro cônjuge, às vezes, em nada contribui. Mas havemos de reconhecer que o casal bem unido em torno do Senhor Jesus terá condições de vencer o Inimigo.

    O Senhor Deus, repreendendo Israel, dizia que não aceitava mais suas ofertas. – Por quê? – “Porque o Senhor foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu FOSTE DESLEAL, sendo ela a
    tua companheira e a mulher do teu concerto” (Ml 2.14). Esse trecho nos mostra que Deus rejeita aquele que é infiel à sua esposa, e o rejeita não aceitando suas ofertas, seus sacrifícios. Até as orações não são recebidas por Deus, quando o marido não coabita com sua mulher com entendimento, e vice-versa.

    Aqui desejamos relembrar algumas recomendações da Bíblia quanto à infidelidade. Paulo doutrinou bastante sobre o assunto. A igreja em Corinto disse: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá: porque o templo de Deus, que sois vós, é santo” (1 Co .3.16,17). O homem, ou a mulher cristã, deve tomar em consideração esta advertência solene e grave da Bíblia: Se alguém destruir o seu próprio corpo, pelo pecado, Deus o destruirá. Mais clara, ainda, é a exortação, quando lemos o trecho de 1 Coríntios 6.18-20: “Fugi da prostituição. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo, mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que O VOSSO CORPO E TEMPLO DO ESPIRITO SANTO, que habita em vós, proveniente de Deus e que não sois de vos mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai pois a Deus NO VOSSO CORPO, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus”.

    Vemos, então, que a infidelidade conjugal, geralmente tornada em adultério, é considerada o maior pecado contra o corpo. Isto porque o corpo é “templo de Deus”, “templo do Espírito Santo. Havendo o verdadeiro amor, não haverá frieza sexual. Haverá interesse, atração de um pelo outro; haverá prazer no ato sexual. É necessário evitar a infidelidade sob qualquer forma ou pretexto.( NÃO FOI POSSIVÉL)

    IRMÃOS,SOU CULPADO DE ADULTÉRIO NÃO NEGO. MINHA NOIVA NO ENTANTO RESOLVEU CORRER O RISCO POIS NOS AMAMOS VERDADEIRAMENTE. FOMOS FEITOS UM PARA O OUTRO, APESAR DA GRANDE DIFEREÇA DE IDADE , ELA TEM 22 ANOS, E EU 46.

  22. anonimo diz:
    aos aduteros de plantão;a biblia diz que a palavra do crente é sim,sim,ou , não não o que passa disso e prossedência maligna .ou seja se ñ e Deus jeová e claro que é satanas operando purinho em vossas vidas.
    Deus ñ me constituiu juiz(a)porem devo exortar irmão HB 3:13/ VCS querem deturpar a palavra de Deus vai pagar seu preço caro irmão.prq o que Deus uniu não separa o HOMEM.OU ESTOU MENTINDO.sEUS ACOMODADOS vÃO ORAR para Deus , Restaurar ,acender a chama do amor preguiçozos . orar por dinheiro vcs oram ñ é agora por sua familia ñ.Ô covardeLc 1:37 Burro prq para Deus nada é impossivel.amo vcs em cristo JESUS.SE CONCERTE.MUITOS SÃO chamados mais poucos escolhidos. JESUS TÁ VOLTANDO.
  23. Alex diz:
    Amigo, Josiel eu nao te condeno por ter se separado e muto menos por querer se casar de novo, sou tambem separado e tambem busco uma saida. Mas voce se condena da para ver em todos os seus textos. Sua visao sobre a sua separacao e totalmente equivocada e cheia de culpa. Voce acha que porque traiu a sua mulher voce tem o direito de des-casar, nao duvido que tenha traido apenas para ter uma desculpa para separar. Arrasou o coracao dela, criou um tralma de proporcoes universais e agora sai de boa dizendo que nao aguentou, e que agora vai casar de novo, e acha que vai dar certo dessa vez ? Voce ainda nao se separou de sua mulher amigo, voce ainda carrega magoa, culpa, rancor, medo, seu coracao nao esta em paz, e o que te da consolo e a sua nova relacao. Voce acha que depois do seu casamento nao vao vir duvidas na sua cabeca sobre se voce esta em pecado ? Se hoje voce ainda nao se perdoou da sua separacao voce acha que voce vai se perdoar de ter casado de novo ? Voce pensa que o seu amor louco por essa menina vai passar por cima de todas essas condenacoes que virao quando as coisas comecarem a se esfriar ? Eu nao estou dizendo que voce nao deve se casar de novo, mas que voce deve primeiro se acertar com voce mesmo e com a sua ex mulher. Nao pode viver a vida se condenando e querendo apagar um erro com um erro ainda mairo. Portanto voce vai se matar e matar essa “menina” se casando com ela. Sua “menina” nao esta tomando risco como voce diz em seu email, pois com 22 anos ninguem sabe o que se quer. Com 22 anos a gente pensa que vai mudar o mundo, com 22 anos a gente acredita que vamos ser grandes pastores, com 22 anos a gente pensa que quando nos casarmos tudo vai ser um mar de rosas. Com 22 anos a gente foge de casa para viver com o namoradinho achando que o amor vai nos sustentar, com 22 anos a gente vai para o tibet achando que la vamos encontrar felicidade, com 22 anos a gent sonha e nao se preocupa com consequencias, portanto sua “filha” nao esta tomando riscos, porque ela noa tem a minima nocao do que esta acontecendo. E o pior ela acredita em tudo o que voce fala, portanto todo o risco e seu que ja viveu o suficiente para saber das consequencias. Eu nao sei a quanto tempo voce se separou mas imagino que muito pouco, menos de dois anos, e se isso e verdade, o que voce esta vivendo nao e amor e muito menos voces foram criados um para o outro. Eu vivi a mesma coisa e sofri muito para sair dessa relacao. O que voce esta vivendo e apenas fruto de sua angustia e de suas necessidades, infelizmente voce achou uma pessoa nova e tambem necessitada e voces estao vivendo uma relacao onde um suga do outro, o problema meu irmao e que a fruta vai perder o sabor, as contas a pagar vao acabar com o romance, o sexo vai ficar sem graca e o papo sobre a faculdade e sobre o new kids on the block vai comecar a te xatear, e ai quando ficar apenas o bagaco voces dois vao sofrer muito e ela que esta entrando de gaiato nisso, vai ficar com cicatrizes para o resto da vida. Voce condena a sua propria atitude, vive dizendo que nao deu, pequei, nao aguentei, desculpa, coitado de mim . . . Eu sou homem e sei das nossas necessidades e de nossas artimanhas para conseguir o que queremos,voce tem 46 anos culto, sabe falar, deve ter uma situacao financeira interessante, qualquer menina vai se interessar por voce, isso e uma covardia que nao tem cabimento. Se voce esta necessitadado seja homem e procure alguem que tenha vivido e que saiba se proteger de nossas armas. Se isso for amor mesmo ela vai te esperar. Amigo eu te entendo totalmente, pois sei onde voce esta, ja estive ai e sei que a confusao e grande, mas sofro por voce, e por ela, pois sei que voce nao vai mudar de opiniao, pensa que esta apaixonado. Mas vou ser sincero com voce . . Eu nao acredito que devemos protejer muito os nossos filhos e te juro que se fosse pai dessa menina eu dava uma surra em voce que voce iria esquecer dela por muito tempo. Pense no que voces esta fazendo, de um tempo para voce, olha para a sua vida, reveja os seus conceitos, faca as pazes com o seu passado . . . lembre do paulinho da viola e faca como o velho marinheiro que durante o nevoeiro leva o barco devagar. Deopis de tudo isso se ainda existir o amor e a certeza do casamento, entao case e seja feliz. Gostaria de conversar com voce se quiser me mandar emails me mande, e se tiver coragem mostre esse email para sua menina.
  24. Josiel Teixeira Lima diz:
    ALEX,porque voce é tão p’ra baixo?Amo desesperadamente a tal garota e ela me ama tambem,quanto o “pai” dela, ele se tornou meu amigão e confidente. O casamento ( leia na Biblia), temina com o ADULTÉRIO, e eu adulterei,portanto estou livre para me casar novamente. OK?
  25. Alex diz:
    Oh meu amigo, desculpe pelo que eu escrevi. Eu ja estive exatamente onde voce esta, na mesma situacao apos o meu divorcio e eu sei que nao adianta querer lutar contra esse tipo de sentimento por mais que faca sentido, entao va e faca o que tem que fazer. Se voce tivesse com alguma duvida sobre casar ou nao eu te diria para esperar, mas sei que voce nao vai, entao va fundo e viva a vida ao maximo. Mas pare de colocar a culpa em satanas e usar as escrituras como desculpa. Voce queria sair do seu relacionamento e percebeu que o unico jeito era trai, entao foi e traiu como se isso te desse o direito de colocar um ponto final. Para com isso amigo, perceba que nao existe culpa, o casamento nao e um peso, nem uma coisa morta, eh vivo, nasce, cresce, e as vezes acaba. Se livre da culpa para nao precisar dessa des-culpa. Seu casamento nao acabou no momento da traica, ele ja tinha acabado muito antes. Ou talvez nunca tenha existido, pois casamento e uma uniao em amor que se da fora do nosso entendimento e do ambito de nossa cabeca, nada tem haver com a bencao do pastor ou aceitacao das testemunhas. E se nasce assim alienigena ao mundo visivel tambem morre assim. Viva a sua vida amigo, cometa os seus erros, levante de novo, mas pare de colocar a culpa no diabo, nao tenha medo de errar, Deus te criou assim imperfeito mesmo. Ele nao fica triste com nossos erros, ele ama os nossos erros, como voce ama os erros dos seus filhos ! Fica na paz meu irmao ! Se quiser conversar comigo meu email e msn messenger e purgao@hotmail.com
  26. JOSIEL TEIXEIRA LIMA diz:
    VOCÊ DISSE: Ele nao fica triste com nossos erros, ele ama os nossos erros,(MENTIRA! Ele abomina nossos erros mas ama o pecador) como voce ama os erros dos seus filhos! P’ra começo de conversa não tenho filho nem filha, até o momento! Assim como foi no Jardim do Eden, buscamos um culpo afim de justificarmos nossos erros, certo? E você, porque adulterou? ( Não precisa dizer) Portanto continue com a sua nova esposa e eu com a minha futura esposa! Pare de encher o saco! Não preciso do seu E-mail,tenho curso superior em teologia. Visite o SITE: http://www.adventistas.com, e leia os inúmeros artigos que escrevi e se certifique,do meu grau de conhecimentos Biblicos.
  27. Alex diz:
    Fica na paz meu irmao ! Se quiser conversar comigo meu email e msn messenger e purgao@hotmail.com
  28. adriana gois diz:
    boa noite, bom em primeiro lugar quero deixar o que penso sobre o versiculo de mateus 19:9 que porem ele ja diz que o marido que repudiar sua esposa nao podera se casar com outra ou mesmo aquele que se casar com a repudiada,assim eu vejo que nao pode haver separação pois se ela acontecer ele tera que ficar sozinho certo ? e qual é essa pessoa que vai ficar sozinha ? entao eu tiro disso uma coisa bem clara faça por viver,se nao tem amor busque em DEUS pois ele é o dono do amor, e quem diz que DEUS nao interfere no coração isso nao pode ser verdade, pois casarão e se torarão uma só carne então qd um ora e o outro nao Deus entre e age, DEUS muda toda história.Ele é o dono da nossa vida e qd ele quer ele faz.DEUS é amor.Orem e faça uma prova com DEUS sobre esse assunto,quem esta passando passando por esse tipo de problema ou tiver duvidas faça prova com DEUS pedindo a ele pra fazer o impossivel .
    fiquem com a paz do senhor.
  29. adriana gois diz:
    boa noite IVO faço minha suas palavras,gostei muito do que esta dizendo para esses hipócritas, sempre uma desculpa para fazer o que o diabo quer,mandei um recado mas nao quis ser tao clara como vc foi,gostei muito do que vc disse,
    parabens por sua coragem e mesmo que esteja dificil ore ,lute,busque a Deus por sua esposa ela é sua carne e nao outra, o prato do diabo é perfeito mas quando acaba ai os aduteros vao ver o que sobrou so a porcaria do que o diabo mandou e a vida e a salvaçao foi pro espaço.todos terao que dar conta de seus atos diante de DEUS mas nao dixarão de pagar o preço aqui na terra mesmo em vida.
    a paz do senhor jesus.
  30. bem, nessa questão pode-se levar umas coisas em conta. uma que toda separação tem um motivo pra aconteçer, mesmo que não se perceba ou seja um motivo insignificante. já é o suficiente, e a grande maioria é por causa de outra pessoa. na maior parte é o homem que tem uma (por fora) e precisa de um motivo pra se separar. um amigo me disse que certa vez um amigo seu lhe propõs para lhe ajudar num plano para criar um motivo para se separar. a história não acabou bem. outra coisa interessante a se analizar é a história do rei davi. ele não era casado mas resolveu roubar uma mulher casada e pior que isso armou uma emboscada para o marido urias. esse seria a épica história de um rei na terra que virou escravo no inferno,mas tendo ele reconhecido seu erro e pedindo perdão recebeu misericórdia. então um divórcio ou uma separação não é o motivo de dizer se isso é o ato da condenação de uma pessoa.
  31. adriana diz:
    bom dia IVO
    SERA QUE VC PODERIA ME MANDAR SEU MSN ?
    NOSSA GOSTEI MUITO DE SUAS PALAVRAS E PRECISO DE UNS CONSELHOS E TALVEZ VC POSSA ME DIZER O QUE FAZER?
    ME PASSA PELO GMAIL.
    adriana.gois10@gmail.com vou esperar é com urgencia o que preciso falar e vejo em suas palavras muita sabedoria.
    obrigado estou aguardando.
  32. Juliana diz:
    COM CERTEZA O PLANO DE DEUS PARA A VIDA DE PESSOAS CASADAS NÃO SERIA TERMINAR EM DIVORCIO….
  33. Alex diz:
    Juliana, como voce pode saber o plano de Deus para a vida de cada pessoa ? Jaco estava casado com Lea mas nao estava feliz deus permitiu que ele casasse com Raquel nao permitiu, nao seria correto ele ter ficado com Lea o resto da vida e orado para que o amor entre eles aparecesse ?? Nesse caso amiga, nao foi do plano de Deus que ele ficasse em uma relacao sem amor. Esse foi o plano de Deus !
  34. thunderstrucker diz:
    seu ivo completamente irritado. tem direito de criticar mas não com essa agressividade. Jesus disse.aquele que vem a mim de modo algum o lançarei fora. ninguem está salvo ainda. só aqueles que resistirem até o fim. além de Cristo, só um anjo do Senhor tem a autoridade de dizer se este ou aquele vai para o inferno. aqui na terra ninguem tem essa certeza. cada um colherá segundo suas obras.
  35. Shirley diz:
    Bom dia irmão Roberto Soares.
    È a primeira vez que acesso essa página e antes de fazer o comentário
    e buscar sua opinião, gostaria de saber o que vc é,
    pastor, presbítero ou?
    Poderia por favor me dizer?
  36. A paz amado louvoa Deus pela sua vida por ter esta iniciativa de expor a palavra de Deus pois como você sou alguém apaixonado pela palavra de Deus, quero dizer ao irmão que tinha o mesmo ponto de vista seu , mas até estudar profundamente sobre o divorcio e assim descobrindo que Deus abomina o divorcio e segundo casamento não é vontade de Deus, gostaria que o irmão lesse este estudo que tenho e depois me respondesse mas lembre-se aborde a palavra de Deus sem fechar o teu coração e opiniões formadas. Divórcio e novo casamento

    Perece-nos claro que não temos que estudar sobre divórcio. Temos que estudar sobre casamento, amor e fidelidade. Temos que estudar formas de: como manter a família unida, os filhos em sujeição e obediência, as esposas amadas e bem protegidas, os homens firmes e amáveis.
    Todavia, este assunto por causa das muitas implicações e consequências para o homem e a mulher, para a família, para a sociedade e principalmente para a Igreja.
    São poucos os que ousam estudar o assunto e muitos os que fogem de uma confrontação, porque preferem seguir o caminho largo dos padrões desse mundo.

    Jesus e a Lei
    Quando Jesus liberou o sermão do monte ele estava instruindo os seus discípulos dando a nova lei do reino.
    A nova lei do reino não revogava a lei de Moisés, mas elevava as sua exigências da Lei. Ele fez isso com relação ao homicídio, por exemplo, dizendo que até mesmo o se irar pode resultar em julgamento. Com relação ao adultério ele disso que o simples ato de olhar com intenção impura para uma mulher já é adultério.
    Com relação ao divórcio não foi diferente. Ele disse:
    “Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas (pornéia), a expõe a tornar-se adúltera (moichao); e aquele que casar com a repudiada comete adultério (moichéia)” (Mt. 5:31-32).

    Jesus e os Fariseus
    Em Mateus 5:31-32 Jesus foi muito mais enfático e amplo na interpretação da lei de Moisés e acrescenta a frase; “Eu, porém vos digo”. Essa frase não é para fariseus, mas para discípulos. Da mesma forma quando ele fala: “Um novo mandamento vos dou;” não o faz para fariseus, mas para discípulos.

    Jesus e Suas Respostas
    Mateus 19:1 tem sido a grande plataforma dos defensores do divórcio e do recasamento, mas esse texto não pode ser analisado isoladamente. Ele precisa do contexto de Marcos 10:1-12. Jesus nesse episódio está com seus discípulos na Judéia e uma grande multidão O seguia. Entre eles estavam os fariseus que tentavam pegá-lo nalguma falha.
    O objetivo deles não era a verdade a respeito de Divórcio e recasamento. A verdadeira intenção dos fariseus era atacar a Jesus.
    Assim, seguindo uma estratégia astuta, eles fazem duas perguntas a Jesus.

    1) Primeira pergunta: “É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?”.
    Entre os judeus havia duas escolas que divergiam quanto ao assunto relativo à mulher e ao divórcio. Os mais liberais, que eram seguidores das idéias do rabino Hillel, sustentavam que o homem podia repudiar a sua mulher por qualquer motivo. Os mais conservadores e ortodoxos, seguidores do rabino Sammai, afirmavam que o homem só poderia deixar a mulher se encontrasse “alguma coisa indecente” nela.

    2) Resposta de Jesus à primeira pergunta
    A resposta de Jesus poderia ser dita de uma forma direta e isso bastaria. Poderia dizer simplesmente, Não! Não é lícito o homem repudiar a sua mulher! Todavia, Jesus dá uma resposta voltando ao princípio de tudo. Ele busca nas Escrituras a base para o casamento.
    Ele diz: “Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne” (Mt 19:4-6 e Mc 10:6-8).
    Aqui temos três importantes detalhes a serem considerados:

    “a) Deixará o homem pai e mãe” – Assim, para que haja um casamento, os envolvidos devem deixar o estado civil de solteiros, e sair da casa dos pais. Esse é um detalhe que vai contra o que normalmente acontece nos casos de divórcio que é: “deixará a mulher ou o homem com quem está casado”.

    b) “Se unirá a sua mulher” – o outro detalhe é que a mulher não pode ser de nenhum outro homem. Isso vai contra o que normalmente ocorre nos casos de divórcio e recasamento que é: “se unirá à mulher que foi de outro homem”.

    c) “E serão dois numa só carne” – A relação sexual é um selo para o casamento. Não existe casamento sem que haja essa união sexual.
    Qualquer relação sexual torna os dois envolvidos sexualmente em “uma só carne”, mas, o fato de se unirem sexualmente não significa que já estejam casados.
    Paulo diz que “aquele que se une a uma prostituta se torna uma só carne com ela”, mas nem por isso está casado com ela (1 Co 6:15-16).
    Em síntese, o casamento ocorre entre duas pessoas solteiras, que deixaram a casa de seus pais, se uniram numa aliança selada com a relação sexual.
    A resposta de Jesus à primeira pergunta dos fariseus ainda não responde completamente o questionamento: “É lícito ao homem repudiar a sua mulher?”.
    A declaração que responde a primeira pergunta dos fariseus é: “Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem” (Mt 19.6b e Mc 10.9). Essa declaração de Jesus faz parte do “Eu, porém vos digo”.
    Quando um homem solteiro e uma mulher solteira deixa pai e mãe, se unem numa aliança e selam esse pacto numa relação sexual, Deus, que os fez “macho e fêmea”, também os considera casados e, o que Deus ajuntou, não o separe o homem.
    Assim, a resposta de Jesus aos fariseus é: Não é lícito ao homem repudiar a sua mulher! Não é permitido! Não pode! Não deve! Seja qual for o motivo, não é lícito ao homem repudiar a sua mulher! Ponto Final!

    3) Segunda pergunta: “Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?”.
    A intenção dos fariseus era pegar Jesus numa falha e disseram: “Como é que você diz que não é lícito ao homem repudiar a sua mulher, quando Moisés afirmou que sim?”. Dá pra perceber a intenção dos fariseus?
    Jesus responde a essa pergunta revelando a intenção do coração dos fariseus e corrigindo a pergunta.

    4) Resposta de Jesus: “Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim”.
    Jesus insiste em frisar o desejo de Deus ao criar o homem e a mulher. O desejo de Deus ao constituir a família não estava sujeito à força do pecado ou da dureza de coração do homem. Deus não mudaria Seu propósito para adequa-lo ao estilo humano.
    Quando disse: “Por causa da dureza dos vossos corações”. Ele ataca a motivação dos fariseus. Ele não atacou a Moisés, nem desfez da lei. Ele estava diante de acusadores e de homens de coração insensível e incapazes de perdoar.
    Jesus também corrige a pergunta dos fariseus, dizendo: “Moisés permitiu repudiar as vossas mulheres”. Não era um mandamento! Era uma permissão e isso por causa da dureza de coração dos homens. E reafirma a realidade do casamento afirmando: “Mas ao princípio não foi assim”.
    A tendência do coração endurecido pelo pecado é valer-se das brechas da lei para estabelecer um motivo para seus próprios desejos e ambições. Para os fariseus a “suposta exceção” descrita em Deuteronômio 22 e 24, deixou de ser uma exceção e passou a ser uma regra geral para o casamento, exatamente como acontece em nossos dias. Hoje se divorcia por qualquer motivo!
    Ao vir a este mundo, Jesus não veio colocar ordem na confusão que havia se instalado entre os homens. Jesus não veio melhorar este mundo. Não veio reformá-lo ou dar um “jeitinho” nas coisas. Jesus veio trazer “de volta” o governo de Deus sobre a vida dos homens.

    Jesus e a Exceção
    Tanto a primeira pergunta como a segunda dos fariseus, estavam respondidas e o assunto estava encerrado.
    Mas, e a seqüência do texto? Como é que fica a próxima declaração de Jesus?
    Se analisarmos somente o texto de Mateus 19, vamos concluir que Jesus disse o que disse, somente aos fariseus. Todavia, se lermos Marcos 10:10 veremos que Jesus falou aos discípulos em casa. Assim o contexto de Mateus 5:31-32 e Mateus 19:9 é o mesmo de Marcos 10:10. É uma palavra aos discípulos.
    Assim lemos:
    “E em casa tornaram os discípulos a interrogá-lo acerca disto mesmo” (Mc 10:10)
    Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério e o que casar com a repudiada comete adultério. Mt. 19:9
    A frase, “a não ser…” é uma declaração de Jesus, não dita por nenhuma outra pessoa. Não fazia parte da lei, nem dos profetas. Novamente ele impõe a Sua autoridade, “Eu, porém vos digo”.
    Toda vez que Jesus usou a expressão “Eu, porém vos digo…” Ele o disse aos discípulos. Essa declaração é para discípulos e faz parte do resgate da autoridade do Reino de Deus na vida dos homens regenerados. Não haveria razão para Jesus dizer isso aos fariseus, mesmo porque eles não a receberiam, nem as cumpririam.
    Com base nessa premissa, podemos analisar a tão polêmica frase “não sendo por causa de relações sexuais ilícitas”.
    Podemos analisar o texto de Mateus 19:9 e Marcos 10:10. Jesus está em casa sozinho com seus discípulos e eles trazem de volta o assunto discutido com os fariseus. Vejamos os textos agrupados:

    A exceção que não existe
    Toda vez que Jesus usava essa expressão, “Eu, porém vos digo…” sempre o fizera aos discípulos, impondo sempre um nível mais alto do comprometimento deles com o Reino de Deus. Portanto, a “exceção” não existe, todavia, precisamos explicar termos e conceitos.
    Precisamos dar algumas explicações que, para os discípulos, não houve necessidade. Muito pelo contrário, eles a entenderam muita bem e o assunto ficou encerrado com a observação a respeito da condição do homem relativamente à mulher.
    O termos usado por Jesus foi “pornéia”. Embora a palavra “pornéia” seja um termo abrangente, não podemos dar a ele essa amplitude nesse texto de Mateus. Dizer que o termo pode significar muitas coisas está certo, mas dizer que ele nesse texto é abrangente, faz uma grande confusão.
    Há outros exemplos na Bíblia de palavras que, a depender do contexto, podem ter significados diferentes. Veja o exemplo da palavra traduzida como “mundo”, que no grego é “cosmos” e em hebraico é “tebel” tem significados distintos nos vários livros da Bíblia. Em Efésios 1:4, ela significa “universo”. Nos Salmos 24:1, significa “planeta, Terra”. Em João 3:16, “humanidade” e em 1 João 2:15, “sistema humano”. Seria um erro absurdo de interpretação querer fazer uma síntese de todos os significados e aplicá-la a cada versículo onde aparece a palavra “mundo” nas escrituras.
    Da mesma forma a palavra traduzida como “fornicação”, no grego “pornéia” e no hebraico “Zanah” têm muitos significados na bíblia. Vejamos pelo menos cincos significados diferentes:
    1. Fornicação Relação sexual entre solteiros (1 Co 7.2; Dt 22.21; Lv 19.29; 1 Ts 4.3-4).
    2. Fornicação União ilícita, proibidas pela lei de Deus (1 Co 5.1; Dt 22.30; Lv 18.8; Dt 27.20).
    3. Fornicação Todo tipo de pecado sexual, incluindo o adultério (1 Co 6.13-18; Nm 25.1).
    4. Fornicação Todo pecado de prostituição e comércio de prostitutas. A palavra “prostituta” no grego é “porne”, tem a mesma raiz. (Lc 15.30; 1 Co 6.16).
    5. Fornicação Infidelidade espiritual, idolatria. (Je 3.6; Ez 23; Ap 17.12).
    Portanto, não podemos fazer uma síntese de todos estes significados e aplicá-la à palavra “fornicação”.
    No texto específico a que estamos tratando, o que determina qual dos significados deve ser aplicado é o contexto onde ela está inserida e com o resto das escrituras que tratam do mesmo assunto.
    Só existem duas possibilidades para a aplicação do significado da palavra “fornicação” nessa frase de Jesus: O que está no item número 1 relação sexual entre solteiros ou no item 2 União sexual ilícita (Ex. Um homem que vive maritalmente com uma mulher casada; relação homossexual, Etc.)
    Se um casal estiver vivendo em uma dessas duas situações, o caminho é a separação. No primeiro caso, estarão livres para se casarem um com o outro, ou com outros parceiros também solteiros. No segundo caso, ou ficam sozinhos ou se reconciliem com os cônjuges antigos, se for possível.
    É muito importante observar que Jesus nunca usou a expressão; “A não ser no caso de adultério…” no grego, “moichéia”. Ele sempre usou a expressão “fornicação” “pornéia”. Também não afirmou que se uma pessoa repudia sua mulher e casa com outra comete fornicação. O texto corretamente traduzido é: “Aquele que repudia a sua mulher, a não ser no caso de fornicação (pornéia) e casar com outra comete adultério” (moichéia). Tanto em Mt 5:32 como em Mt 19:9 fica impedido dar a interpretação de adultério à palavra “pornéia”, mas sim o de fornicação.
    Isto explicaria o que Moisés disse: “Se um homem tomar uma mulher e se casar com ela, e se ela não for agradável aos seus olhos, por ter ele achado coisa indecente nela, e se ele lhe lavrar um termo de divórcio, e lho der na mão, e a despedir de casa;” (Dt. 24:1).
    Ao casar, o que um homem poderia encontrar numa mulher que lhe fosse indecente? O mais provável é que descobrisse que a mulher não era mais virgem.
    Deuteronômio 24:1-4 assinala o que se o marido quisesse anular o recente casamento “por haver achado nela algo indecente”, o que ela não negava, então ele redigiria uma carta de divórcio, entregaria a ela e ambos estariam livres para casar-se com outros.
    Aqui temos então a alusão de Jesus dita aos discípulos sobre o caso: “A não ser por causa de fornicação”. Seria o mesmo que dizer: “Somente nessas circunstâncias, se um homem divorciar-se de sua esposa e casar de novo não comete adultério.
    Em palavras simples o que Jesus dissera foi:
    “Eu, porém vos digo que qualquer homem que repudiar a sua mulher, a não ser que descubra que ela não era mais virgem no dia do casamento, e casar com outra, comete adultério e, quem casar com ela depois, também cometerá adultério”.

    Jesus e Paulo
    Embora seja o suficiente ouvir de Jesus, “Eu, porém vos digo…”, essa força de expressão foi manifestada de forma bombástica através da vida e do ministério de Paulo.
    Ao tratar de Divórcio e Recasamento, em sua carta aos coríntios, no capitulo 7, ele estabelece uma regra simples de como resolver os problemas de casamento.

    “Mando, não eu mas o Senhor”
    “Ora, aos casados, ordeno, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se separe do marido (se, porém, ela vier a separar-se, que não se case ou que se reconcilie com seu marido); e que o marido não se aparte de sua mulher.” 1 Co 7.10-11.
    Não há nada a ser interpretado aqui. É claro, simples e muito enfático. Não se trata de divórcio, nem de recasamento. Aqui podemos ouvir o Senhor Jesus dizendo através de Paulo aos casados. Não aos solteiros, nem aos “recasados”.
    Aqui não temos um conselho, nem uma opinião, mas sim um mandamento. Um mandamento como qualquer outro que Jesus dera a Seus discípulos. Um mandamento que direciona a obediência daquele que tem a Jesus como Senhor absoluto de sua vida. Um mandamento que serve de direção para quem quer fazer a vontade de Deus.
    Aqui fica muito claro que a mulher não deve se separar do Marido e que o marido não deve deixar a esposa.

    “Se, porém vier a separar-se…”
    Seria maravilhoso se todos os casados, tanto os maridos como as esposas, fossem discípulos de Jesus. Entretanto, essa não é a realidade. Há milhares de casais cujos maridos são incrédulos. Também há um número muito grande, embora menor, de maridos com esposas incrédulas. Nesse caso, temos uma situação circunstancial em que o Senhor determina o que fazer caso ocorra uma separação. Vejam que não se diz divórcio!
    A separação, abandono, repúdio, nunca deve ser de iniciativa do discípulo. Se o cônjuge incrédulo quiser separar-se, que o faça, porém por sua escolha e decisão. Isso está explicitado nos versos 5 e 6.
    As únicas condições estabelecidas pelo Senhor para Seus discípulos que, infelizmente tenham se casado com incrédulos, antes ou depois de se converterem, e foram abandonados por seus cônjuges são:

    1. “Fiquem sem casar…”.
    Essa é a condição principal. Não é permitido pelo Senhor o recasamento. Um “segundo” ou “terceiro” casamento teria que ter uma constante prática de adultério (relação sexual ilícita entre pessoas casadas). Portanto, a ordem do Senhor é: “Fiquem sem casar”.
    Para os discípulos de Jesus, tanto o homem como a mulher que se encontram nessa condição, a saída é serem “eunucos por causa do reino de Deus”. Eles ficam impedidos de manterem relação sexual com outra pessoa que não seja seu cônjuge. Mas isso não é um voto de castidade, pois o Senhor coloca uma abertura de reconciliação.

    2. “…ou que se reconciliem com o marido”.
    O pecado, a carne, o mundo e o diabo são aliados contra o casamento e, infelizmente milhões de casais estão destruídos e impossibilitados de reverem o passado por erros e pecados irreparáveis.
    Mas há os que, contrariando a filosofia barata da felicidade humana e da teologia do cristianismo sem Cristo e do humanismo egoísta, buscam a reconciliação do casamento, da família e da igreja. Aleluia por esses!
    Paulo e Jesus
    “Mas aos outros digo eu, não o Senhor..” (I Co 7.12). A partir de agora vemos Paulo aplicando os princípios do Reino de Deus. Sua posição diante do mandamento do Senhor foi estabelecida ao submeter-se ao conselho do Senhor descrito no verso 10: “Aos casados, mando não eu, mas o Senhor…”. Agora, toda sua orientação tem que estar de acordo com esses princípios, e coerentes com o padrão do reino de Deus tão radicalmente defendido por ele.

    Princípios absolutos e relativos
    Ao aconselharmos alguém devemos ter bem claro quais são os aspectos absolutos que não podem ser mudados. Mas, que aspectos são esses? Relativamente ao divórcio e recasamento, os princípios são os seguintes: Que os casados não se separem. Porém, se separarem, que fiquem sem casar.
    O que vem a seguir, tem que estar relacionado a esse princípio. Aqui temos uma situação específica que Paulo administra com sabedoria. Ele toma como base o princípio absoluto (vs. 10) e ajusta a problemática de um casal misto e estabelece um princípio relativo encima de uma condicional: “Se…”.
    “Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe. E se alguma mulher tem marido descrente, e ele consente em habitar com ela, não o deixe. Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos” (I Co 7.12-14).
    1. O fato de ser um casal misto, isso não impede a convivência. Paulo é explicito ao recomendar ao cônjuge crente: “não o deixe”.

    2. O Senhor abençoa essa relação e santifica os participantes daquele casamento.

    3. A convivência com um descrente pode ser tão angustiante e inviável que não há outra saída senão a separação. Essa separação, todavia, nunca deve ser provocada pelo cônjuge crente. Infelizmente muitos casais colhem frutos de erros cometidos no passado e por não haver da parte do incrédulo uma submissão total ao Senhor, faz com que o cônjuge crente viva uma verdadeira escravidão.
    “Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz. Porque, de onde sabes, ó mulher, se salvarás teu marido? ou, de onde sabes, ó marido, se salvarás tua mulher?” (I Co 7.15-16).

    4. Paulo deixa claro que “se” o incrédulo se apartar, o cônjuge crente deve apartar-se. Isso é uma benção para o irmão ou a irmã no que se refere a ficar livre para servir ao Senhor com liberdade, cuidar dos filhos, viver em honra e santidade diante de Deus e dos homens. Pesa sobre essa separação o princípio absoluto do Senhor: “que fique sem casar ou que se reconcilie com o marido”.

    5. É possível que, nessa separação o cônjuge incrédulo venha a se converter e, arrependido, queira voltar para seu cônjuge. Aqui não podemos aplicar as determinações de Moisés em Deuteronômio 24. Lá Moisés afirma que se uma mulher for repudiada pelo marido, ela não poderá voltar para ele caso case com outro e divorcie ou fique viúva.

    6. Paulo não está tratando de divórcio segundo os princípios do Reino de Deus. Para o cônjuge crente isso deve ser encarado como uma separação.

    Mas, em que casos é possível haver separação?
    Há muitos casais que vivem juntos mas há muita violência, promiscuidade e desrespeito. Infelizmente muitos cônjuges, a maioria homens, vivem egoisticamente com suas esposas e trazem sofrimento para a família. Algumas mulheres são violentadas, algumas contraem doenças incuráveis por causa de relações promíscuas, outras sofrem abusos físicos e morais por homens descontrolados emocionalmente. Elas vivem debaixo de uma “servidão”. Nesses casos, a separação é aconselhável, desde que o incrédulo não aceite viver uma vida decente, de honra e fidelidade.
    Nesses casos as esposas têm total liberdade para apartar-se desde que entendam que devem “ficar sem casar ou que se reconciliem com seus cônjuges se isso for possível”. Mas não ficam livres para casar de novo!
    Paulo logo em seguida afirma:
    “A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor” (I Co 7.39).
    Paulo fecha o tema deixando bem claro que não há espaço para divórcio e recasamento, sobretudo para os discípulos.

    Jesus e o Perdão
    Disse Jesus aos fariseus: “Por causa da dureza de vossos corações foi que Moisés permitiu dar carta de divórcio e repudiar” Mt 19.8.
    O Evangelho do Reino trazido por Jesus é para os discípulos.
    O homem, sem Deus, está entregue a seus próprios sentimentos. O homem é “duro de coração” por natureza. Ele não consegue perdoar. Não é inerente nele o perdão. É impossível para o homem natural perdoar. Não faz parte de sua natureza o perdão.

    A condição da mulher relativamente ao homem
    O alvo da dureza de coração a que Jesus se referia era a mulher. A mulher, era considerada como objeto e propriedade do homem.
    A mulher era sempre a prejudicada. A mulher nada mais era do que uma possessão (Ex 20.17; Dt 5.21). O pai ou o marido podia anular os votos da mulher. Embora o marido tivesse o direito do divórcio, não era permitido o mesmo à mulher.
    O homem tinha o direito de casar com uma mulher virgem mas não havia essa mesma obrigação para o homem. Um homem podia ter várias mulheres virgens. Uma mulher, todavia, não podia ter vários homens.
    A lei do divórcio foi promulgada para se fazer justiça a favor da mulher e não dar ao homem um instrumento de justiça contra a mulher.
    Com a lei, o homem ficou limitado em suas ações. Antes da lei do divórcio, havia a lei do casamento. A lei do casamento impunha ao homem ficar com a mulher até que a morte ou separasse. Paulo escreveu aos romanos:
    “A mulher casada está ligada pela lei ao marido, enquanto ele vive; mas, se o mesmo morrer, desobrigada ficará da lei conjugal. De sorte que será considerada adúltera se, vivendo o marido, unir-se com outro homem; porém, se morrer o marido, estará livre da lei e não será adúltera se contrair novas núpcias” Rm 7.2-3.
    Portanto, o divórcio não era um instrumento a mais para a justiça a favor do homem, mas sim um limitador às ações dos homens inescrupulosos, duros e inflexíveis.
    A vinda de Jesus trazendo o governo de Deus resgatou o princípio e estabeleceu uma nova ordem para os discípulos. Ele, quando diz “Eu, porém vos digo…”, resgata o ideal de Deus e impõe a característica do reino de Deus para a vida dos homens regenerados.
    Ele resgata o valor da mulher, do casamento, da família e estabelece o meio pelo qual é possível superar todas as arbitrariedades da lei, o perdão!
    O divórcio era uma alternativa para proteção da mulher que não fosse perdoada pelo marido. Se o homem ao casar com a mulher não a encontrasse virgem, ele teria dois caminhos: Repudiar e dar carta de divórcio deixando-a livre para casar com outro homem, ou perdoá-la e ficar com ela para sempre.
    O divórcio foi permitido porque os homens eram “duros de coração”. Incapazes de perdoar! O machismo e o egoísmo não lhes permitiam ficar com uma mulher que tivesse sido de outro homem.
    O perdão é superior ao divórcio. O perdão abre mão do divórcio e conduz o casamento em amor e paz. O homem e a mulher que perdoa, é maior que o que divorcia. Um homem ou uma mulher que divorcia, mostra que é incapaz de perdoar.
    Contrariamente ao disposto acima, os discípulos ao ouvirem o que Jesus dissera concluíram dizendo: “Se esta é a condição do homem relativamente à sua mulher, não convém casar” Mt 19.10.
    Eles entenderam bem que, se o homem casasse e descobrisse que a mulher já não era virgem eles teriam uma única opção: Perdoar! E, uma vez perdoada a mulher, o discípulo nunca mais poderia separar-se dela e casar com outra.
    Poderia, se quisesse, usar do recurso da lei e repudiar a mulher. Mas isso seria um atestado de dureza de coração, o que é inadmissível a um seguidor de Jesus. Portanto, a conclusão deles foi que não deveriam casar.
    .-= Meu último post blog : CONFERÊNCIA RADICAIS 2009 =-.

  37. Alex diz:
    Alexandre Claudino,

    Li o seu texto inteiro com o coracao aberto e descordo de basicamente tudo o que voce falou. No meu entender, todas as suas interpretacoes sao legalistas e sem profundidade, baseadas muitas vezes em entendimento duvidoso do que esta escrito. Nem tudo o que voce le em portugues e o que foi escrito nas linguas originais amigo. Mas cada um interpreta conforme sua cultura, sua experiencia etc, nao importa que voce acredite de uma forma e eu de outra, na verdade isso e bom para o corpo, agora o meu medo e que voce com esse seu discurso venha colocar mais julgo na vida de pessoas que estao sofrendo.

    Se voce acha errada a separacao entao, meu irmao, faca tudo para nao se separar, mas por favor, nao diga a uma mulher que esta se separando do marido que ela deve ficar sozinha para o resto da vida, pois isso nao cabe a voce, se Deus realmente quiser que alguem viva sozinho que diga ELE. Voce nunca viveu uma separacao portanto nao pode ensinar sobre isso, apenas dizer o que voce pensa e agir de acordo com suas crencas, o que passar pode machucar muita gente

    Abracos e continue no caminho da Graca.

  38. alexandro diz:
    o irmão, você acha mesmo que minhas interpretações são duvidosas,agora a respeitos dos irmãos que se divorciaram nós lamentamos mas não sei de você, mas de mim fui chamado pra ensinar a palavra de Deus não o que eu acho que é certo ou errado sabe o problema do evangelho hoje é que temos muitos ensinando doutrina pra se justificarem e se apoiarem em suas proprias experiencias,e foi o próprio Deus que mencionou que odeia o divorcio em Ml 2:16, é por isso que temos hoje a banalização do casamento , e sem falar que casamento é uma aliança, e aliança com Deus não podem ser desfeitas.
  39. Alex diz:
    Amen, continue, entao, pregando o julgo . . . o dia que alguma coisa acontecer na sua vida que nao esta de acordo com a sua doutrina, ai voce vai ver como ele e pesado ! Fica na graca !
  40. Lucas F. G. Vieira diz:
    MENSAGEM Nº 2023 : 8/5/2005 – DOMINGO – MANHÃ
    AP. MIGUEL ÂNGELO / BISPO PRIMAZ

    “O QUE CADA HOMEM ESPERA DA SUA ESPOSA?”

    Vamos abrir a Bíblia em Efésios 5:25, 28: “Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a Igreja, e a si mesmo se entregou por ela, (28) Assim também os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama a sua esposa, a si mesmo se ama.”

    O que cada homem espera da sua esposa?

    Vamos orar a Deus.

    Senhor Jesus Cristo, obrigado, Deus, pela inspiração, pela direção para tratarmos desse assunto de família durante o mês de maio. Senhor, Tu sabes quem está aqui presente, quem está assistindo pela Internet e pelos canais de televisão. Tu sabes porque razão, Deus, centenas, milhares de pessoas foram despertadas para estarem na Casa do Senhor e também diante dos veículos de comunicação de massa. Há um propósito, há um propósito perfeito. E Tu queres fazer desse propósito algo tão forte, tão positivo, tão frutífero, que nós, agora, nos aquietamos para ouvir Deus falar, em nome de Jesus Cristo. E todo povo de Deus diga: Amém!

    Meus filhinhos na fé, minha família amada, santos preciosos de Deus, eleitos segundo a presciência do Senhor, em obediência, servos e servas de Deus, amigas e amigos do Senhor Jesus.

    Hoje começamos uma nova série de mensagens que ocupará todo mês de maio. Essa vai ser uma série empolgante e emocionante, especialmente, para aqueles que já são casados, para aqueles que querem casar e, também, para aqueles que estão numa profunda tristeza por causa do estado que se encontra o seu casamento. Não percas nenhum desses sermões. Tu que és uma pessoa casada, ou tu que és casadoiro, tu que queres te casar, ou tu que neste momento te encontras numa profunda tristeza pelo estado que está teu casamento, Deus tem resposta para todos.

    Quando Paulo escreveu aos efésios, à Igreja de Éfeso, falou sobre o marido que deve amar a sua mulher como ao seu próprio corpo. O que Deus quer tratar durante esses dias é que, na realidade, Ele quer que o nosso casamento seja o céu na Terra, e que os filhos desse casamento sejam abençoados. Tu perguntas:

    – Mas, Apóstolo, quais são as orientações que Deus tem hoje? O que um homem espera da sua esposa, da sua mulher, da sua companheira?

    Meu amado, para tu entenderes esse assunto com profundidade e absorver os ensinamentos para vivenciá-los, é preciso que saibas que, normalmente, existem três estágios para o casamento. Isso é reflexão de tudo o que tenho visto e ouvido durante vinte e seis anos de Pastor.

    O primeiro estágio: É o casamento que vive o encanto da lascívia, da luxúria, do amor entre um homem e uma mulher.

    Há casamentos que se mantêm assim anos e anos e nunca têm outra atitude. Sempre estão muito empolgados no casamento.

    O segundo estágio: é o estágio que eu chamaria: O casamento está enferrujado.

    Um dia a coisa está bem, e no outro está mal. Um dia há beijos, e no outro não há beijos. Um dia há abraços, e no outro não há. Um dia sorri, e no outro chora. Então, há pessoas que não estão mais no encanto do casamento, mas estão com o seu casamento enferrujado.

    O terceiro estágio: no terceiro estágio, normalmente, a sociedade vive muito isto: o casamento já virou poeira, já virou pó.

    Tenho uma pergunta a fazer: Em qual estágio, em qual divisão se encontra o teu casamento? Será que não há mais fogo, não há mais paixão? Será que o teu casamento pode ter perdido o encanto, o valor ou a dimensão? Cabe à Igreja, ao Altar tratar desses assuntos, para estimular a vida dos casais da Igreja.

    O que um homem, na realidade, um marido quer de sua mulher?

    Existem dez coisas que um homem quer numa mulher:

    1- Todo homem, quando se casa, quer ter uma vida sexual ativa e realizada. Portanto, nós vamos tratar desse assunto, também.

    2- Todo homem quer ter na sua esposa uma companheira de verdade.

    3- Todo homem quer na sua esposa uma mulher bonita, arrumada, dada.

    4- Todo marido quer uma esposa comprometida com a vida do seu lar.

    5- Todo homem, todo marido quer ser admirado e apreciado por sua esposa.

    6- Todo homem, todo marido quer uma esposa com virtudes morais.

    7- Todo marido espera da sua esposa um pouco de humor.

    8- Todo marido espera da sua esposa inteligência, especialmente nas decisões que o casal precisa tomar.

    9- Todo marido espera da sua esposa total confiança. Só a mão no fogo não, o corpo todo.

    10- Todo marido espera uma esposa absolutamente honesta.

    Eu sou a favor do casamento e da esposa. Pessoalmente, não tenho escolha. Graças a Deus que eu encontro, nesses dez itens, a homenagem que eu gostaria de prestar a minha esposa.

    Então, meus amados, o que um homem espera da sua esposa?

    Primeiro, o homem, quando se casa, quer ter uma vida sexual ativa e realizada. Por quê? Porque foi Deus, o Criador do Universo, quem criou a vida sexual do homem e da mulher. Sexo não é só para procriação, para ter filhos, mas é a união das almas de duas pessoas casadas. E por que eu disse: Casadas? Porque sexo fora do casamento é uma porta para o inferno. Quando Deus estabeleceu a vida conjugal, a estabeleceu para um casal, casado. Sexo, na Bíblia, é algo natural, como um copo de água. Vê que a própria Bíblia diz em Hebreus 13:4: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.”

    Quando Deus criou a vida conjugal, a vida sexual, criou para procriação, mas a criou para a unidade das almas das pessoas. O momento mais alto, o clímax de um homem com uma mulher é a sua vida conjugal. Foi Deus quem a criou. E Ele disse que o leito de um casal casado é sem mácula. E fora do casamento? É impureza e adultério.

    Então, a vida sexual começou com quem? Já que o primeiro item do nosso estudo de hoje é: uma vida sexual ativa e realizada. A vida conjugal, a vida sexual começou com quem, na Bíblia? Começou com Adão e Eva. Olha o que disse o Senhor em Gênesis 2:18: “Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.”

    Quando Deus criou a mulher, a criou para ser uma auxiliadora. Auxiliadora física, emocional, espiritual e conjugal. E disse que ela deveria ser uma auxiliadora idônea, honesta.

    Quando Deus tirou aquela costela de Adão para fazer a mulher, Adão dormiu solteiro e acordou casado. Olha o que diz Gênesis 2:21-23: “Então o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu: tomou uma das suas costelas, e fechou o lugar com carne. E a costela que o Senhor Deus tomara do homem, transformou-a numa mulher, e lhe trouxe. E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa; porquanto do varão foi tomada.”

    Deus, o Criador, sabia exatamente o tipo de companheira que o homem precisava. Deus, o Criador, o Soberano, criou, misteriosamente, uma majestosa e maravilhosa criatura chamada: Mulher, para que ela se tornasse a perfeita companheira do homem.

    Quando Adão sai do seu sono profundo, da sua anestesia e olha para aquela mulher linda, ele diz:

    – Ossos dos meus ossos, carne da minha carne! Ele ficou simplesmente encantado.

    O Criador sabia que Adão não estaria completo sem Eva. Ele seria um homem solitário, abandonado. Vê o que Deus disse quando Ele criou o protótipo do homem antes de o formar. Olha o que Deus diz Gênesis 1:27-28: “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra.”

    Quando Deus criou a mulher, Deus disse a Adão:

    – Adão, tu precisas ter filhos, vida conjugal, vida sexual!

    Quando Deus cria alguma coisa, ele não cria fantasma, mas um ideal, tanto que a Bíblia é um livro de amores. Se tu conheceres a Bíblia, verás que ela relata amores. A sociedade é que os vê equívocos. Deus os vê perfeitos. Quer ver como Deus trata de amores na Bíblia Sagrada? Livro de Cantares de Salomão 1:2, 13, 16: “Beija-me com os beijos de tua boca; porque melhor é o teu amor do que o vinho. (13) O meu amado é para mim um saquitel de mirra, posto entre os meus seios.” Tu percebes que a Bíblia é um livro de amor. (16) “Como és formoso, amado meu, como és amável. O nosso leito é de viçosas folhas.” Tu percebes que, quando Deus trata da relação de um homem com uma mulher, trata de algo bonito.

    Senhora, trata hoje de chegar a casa, tirar umas pétalas de flores e jogar no teu leito. Olha só o livro de amores: Cantares 2:4-6: “Leva-me à sala do banquete, e o seu estandarte sobre mim é o amor. Sustentai-me com passas, confortai-me com maças, pois desfaleço de amor. A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a direita me abrace.” Tu percebes que Deus quer esse tipo de amor entre nós?

    Diz Cantares 3:1-4: “De noite, no meu leito, busquei o amado de minha alma, busquei-o, e não o achei. Levantar-me-ei, pois, e rodearei a cidade, pelas ruas e pelas praças; buscarei o amado da minha. Busquei-o, e não o achei. Encontraram-me os guardas, que rodavam pela cidade. Então lhes perguntei: Vistes o amado da minha alma? Mal os deixei, encontrei logo o amado da minha alma; agarrei-me a ele e não o deixei ir embora, até que o fiz entrar na casa de minha mãe, e na recâmara daquela que me concebeu.”

    Mostra Cantares 4:1-5: “Como és formosa, querida minha, como és formosa! Os teus olhos são como os das pombas, e brilham através do teu véu.os teus cabelos são como o rebanho de cabras que descem ordeantes do monte de Gileade. (2) São os teus dentes como o rebanho das ovelhas recém-tosquiadas, que sobem do lavadouro, e das quais todas produzem gêmeos, e nenhuma delas há sem crias. (3) Os teus lábios são como um fio de escarlate, e tua boca é formosa; as tuas faces, como romã partida, brilham através do véu. (4) O teu pescoço é como a torre de Davi, edificada para arsenal; mil escudos pendem dela, todos broquéis de valorosos. (5) Os teus dois seios são como duas crias, gêmeas de uma gazela, que se apascentam entre os lírios.

    Esse homem estava admirando sua esposa. Minha pergunta é: Há quanto tempo tu não admiras e não elogias a tua esposa ou vice-versa?

    Não existe livro sobre a Terra que fale com mais dignidade sobre amor do que a Bíblia. Esse homem descreveu os cabelos, os lábios, os dentes, o pescoço… Há quanto tempo tu não olhas para a tua mulher ou para o teu marido e o elogia? Há mulher que pinta o cabelo, pinta a unha, troca de roupa e o marido não é capaz de notar nenhuma diferença.

    Amado, quando uma mulher admira o seu homem, isso é um encanto para ele. É bom que os casais evangélicos da nossa Igreja se apreciem, se admirem. É bom que se elogiem. Admira o teu marido, amada. Admira a tua esposa, amado. Não aceitamos que os maridos da nossa Igreja admirem a mulher dos outros. Queremos que os maridos da Igreja admirem as suas esposas e os seus esposos.

    O que o marido está esperando? Admiração! Há mulher que a única coisa que vê é erro no marido.

    – Tu não prestas, não vales nada, és preguiçoso! Admira os valores do teu marido. Glória a Deus!

    Diz I Coríntios 7:3-5: “O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também semelhantemente a esposa, ao seu marido. (4) A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, a mulher. (5) Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por muito consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e novamente vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência.

    Segundo – Conceder à esposa o que lhe é devido -O que é devido? É uma coisa que se deve! Quando compras um carro e deves o valor do carro, tu tens que pagar. Tu compras uma casa, tens que pagar a casa. Tu compras uma geladeira, tens que pagar a geladeira. O que é devido? O pagamento. Quando tu te casas, há coisas que devem ser pagas.

    A vida conjugal, no casamento evangélico, é o devido pagamento. Deus exige lealdade nessa relação. O que o homem deve à sua esposa e o que a esposa deve ao seu marido? A vida conjugal satisfatória e ativa. Por quê? Porque a Bíblia diz: “Para que Satanás não vos tente”. Quando o casal não cuida dessa área, Satanás tenta. E existem casais evangélicos que foram destruídos por causa do adultério.

    I Coríntios 6:9-10 “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, (10) nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.”

    Quando o casal não tem a sua vida conjugal satisfatória, Satanás tenta. Não penses que Satanás tenta somente as pessoas da rua. Ele tem como alvo o povo evangélico, o povo de Deus. É sobre nós que ele tem os canhões e a mira de alce pronta. Então, se tu não tens uma vida conjugal realizada, feliz, Satanás vai te tentar.

    I Coríntios 7:2: “Mas, por causa da impureza, cada um tenha a sua própria esposa, e cada uma, o seu próprio marido.”

    Quer dizer que, se a pessoa sai dessa relação entre marido e mulher, entra em que relação? Numa relação de inferno, de adultério, de fornicação, de impureza. O que disse Jesus em Mateus 19:5: “e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.

    O que o marido espera da sua esposa? Esposas da Igreja, não arranjem desculpas; essa é a verdade. O seu marido espera uma vida conjugal satisfatória, realizada, feliz, tranqüila. Porque ele e a esposa são uma só carne, e essa uma só carne quer dizer o que? União sexual, conjugal. Foi Deus quem a criou.

    Diz Provérbios 18:22: “O que acha uma esposa acha o bem, e alcançou a benevolência do Senhor.”

    Quem encontrou uma esposa, encontrou um bem maior. Mas não é assim que os tribunais estão dizendo. Nós, evangélicos, temos que entender que, na nossa cultura Cristã, isso deve ser verdade. A esposa é a bênção, a benevolência de Deus para o marido.

    Eu abro aqui um parêntese para explicar uma coisa muito interessante: O primeiro item que um homem espera da sua esposa é uma vida sexual satisfatória. Na nossa cultura, especialmente na cultura americana, e nós importamos muita coisa de lá por causa do cinema, existe uma cultura de manipulação. A pessoa que não tem uma vida conjugal satisfatória como evangélica, às vezes, tem uma manipulação. A pessoa diz:

    – Olha, ou tu me dás o que eu estou pedindo ou eu não te dou carinho. Ou tu fazes o que eu estou dizendo ou eu vou dormir na sala. Isso se chama manipulação. O que disse Paulo em I Coríntios 7:4? “A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim a mulher.”

    Portanto, ninguém tem o direito de manipular o marido ou a esposa na questão conjugal. Acredito que manipulação é um tipo de feitiçaria. A mulher que diz ao seu marido:

    – Não me toques, se tu não fizeres o que estou pedindo, é manipulação e feitiçaria dentro do casamento. A feitiçaria destrói o casamento.

    Eu vou vos dizer, senhoras: Hoje estamos tratando dos homens e, se alguém entre nós está tendo esse tipo de atuação, de manipulação, pára com isso. Tu não estás lutando com o teu marido, mas com Deus.

    Este é o mandamento do Senhor: Mulher, o teu corpo não é teu, é do teu marido.

    Muitos maridos, hoje, arranjam mil coisas para fugir de casa. Conheço um homem que trabalha todos os dias da semana e, no domingo, sempre arruma algo para fazer, para não ficar com a esposa em casa. Conheço mulheres que arranjam mil coisas para fazer e abandonam os seus maridos. Pára de fazer isso, minha amada. Tu estás lutando com Deus. O teu marido espera de ti uma vida conjugal realizada, ativa, feliz, recompensadora. É a Bíblia que manda e é isso, também, que esperamos das nossas esposas, sempre.

    A esposa deve pensar assim, para que a sua vida conjugal seja uma vida realizada: O que o meu marido precisa verdadeiramente? Às vezes, tu pensas que o marido quer espaguete com feijão e frango assado. Não é isso que ele quer. Tu já perguntaste algum dia ao teu esposo:

    – Filho, meu amado, pretinho, o que tu precisas; estou aqui? O que a Bíblia diz a respeito de vida conjugal? Senhora, tu tens que pensar assim.

    Como é possível mudar e ser uma esposa melhor, muito melhor? Isso é o que o teu marido espera de ti. Não fujas do que a Bíblia diz. Se tu fugires, estarás em desobediência, pecando contra Deus. Tu podes saber todo o Pacto da Graça de Deus, mas, se tu não disseres:

    – Onde eu tenho que mudar para ser uma esposa melhor? estarás em erro com o teu marido e com Deus.

    Apóstolo, por que muitos casamentos saem do encanto, começam a enferrujar e viram pó?

    Esse é o drama de hoje. Eu me recordo de que, quando era garotinho, ouvia a minha mãe conversar com a minha tia, e dizia:

    – fulana de tal vai casar. Ela sabe costurar, sabe cozinhar, sabe pôr uma mesa, sabe receber pessoas, sabe… A mãe preparava a sua filha para o casamento. E, quando aquele homem se casava, ele ia com expectativas grandes, com uma preparação grande e o pai preparava de certa forma o filho para o casamento nas questões financeiras, nas questões que diziam a respeito ao casamento. Hoje em dia, tu falas com uma mocinha de quinze, dezesseis anos:

    – Que tipo de homem tu gostarias para casar?

    – Ah! Eu gostaria de casar com o Elvis Presley, com um homem como o Brad Pitt, e o rapaz indica a Angelina Joe. Não é isso que Deus espera de nossos adolescentes evangélicos quanto ao casamento.

    – Toda a minha inspiração é casar com um homem como o Brad Pitt.

    – Mas por quê? O que ele tem de temor a Deus, o que ele tem de bom para dar a alguém? Ele já trocou de mulher umas cinqüenta vezes.

    Então, o que Deus espera, é que o casamento tenha grandes expectativas, mas muita preparação. Por que eu estou dizendo isso? Porque muitas pessoas já se casaram aqui e nas Igrejas evangélicas com grandes expectativas, com sonhos, fizeram juramentos, a noiva entrou com música clássica, aquela coisa brilhante, linda, aqueles véus, aquele aparato todo com o qual uma noiva entra na Igreja, mas como não houve preparação, só sonhos… Às vezes, seis meses depois ou até três meses depois, a moça em gabinete pastoral diz:

    – Eu nunca imaginei que ele fosse assim. Ele é preguiçoso, não presta, não toma banho, tem mau-hálito, não escova o dente. E começam os ataques. Ora, mas tu tinhas que saber que ele era assim antes de casar. Deveria ter ido à casa da família e ter visto.

    As pessoas têm expectativas muito grandes, mas não se preparam para casar. Quantos rapazes e senhores já se casaram na Igreja, e vivenciam aquele momento lindo, quando entra a noiva, o pai a entrega ao noivo, dá o beijinho na testa, sobem ao altar, riem, são filmados, fazem juras de amor, fazem promessas e, seis meses depois, o rapaz entra no gabinete pastoral e diz:

    – Olha, o senhor nem imagina com que pessoa eu me casei; é inacreditável. Bem que a minha mãe dizia:

    – Cuidado com os olhos dessa moça.

    Ora, como é que uma pessoa evangélica casa com expectativas tão grandes, mas com tão pouco preparo para o casamento? O que diz a Palavra em Provérbios 31:10? “Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.”

    O que diz a Bíblia? Mulher virtuosa. Não fala mulher vaidosa, mas mulher virtuosa. A mulher virtuosa deve saber fazer uma cama, arrumar um toalete, pôr uma mesa, costurar uma meia. Hoje, qual a virtude que uma moça tem, quando vai para o casamento? Ela é muito linda. Mas beleza não põe mesa. O preparo, sim, põe a mesa. Sucesso no casamento não é encontrar a pessoa certa. É ser a pessoa certa. Tu não encontrarás a felicidade no casamento se não construíres essa felicidade. Deves fazer a tua parte, porque, senão, nada acontece.

    Há casais que vivem cinco, dez, vinte anos como dois estranhos dentro de casa. Por que, Pastor? Muitas expectativas e pouco preparo. E toda pessoa que vai despreparada para o casamento destrói vidas, sonhos e a aliança de Deus.

    Eu vou dizer uma coisa muito importante: A partir de hoje, (isso é Deus que está mandando falar à Igreja) a Igreja Apostólica Cristo Vive não casará mais ninguém que não tenha passado por um curso de preparação de noivos. Pedirei, publicamente, às responsáveis pelo Ministério Pastoral Feminino para que preparem um curso para noivos. Não pode mais continuar assim! Há meninas que estão se casando e nem uma lata de sardinha sabem abrir. Não sabem fazer um miojo com salsicha. Aí vem o homem me dizer:

    – Pastor, mas ela beija bem!

    – Tu vais viver de beijo?

    – Não, mas ela é fogo.

    – Tu não vais viver de fogo. Fogo não é todo dia.

    Pastoras, se unam com a minha esposa e preparem um curso de noivos. Durará cinco semanas, dez palestras. Precisamos ver se as meninas evangélicas só são de beijo na boca, ou se sabem cuidar de uma casa.

    Eu falei com a minha esposa: vai no refeitório e eu vou ver se essas meninas sabem cozinhar ou não. Eu vou ver! Há jovem que não sabe fritar um ovo. Casam e o marido pede para fritar um ovo e a esposa não sabe nem o que é ovo. Não sabem costurar, não sabem cozinhar. Eu já entrei na casa de irmãos que a panela estava em cima do fogão com macarrão de uma semana, com cabelo. Tu sabes o que é entrar numa casa e a calcinha da mulher estar em um canto, o sapato estar em outro, o batom está no bidê, não sabe cuidar do período menstrual, não sabe cuidar de nada, e vem à Igreja e diz Glória a Deus?

    Por que eu digo isso? É inadmissível que, na obra de Deus, evangélicos se separem, se repudiem, por causa de coisas bobas. Por não gostarem do que um ou outro falou. Parem com isso aqui na Igreja! Isso é lutar contra Deus. Não vamos aceitar isso no nosso Ministério. Só há dois casos que a Bíblia permite separação: por adultério ou quando a outra parte é ímpia e parte para agressões, faz passar fome, maus tratos, humilhações.

    Diz Malaquias 2:16: “Porque o SENHOR, Deus de Israel, diz que odeia o repúdio e também aquele que cobre de violência as suas vestes, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto, cuidai de vós mesmos e não sejais infiéis.”

    O que Deus diz? Que odeia o repúdio. O que é o repúdio? É quando um homem ou uma mulher casados, mantém fora do casamento uma vida sexual ativa. Deus disse:

    – Eu odeio isso! Odeio a infidelidade! A não ser por repúdio ou por impiedade com agressões, fome e humilhações.

    O que Paulo disse? Se não consente, separa. Nós dizemos publicamente: Casamento, no nosso Ministério, é indissolúvel, não há repúdio, não há adultério, não há impiedade, não existe separação. Porque hoje é moda dizer: brigou pede divórcio. Porque as pessoas vão para o casamento com altas expectativas, mas com pouco preparo.

    Terceiro, ouvea o que o Espírito está dizendo à Igreja. Ser casado é algo sagrado, é sério, é uma aliança eterna, não é uma opção, não é uma obrigação. É sagrado, é sério, é uma aliança, é até o fim, é para sempre. E eu espero não chegar nenhum dia em que tenha que julgar uma situação como juiz da Igreja e dizer: aquele casal adulterou. Não! Não aceitamos mais isso na Igreja, amados. Não provoques teu marido, amada. Não provoques tua esposa. Não dêem brechas para Satanás. O casamento é indissolúvel. Quem adultera e provoca separação assume conseqüências gravíssimas diante de Deus.

    Então, casamentos perfeitos, talvez não existam, mas casamentos bíblicos felizes existem. Nossa Igreja tem muitos casamentos felizes que servem de exemplo. É muito importante mostrar afeição ao marido em várias oportunidades e de várias formas.

    Amada, o que o teu marido espera de ti? Uma vida conjugal realizada, bíblica.

    Casamento é indissolúvel. Agora, estou te mostrando detalhes. É muito importante amostrar afeição ao marido. Teu marido espera isso. Uma senhora escreveu um bilhetinho e disse:

    – Ah! Eu vejo sempre a Dra. Rosanna agarrada ao senhor no Altar. Claro! Queria que eu estivesse agarrado a quem? Somos marido e mulher, e temos que demonstrar afeição porque nos amamos.

    É muito importante mostrar afeição. Quando sair da Igreja, dá a mão ao teu marido, à tua esposa, beija-o constantemente na frente das outras pessoas. Não saias correndo deixando teu marido ficar para trás. Não saiam um atrás do outro. Saiam juntos de mãos dadas. Mostrem a todas as senhoras da Igreja que este é o teu marido, beija-o, abraça-o. Aprende a adaptar-se às diferenças que tu tens. Revela ao teu marido coisas sobre ti.

    Os casos que chegam na Igreja são assim:

    – Pastor, eu não sabia que aquela mulher era assim. Eu não imaginei que eu iria casar com uma mulher assim.

    Então, fala ao teu marido dos teus sentimentos, dos teus pensamentos, dos teus hábitos, dos teus gostos, dos teus desgostos, da tua história de vida, das tuas atividades, dos teus planos para o futuro. Ora pelo teu marido quando ele sair de casa. Encoraja-o quando ele voltar entristecido, cobre-o com oração.

    Casamento feliz não acontece sem esforço e dedicação. Amor é como uma árvore que é plantada: se é semeada em bom solo, se leva água, fertilizante, sol, essa árvore vai crescer sadia, não há vento que a derrube. Agora, se o amor dessa árvore é negligenciado, vai começar a gerar ressentimentos, hostilidades.

    Muitos casais não gastam tempo em compartilhar seus sentimentos. O amor é cultivado ou ele morre. É como uma planta. Se não se cultiva, morre. Há casais que, se eu perguntar qual o nome dos atores da novela das oito, sabem o nome de todo mundo. Mas, se eu perguntar qual o número de sapato do marido, qual o número do terno, qual a cor que ele mais gosta, não sabem responder.

    Aprende a falar das tuas coisas para o teu marido e vice-versa. Tu não tens que guardar segredos para o teu marido. O maior confidente de uma família são o marido e a mulher. Eles são os maiores confidentes.

    Deixa-me passar, agora, alguns segredos de amor que eu acho muito importantes.

    Paulo diz uma coisa muito forte, quando escreve aos coríntios, em II Coríntios 6:14: “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?”

    Um segredo de amor que eu vou te transmitir. Afasta-te de tudo que não é vontade de Deus. E Deus honrará o teu amor. Tu lembras história de Sansão e Dalila, em Juízes 16? Todo mundo conhece. Sansão era um Juiz de Israel, mas tinha uma fraqueza: mulher. Os pais disseram:

    – Não é uma mulher da nossa tribo. Por que vais casar com uma mulher estranha?

    Ele insistiu e andou com uma, com duas, com três e até que chegou a Dalila. Dalila destruiu a vida de Sansão. A palavra diz em Juízes 16: 20 “E disse ela: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão! Tendo ele despertado do seu sono, disse consigo mesmo: Sairei ainda esta vez como dantes e me livrarei; porque ele não sabia ainda que já o SENHOR se tinha retirado dele.”

    Ele achou que poderia continuar pecando e disse:

    – Eu vou escapar dessa…

    Escapa, escapa, escapa até que um dia pegou uma Dalila. Eu vou te dizer: Foge da Dalila!

    Tu te recordas de Davi com Bate-Seba, mulher de Urias? Davi estava no palácio, quando viu aquela mulher e disse:

    – Tragam-na aqui. Quem é ela?

    – Ela é mulher de Urias.

    – Ah! Esquece Urias… Manda matá-lo.

    E o filho que eles tiveram, morreu. Foge de Bate-Seba!

    Quando o profeta chegou junto de Davi, disse:

    – Olha, Davi, rei, havia um homem que só tinha uma cordeirinha e veio um homem rico tomou-lhe essa cordeirinha, comeu, matou, levou. O que tem que acontecer com este homem?

    – Morte a esse homem.

    – Esse homem és tu.

    Amor não é licença para trocar nem licença para pecar. Amor não é licença para controlar o teu marido ou a tua mulher.

    Há pessoas que transformam a vida negra uns dos outros por causa do telefone celular. De dez em dez minutos ligam.

    – Com quem tu estás? Quem é essa pessoa? Eu senti a respiração, estou sentindo pelo telefone o perfume dela, qual a cor da saia dela, mostra qual a cor do sutiã eu quero saber tudo.

    Amor não é licença para deixar o ciúme destruidor se tornar um ditador.

    Eu vi, na Igreja, meninas que eram felicíssimas e começaram a namorar garotos, de dezesseis e quinze anos, o garoto já chegou e disse:

    – Está proibida de entrar na fila do ofertório. Nunca mais tu cumprimentas os Pastores da Igreja. Se eu te pegar rindo para algum diácono eu te meto a mão. Um garoto de quinze e dezesseis anos, um ditador. Depois, a mulher casa com esse ditador, que, na realidade, é um incrédulo e seis meses depois chega com um olho roxo e diz:

    – Olha, Pastor, é que ele ia dar um murro na parede e deu no meu olho. Eu quero o divórcio.

    Casamento é indissolúvel. Casamento entre dois servos de Deus é imaculado, é sagrado.

    Quando tu errares, reconhece e pede desculpas. Aceita as responsabilidades do casamento. Não destruas a auto-estima do teu marido.

    O que o marido espera da esposa? Encorajamento. Há mulher que fala para o seu marido:

    – Tu não vales nada, és um banana, és igual ao teu avô.

    Não destruas o teu marido. Foi Deus quem te deu. Estima-o!

    Eu quero te dizer uma coisa muito importante, que é o segredo do amor: A Bíblia manda o homem reconhecer a sua esposa publicamente, pelas boas coisas que a esposa faz, e manda evitar críticas a ela.

    Uma das coisas destrói um casamento é quando o marido critica a sua esposa publicamente. Deus proíbe isso. Deus exige dos maridos o reconhecimento das virtudes da mulher. Esse é um mandamento de Deus. Precisamos fazer na Igreja.

    Olha o que diz Provérbio 31:28: “Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva, dizendo:”

    Então, como hoje nós estamos tratando do que o marido espera da esposa, queria dizer aos maridos que um dos mandamentos que Deus nos deu, à luz da Bíblia Sagrada, é a necessidade bíblica de tu louvares a tua esposa publicamente. Há maridos que não têm o hábito de dizer:

    – Essa é minha esposa. Ela é maravilhosa.

    Há maridos que criticam suas esposas na frente de todo mundo. Diz assim:

    – Minha mulher queima arroz, gasta dinheiro, não toma banho, não raspa a perna.

    Quando ela entra na igreja, todo mundo fica olhando. Não faças isso, amado. É muito triste uma mulher ser criticada pelo seu marido e vice-versa. Aprende a louvar teu marido/tua esposa. O teu marido a louva dizendo: Versículo (29) “Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.”

    – Deus seja louvado pela minha esposa! Eu reconheço nela virtudes, é maravilhosa, até o arroz que ela queima, fica bom. É uma maravilha!

    Quando tu louvas tua mulher é uma prova de dignidade e cristianismo.

    Há maridos que louvam a vizinha. Então, vamos criar um bom hábito na Igreja. Maridos, louvem as suas esposas. Aprendam a fazer isso, não tenham vergonha, louvem as suas mulheres publicamente. Diz no teu trabalho quem é a tua esposa. Mostra a fotografia dela. Não é uma fotografia de quando ela tinha cinco anos de idade, é a fotografia de agora. Não importa se é gorda, alta, magra, é tua esposa, foi Deus quem te deu. Louve-a. Diz que ela é a melhor de todas, que se sobrepõe a todas. Quando tu dizes isso, mais ninguém se aproxima de ti. Agora, se tu começas a criticar a tua esposa e dizes que ela não vale nada, que casou com aquele negócio e nem sabe porque casaste, que devia ter bebido alguma coisa, que era do espiritismo e baixou alguma coisa em ti… Eu sei que o Espírito está falando a muitos corações.

    Diz a tua esposa que ela é uma mulher sensacional, uma boa mãe, uma boa companheira. Há esposas que estão esperando isso há trinta anos.

    Tu queres ter uma relação de céu na terra? Tu, senhora, que dizes:

    – Olha, eu não sou feliz, eu quero ser feliz, eu não quero viver em depressão.

    Ou tu homem, que me dizes:

    – Olha, Apóstolo, o meu casamento está morrendo e eu quero ter um casamento saudável.

    Ou tu, senhora, que dizes:

    – Olha Apóstolo, eu sou culpada de muitas situações porque sou uma mulher controladora, fico pegando no pé dele.

    Ou tu, homem, que não reconhece o valor honesto da tua esposa. Ou tu que tens uma relação de namoro com uma pessoa ímpia e precisa deixá-la, e quebrar essa ligação com as trevas. Toma essa atitude, agora. Tu que não reconheces a tua esposa, e que dizes:

    – Olha, Apóstolo, o meu casamento está morrendo, eu sou uma pessoa muito infeliz. É hora de tu, agora, tomares uma decisão. Aprendeste aquilo que Deus está esperando, e o que o teu marido espera de ti. É hora de viver aquilo que a Bíblia diz.

  41. Josiel Teixeira Lima diz:
    Josiel Teixeira Lima disse:
    Presados amigos e irmãos: VOU SER PAPAI! A minha Garota esta grávida (apesar de não sermos ainda CASADOS),com fé em DEUS iremos legalizar a nossa bendita UNIÃO. DEUS ama os adulteros tambem!

    Logo darei mias noticias!

  42. Elaine diz:
    Resumindo isso tudo que foi dito por aqueles que meditam na palavra, o favorecimento, a conveniencia, “o jeitinho” na palavra é o que levarao muitos a terem supresas naquele grande dia. Meditem somente nessas palavras MUITO CLARA do apostolo Paulo revelado pelo SANTO ESPIRITO DE DEUS: I Corintios 7-10/11

    “Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido.
    Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.”

    Essa mesma palavra foi dita por Jesus, nesse vers. estudado pelo nosso irmao! SEM JEITINHOS!

    PREGAR, ENSINAR O QUE NAO ESTA ESCRITO: É SER FALSO PROFETA…NAO QUEIRAM CONDENAÇOES!QUEM QUISER PASSAR A MAO NA CABEÇA DE SEUS IRMAOS PASSEM, MAS HA CONDENAÇOES PARA QUEM FIZER O OUTRO ERRAR O CAMINHO.

    QUER SEPARAREM, SEPAREM-SE! MAS NAO CASEM NOVAMENTE, ISSO É ADULTEIRO AOS OLHOS DO DEUS PODEROSO…NA PALAVRA NAO HÁ NENHUMA EXCESSAO PARA QUEM VIVEU NO “TEMPO DA IGNORANCIA”

    QUEM TEM OUVIDOS, OUÇAM O QUE O ESPIRITO DIZ AS IGREJAS!

  43. Elaine diz:
    ACRESCENTANDO:

    “A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor” (I COR 7-39)

    ”Passarão os céus e a terra ,mas as minhas palavras não hão de passar” (MAR 13-31)

    AINDA BEM QUE SUAS PALAVRAS NUNCA MUDA, SENHOR JESUS! senao eram todos a buscar seu proprio favorecimento.

    A VERDADEIRA PAZ DO SENHOR ESTEJA COM TODOS OS AMADOS IRMAOS!

  44. Elaine diz:
    É o espelho!!!e agora??? Olhamos ou nao?
    Essa é tal conveniencia…so buscam, pregam, vivem e pegam para si na palavra o que convém…
    todas as outras palavras ficam a deriva, escreveu por escrever? o Senhor Deus Sabedor de todas as coisas, sabia que haveria muitos que interpretariam de acordo com a sua necessidade ou a necessidade de sua igreja, sua casa, POR ISSO DEIXOU UM SO ESPIRITO: O ESPIRITO SANTO…é so Ele MESMO, Que nos convencera do que é erro diante do pai.

    O PROBLEMA É QUE SAO TANTOS ESPIRITOS NAS IGREJAS…

    FIQUEM NA SANTA E BENDITA PAZ DO SENHOR!

    Elaine Santos – Lisboa/Portugal

    • Confesso que me equivoquei sobre o verso que você citou( I COR 7:39) por causa da palavra “lei” (que em algumas traduções não aparece).
      Pensei que se tratasse desse, que não é um ensino sobre divórcio mas apenas uma ilustração:

      Romanos 7:2 Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.

      Vou estudar melhor I COR 7:39 embora I COR 7:15 já o relativize um pouco.

      Um abraço.

  45. cristina diz:
    concordo com vc dono do blog, pois tive um relacionamento de 11 anos entre casamento e namoro e desde o inicio venho sendo traída de todas as formas ate que encontramos Jesus, achei que td tinha mudado e o resultado foi traições de forma que me envergonhou perante todos do bairro , da familia de todos e me deixou como a pior mulher hoje não imagino ele comigo por tantas vezes perdoar ate depois de cristãos. agora so me resta pedir a Deus para erguer minha cabeça e me direcionar porem sem ele isso e um fato chega pois não posso educar minha filha em um abiente onde não ha amor nem respeito….. Lutando para ser feliiz
  46. jonilson diz:
    na minha opinião sobre o divorcio é , penso eu que quem apoia o divorcio ou é divorciado ou prentende um dia se divorcia. seu casamento nao vai nada bem . cuidado irmaos como uma das nossas irmaes falou que conhece pessoas que sao divorciadas e casou outra vez e nao sao felizes na nova vida conjugal .
  47. GABRIELA diz:
    existem muitas coisas k nao sao nem nunca foram bem esclarecidas outras ate escondidas por conveniencia. mas eu concordo sim com o casamento para a vida toda se o casal se amar e isso k deus ker k se amem e sejam felizes nao k se casem pra vida toda kuando nao existe amor. se o Homem sendo viuvo pode ter outra mulher e casar prk nao separar para casar com kem ama? a muitos anos atras os casamentos eram convinados pela familia casavam sem se conhecer , era isso o correcto? por favor. e kuando se casam e descobremk casaram com a pessoa errada k eram muito jovens e precipitaran-se. a vida e curta e uma passagem pela terra e o k levamos desta vida e os momentos k temos ora bons ora maus por isso temos k fazer por ser felizes prk muitas vezes somos mais felizes como amigos da pessoa k eramos casados do k a viver com ela. pensem bem se deus ker o sofrimento dentro de uma familia se ker a paz.
  48. Jean de Paula diz:
    O divorcio entre crentes(verdadeiramente convertidos),não é e nunca foi da vontade de Deus.

    MATEUS 19:
    7 Responderam-lhe: Então por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la?
    8 Disse-lhes ele: Pela dureza de vossos corações Moisés vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas não foi assim desde o princípio.

    Temos que saber separar as coisas, uma coisa é a “permissão de Deus” outra coisa é a “vontade de Deus”. Ex: Não é da vontade de Deus que pessoas se suicidam, mas depois que a pessoa determina aquilo, Deus permite mesmo não sendo da vontade dele. E mesmo Deus permitindo a condenação na vida do suícida é certa.

    Assim é os convertidos que se divorciam e casam de novo, não é da vontade de Deus, mas depois da pessoa não querer Deus permite, mas não consente.

    João 4:
    16 Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido e vem cá.
    17 Respondeu a mulher: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido;
    18 porque cinco maridos tiveste, e o que agora tens não é teu marido; isso disseste com verdade.

    A pessoa que é inteligente entende o que e como Jesus esta dizendo aqui.
    A mulher samaritana teve 5 maridos, casou 5 vzs, ou seja casou com o primeiro, morrendo o 1º casou com o 2º, morrendo o 2º casou com o 3º… até o quinto, mas depois ela estava morando com outro homem, mas tanto Jesus como ela sabia que aquele homem não era marido dela, foi por este motivo que ela disse que não tinha marido.

    Tivestes 5 maridos-ou seja- tivestes não tem mais deixa claro que morreram os 5.
    E o que agora tens não é seu- ou seja- o marido que ela agora tem não é dela é de outra, com certeza aquele marido se separou da sua esposa e se uniu à aquela mulher.

    Jesus faz bem a separação, se o divorcio não tivesse tanta importancia pra Jesus ele nem precisava ter falado desta forma, por que seria tudo normal.

    Abç…

  49. Ivo Maranhão diz:
    Vcês estão casados e querem se separar das suas esposas? ADULTERM,PRONTO! O VINCULO FOI QUEBRADO! QUER SEPARAR OUTRA VEZ? ADULTERM, O VINCULO FOI NOVAMENTE QUEBRADO, E ASSIM QUANTAS VEZES FOR PRECISO.
    COMO DISSE NOSSO IRMÃO, Roberto Donizeti Soares Afinal o adultério é que é claramente capaz de romper um casamento e Deus tendo te perdoado, não creio que haja problema bíblico algum sobre você se casar novamente.
    Deus sabe das nossas necessidades.
    Roberto Donizeti Soares , gostei da sua colocação:Deus sabe das nossas necessidades. Sou GAY, e acredito realmente que DEUS sabe das nossas necessidades. Vivo há muito tempo com o meu companheiro e ele já arrumou outro para colocar no meu lugar, ou seja cometeu adultério, rompendo assim o vincúlo sagrado do nosso matrimônio.Donizeti,ainda que voce entende a necessidade do ser humano. Você é um cara legal, gostaria de te conhecer melhor. paas um email para podermos coversar melhor. Saudo-te com um ósculo. IVO
    OBS: LIGA , PODEMOS SER MAIS QUE AMIGOS.
  50. cassio diz:
    amados irmaos,percebo que conhecem muito da palavra de Deus,nao sou muito conhecedor da palavra como tenho visto em vcs,mas a na minha concepçao a orientaçao de Deus para seu povo e que nenhum conjuge se aparte do outro meus irmaos se cristo vos libertar verdadeiramente sereis livre,nao adianta jogar perolas aos porcos,a salvaçao e indidual,vc nao pode salvar sua esposa ou esposo,ninguem è obrigado a ser espancado,traido,e humilhado pelo conjuge,e nao poder mudar o quadro da sua vida,nao se conformeis com esse mundo,jesus quer o melhor para nòs,irmaos o espirito que habita em vòs clama aba pai,deus tem o melhor para cada um de nòs,so existe um pecado que deus nao perdoa,que é a blasfemia contra o espirito de deus,acreditem se o relacionamento nao deu certo, nao devemos baixar a cabeça pedi pedi e darse vos -à peça para Deus mudar o quadro da sua vida,a orientaçao de deus è que a familia viva em uniao,mas existem filhos de Deus e filhos do diabo,as trevas nao se une com a luz a letra mata,e tenho visto muitos cristao semi mortos levando uma vida miseravel,por acharem que nao podem mas mudar a historia de suas vidas,jesus diz eis que faço nova todas as coisas,qdo ele fala todas as coisas sao todas as coisas mesmo,irmaos vc è filho do rei,exija de Deus o fim do cativeiro.abraço a todos.
  51. ovidio diz:
    q absurdo o pecado sem perdao e blasfemia contra pespirito santo e como tem pessoas capazes de determinar q um divorcio condena um cristao so Deus sabe a situaçao de cada um quem condena e porque nao passou pela mesma situaçao
  52. LISA diz:
    se eu disser que concordo com o divórcio estou mentindo, pois não concordo principalmente para aqueles que conheçem a palavra e vivem a luz dela.
    Claro que o versículo é bem claro quando diz se o descrente e não o que crê.
    A verdade é que infelizmente tem jovens nas igrejas casando com a certeza de que senão dê separo e pronto estou livre outra vez.
    A palavra de Deus não diz isso em lugar nenhum. A vontade de Deus é boa ,agradável e perfeita. Muitos se casam pelo motivo errado e sem orientação de Deus. Quem está no centro da vontade do pai tem problemas sim,tem que passar por curas, tem que pedi perdão,a si próprio perdoar e liberar perdão tudo dentro de um relacionamento que ambos sabem que é de Deus.
    Não existe perfeição em casamento nenhum na terra,mais podemos buscar em Deus.
    Conheço pessoas que oraram pedindo ao Senhor que o desejo e amor por seus maridos fosse soprado nelas de volta com intensidade e o Senhor o fez com louvor.As vezes penso que apoiar o divórcio de qualquer maneira leva-nos a limitar o PODER de DEUS para RESTAURAR,EDIFICAR casamentos.Precisamos enquanto igreja de CRISTO e representante dele nesta terra pedir ao Espírito Santo que nos revele de fato o equilibrio sobre esse assunto. Um divórcio não existe o culpado sim duas pessoas frustradas, sonhos mortos, planos encavetados,morte em vida.E só DEUS pra fazer ressucitar o vale de ossos secos para que tenha vida e a própria vida sopra por DEUS. Lisa PIB.casada com o homem que Deus tinha pra mim.
    Jovens orem ao SEnhor pede crendo e recebereis…O Senhor sabe o que é melhor pra cada um de nós.Não desista de clamar Deus dará alguém na medida pra que sejam usados no reino.Creiam em Nome de Jesus
  53. ovidio diz:
    pra quem tem uma esposa fiel mesmo passando por problemas dificeis ; isso nao vem o caso mas quem foi teaido tentou reconciliar perdoando a mulher, e os anos passando e nada tem q viver nessa escravidao pra sempre o pro blema e q a maioria q se manifesta contra o divorcio nao tem uma espressao cinvssente a biblia diz o q ajuntou Deus nao separa o homem , correto mais diz tmb que nao permitido caso seja por motivo de adulterio emto facil atirar pedras mais os fariseus nao atirarao na mulher adultera , etem mto santarrao condenando o divorcio mas no seu coraçao comete adulerio maltrata mulher e filhos ate , serta qvai chegar no ceu ? pq nao ora entao e fecha a boca e deixa deus julgar ao em vez de ficar falando o q naqo vive? mtos se clocao no lugar de Deus para condenar os outros mas nao ver o argueiro do seu propio olho
  54. RICARDO diz:
    eu descordo em muitas partes pois em malaquias Deus fala abertamente que odeia o divorcio e quando o livro do profeta malaquias foi escrito já tinha passado a muito tempo a epoca de abraão,isaque e jacó.
    quer dizer que,dizer que foi um sonho de Deus no começo da criação é o mesmo que dizer que Deus está atrasado no tempo.
  55. Rita de cassia bottocim diz:
    Ola eu fui casada 12 ano com pessoa que se dizia cristao.mAs tinha amantes,Lia Biblia todos os dias ,em Apocalipse diz o Senhor ficarao de fora os adultero os que pratica ametira .
  56. carlos diz:
    eu não sou o dono da verdade porque a verdade é a palavra de deus,mas debaixo da direçao do espirito santo de deus eu entendo que deus ela nos da o direito de divorcio em caso de traição,todos nós somos sujeitos a falhas mesmos nós que estamos constantemente na presença de deus e somos tentados a todo momento,eu acredito que quando hover um caso de traiçao principalmente entre um casal cristao ele nao deve aplicar o versiculo de imediato na sua vida para se divorciar e sim pedir a deus forças para perdoar o seu conjugue e recomecar,eu conheco um pastor homem de deus que
    caiu em adultereo mais a sua esposa a perdoou e hoje eles vivem juntos e pastoreiam uma igreja que é uma bençao.Queridos eu trabalhado com alguns casais crentes e descrentes que vivem em conflitos em seus casamentos mais em momento algum eu falo para que eles se separem mesmo sabendo que a situaçao e estreita,pois eu sei que o senhor é capaz de restaurar qualquer casamento,se eu disser para eses casais que eles se separem e que usem do direito do divorcio que deus nos da onde esta a minha confianca no poder rerstaurador,o senhor diz que ainda que esteja morto ressucitarar,não devemos usar do direito que o senhor nos dar para acabar com os relacionamentos em adultério,ele nos da esse direito mais nao esta mandando se separar e o amor e o perdao onde fica o que foi que o senhor fez com a mulher adultera ele perdou e falou para ela nao pecar mais ou ele a inginorou? Sera que podemos subir em um pupito e dizir que qualquer pessoa podem se se separa por motivo de adulterio porque deus nos da essa condiçao ou vamos falar para as pessoa que deus é capaz de restaurar seu casamento?O capitulo usado em momento nehum ele diz que o divorcio é tambem para aqueles relacionamentos em que nao esta dando certo o,as pessoas fazem as suas escolhas erradas sem a direçao de deus entra em um relacionamento errado e acaba sofrendo as consequencias o que essas pessoas devem fazer é pedir que o amor de cristo entre em suas vidas e aprendam a amar uns aos outros,quando nós fazemos uma escolha errada sofremos as consequencias dessa escolha mais deus é justo e poderoso para transformar qualque area da nossa vida.Eu gostaria de elogiar para a glória de deus o comentario da minha irma lisa é isso ai minha irma deus é ecapaz de transformar qulquer situaçao em nossas vidas se dermos lugar, não podemos limitar o poder de deus em nenhuma situaçao.

    “Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.” (Mateus 19 : 9)

    Esse versiculo deus nos da o direito de divorciarmos em caso de adulterio mas nao esta mandando divorciar.

    Eu gostaria de dizer para vc se por ventura vc foi traido antes de qualque decisao busque a direçao de deus para o seu casameto, eu sei que é um momento dificil mais o senhor é capaz de retaurar o seu casamento,e para vc que o seu casamento nao vai bem muitas discussoes,desentendimento busquem no senhor a paz e o entendimento para suas vidas pois só nele esta a veradeira paz que um casal precisa.

    quea graça e apaz do nosso senhor jesus cristo esteja com todos vós.

  57. camelo diz:
    a paz pra todos eu concordo que o casamento é uma instituição de deus e que devem tentar de tudo pra que de certo e que deus pode restaurar deus tudo pode fazer mas a muitos casos complicados e que não conseguimos explicar o porque eu me casei bem nova e sou de jesus desde pequena.mesu casamento foi muito conturbado tive uma infancia muito dificil não tive muita orientação por parte de mes pais,mesu primeiro filho nasceu quando eu tinha 20 anos meus casamento durou 14 anos e não tinha um so dia que eu desejasse o amor do meu marido ele era frio,cruel mesmo nem mesmo converssar isso nos faziamos eu levei esse casamento até o dia que ele foi embora. em fim estava com uma amante e fui traida por varias vesese maltratada eu esperei ele voltar orando e pedindo a deus por quase 1 ano e meio ele até voltou mas não era mas a mesma coisa meus sentimentos se esfriaram um pouco ele me tratava como antes friamente e por final engravidou uma outra moça e nesse tempo que eu dei chance pra ele, ele continuou indo atreas da outra mulher . eu fis de tudo pra salvar meu casamento mas não deu mas ficou insuportavel tem coisas que deus sabe que fica dificil pra nos eu tentei até as ultimas eu não desisti assim de inicio não lutei mas eu digo que mesmo que possa acontecer de um casamento ser abalado devem tentar se reconciliar de verdade de coração porque se vc não tentar ai sim vc tera culpa meu casamento acabou mas eu tentei de todas as formas com toda umilhação que passei e sei que deus me ama e me fara sempre feliz e quer saber ?
    eu estou muito feliz pos deus tem suprido todas a minhas nessecidades . que deus abençoe todos vcs a paz.
  58. Weliton diz:
    Senhores,

    A verdade dos fatos, é que Jesus foi até o fim por nossa causa. E o homem ( sentido geral ) precisa entender que a instituição DIVINA, chamada CASAMENTO, não pode ser banalizada. Cada um dará conta de si diante de Deus. Se Jesus desistisse, o que seria de nòs??? O grande problema é a dureza de CORAÇÃO, e estão DESISTINDO facilmente, por QUALQUER MOTIVO, SEM LUTA, SEM ORAR, SEM PERDOAR. O homem quer amar, e exige algo em troca. O amor não cobra, não se pode negociar com o amor. Maridos amai vossas mulheres. Sei que existe o divórcio, não posso ignorar, nem quero julgar um servo alheio, mas sei que esta NUNCA foi ou será a vontade de Deus.
    Jesus disse que Moisés deu a carta de divórcio POR CAUSA DA DUREZA DE CORAÇÃO.

    Jesus, morrendo, sofrendo, sangrando, humilhado, orou: PAI PERDOA-LHES ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM.

  59. camelo diz:
    sabe as veses as coisas entre um casal depende duas pessoas e não de um so deus deixa o livre arbitrio pra todos escolherem oque querem casamento depende de duas pessoas enão de uma só deus jamas ira forçar uma pessoa querer amar e viver com a outra ele respeita a desição de cada um o coração duro pode não ser daquele que foi abandonado e sim do que a abandonou ja pensaram nisso eu fui abandonada e ele não avia mudado nem um pouquinho e quando eu havia recebido de volta, ele dizia que não me amavaé de fato hoje somos amigos e vejo que oque deveriamos ser é amigos tem casos que depende mas do casal doque de deus se uma das partes não quer o que se pode fazer meu ex marido não me amava e não queria ficar comigo e hoje ele ta casado com outra tem dessas coisas é facil, falar quando não se vive mas uma coisa temos serteza que devemos lutar se não dé ai sim eu sou a favor de um casamento insoluvel e sempre fui e lutei até as ultimas mas não dependia só de mim mas da outra parte querer e ele não queria e hoje ele ta muito bem com outra pessoa e eu feliz com jesus antes só que mal acompanhada . a paz de cristo
  60. iara diz:
    Eu não concordo com o divorcio!
    Em malaquias Deus diz que odeia o divorcio,eu sei que tem casos que a situação talvez é imsuportvel,mas temos que cofiar no senhor pos ele é Deus do impossivel,eu sei que não depende so de uma pessoa mas sim de 2,e Deus deu o livre arbitrio.mas quando casamos tinhamos a escolha de não casar e se os dois concordarão acredito que tem que Honrra a aliança que fizeram com DEus e com ambos.sei que talvez tenha gente que vai questionar,a mais o meu amor acabou,fui traida(o),meu marido ou minha esposa bebe muito ou é agressivo etc… A biblia naõ fala que DEUs é um Deus de Amor! ele pode restaura o amor do seu marido por vc e o seu por ele,a biblia nos fala tbm que DEUS cura,salva,é liberta então porque não ir até as ultimas consequencia pelo seu casamento,e sua família?
    Quando vc casou vc tinha a opição de não casar,já enssou e DEUS desistisse de Nois,porque a biblia nos fala que que a igreja é comparada com um casamento DEUS é o marido a igreja é a noiva! ja penso se DEUS pedir divorcio? estamos lascadossss. BJS.
  61. camelo diz:
    o divorcio não é de deus mesmo, mas a casos q é inevitavel´só passando
    pra entender falar sem viver é facil e ailas deus não desiste de ninguem e nem se divorcia como o noisss amiga dis mas vai um montão pro inferno não porque deus mandou mas porque ele mesmo o quis .
    assim mesmo é o casamento tem um que quer e o outro não e ai em explica .
    sabe que eu acho tem pessoas que talves precisam passar por isso ai eu quero ver !!!!!
    • Chissumba diz:
      Ola, camelo. vc me impressionou com a tua historia, de casmento-divorcio. vi vc querendo se defender no blog do R. Soares, querida não precisas o “Mundo cristão” dificilmente/nunca tem opinião comum sobre nenhum assunto, mesmo tendo a Bíblia.
      Sabe quem não sente, não vive, nem viveu vai sempre discordar. Deixa te dzr que o mundo hj ta cheio de más intençoes vc séria ele não vc luta ele regride”pramim casamente é como remar um barco, cada um com a ssua parte quando um deicha de fazer-remar o barco giram no mesmo sitiu, e tras vertiz” não te preoucups, o que que adianta perdoar e ja não ter amor p/ dar- é hipocresia. Se casamento fosse curcial p/ tua salvação ,maldito seria quem não o -fisesse, sei que es serva de Deus, e leia 1corintios7:… e aí a bíblia diz que ninguém nasceu p/ ser escravo de ninguém.
      Sou Dany, nasci e vivo em Angola. Bazeiiiiiii
  62. camelo diz:
    a e tem mas nem tudo é dureza de coração é o fato que a outra pessoa não quer se reconciliar .
  63. Claudia diz:
    Na minha singela opinião, eu acho que Deus é a favor do amor,
    e se não existe mais amor entre o casal,
    e claro que serão infelizes, e o que Deus quer é que sejamos felizes,
    acho também que duas pessoas que se amam de verdade,
    embora já tenham sido casadas antes com outros parceiros,
    podem e devem se casar, pois pelo que sei Deus é Amor,
    e tenho certeza de que Deus não quer ver duas pessoas
    que se amam de verdade,infelizes,
    sofrendo por não poderem ficar juntas
    pelo fato de já terem sido casadas anteriormente.
    Deus não quer o sofrimento de ninguém
    Nunca esqueçam que…
    DEUS É AMOR!
  64. WAGNER diz:
    AMEI O SEU COMENTARIO!!!!!!!!!ESTA SEMPRE A LUZ DA BIBLIA!
  65. Ane F. diz:
    Meus amados, estou casada há treze anos. Meu marido é um ouro, nunca foi aspero, nem alterou a voz comigo , me aceitou c/ dois filhos q/ ñ eram dele temos uma filha, ele é obreiro de fogo mas está afastado,há dois meses ele cansou de mim e saiu de casa. Sempre fui grossa c/ ele sem paciencia,falava alto e as vezes o humilhava. Nesses ultimos dias desde q/ ele saiu estou amargamente arrep. no pó e na cinza. essa profunda tristeza quase me mata, emagreci e por mais q/ oro,choro,louvo,ñ tiro ele da cabeça,dia e noite. Eu queria de td minha alma. uma nv oportu. de ser a esposa q/ ñ fui, e devolver quatro vezes mais o q/ ele me deu esses anos tds. O amo.E estou sofrendo. O sofrim. me fez mudar. Só q/ ele ñ quer de geito nenhum voltar p/ casa. Vou contin. esperando um milagre.Ore por nos Celio cirino e Ane frank. Que sirva de exp. p/ muitos casaias e vou contar esse testem p/ gloria de Deus nos dois juntos c/ nv história. amem.
  66. Jô O diz:
    Estou me sentindo mais leve,depois do que li,antes de eu ser crente casei apenas no civil com uma pessoa,juntos conhecemos as verdades de Deus ,sendo que depois de 1 ano e meio na fé ele resolveu cair no mundo novamente ,sendo que não o acompanhei ele foi sozinho.Estamos a + ou- 5 meses separados ja dei entrada no divorcio enfim ,porém a culpa a todo momento me vem ,por que penso em me casar novamente ,pois não quero de forma nehuma viver no pecado da carne.Depois da separação sempre orava pra Deus colocar em minha vida um novo esposo temente a ele,e assim ele fez conheci um verdadeiro homem de DEUS dou glórias e agradeço a meu Deus por isso me imagino a seu lado lhe servindo com todo meu amor,ele é viuvo e eu estou tratando da situação do meu divorcio,não sei o que o Senhor tem reservado pra mim,estar em suas mãos toda minha vida e todo o sentimento que tenho por esse homem.Obrigada por me ajudar em relação ao sentimento de culpa que estava sentindo e se for da vontade do senhor o nosso casamento ele vai se realizar ai volto aqui pra manifestar a minha imensa alegria. “QUE TODOS PERMITAM QUE O SENHOR HABITE EM SEUS CORAÇÕES,SÓ PRECISA VOCÊ DEIXAR E GUANDO ISSO ACONTECE ELE ENTRA E FAZ MILAGRES IMAGINAVÉIS EM SUA VIDA”.
  67. rosangela diz:
    Oi… concordo quando a falou que deua aceita o divórcio por adulterio…Mais meu querido ele deixa bem claro que aquele que repudiar sua mulher… e casar com outra(o) ambos cometem adulterio.. a não ser que um dos dois venha a falecer.. ai sim..
    meu querido! Tenho conhecimento biblico Principalmente sobre divórcio…
    vou deixar aqui pra vc só um versículo só pra c saber o qto deus Abomina o Divórcio:Porque o SENHOR, Deus de Israel, diz que aborrece o repúdio e aquele que encobre a violência com a sua veste, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto, guardai-vos em vosso espírito e não sejais desleais.
    Malaquias 2:16
    isso meu querido é só o começo que eu tenho pra lhe provar que o casamento é a aliança de Deus na terra.Aliás a Familia… e trazendo uma passagem bastante conhecida para os dias de hj.. verás que esta totalmente errado. Moiseis e os fariseus fizeram a carta de repudio. Naquela epoca a carta chegou a virar um mandamento entre eles… E Se tem uma coisa que Deu defendia era o casamento. resumindo.. oque eles fizeram.. passaram por cima dos mandamentos de deus e fzeram seus próprios mandamentos. e trazendo para os dias de hj não é diferente.. Hoje em dia se voce não quer mais continuar no seu casamento e optar pelo divórcio… se a vitima não aceitar.. o juiz assina por ela. e ai??? onde fica Deus nisso tudo?O homem quer ter mais autoridade do que Deus. esse é o Problema. estão interpretando muito mal a palavra de Deus..

    gostaria que entrasse em contato comigo…
    qualquer um que concordou ou discordou de minhas palavras.

    rosa_dandy@hotmail.com

  68. Alex Puglia diz:
    Desde que me divorciei continuo ouvindo meus amigos fundamentalistas, digo fundamentalistas porque envolve varias religioes mas a maneira de pensar e a mesma, meus amigos mussulmanos e cristaos, sejam catolicos, protestantes ou pentecostais, reagem ao meu divorcio da mesma maneira. Isso nao agrada a Deus, voce precisa se arrepender e voltar para a sua ex-esposa.

    Nao tenho muito o que falar para os amigos mussulmanos pois nao conheco muito o corao, mas gostaria de entender o porque dose cristaos estarem tao certos de que Jesus falou contra o divorcio. Sei (pelas minhas andancas pela igreja evangelica) que o verso tao usado para pregar contra o divorcio e o sermao da montanha onde Jesus coloca uma lista de coisas impossiveis de serem cumpridas e ainda termina dizendo, sedes perfeitos como meu pai e perfeito.

    Sei que muita gente vive sua vida inteira com essas palavras na cabeca e entendem como se fosse um chamado para nunca mais pecar. Ou para tentar a todo custo pecar menos, como se pecar menos fosse melhor do que pecar muito. Ou pecar de certas formas (as que nao foram lembradas por Jesus) sao melhores do que outras. Vamos aos versos:

    31Também foi dito: Quem repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio.32Eu, porém, vos digo que todo aquele que repudia sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, a faz adúltera; e quem casar com a repudiada, comete adultério.

    A interpretacao e que Jesus estaria revogando a carta de divorcio dada por Moises a nao ser que ela fosse dada em caso de infidelidade.Ou seja nu e cru, voce so pode se separar se levar um chifre, ou entao se chifrar e tiver a sorte de seu conjuge resolver utilizar o “direito adquirido” de se separar de voce. Ja ouvi muita historia de gente que tentou essa tecnica mas nao contava com a astucia da esposa que nao separou e ficou por anos carregando um casamento inexistente sofrendo e fazendo sofrer, apenas por causa de uma interpretacao.

    Eu nunca vou poder provar que Jesus nao disse o que esta escrito ai, nao estava la, mas o que eu gostaria de saber dos amigos condenadores e porque o divorcio e o unico “pecado” da lista de Jesus que e tratado diferente. Um pouco antes Jesus diz assim:

    27Ouvistes que foi dito: Não adulterarás.28Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.

    Eu pergunto ao meu irmao seguidor de Jesus se ele nunca adulterou ele diz que nao, mas quando eu pergunto se ele cobicou ele me diz que sim, mas ja se arrependeu. E continua “caindo em pecado” por que a carne e muito fraca e o diabo esta sempre ao de-redor, mas sempre que cai pede perdao. Entao eu continuo lendo o versiculo e vem Jesus e diz:

    29Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.

    Eu volto a perguntar para meu irmao, ja que seu olho esta causando-lhe adulterar tanto, porque nao segue os conselhos de Jesus e arranca de sua cara, assim voce esta garantido de ir para o ceu ?

    Ai esta a minha confusao com toda essa papagaiada sobrecobica, adulterio, arrependimento, divorcio. Jesus e muito claro dizendo que se voce cobica comete adulterio, do mesmo jeito que eu que me separei. Mas para o adulterio do cobicador, a pena de arrancar o olho nao e exigida pela igreja, pois eu nao vejo muita gente sem olho na igreja (apesar de todos confessarem que cobicam ou cobicaram um dia) em contra partida todos esses adulteros que nao fizeram o que Jesus mandou no verso 29, mas lancam fora da igreja o irmao que se divorciou pois o pecado dele, de alguma forma, nao tem perdao a nao ser que ele volte para a ex-esposa.

    A verdade e que se voce tem a opcao de arrancar o olho, mas voce prefere continuar com ele sabendo que ele te deixa em pecado. Mas nesse caso e melhor estar em pecado do que ficar sem olho. Fico abismado de ver como Jesus conseguia fazer comparacoes tao perfeitas, nao existe uma melhor maneira de descrever o divorcio qua nao seja amputamento. A dor do divorcio e quase que insuportavel e a cicatriz doi para sempre, alem disso, existe o aprendizado de viver sem o membro arrancado que e exatamente como viver sem a pessoa que tanto tempo fez parte de nossa vida. A alusao e mais do que perfeita: ninguem precisa dizer para nehuma pessoa que esta se divorciando o tanto que e errado porque ela sabe a dor, a confusao, o medo, a angustia, ninguem , quem diz que o divorcio e a solucao mais facil e porque nunca presenciou alguem se divorciando de perto. Entao e a mesma escolha de que resolve ficar com o olho: apesar de saber o tanto que e ruim, (u para quem acredita nessa definicao), mesmo sabendo que e pecado, eu prefiro viver amputado do que ir para o inferno, ou continuar no inferno que eu vivo.

    Alguem poderia me explicar onde essa diferenciacao foi feita por Jesus ou por algum dos apostolos ?

    Por outro lado, se formos um pouco mais adiante, gostaria de saber qual de voces acusadores do divorciado que obedeceu os seuintes “mandamentos do sermao da montanha”:

    1) nao brigou quando foi injusticado e quando levou um soco na cara deu a outra face,

    2) quando alguem na rua lhe pediu dinheiro, nao deu apenas o dinheiro, mas a roupa que estava vestindo ?

    3) quando alguem pediu carona de 1000 kilometros andou 2000, deu a todos os que pediram,

    4) nunca negou nada para ninguem,

    5) Ama de verdade o seu inimigo

    Todas essas coisas estao na mesma lista. Jesus disse todas essas coisas em menos de 50 segundos. Tudo isso faz parte da mesma linha de pensamento do Senhor . . . como podemos trata-los tao diferentemente.

    Por isso digo a todos voces, mostre-me algum irmao, pastor, bispo pi papa que arrancou os dois olhos por causa da cobica que eu volto para minha ex-esposa.

  69. Alex diz:
    Ei Rosa, voce diz tao seguramente que sabe tudo sobre a biblia mas diz que Moises e os fariseus criaram a carta de divorcio ? Como pode isso se 1100 anos os separam ? Os fariseus datam de 200 anos antes de Cristo e Moises nao viveu menos de 1300 anos antes . . .

    Outra coisa o verso que voce usa de malaquias para dizer que Deus odeia o divorcio nao esta falando sobre divorcio como existe hoje em nosso tempo. Naquela epoca, MULHERES NAO TINHAM VOZ EM NADA, os homens faziam com elas o que queriam. TOMAVAM QUANDO BEM QUISESSEM, CASAVAM AS VEZES OUTRAS VEZES APENAS ESTUPRAVAM, MANTIAM EM CASA ENQUANTO LHES APRAZIA, e depois mandavam embora de casa, por qualquer motivo. QUALQUER MOTIVO . . . veja . . . “Quando um homem tomar uma mulher e se casar com ela, então, será que, se não achar graça em seus olhos, por nela achar coisa feia, ele lhe fará escrito de repúdio, e lho dará na sua mão, e a despedirá da sua casa.” Deut 24:1 veja ainda esse outro . . . Mal21: 13 e despirá a veste do seu cativeiro, e se assentará na tua casa, e chorará a seu pai e a sua mãe um mês inteiro; e, depois, entrarás a ela, e tu serás seu marido, e ela, tua mulher.14 E será que,SE NAO TE CONTETARES MAIS DELA DEIXARAS IR A SUA VONTADE; mas, de sorte nenhuma, a venderás por dinheiro, nem com ela mercadejarás, pois a tens humilhado.

    O que Moises instituiu nao foi o direito de se divorciar pois isso os homens faziam sem problema algum, o que foi instituido foi keriythuwth, que traduz-se por CARTA DE DIVORCIO OU DE REPUDIO. Ou seja o homem escreve uma carta, da na mao de sua esposa e depois disso ele shalach que traduz-se como coloca para fora de casa (manda embora). Esses dois termos nao podem ser usados com o mesmo significado, apesar de muitas traducoes novas o fazerem. O termo keriythuwth instituido por moises e usado apenas 3 vezes na biblia uma em Deuteronomio 24:1 quando foi instituido por Moises o Divorcio, e outras 2 vezes referindo-se a alianca de Deus com a casa de Judah (Is 50:1, Jer 3:8) SEMPRE QUE SE USA ESSE TERMO ELE VEM ACOMPANHADO DE UMA CARTA, OU UMA ASSINATURA. O que foi instituido entao, por Moises foi uma lei dizendo que quem quer que resolva POR QUALQUER MOTIVO ACHAR QUE SUA MULHER NAO TE CONTENTES MAIS, e quiser “manda-la embora” (shalach) faca isso dando a ela uma carta de divorcio (keriythuwth). Se nao fizer isso, a mulher nao vai poder casar-se de novo, nao porque Deus nao gosta, mas por causa da dureza de coracao dos MACHOS dessa epoca, pois nao importa o que a mulher disser, se ela nao tivesse em maos uma carta assinada por um HOMEM ela era uma repudiada. Muitas vezes as leis judaicas usam palavras fortes para que o povo entenda, como Jesus diz, por causa da dureza do vosso coracao: Um exemplo simples disse e o fato de na lei de moises o homem que comesse sem se lavar antes do jantar estava em pecado, na verdade a palavra pecado e apenas usada para que o, duro de coracao, entenda, mas o efeito e nada mais do que higiene. Por causa de leis como essas o povo Judeu era o povo que menos doencas tinha porque eram mais higienicos do que os outros povos. Com isso em mente, entenda que o fato da lei dizer que ela seria adultera se casasse de novo e exatamente para protege-la mais uma vez do injustica dos dominadores, pois se uma mulher fosse “posta para fora” e conhecesse um homem que se apaixonasse por ela e visse que ela nao tem uma carta de divorcio, talvez ele apenas estupraria a mulher por alguns meses e depois tambem “colocaria para fora” mas por misericordia foi deita uma lei que dizia que quem dormisse com uma mulher sem a carta de divorcio estaria cometendo adulterio, assim esse novo homem POR MEDO DE COMETER PECADO e NAO POR AMOR ou COMPAIXAO, talvez fosse atras do antigo marido para pedir-lhe uma carta de divorcio, pois como ja disse, a mulher pedir a carta de divorcio nao ia valer muita coisa. Isso tudo esta explicando a CARTA DE DIVORCIO, que nada tem haver com o verso de Malaquias que voce cita.

    No caso de Malaquias a que voce se refere, a palavra shalach que significa “por pra fora”. Ou seja, exatamente o que a carta de divorcio foi acertar, um homem colocar para fora uma mulher sem a carta de divorcio. Amiga o que Malaquias estava reiterando era que Deus odeia essa injustica e deslealdade de tratar a mulher como um bem que pertence a qualquer homem. Repare no versiculo 9 como Deus esta transtornado com “tratar diferente pessoas que deveriam ser iguais” . . . Por isso, também eu vos fiz desprezíveis e indignos diante de todo o povo, visto que não guardastes os meus caminhos, mas fizestes acepção de pessoas na lei. Portanto o verso traduzido correto e entendido correto e o seguinte: Porque o SENHOR, Deus de Israel, diz que aborrece o shalach (MANDAR EMBORA SEM CARTA DE DIVORCIO) e aquele que encobre a violência com a sua veste, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto, guardai-vos em vosso espírito e não sejais desleais.

    Minha cara, o problema nao e que homens estao querendo ter mais autoridade do que Deus, o problema sao pastores que nunca estudaram grego ou hebraico, cheios de paixoes, neuroses e egolatria confundindo psicoses com o poder do espirito santo, querendo interpretar a biblia de acordo com suas taras e preconceitos. O problema nao e Deus, o problema e quem pensa que fala em nome de Deus.

  70. camelo diz:
    oi a paz p todos os irmãos o irmão alex eu adorei seu comentario eu ja fis um estudo sobre o divorcio tambem só que as pessoas levam ao ´pe da letra jesus não veio aboli alei mas acrecentala quando disse que qualquer que repudiar sua mulher não sendo por prostituição fas errado mas as pessoas não entendem muito bem e levam ao pé da letra
    os homens repudiavam as mulheres por calsa de uma “sopa” por isso jesus disse contra o divorcio banal,para isso existe o namoro pra conhecer a pessoa eua conselho que as pessoas sejam mas caltelosas pra escolherem seus paceiros assim como eu fui afobada apressadae e era ignorante no assunto mas compreendi ao longo dos anos que tudo tem que ser analizado e preparado assim corre o risco de errar ainda mas sem um preparo.
    alias vc disse que na palavra jesus dis que se teu olho te faz pecar arranque-o e melhor entra no reino sem o olho q entrar com todo corpo0 no ceu. ao meu ver jesus usa muitos sinais de linguagem como plarabolas e oque fala quer diser um sentido diferente do concreto arranque olho eu entendo em muitas coisas
    por exemplo: a maioria dos pastores tem carro do ano ficam ricos com o dinheiro dos fies a biblia dis que o dinheiro arrecadado era pra pobres e viuvas e crianças orfãs mas hoje em dia é pra enrriquecer pastores e detalhe ja viu que os filhos deles só estudam em escola particulares enquanto os dos fies estão na escola publica
    o povo ta cego de muita ciosa tem gente fazendo milagres falços na igreja enventam pra ganhar dinheiro tem de tudo nesse mundo e as pessoas etão preocupadas com coisas pequenas por demas quem sabe se o casamento vai bem o mal é o casal e se não deu certo deus sabe tambem porque é muito facil atirar pedras e dizer q é errado e etc… mas vai viver um enferno marido que espanca trai deixa a familia com fome e tem varias amantes ai eu quero ver falar . um abraço a todas ,e alias eu to muito feliz depois do divorcio !!!! rsrsrsr.
  71. RAFAEL diz:
    OLA ROBERTO
    NA PAZ DE CRISTO,

    GOSTARIA DE RESSALTAR QUE ESTA HAVENDO UM EQUIVOCO EM RELAÇÃO A SUA OPNIÃO,POIS EM MATEUS 19:9 O TERMO FORNICAÇÃO NÃO TEM NADA A VER COM ADULTÉRIO,JA QUE ESTE SE REVELA COM ATOS DE IMORALIDADE SEXUAL DENTRO DO CASAMENTO,E FORNICAÇÃO É SEXO ILICITO FORA DO CASAMENTO.
    MOISES DEU A CARTA DE DIVORCIO PELA DUREZA DE NOSSOS CORAÇÕES,JA QUE HOMENS COM CORAÇÕES DE PEDRA NÃO SAO APTOS AO PERDÃO.”E EIS QUE DEUS NOS COLOCA UM CORAÇÃO DE CARNE” PARA QUEM O ACEITA E ANDA EM NOVIDADE DE VIDA.
    NA EPOCA DE MOISES A MULHER TINHA QUE CASAR VIRGEM E SE CASO NA LUA DE MEL O NOIVO VISSE QUE A MESMA NÃO ERA MAIS PURA,ELA PODIA SER APEDREJADA.E FOI POR ISSO QUE MOISES DEU A CARTA DE DIVORCIO.
    ESSE TERMO DE CASAR -SE NOVAMENTE NÃO SE ENQUADRA NOS MANDAMENTOS DE DEUS,POIS A MULER OU HOMEM ESTA LIGADOS AMBOS AO SEU CONJUGE (CASADOS) ATE A MORTE DE ALGUM DOS DOIS,ESTANDO ASSIM LIVRE PARA CASAR-SE NOVAMENTE.

    “A UNICA PROVA DE FÉ QUE EXISTE É OBEDIENCIA AOS ESTATUTOS DE DEUS”
    DEVEMOS SER FELIZES POR SEGUIR A DEUS E NÃO DISTORCER AS SUAS PALAVRAS PARA BENEFICIO PROPRIO…

  72. angelica diz:
    roberto pq minha mensagem nao foi aceita
  73. marcio diz:
    em mateus 19:9, encontramos uma “brecha” para o divorcio, no caso do adulterio: por favor me mostrem aonde fica o perdão pregado por cristo; aonde dentro da biblia cristo deu permissão para um novo casamento ? lembramos que escolhemos os nossos erros, só não podemos escolher as consequencias dos mesmos. DEUS nos deu inteligencia o suficiente para escolhermos aquela(e) que vamos nos unirmos no casamento, e muitos(as) tem olhado para o exterior (a aparencia) e aceitado muitas vezes profecias terrenas que não vem de DEUS. me descupem pela minhas indagações , só não posso ser contra a palavra do senhor e aquilo que esta inscrito vai se cumprir acima da minha vontade ou da de alguem. obs: em gálatas 5:19-21 estão descritas as obras da carne, e umas delas estão a prostituição e o adultério, e que quem comete tais atos não herdarão o reino de DEUS . em Icorintios 15:19 o apostolo paulo fala que se esperarmos em CRISTO somente nessa vida somos os mais miseraveis dos homens. o céu é eterno assim como o inferno tambem. nós cristãos fazemos parte da geração que perdoa, não temos nada com esse mundo de pecado e desses costumes mundanos que estamos presenciando até mesmo dentro da igreja, pois não queremos machucar o fulano; falar em adultérios,odios,invejas,recasamentos,homossexualidade,libertinagens…, vai contra o pecado de muitos e o proprio cristo foi condenado por muitos por falar a verdade. orem pelos pastores incessantemente. paz do senhor para todos.
  74. Gabriel diz:
    Bom fui casado durante 10 anos e tenho uma filha de 8 anos… estou me divórciando da minha esposa não por escolha minha e sim por escolha dela, já ministrei diversas vezes para ela, e outra falei também o que Deus nos disse através de 2 pastores que iriamos trabalhar com casais, creio que isso é algo que o Senhor esta permitindo que nós venhamos a passar, ela saiu com um rapaz teve dois encontros, ela até agora não pediu perdão e nem desculpas pelo ato, mas vejo que os dois erraram no casamento, posso falar abertamente pois estou vivendo essa situação e antes que alguém venha me julgar dizendo que “Há ele não viveu por isso é fácil falar “, não amados, eu perdoei minha esposa no mesmo dia em que descobri e disse mais para ela…pra que larguesse todo ato de adultério, e que peinerasse sua vida escolhendo amizades boas e agradaveis 1º Cor. 15:33, mas ela não quis me ouvir, infelizmente já faz 2 meses que estou separado, mas Deus conhece o nosso coração e é igual ao irmão disse mais para cima no tópico que Jesus nunca desistiu de nós… Olha o Senhor que eu sirvo me ensinou amar até os meus inimigos a orar por eles e não condena-los, ide e pregai o evangelho por toda a terra… E o evangelho nos ensina a amar ao próximo, que é melhor dar do que receber, infelizmente tenho visto muitos casamentos assim como o meu, que o vinho acabou… Jesus foi CONVIDADO no casamento de Caná da Galiléia, e foi ali o primeiro milagre dele mandou encher aquelas talhas(NÓS)com água(PALAVRA DE DEUS, ESPIRITO SANTO), e transformou em vinho(AMOR,ALEGRIA)o melhor, queridos naquela época o vinho significava alegria em um casamento e Jesus foi CONVIDADO, hoje em minhas orações estou convidando Jesus para entrar em meu casamento, tenho a convicção que será restaurado assim como a vida de Jó foi, Deus virou o cativeiro…Irmãos não existe divórcio para Deus Ml 2:16, sei que tem pessoas que vão falar mas Gabriel foi ela que me largou…Querido entrega nas mãos do Senhor ou ele reconcilia ou ele leva…Temos que lembrar que existe a lei da semeadura tudo o que se planta se colhe, agora aos que tem a esposa(o) convertida(o), e cometeu um ato desse e ele(a) com Deus, pq nas escrituras diz o que em 2ºPedro 2:21-22, temos que tomar muito cuidado com o caminho que seguimos, explico ainda melhor Jesus é o caminho, diabo é atalho para o inferno, pq todos os idolatras, adulteros e etc… Não hão de entrar no reino de Deus 1º Cor. 6:9.
    CONCLUSÃO:
    Há melhor coisa que nós devemos fazer hoje é vivermos Mateus 6:33, esquece o que ele ou ela fez, porque perdoar significa não esquecer e sim não cobrar, não ficar jogando na cara, acusando disso e disso, e sim se entreguem de coração, joelhos no chão, e jejuando ao Senhor, cristão tem que aprender a jejuar todos os dias, pq satanás não para um minuto de nos atacar, e parem de se preocupar com o passado ou com o futuro ” Jesus se faz PRESENTE”, ninguém é santo, pois todos adulteramos em nossos pensamentos, mas o cristão tem que aprender há não alimentar esses pensamentos.

    Não sou pastor, sou só um rapaz de 27 anos que senta em um banco de uma igreja, mas que tem um chamado para trabalhar com casais, alias o Senhor já me deu 3 casais para ajuda-los, mesmo na situação em que estou vivendo, temos que ter uma bagagem, pois afinal como irei pregar o perdão se eu mesmo não vivi? Outra coisa falo aos que conhecem a lei, vigiem vossas línguas Tg 3, muitas vezes os casamentos acabam por conta de nossas palavras.

    O CRISTÃO tem que aprender a Profetizar…
    ->Por isso aquele que tem este clamor ele não usa a sua boca para fofoca, mentiras e para destruir as pessoas. Pelo contrário ele abre a sua boca profetiza e o resultado são os milagres, porque a palavra que sai da sua boca não volta vazia.<-

    QUEM TEM ESTE CLAMOR:
    TEM A CONVICÇÃO QUE A RESPOSTA VIRÁ NO TEMPO DE DEUS.
    TEM A SUA HISTÓRIA MUDADA.
    TEM A MANIFESTAÇÃO DO MILAGRE.

    Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios. Salmos 1:1

    Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes. 1ºCor. 15:33

    Terá muitas pessoas que irão falar para vc casar-se com outra, desiste dela, ela não te merece, falo isso porque EU estou ouvindo essas palavras que satanás coloca nas bocas de muitas pessoas até mesmo parentes, ele é astuto e quer destruir tudo aquilo que Deus criou (FAMILIA), e que todos venhamos orar uns pelos outros.

    E tomem cuidado porque tem muitos pastores pregando heresias só para terem suas igrejas cheias, agradando a vista de homens e se esquecendo do verdadeiro objetivo, hoje vemos muitas pregações de "milagres financeiros", mas se os pastores começassem a exortar mais as igrejas pregando o verdadeiro evangelho, muitos cristãos teriam mais temor ao Senhor, não estou acusando, mas isso é biblico "falsos profetas" 2ºPedro 2:1…

    "SE NA TUA ANGÚSTIA SE MOSTRAR FRACO, ENTÃO SUA FORÇA É PEQUENA"(Pv 24:10).

    Deus os abençoe em nome de Jesus Cristo e a Paz seja com todos!!

  75. sheila rocha diz:
    Eu concordava com o divórcio antes de aceitar Jesus em minha vida,mas depois que aceitei e ver tantas mudanças que Ele fez em mim,eu já não concordo mais com o divórcio,pois acredito que sempre há uma solução para o Deus TOdo Poderoso,e creio que se Ele uniu,jamais separaria e se quisessem se separar,acredito que Ele tem poder para unir novamente,e para restituir tudo que acham que perderam ao longo dos anos,e Deus pode regenerar o amor que pode parecer não mais existir,porque antes de conhecer Jesus pensavamos que amavamos Ele mas,não amávamos,e Ele regenerou este amor,depois que o aceitamos de verdade,então depois que aceitamos nosso companheiro,como Ele é e confessarmos nossa parcela de culpa,então Deus entra com o poder da trasformação,e tudo aquilo que estava parecendo morto,passa a ter vida e de verdade.
    Aceitar que tudo esta destruido,é como dizer que Deus não pode reconstruir.
    E acredito em um Deus do impossível.
  76. Gabriel diz:
    Paz do Senhor a todos, é isso mesmo Sheila Rocha, o que estou querendo dizer é que muitas vezes colocamos limites no poder de Deus,Jesus ressucitou Lazaro depois de 4 dias, trouxe ele dos mortos que maravilhoso isso, agora se Ele fez isso com um morto rs imagina o que Ele faz com um casamento rs…como se diz ai for isso é fichinha…E digo aos que conhecem a palavra do Senhor, ai daquele que conhece a palavra e que fica influênciando com sua lingua pecaminosa, apoiando a separação, esse ja esta em pecado; pq sabe da verdade, e a verdade é que o casamento alegra o coração de Deus porque o que Ele uniu NENHUM homem separa…
    O engraçado é que muitos ficam manipulando a palavra do Senhor, por exemplo: Mateus 19:9…
    Só que Jesus disse aqui para os solteiros que estavam pensando em se casar, porque naquela época se o homem na noite de núpcias desconfiasse que sua esposa não era mais virgem, ele poderia estar-lhe dando a carta de divórcio…quando Jesus diz nesse versículo sobre “imoralidade sexual” ou “repudiar” podemos ler o que significa lá em Levitico cap.18, a palavra repudiar significa “Rejeitar aquele que um dia você o amou”, então logo entendemos que se repudiarmos nosso conjuge estamos negando aquele que um dia fizemos um voto no altar dizendo que é na alegria e na tristeza até que a morte os separe…chegamos a conclusão que é um voto tolo…e automaticamente estamos repudiando a Cristo Rm 7:1-4.

    Cuidado com o que é pregado nas igrejas não TODAS mas nós todos sabemos que existe falsos profetas, e a palavra diz a todos “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”, então estude, pq se o seu pastor cair você o ajude a se levantar, não o condene porque somos todos falhos, e tem muitos que estão na igreja só esperando o pastor errar para apontar o dedo. Ame o próximo como a ti mesmo.

    Para finalizar em Rm 12:2, diz para não nos conformar-mos com este mundo….Tudo nos convém, mas nem tudo é licito.
    Deus os abençoe a cada dia e espero ter ajudado você casal que pensa em fazer esse mal para sua própria vida..Amém!!

  77. camelo diz:
    nossa eu to perplexa tamanha a ignorancia !!!!!
  78. camelo diz:
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk adorei roberto foi um a resposta inteligente o maximo rs !!!
  79. Gabriel diz:
    Boa noite, bom Deus faz a obra quando ele quer, se ele ressucitar uma pessoa ele é Deus, se não fizer continua sendo Deus, mas o cristão tem que deixar de ter uma mente carnal, e começar a viver mais o sobrenatural de Deus.

    É muito facil falarmos de Deus, e é muito dificil vivermos pra Deus, estamos muito preocupados com o nosso status, e nos esquecemos que tem muitas pessoas morrendo ai fora em laços de satanás, o cristão tem que saber que ele é uma arma poderosa e que nenhum gigante pode para-lo se Jesus estiver em seu barco…

    Não vim afrontar ninguem e muito menos julgar alguem cada um segue o que acha que é certo,
    mas no casa de divórcio o que Jesus faria? Devemos pensar assim…Oseias foi traído por muitas vezes e o que Deus mandou ele fazer?
    Comprar a esposa dele de volta…Então como podemos apoiar o divórcio…E na palavra Deus ali compará o casamento dele com a nação de Israel, que se encontrava em adultério espiritual, adorando outros deuses.

    Ao apoiarmos uma decisão dessa, automaticamante estamos em adultério espiritual.

    A salvação é individual, e não teremos uma outra chance (reencarnação), para nos arrependermos de nossos pecados.
    Abraços!!

  80. sirina diz:
    Deus ressuscita quem deseja ser ressuscitado!!!
  81. Alex Puglia diz:
    Gabriel,

    Nao precisa perguntar o que Jesus faria ele ja fez. Nao casou com ninguem e morreu virgem. E Paulo tambem . . . se a sua visao de seguir Jesus e imitar o que fizeram outras pessoas entao nao se preocupe com o divorcio e comece a pregar o celibato, pois quem nao casa nao precisa se divorciar. E se quiser seguir o exemplo de Oseias entao va na zona e compre uma prostituta e a leve para casa. Pois a ordem que Deus deu para ele foi essa.

    Siga nessa fe meu irmao !

    Abracos,

    Alex

  82. Eduardo diz:
    Meu entendimento sobre essa questão é que o casamento apenas é de fato casamento quando legalmente instituído, e de que só deve haver separação em caso de adultério, que dessa forma a parte ofendida tem a liberdade de requerer o divórcio. A parte ofendida fica livre para, então, casar-se novamente, e quanto ao ofensor, o texto não diz qual é a sua condição, porém em Apocalipse afirma-se que os adúlteros não herdarão o reino dos céus. Esta é uma questão que eu acredito depender do juízo do Senhor Jesus, individualmente em relação a cada caso, pois há adúlteros que se arrependem de seu pecado e procuram o perdão de Deus, e há outros que fazem pouco caso da sua situação e vão levando a vida sem muita preocupação em abster-se das coisas que mancham nossas vestes espirituais perante Deus. Finalmente, o texto é claro ao afirmar que (exceto se for por adultério), se o casal se separar, nenhum dos dois poderá mais se casar novamente com outras pessoas, pois se alguma das partes fizer isso, estará cometendo adultério, ainda que já separados legalmente. Dessa forma, se resolverem se separar, para não cometer pecado de adultério, ficam impedidos de contrair matrimônio novamente em suas vidas, devendo permanecer sem relacionamentos amorosos até que uma das partes peque por adultério (ou seja, se case novamente) ou morra. Se o casal for realmente cristão, não buscará se separar, mas sim ajustar suas diferenças com conversa, santificação, perdão e oração. A separação é uma condição que geralmente precipita as almas do casal em uma situação bastante complicada, pois há toda uma carga de sentimentos negativos envolvidos, como rancor, ódio, mágoa, traição, etc, e pode ser espiritualmente fatal, reservando a uma das partes (ou ambas) uma vaga garantida no tormento eterno. E, não nos enganemos e nem nos façamos de cegos: o inferno existe, tendo a Bíblia como seu maior testemunho, e muitos são os que lá irão habitar, portanto, façamos as coisas com entendimento, como filhos da luz, e não como néscios sem direção, que andam de olhos fechados em pleno meio-dia!
  83. Gabriel diz:
    Alex…
    Bom, quem somos nós para brincarmos com a palavra de Deus, acontece que se Deus falasse comigo para se casar com uma prostituta com muita certeza faria isso, pq em primeiro lugar o cristão tem que ser obediente, e se Deus mandou ele sabe do futuro e em tudo a um propósito, e os planos do Senhor é perfeito…como ja disse temos exemplos na biblia de casamentos…Oseias, Madalena, a mulher Samaritana que tinha varios maridos e Jesus mesmo reconheceu que nenhum daqueles era o marido dela…. o problema é que o homem quer sempre dar um jeitinho para se satisfazer a carne, 1 João 2:15, fala que quem esta no mundo e ama as coisas do mesmo, nesse Deus não habita…Rm 4:3 diz: Que todo o homem é mentiroso e Deus é verdadeiro….Ele é verdadeiro e temos a certeza que a palavra dele não volta vazia…
    Quantos cristãos hoje acham que só pq aceitaram a Jesus, fizeram uma oração lá na frente no altar com o seu Pastor, crêem que são salvos, mas a fé é pelo ouvir e ouvir a palavra de Deus, e eles acham que só pq usam camisetas, pulseiras, bonés e etc… estão na presença do Pai, ou só pq estão no louvor ou se são obreiros da igreja, o que a palavra no diz em: Mateus 7:22…o caminho só há UM e é o estreito que leva a porta estreita, ninguém disse que seria facíl caminhar por este caminho estreito, mas lembre-se que o obstáculo vem para te projetar, vem para o seu crescimento e se o Senhor permite que certas coisas acontecam na sua vida é porque Ele te ama muito…
    Agora vamos parar e pensar, Deus ele “NÃO É HOMEM PARA QUE MINTA E NEM FILHO DO HOMEM PARA QUE SE ARREPENDA”, e em Malaquias 2:16 diz: “EU ODEIO O DIVÓRCIO, DIZ O SENHOR DE ISRAEL”, e se nós cristãos temos que ter a mente de Jesus, o que ele faria em seu lugar se sua esposa te largasse, temos que começar a agir de forma correta, sei que não foi você que teve culpa tipo assim ex: A irmão mas foi ela que me largou, não tenho culpa…. A biblia diz que a esposa ou o esposo santifica o seu conjugue, os planos de satanás é destruir as familias…. vou falar de mim, hoje me encontro divorciado pq minha esposa quiz, isso foi em Agosto 2010, e nem por isso eu irei sair por ai pegando todas as mulheres, jamais, infelizmente ela conhecendo a palavra do Senhor tomou essa atitude, mas no caso dela foi por amizades erradas muita influência, e a biblia nos alerta das influências 1°Cor.15:33, mas infelizmente de mim ela não quer ouvir a palavra de Deus mas sei que não é ela e sim o que esta encostado nela, a palavra nos diz que quando a pessoa se desvia dos caminhos ela volta a ser a velha criatura só que pior ainda pq vem mais 7 com o que ja estava então ficam 8 demônios na pessoa isso fala em Lucas 11:23-25.
    Engraçado que minha sogra disse assim pra mim, “À vocês são livres para se caserem novamente”, mas só de ela estar falando isso já esta em pecado pq em Tito 2:1-5 diz que a mulher mais velha tem que ensinar a mais nova a não blasfemar a palavra de Deus,ai ela disse sua esposa tem o livre árbitrio, eu dei risada,porque o livre árbitrio hoje esta sendo usado de muleta pra muito crente que quer alimentar a carne e fica arrumando desculpa pra tudo, sei que Deus criou o homem para ser livre, mas o livre árbitrio só existe um “Caminho estreito e o largo”, esse sim vc decide para qual vc quer ir? Isso pq ela era obreira na igreja e sempre me julgavam falavam que eu não queria nada com o Senhor (obstáculo = Projetar), hoje a familia da minha esposa se encontra toda fora da igreja, perderam o foco o centro, trocaram os valores infelizmente, mas fico feliz pq foi através dessa situação que estou firme com Deus, pois me encontrava morno dentro da igreja, e um belo dia depois do ocorrido já, estava aqui no meu quarto em oração entregando o jejum, e de joelhos tive uma visão como nunca tive antes, Deus estava me mostrando o ministério que Ele tem pra mim, fiquei 50 mnutos nessa visão e não escutava mais nada parecia que estava em um outro lugar, e nessa visão muitas coisas aconteciam coisas maravilhosas….Perguntei pra Deus depois será se isso é da minha cabeça? isso foi no dia 24 de Novembro 2010, no dia 1 de Dezembro fui em uma igreja que nunca tinha ido, e Deus usou uma irmã para falar comigo lá do altar e começou a revelar todo o meu sonho, ela disse Deus esta mandando te dizer que tem uma obra extraordinária na sua vida e etc… vc fará isso em meu nome e…..por ai vai, aquilo me arrepiou, e disse mais isso que vc esta passando é só para te lapidar irmão… Falei amém!!!
    Deus tem sido fiel em minha vida essa semana mesmo estou sendo promovido na empresa, onde eu trabalho são duas empresas e uma é melhor que a outra $$$, e eles chegaram em mim e falaram vc vai descer, vai trabalhar no setor de TI, pq gosto de informatica mas nem tenho faculdade, e nós iremos te mandar embora vc recebera seus direitos, ai será contratado lá…. Glorifiquei a Deus pq somente ele faz o homem ser exaltado, e naquela hora Deus disse pra mim não importa se o homem tem 10 faculdades, se EU (DEUS), não permitir ele nada será, meus queridos somente Deus faz sobressair o homem… Se você acha que seu ministério não da mais certo, dobre seu joelho e ore ao Senhor Ele sempre te dará um escape, e em Isaias 59:1 ” A Mão do Senhor nunca esta encolhida “, descanse somente nele, não confie em braços humanos pq dele não vêem nada, mas dos braços do pai vem tudo pois é forte, somente Deus pode parar o vento e acalmar as águas, então não seja igual a Pedro que ficou olhando para o vento e o mar agitado, nunca perca o foco…Amém!

    Não sei o pq escrevi tudo isso mas Deus sabe, tenho certeza que tem pessoas que precisavam ler isso, e orem por mim quero no futuro mais próximo abrir uma Webrádio… Para levar a palavra do Papai!!

    Deus os abençoe mais e mais, e me perdoem se falei alguma coisa que magoa, mas a verdade sempre tem que ser dita.
    PAZ!

  84. camelo diz:
    irmão gabriel vc é radical nas suas palavras eu lamento por sua situação eu tambem fui abandonada por meu ex marido mas eu digo pra vc que naum depende de uma só pessoa mas de duas se a sua ex mulher naum quiser e deus ve que ela naum quer meu amigo vc vai ficar sosinho pra o resto de sua vida até que a sua ex mulher morra ou vc pode ir na frente dela pra deixar ela livre olha eu achava isso tambem que naum se poderia ter um novo relacionamento mas depende muito da situação cada caso é um caso eu me divorciei e deus me disse que eu ia ser feliz no meu sentimental vc acredita se quiser mas deus me deu tudo de novo com muita felicidade que eu nunca sonhei olha eu tenho plena serteza que o futuro vai falar melhor no seu coração como eu ja disse no meu depoimento anterior se fosse pra eu continuar naquele casamento fracassado e sendo umilhada ou então ficar sozinha o deus que eu sirvo é um carrasco frio e cruel mas a eu sei que meu deus é fiel e bom e verdadeiro e naum foi ninguem que disse que eu ia ser feliz mas foi o proprio deus que se revelou a mim . bom mas como vc tem uma visão diferente das coisas até mesmo da palavra então meu amado vc vai passar a vida só numa boa e que deus te der muita força pra vc aguentar ser uma pessoa só. fica na paz
  85. wilton diz:
    como pode um cristão viver infeliz ao lado de outra pessoa,Deus não que ver a infelicidade
    de seus filhos, por isso eu entendo que a separação e algo que deus aceita mas so depois
    de esgotar todos os camihos para uma perfeita união, nos dias de hoje falta muito é
    dialogo e entendimento entre os casais, quando os dois só querem ganhar todos perdem.
    por isso o divócio só em ultima instância.
    que deus une so deus pode separar.
    obr. wilton
  86. Gabriel diz:
    Bom entendo que o ser humano sempre quer barganhar com a palavra de Deus, quer sempre manipular para satisfazer a carne, e ficam limitando o poder de Deus em relação ao homem, e sim se ela quiser continuar em desobediência (minha esposa), é ela e Deus, agora Timóteo diz no cap. 3 que um obreiro qualificado ele tem que ser marido de uma só mulher e isso é biblia gente não estou inventando nada, e Deus não é homem e nem filho do homem para qeu se arrependa, em Ap; 22:18, diz que não devemos acrescentar e nem tirar nada deste livro, pq se não as pragas do mesmo livro cairá sobre nós…

    Bom Jonas teve o livre arbitrio tbm, mas isso na verdade foi desobediência, e Deus mesmo diz que ele odeia o divórcio Ml.cap 2:14-16 e quem apoia o divórcio esta automaticamente indo contra a vontade de Deus, e Jesus mesmo disse o que Deus uniu o homem não separa Mc 10:9…

    Minhas palavras não são radicais e sim estou somente resitando a biblia aqui com referências…quero ver alguém me mostrar na biblia onde fala que se pode casar novamente? a única permissão que a biblia dá é o caso da viúva, mas Paulo ainda diz melhor que fique sozinha para qeu dedique melhor há Deus, mas se abrazar que se case… mas ali ele disse para a viúva e os solteiros, apartir do momento que casamos e até mesmo nos divorciamos pela dureza do coração, não temos mais esse status de SOLTEIRO, temos varios exemplos na biblia sobre casamento o de OSEIAS é um dos mais lindos, e o livro em que Deus compara o amor dele por Israel, assim como o de Oseias por Gomer….

    Não devemos quebrar a aliança que fazemos com Deus sabe pq, Lc 11:23-26 o demonio ele entra com mais 7 e o estado fica pior que o da primeira vez…
    Não condeno minha esposa por nada, e isso tudo que estou vivendo é só uma projeção de Deus, ele esta me preparando para ser um grande canal de benção, e tenho promessa para trabalhar com casais, e como irei trabalhar se não tiver uma bagagem…

    Irmãos Deus é SOBERANO, e quando um casamento é restaurado, a pessao não vive infeliz e sim vive melhor que antes pq a glória da segunda casa será maior que o da primeira Ag 2:9.

    Deus é tremendo, bom e se eu estiver pregando aqui uma verdade todos que estão contra Deus irá justar conta agora EU assumo total responsabilidade no que estou dizendo e não só eu como tem mais pastores que pregam isso, até no youtube tem video que fala sobre isso….

    Deus os abençoe e agradeço pelo debate, com isso nós todos crescemos em Jesus Cristo, e lembre-se palavra de Deus não é um disputa e sim tem que ser falada com mansidão, pregar boas novas….Pedro e João nem tinham estudos e olha como Deus os usou amém…

  87. isa diz:
    axo que DEUS não olha coisas futeis e sim o que vai em nossos corações.temos de aprender a distinguir amor por encantamento passageiro. julgar é facil dizer o que é e não é pecado
  88. raphael Camargo diz:
    ola, preciso de orientações, estou envolvido com uma pessoa que é casada, mais que no fundo não aguenta mais a vida que tem ja foi traida a uns anos atras e acabo voltando por pressão de terceiros, agora se conhecemos e esta vivendo a mesma cituação que que é completamente diferente nós se amamos e não é aventura, ela não consegue se separar por causa da igreja e por pena da pessoa, mais tbem ela não sente mais nada por ele não existe amor nem sexo, o que ela mais quer é ser feleiz comigo, mais o maior medo dela na realidade é a igreja e o que as pessoas vão falar pra ela como nós podemos ajudala a resolver isso pois eu tenho certeza que deus não quer ninguém infeliz e sim feliz, precisamos de ajuda por favor ´nos ajudem ele esta esperando um filho meu e eu não vou deixar ela sózinha nunca eu amo ela do fundo do coração ela é minha vida !! obrigado
    • isa diz:
      ja disse isso uma vez e vou dizer denovo, rafael.. axo que as pessoas tem de ter atitude.viver por conviniencia e pena isso é o pior dos sentimentos, pelo menos pra mim. acho que se viu que o casamento ja não andava bem ja deveria ter se separado e não arrumar um relacionamento fora do casamento.umdia a casa cai. e acho tambem que terceiros que deve ser familiares e a igreja não tem de opiniar e sim aconselhar e ajudar e não ficar colocando coisas na cabeça de ninguem. quem vai julgar o atos de vocês é DEUS, e mais ninguem. ninguem sabe de nada e nem tem certeza de nada , tentamos fazer o certo.eu não sei o que é certo ou errado , mas eu não consigo viver uma mentira.é facil julgar as pessoas , mas ajudar ninguem ajuda não, não sou a favor do divorcio, mas viver por comodidade , pena, e por opinião alheia isso não da certo. põe a mão em seu coração e peça ajuda a DEUS. ore muito e tome uma decisão, voce fez errado? sim fez ja devia ter resolvido sua situação.sente-se com seu parceiro converse diga tudo o que sente e decida. e esse negocio de que os outros vão dizer não existe,quem vive a situação é vc.converse com DEUS querido so ele pode lhe ajudar.MAS VIVER UM CASAMENTO DE FACHADA ISSO DEVE SER TORTURANTE,E POR PENA PIOR AINDA QUE SENTIMENTO HORRIVEL…SE SEU PARCEIRO PRECISA DE AJUDA FINANCEIRA , AJUDE SE PRECISA DE APOIO, AJUDE, AXO QUE O MAIOR PECADO É ENGANAR ALGUÉM.
      • raphael Camargo diz:
        ola nossa situação é o inverso ela que é casada, quando nos se conhecemos a primeira coisa que me conto é que éra enfeliz no casamento que não aguentava mais esta vida, ja faz dois anos que ela empurra esta situação, depois que a gente se conheceu ela mudou e eu também a gente se completa, mais o maior problema dela é o medo pois éla é muito mais muito manipulada por terceiros igreja, ninguém aceita que ela se separe, mais só nois sabemos a real situação, ela não quer se afastar da igreja não é isso, ela só quer se separar por que não aguenta mais, ela não tem vida e isso ja é uma coisa irreversivel no casamento dela pois a gente se ama e queremos muito ficar juntos, eu mesmo ja não sei mais o que eu faço pois tudo o que falo nada tem peso, ela fala pramim que quer ficar junto comigo que me ama mais não pode por causa da igreja….estara dando mal exemplo, mais iai a vida dela particular como fica? vai ficar assim pro resto da vida? eu não tenho nada contra a igrejas mais acho que esta acontecendo é só por causa disso, ela fala que não é quem ela quer ser…não deixão, qualquer pessoa ve isso nela, ela é uma mulher muito especial em minha vida, eu amo ela do fundo do meu coração e ela também, não temos duvidas do nosso amor, mais não aguento mais esta situação por causa do medo dela aos outros, eu não tenho medo de nada ja disse a ela que eu serei o escudo dela, que se jogarem pedras bateram todas em mim, por que nunca deixarei nada acontecer a ela, nós só queremos ser felizez será que é dificil do povo intender? acho que deus não quer ninguém infeliz e sim feliz.quando ela esta comigo longe da rotina dela la, ela fica outra pessoa com sonhos vontades alegre fica outra pessoa mais quando retorna parece que se transforma….é inacreditavel
  89. isa diz:
    na verade conheço uma historia igualzinha a do rafhel camargo. so que é uma moça que se envolveu com um homem casado, ainda esta envolvida e agora esta gravida, gosta muito dele, ele tenta se separar mas não esta consiguindo por pena da parceira, por ser imatura, sei lasão como irmãos…e a moça esta gravida mas tranquila não cobra nada dele pois ela é capaz de se manter e manter o filho, tambem se sente culpa por ele ser casado, mas não atrapalha a vida dele não. parece que tambem esta esperando uma decisão dele. diz que o ama e o maior sonho dela é ser mãe, mas axo que uma hora ela cansa de esperar…o casamento envolve sogros sogras irmãso tios amigos um monte de gente pra dar palpite.. mas viver por pena , comigo não.isso que da casa correndo as pressas o porque a igreja mandou senão os outros vão falar mal..eu me preocupo so com DEUS, não podemos julgar ninguem temos que ver o que vai em nossos corações, e pesar cada situação logicamente sem fazer mal a ninguem…..(tem gente que mata por amor)
  90. jamile diz:
    Bom,não tão entendida como os intelectuais acima,Mas acredito que enqunto existe sentimento e outro ainda corresponde, tudo é valido .vale a pena tentar.Enquanto existe esperança,fé .Voçê só não pode deixar sua videa passar diante dos seus olhos e a tal situação te fazer esquecer de Deus!!!
  91. jamile diz:
    às vezes casais discutem por coisas banais e coisa e tal .por falta da vontade propria,existe aquele ditado popular q diz:Que quando um não quer dois não brigam. Então,quando v ja aconteceu até mesmo agressão.Eu acredito q nem sempre é Deus q tem q fazer alguma coisa o erro está enm nós.passamos por situacões q as vezes são consequencias de palavras e até mesmo atitudes q cometemos.A biblia nos fala q os homens se queixam dos seus pórpios pecados. A realidade é q não vigiamos falta prudencia ,sabedoria ,oração.Acho q quando comeamos a reconhecer os erros fica mais fàcil.Lembrem-se Deus ele faz o impossivel ,aquilo q podemos façamos nós.
    Acho q um bom começo seria ouvir mais,e falar menos>>Deus abençoe á todos!!
  92. Escrevi um outro texto que tem a ver com alguns dos argumentos usados nessa discussão, deem uma olhada:

    http://www.robertosoares.com/perdao-e-convivencia/

  93. Ester diz:
    Ô gente, está escrito que Deus odeia o divórcio, mas Ele deve ficar triste também quando um casal se tolera pra manter as aparencias, vocês não acham? Outra coisa: Quando um endurece o coração, o outro não tem que sofrer por causa disto não. Tem que seguir a vida com outra pessoa. Deus se fez carne através de Jesus e Ele sabe muito bem que somos humanos, somos carne, não conseguimos virar um eunuco sem querer carinho, sexo e essas coisas, entendem? Deus é amor, é justo, é bendito. Ele não nos olha com o nosso olhar, Ele nos olha como alguém pobre, necessitado e que precisamos de companhia, de cafunezinho. Eu me divorciei há 9 anos, por que meu ex marido me traiu e já se casou novamente. Vocês acham que eu iria ficar esse tempo todo curtindo fossa e solidão???? Eu me amo, amo a vida e amo Jesus também. Ê Deus bom!!!
  94. George da Silveira diz:
    Vejo que isto é uma postagem bem antiga. Mas você está tentando justificar um erro que os cristãos nominais cometem de ano em ano. Hoje o lema é o seguinte: ‘se não der certo separa!’ Você cometeu um erro teológico crasso e precisa consertá-lo logo antes que outras pessoas caiam em tentação. Existem pessoas que não têm opiniçao própria e vão sendo carregadas por todo vento de doutrina. Já ouviu esta expressão antes? Ellen White a cita em vários de seus livros. Ela diz também: separados aqui, mas não no céu. Procure este texto no White State ou no Comentário Bíblico IASD na internet. NÃO EXISTE ESPAÇO PARA O DIVÓRCIO EM NOSSA DOUTRINA a não ser naquele contexto dado por Cristo; assim mesmo uma ou ambas as partes afetadas pode se arrepender e pode haver reconciliação. Quando Deus casou o homem no Éden Ele disse: “o que ajuntou Deus não separe o homem.” Então qual de nós pode tomar uma atitude destas? Tenho duas filhas namorando para casar, já lhes disse: o amor é cego e depois que se casarem coloquem uma venda. O segredo do casamento é muita oração e culto doméstico.
    Reveja seus conceitos, pois tenho parentes afastados da igreja que se divorciaram no exterior, e não regularizaram a sua situação aqui no Brasil. O divórcio no exterior e o casamento lá não servem de nada aqui. e elas, minhas irmãs, se acham no direito de falarem em adventismo. Será que a situação delas e de outras pessoas que conheço por aqui que nem passaram pela comissão da igreja por causa de parcialidade do Pastor da região está REGULARIZADA no Céu? Penso que muita gente irá ter surpresas quando Jesus voltar! Radical? Fundamentalista? Posso até ser, mas consultei muita literatura sobre o assunto, teses de doutorado, bíblia e o Esp. de Profecia e nenhum deles é a favor do divórcio nos moldes como tu colocas. Algumas pessoas ficam esperando que alguém apareça e amacie suas consciências… é daí que vem esta falácia. Continuar falando nisto é bater em tecla morta. Todo cristão que se preze sabe, dentro da bíbla o que é certo e o que é errado.
    Felicidades!Eu me esqueci de um detalhe: Em Isaías está escrito: Eu o Senhor não mudo. Senão eu pego toda a minha biblioteca e jogo no fogo ou vendo para oprimeiro Pr. que aparecer. ‘o homem mesmo que se deite com uma prostituta tornam-se uma só carne. Trocar de marido ou mulher mancha a imagem de Deus e Sua Noiva a Igreja.
    • Gabriel diz:
      George da Silveira….

      Bom fico feliz em saber que o irmão entende da palavra de Deus….Concordo com vc meu querido, na biblia NÃO existe 2° casamento com o seu 1° conjugê ainda vivo…Gostaria que qualquer pastor me mostra-se isso na biblia, onde esta escrito???Pelo contrário Ap. Paulo ainda diz que “Se porem se separar fique SEM casar, ou que a mulher se RECONCILIE com o seu MARIDO e que o marido não deixe sua mulher”
      Há muitos podem dizer mas ela ou ele não me quer mais….espera em Deus meu querido(a), ele tudo pode e fará por vc se permanecer até o fim, pq aquele que coloca a mão no arado e olha para traz não é digno de entrar nos céus…
      Só que o Ap. Paulo diz isso por causa da carta que Moisés deixou…. mas até mesmo Jesus Cristo em Marcos 10: diz o que Deus uniu o homem não separa, e no versículo 11 e 12, diz que ambos se forem de outro serão adulteros….esta bem claro na palavra de Deus e não precisa de Teologia e nem axologia…para entender isso…

      O QUE ACONTECE É QUE SEMPRE. DESTE O VELHO TESTAMENTO ATÉ OS DIAS DE HOJE, O HOMEM VEM SENDO DESOBEDIENTE…E ISSO É O MAIOR ERRO, PQ O PECADO ENTROU NO MUNDO ATRAVÉS DA DESOBEDIÊNCIA DE ADÃO.

      Em Ap. 22:18 diz: ” Não acrescenta nada neste livro, pois se acrescentar…as pragas deste livro cairá sobre ti”

      Fique bem claro…se alguém esta a fim de dizer mais do que estas escrito….cada um segue o caminho que quer existem dois o estreito e o largo vc é quem escolhe… Jonas foi inteligente, porque se ele não se arrependesse iria virar fezes…

      A Palavra de Deus nos ensina a nos apartar do irmão ou irmã Herege Tito3:10-11, pois estes não aceitam a correção do Senhor, e em Jó28:28 diz que o principio da sabedoria é o temor a Deus, e aquele que se afasta do mal é inteligente.

      Deus os abençoe mais e mais!!
      Até mais George!

  95. Preta diz:
    “E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, NADA disso me aproveitaria.” (I Coríntios 13 : 3)…
    Ressucitar um casamento morto nem sempre é o propÓsito de Deus, se morreu foi porque não existia mais amor e sem amor….nada disso me aproveitaria e se nada disso me aproveitaria…desejaria eu ou qualquer outra pessoa ficar no jugo da escravidão. ou seja, vivendo com uma pessoa só por causa da condenação das pessoas? SE O PROPRIO JESUS NÃO NOS CONDENA? Bem inteligente a explicação de Jesus quanto a mulher adÚltera, vá e não peques mais…dando a ela uma nova chance de escolha e também jogue a primeira pedra quem não tem pecado, independente de qualquer coisa, existem casais na igreja que vivem debaixo de jugo, só porque querem mostrar para o hOmem que vivem a palavra sendo que Deus conhece o coração. hIpocresia total desse povo. ser sincero e fazer o que é certo é melhor do que ficar tentando ser santo sem ser verdadeiramente!!!!!!!
  96. Preta diz:
    completando, as pessoas que passam pelo divórcio será condenada pra sempre?? porque alguns pensam assim, do mesmo jeito que á respaldo bíblico para casamento há também para o divórcio, só que para algumas pessoas pesam mais o negativo do que o positivo, sempre foi assim, Jesus odeia o divorcio mais isso não significa que impedi o mesmo rigorosamente…as pessoas precisam entender que nada acontece por acaso e que nem uma folha cai de uma árvore sem que Deus permita, a separação é ruim, mais pode ser necessária para a libertação de ambos por viverem mal e não se amarem mais…isso é fato, é simples as pessoas não entendem que Jesus vem para tirar toda e qualquer condenação da vida das pessoas, ninquém casa pensando em separação, mais se houver, devem ajudar as pessoas a não pecar mais…se casou é porque queria viver para sempre e na verdade de Deus, mais se separou não foi porque é uma ser humando desobediente e será condenado, existem o equilíbrio na vida das pessoas…o sofrimento também vira pros que se separam…todos sofrem, todos pecam e isso é a vida desde os dias de Adão e será até a volta de Jesus…o importante é lembrar que devemos não pecar mais….e tirar toda condenação e julgo de pessoas e de satánas de sobre a vida de quem passa por um divórcio.
  97. Clênio diz:
    Eu fico pensando… quanta falta de conhecimento da Palavra de Deus, escancaradamente neste blog… pessoas querendo justificar o divórcio e outros tentando driblar na concordância do mesmo.

    POR FAVOR ASSUMAM SEUS ERROS, DEUS ODEIA SIM O DIVÓRCIO E QUEM O PRATICÁ-LO ESTA EM PECADO SIM E CARECE A MISERICÓRDIA DIVINA QUE NÃO VEM DE IGREJA E NEM DE HOMENS.

    PRA SER CLARO EU SOU DIVORCIÁDO E VOU ME CASAR DE NOVO… PORÉM SÓ QUE ASSUMO A RESPONSABILIDADE DE VIVER CONTRA A PALAVRA DE DEUS ISTO EM (PECADO) AGORA TEM UNS E OUTROS AI TENTANDO AMENIZAR A CULPA DOS MENOS EVANGELIZADOS,SÓ GOSTARIA QUANDO DIANTE DO TRONO COMO SE JUSTIFICARÃO POR ENDUZIREM AS OVELHAS DE FORMA ERRADA.

    POR FAVOR ENSINEM A VERDADE É PECADO SIM INDEPENDENTE SE O ERRO FOI DE UM OU DO OUTRO. E PERMITAM QUE A PESSOA FAÇA A SUA PRÓPRIA ESCOLHA MÁS, QUE SEJA RESPONSÁVEL PELA SUA ATITUDE. ( MESMO QUE O HOMEM OU A MULHER QUE COMETEU ADULTÉRIO INDEPENDENTE DE QUEM SE DIVORCIAR O CASAMENTO SÓ É DESFEITO DIANTE DE DEUS COM A MORTE DE UM DOS DOIS.) O RESTO É ASSUMIR E ORAR PELA MISERICÓRDIA DIVINA.

    • Preta diz:
      ALGUÉM DISSE QUE NÃO É PECADO O DIVORCIO AQUI NO BLOG?
      E SE VC TEM TANTO CONHECIMENTO ACIMA DOS QUE ESTÃO CONVERSANDO ME RESPONDA DE ACORDO COM A PALAVRA DE DEUS.
      JESUS É ACIMA DE QUALQUER PECADO E CONDENAÇÃO OU EXISTEM PECADINHO E PECADÃO?
      QUANDO VC OLHA PRA UMA MULHER E A COBIÇA? E AGORA?
      FORA ISSO ME MOSTRE MAIS DOS SEUS CONHECIMENTOS QUANTO AO ASSUNTO, ME EVANGELIZE, SE PUDER..
      QUERO SABER MAIS E MAIS E MAIS…….
      OBRIGADA.
    • Eu creio naquilo que escrevi.Se algum dia eu for condenado por isso não será por ser insincero.
  98. Clênio diz:
    PRETA BEM LEMBRADO SOBRE A MULHER ADULTERA JESUS NÃO A CONDENOU SÓ INFORMOU A ELA VÁ E NÃO PEQUES MAIS. (BEM SE ELA ERA ADULTERA É POR QUE ELA TINHA UM MARIDO NÉ…) JESUS EM MOMENTO ALGUM DISSE A ELA OU AO MARIDO DELA OU A QUEM QUER QUE SEJA SE DIVORCIE ISTO É UM SUBTERFÚGIO DA DUREZA DO CORAÇÃO DO HOMEM. JESUS DEIXA CLARO QUE O CASAMENTO É INDISSOLÚVEL. ( A OPINIÃO NA BÍBLIA VEM DE MATEUS MÁS, NÃO VEM DE DEUS.
  99. Ester Gonçalves da Silva diz:
    O pastor da minha igreja ficou viúvo e se casou novamente com uma mulher divorciada e vivem muito bem. Ele é uma benção na vida da igreja. Vocês estão querendo dizer que ele vai pro inferno??? Vocês estão se achando mesmo!!! Tomem conta da vida de vocês e parem de ficar julgando. Vocês que são casados e não concordam que as pessoas não podem se casar depois do divórcio, segurem a onda, hein? Não passe pela mente de vocês nenhuma bobagem em relação a sexo, senão…….correrão o risco de irem para o i n f e r n o o o o o!!!
  100. Clênio diz:
    Preta o próprio Jesus declara que o “Pai é maior que eu” sendo assim já esta respondido a tua pergunta. Te auxiliando na resposta Jesus não é acima de qualquer pecado e nem acima de qualquer condenação. Jesus é o filho de Deus que venho para nos libertar do jugo do pecado.( pois o pecado nos leva a morte e Jesus através das boas novas nos leva a vida eterna.)
    • Preta diz:
      Ótimo, então você vive em pecado, né? Como declarou logo acima…E como vc vive em pecado, sabendo que Jesus veio pra nos libertar do jugo do pecado? A opinião vem de Matheus e não vem de Deus? também não entendi…Poderia explicar por favor?
      Obrigada!
  101. Ester Gonçalves da Silva diz:
    Ô Seu santo Clênio, eu não sei se você é solteiro, casado, viúvo ou divorciado. Mas não queira estar na pele de quem foi casado e teve que se separar. Não queira estar na pele de alguém que sente falta de companhia e de sexo. Por que se você cair numa situação dessas, você terá que se castrar, virar eunuco, sei lá. Ou virar padre, rsrs.
    • Clênio diz:
      Ester eu disse que sou divorciado e fiquei quatro anos sozinho esperando que a maluca da minha ex mulher mudar. Ela nunca mudou então me casei com outra. ( o que quis dizer é que assumi a responsabilidade de estar contrariando a palavra de Deus pois divórcio é um pecado incontestável e não vou me enganar e nem enganar ninguém cada um tem que saber sobre a verdade e assumir a sua falha e parar de achar que Deus tem duas palavras. Casamento diante de Deus só vale o primeiro.)A palavra diz que quem se divorciar e quem casar com divorciada(o) é ADULTERO SIM.
      • Ika diz:
        Será que alguém pode me esclarecer uma dúvida?
        Eu fui casada com meu primeiro namorado, com quem tive um filho eu era catolica e infelizmente o inimigo conseguiu nos separar me divorciei de meu marido, depois de muito sofrer me converti a Cristo e me casei novamente na igreja, hoje me arrependo muito do meu divorcio e penso muito que se houvesse uma forma eu retomaria meu primeiro casamento, sofro muito desde que casei a segunda vez, não entendo, é como se realmente meu primeiro marido fosse a pessoa certa para mim, alguém pode me dizer o que devo fazer? Obrigado
      • jb diz:
        n~~ao penso assim.voce acha que divorcio é pecado sem perdão?saiba porem isto:que
        Deus há de julgar tada injustiça,tanto no matrimonio como na vida social de cada um.
  102. Davi diz:
    Clênio,vc é um homem muito contraditório,creio que participar num assunto onde vc não é exemplo também seja hipocrisia,o conhecimento intelectual puramente è tolice.Os teólogos a quem vc recorre para dissertar vão além das coisas que estão escritas tanto quanto aqueles que faltam conhecimento.O que Jesus disse foi dito e muitos estão colocando palavras adicionais.A bíblia é clara sim em mostrar que existe uma única base para o divórcio,mas,que ninguem ouse enganar a Deus usando esta base como desculpa enganosa.E para vc que gosta de teologia estude o assunto em base neutra com teólogos conceituados e notará o que te falo.Mas,torno a repetir a teologia vai além do que está escrito.
    • Clênio diz:
      Davi me sinto exemplo sim pois sou divorciado não que eu pedi o divórcio mas, a minha ex que decidiu divorciar, esperei quatro anos e ela nunca voltou atrás então me casei novamente SÓ QUE SEI QUE ESTOU EM PECADO POIS ESTOU CONTRARIANDO A PALAVRA DE DEUS QUE DEIXA CLARO QUE ABOMINA O DIVÓRCIO.( NÃO EXISTE NENHUMA BASE BÍBLICA PARA DIVÓRCIO FOI A INTERPRETAÇÃO DADA POR MATEUS QUE INFORMOU QUE PODERIA SE DIVORCIA NO CASO DE ADULTÉRIO … SÓ QUE ADULTÉRIO TANTO NO ANTIGO TESTAMENTO COMO NO NOVO TESTAMENTO SIGNIFICA PORNÉIA E A TRADUÇÃO DE PORNÉIA É CASAMENTO FALSO. A palavra grega que aparece em Mateus 19:9 para “adultério” no original é porneia (porneia) Esta palavra pode ser traduzida por diferentes palavras, …
      O que o Senhor Jesus disse a respeito do divórcio?

      Baseadas nos textos de Mateus 19:3-12; Marcos 10:2-12; Lucas 116:18):

      • Porque os fariseus tinham dúvidas sobre o divórcio e experimentaram Jesus perguntando se era lícito… se Moisés permitiu é porque foi Deus quem ordenou a Moisés. Ou os fariseus não concordavam com Moisés?

      • Porque Jesus diz que o que Deus ajuntou não separe o homem? Quem é esse homem que Jesus se refere? Será que é o profeta Moisés que permitiu o divórcio? Com essa resposta Jesus quis dizer que o casamento é indissolúvel?

      • Porque afirma Jesus em Mateus 19:3-12… Se Moisés permitiu o divórcio, porque Jesus não?

      • Em Mateus 19:9 Jesus permite o divórcio em caso de relações ilícitas. O que são relações ilícitas? Em outra versão diz que o divórcio é permitido em caso de fornicação. O que é fornicação?

      • Se a separação foi por outro motivo e se o homem ou mulher passar a viver juntos com outra pessoa, eles estão em adultério?

      • Se caso um era solteiro e outro casado e passam a viver juntos, quem está em adultério?

      Estas perguntas são muito interessantes e merecem estudo e reflexão.

      O objetivo dos fariseus ao experimentar Jesus era “arranjar um motivo pelo qual pudessem acusar a Jesus” para poder matá-lo. Eles queriam que o Senhor Jesus ‘tropeçasse’ na interpretação da lei, pois assim, teriam “com o que” acusa-lo. Eles estavam a um bom tempo tentando fazer isto, mas não conseguiam.

      Jesus disse que nunca foi o propósito de Deus que o casal se separasse. Ele apoiou seu ensino com os versos Bíblicos de Gênesis 1:27; 5:2 e 2:24.

      O detalhe é que os fariseus não aceitavam esta interpretação, pois não entenderam o verdadeiro significado da “permissão de Moisés acerca do divórcio”. Vejamos:

      A orientação de Moisés está registrada em Deuteronômio e é mencionada também em Mateus:
      “Se um homem tomar uma mulher e se casar com ela, e se ela não for agradável aos seus olhos, por ter ele achado coisa indecente nela, e se ele lhe lavrar um termo de divórcio, e lho der na mão, e a despedir de casa; e se ela, saindo da sua casa, for e se casar com outro homem; e se este a aborrecer, e lhe lavrar termo de divórcio, e lho der na mão, e a despedir da sua casa ou se este último homem, que a tomou para si por mulher, vier a morrer, então, seu primeiro marido, que a despediu, não poderá tornar a desposá-la para que seja sua mulher, depois que foi contaminada, pois é abominação perante o SENHOR; assim, não farás pecar a terra que o SENHOR, teu Deus, te dá por herança”. (Deuteronômio 24:1-4).

      “Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio”. (Mateus 5:31).
      Analisando o contexto externo do texto (histórico, cultural, etc), iremos ver que Jesus não estava em conflito com Moisés.

      Nunca foi parte do plano original de Deus; ele “foi aprovado transitoriamente na lei de Moisés devido a “dureza” do coração dos homens (cap. 19: 7-8)” .

      “Deve destacar-se que a lei de Moisés não instruiu o divórcio. Por ordem divina, Moisés tolerou o divórcio e o regulamentou a fim de evitar abusos” .

      As mulheres não tinham direitos; e, para protegê-las, Deus permitiu que Moisés criasse esta lei, a fim de que as mulheres tivessem uma nova chance.

      Qual era a natureza e o propósito da lei de Moisés no que diz respeito ao divórcio? Texto base: Dt 24:1-4.

      Vejamos o que diz o seguinte comentário bíblico:

      *Coisa indecente.
      Literalmente, “desnudes”; figuradamente, como aqui: “algo vergonhoso”, “uma desonra”. Não podia tratar-se de adultério, porque isto devia ser castigado com a morte (Deut. 22: 22; cf. Mat. 19: 9). Devia tratar-se de alguma maneira de atuar considerada imprópria pelo marido. Os judeus entendiam que este preceito mosaico permitia a um homem divorciar-se de sua mulher quase por qualquer motivo (Mat. 19: 3, 7). Sem obstáculos, Cristo explicou que não era a vontade de Deus que se obtivesse tão facilmente o divórcio (Mat. 19: 4-6), e que esta legislação só havia sido dada por causa da “dureza” dos corações deles (Mat. 19: 8).

      *Carta de divórcio.
      Literalmente, “uma nota de separação”.

      *Lhe entregará.
      Isto devia fazer-se formalmente, provavelmente perante testemunhas, a fim de que tivesse validez legal e fosse incontestável .

      *A despedirá.
      Novamente um ato formal. Provavelmente o esposo estava obrigado a despedi-la provida, pelo menos, com os meios suficientes como para chegar bem até a casa de seu pai (Gén. 21: 14; cf. Deut. 15: 13).

      *Poderá ir.
      Sua partida formal era um anúncio público de que já não era mais a esposa desse homem e que por tanto estava livre para casar-se de novo. A “nota de separação” ou “nota de corte” dissolvia por completo o matrimônio.
      A consumação do matrimônio com um segundo marido a tornava “vil” para o primeiro. Se alguma vez ele tornava a toma-la por mulher, cometia adultério. Ela lhe era ilícita como esposa (ver Jer. 3: 1).

      *Perverter a terra.
      … Se bem que Deus tolerou algumas coisas as quais certamente não podia dar sua aprovação, havia limites mais além dos quais o homem não podia passar. Muitas vezes a “terra” aparece personificada, como si pudesse atuar e sentir (ver Lev. 18: 25; Isa.24:5).

      Algumas pessoas hoje se referem a Deut. 24:1-4 como base do que chamam “divórcio cristão”. Porém, na realidade, estes versículos nos revelam a vida doméstica dos judeus, na qual ao tomar uma esposa equivalia a adquirir uma propriedade. A autoridade do esposo sobre sua mulher era quase absoluta. O propósito da lei aqui enunciada era melhorar a sorte da mulher hebréia. Esta lei, longe de estabelecer uma baixa norma moral, ou de aprovar uma norma tal, representava uma norma muito mais elevada que a reconhecida pelos cruéis costumes daquele tempo.

      A lei garantia à mulher divorciada certos direitos, e na realidade a protegia de ser considerada adúltera ou rejeitada pela sociedade. Deixava a casa de seu primeiro marido como mulher livre e respeitada pela sociedade, apta para contrair um matrimônio honroso.

      A carta de divórcio estabelecia que seu primeiro esposo já não tinha mais jurisdição legal sobre ela e que ela não tinha nenhum tipo de obrigação para com ele, senão que estava livre para ser esposa de outro homem. Ao voltar a casar, não se fazia culpada de adultério, nem se violavam os direitos de seu primeiro marido.

      A lei mosaica sobre o divórcio não foi dada para anular os ideais do matrimônio instituído por Deus na criação, senão a causa da “dureza” dos corações humanos (Mat. 19: 8). A sorte de uma mulher só e desprezada era deplorável. A carta de divórcio aliviava seu infortúnio. Esta lei simplesmente reconhecia a situação existente e buscava melhora-la. Esta era uma lei de permissão, e não de obrigação. Estas mesmas restrições tinham por objetivo eliminar o fácil processo de divórcio que evidentemente os hebreus haviam aprendido em sua associação com os povos pagãos.

      Cristo falou enfaticamente contra o conceito de ter uma esposa como propriedade (Mat. 5: 27-32; 19: 3-9). Essa prática havia acarretado muita desgraça e injustiça às mulheres judias. A escola de Hillel, que sustentava a filosofia religiosa popular judia nos tempos de Cristo, interpretava como “coisa indecente” (Deut. 24: 1) qualquer coisa que lhe resultara desagradável ao marido. A escola de Shammai, mais estrita e menos popular, definia como “coisa indecente” algum ato comprovado de falta de pudor ou adultério. Nos tempos de Cristo, a escola de Hillel permitia o divórcio por pequenas coisas como a exibição do braço de uma mulher em público, ou que a esposa queimasse a comida de seu marido, ou quando o esposo encontrava outra mulher mais atraente. Desta atitude escreveu Josefo: “O que deseja divorciar-se de sua mulher por qualquer coisa (e muitas causas tais se dão entre os homens), que dê por escrito a certeza de que nunca mais a usará como sua mulher, porque assim ela estará livre de casar-se com outro marido, se bem que antes de dar-se esta carta de divorcio, não deve permitir-se-lhe faze-lo” (Antiguidades, iv. 8. 23).

      A lei de Deut. 24: 1-4 não instruiu o divórcio, senão que o tolerou em vista das imperfeições da natureza humana e aos baixos conceitos morais do povo de deus nesse tempo. Para conhecer a opinião de Deus a respeito do matrimônio é preciso não se deter em Deut. 24: 1-4, senão, como o fizera Jesus, hoje se remontar a Gen. 1: 27 e 2: 24 (Mat. 5: 27-32; 19: 3-9). O conselho escrito por Moisés para a gente de seus dias deve interpretar-se à luz dos costumes de sua época, e não da nossa, e sempre tendo em vista o ideal divino. Uma vez mais Cristo elevou à vista dos homens esse divino ideal ordenado no Éden. Esse primeiro matrimônio nos proporciona o modelo dado por Deus para seu povo de hoje.

      Em Mateus 19:9 Jesus permite o divórcio em caso de relações ilícitas. O que é relações ilícitas? Em outra versão diz que o divórcio é permitido em caso de fornicação. O que é fornicação?
      Relações sexuais ilícitas é a toda prática sexual ilícita, ou seja, que não é conforme o plano de Deus. Neste verso, refere-se especificamente ao “adultério”.
      Na outra versão bíblica, (Versão Figueiredo), há a expressão “fornicação” ao invés de “adultério”. Por que?

      A palavra grega que aparece em Mateus 19:9 para “adultério” no original é porneia (porneia) Esta palavra pode ser traduzida por diferentes palavras, tais como:

      – Adultério;
      – Fornicação;
      – Homossexualismo;
      – Lesbianismo;
      – Bestialidade.
      – Etc.

      Tanto uma quanto a outra está correta; mas, de acordo com o contexto do verso, “porneia” é melhor traduzida por “adultério”, ou seja, “relações sexuais ilícitas”.
      Fornicação é “o ato sexual praticado fora do casamento”.

      Se a separação foi por outro motivo e se o homem ou mulher passar a viver juntos com outra pessoa, eles estão em adultério?
      Sim. A pessoa ao separar-se por qualquer motivo e casar-se com alguém, comete adultério.
      Isto não quer dizer que Deus não possa ajudar tal casal; Ele tem o desejo de ajudar a todos estes casais que não estão ainda com sua situação conjugal acertada.
      É importantíssimo que o casal recorra a Deus a fim de ter solucionado sua situação.

      Se caso um era solteiro e outro casado e passam a viver juntos, quem está em adultério?
      Os dois estão adulterando, pois “ambos estão envolvidos na prática sexual errada”.

      • Davi diz:
        Clênio,Clênio…,desculpe pela questão de ser ou não exemplo pois não tenho o direito de julgar você.Mas,o seu estudo sobre as palavras de Jesus a respeito do divorcio está totalmente equivocado.Vamos fazer o seguinte: reveja seu texto com cuidado sobre a palavra grega ‘porneia”,retire os excessos,esqueça Moises,pois cristo é o fim da lei e é maior do que Moisés e tenho certeza que vc chegará à conclusão de que seu casamento já se tornou honrroso há muito tempo para Deus e que vc está com a consciencia pesada há tanto tempo sem necessidade.Caso vc ainda assim não entenda eu poderei te ajudar,mas não com objetivos acadêmicos mas simplesmente porque quero ver as pessoas felizes,e tenho prazer em estudar para isso.Vc já tem uma boa base,só precisa colocar as pesquisas em ordem,organizar as idéias e recorrer a fontes seguras e eliminar as contradições que confundem tudo.Fica bem.
        • jaci diz:
          eu sou divo ciada e me casei tb com uma pessoa que e divo ciada tb meu ex marido ja esta com outra peso-a tb isso sanguifica que vo para o inferno meu casamento não e valido para deus
  103. Ester Gonçalves da Silva diz:
    Clênio, me desculpe eu havia entendido que você não concorda com o divórcio e que não se casaria novamente se passasse por uma situação assim. Mas, acho que você não deve viver em paz pensando que em adultério, não é? Eu estou divorciada e por muito tempo esperei a volta de meu ex-marido, mas ele se casou novamente. Mas, pretendo me casar de novo, por que acho muito difícil ficar sozinha, considerando que ainda estou nova.
    • Clênio diz:
      Uma hora a gente aprende né…

      DIVÓRCIO e RECASAMENTO,
       à luz da Palavra de Deus
       
       
      1) Que Diz DEUS a Quem Quer se Divorciar ou Recasar?
       
      Gênesis 2:23,24 Então disse o homem: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne (a) ; ela será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. (24) Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão UMA só carne.(a)
      a) O plano de Deus é o casamento ser indissolúvel. Quem se divorcia sofre como se dilacerasse seu próprio corpo.
       
      Deuteronômio 24:1-4 1 Quando um homem (b) tomar uma mulher e se casar (c) com ela, se ela não achar graça aos seus olhos por haver ele encontrado nela coisa vergonhosa (d), far-lhe-á uma carta de divórcio e lha dará na mão, e a despedirá de sua casa.
      b) Note, em todos os textos deste estudo, e em toda a Bíblia, que Deus nunca expressamente declarou aceitar, mesmo com desgosto, que a mulher (mesmo que “inocente” e o marido culpado) se divorcie!!!… Talvez aceite-com-desgosto, como o faz para com o homem “inocente”, mas ninguém pode ter esta certeza!… A Bíblia também não trás nenhum exemplo de uma mulher crente se divorciando do seu marido, mesmo que mau. Então, sem preceito e sem exemplo bíblicos, o melhor é a mulher realmente crente ir pelo lado da segurança… Isto é, reconhecer que Deus pode nem sequer aceitar-com-desgosto que uma mulher se divorcie, por motivo algum!…
      c) Para o judeu, o casamento tinha duas fases: a primeira, já indissolúvel (exceto por pecado sexual da mulher) ia da pública-e-oficial troca de juras de “viverem juntos até a morte”, até o dia de irem morar juntos; a segunda fase ia daí em diante. Compare Mt 1:18,19 (José e Maria estavam casados, mas não tinham cohabitado).
      d) Que é esta “coisa vergonhosa”, o ÚNICO motivo expressamente aceito-mesmo-com-desgosto por Deus para o divórcio? (“Tolerado”, não ordenado! “Com desgosto”, não com aprovação e prazer!). Vejamos:
      – Quanto aos dias de Israel: era um pecado na área moral-sexual, grave, mas bem menor que adultério, lesbianismo, bestialismo, etc., pois estes deviam ser punidos por apedrejamento. Alguns motivos válidos para o divórcio poderiam ser, por exemplo: “brincadeiras sexuais” da mulher com outro homem, antes do casamento; recusa definitiva de cohabitar com o marido; etc.
      – Quanto aos dias de hoje, onde não há apedrejamento: não se refere ao homem ter “deixado de vibrar” pela esposa, não se refere à “incompatibilidade de gênios”, nem às dezenas de outras desculpas esfarrapadas e semvergonhas de hoje: refere-se a pecado grave na área moral-sexual. Além dos exemplos anteriores, podemos adicionar: adultério, lesbianismo, bestialismo, etc.
      – Compare Mt19:3-9, abaixo.
      2 Se ela, pois, saindo da casa dele, for e se casar com outro homem,(3) e este também a desprezar e, fazendo-lhe carta de divórcio, lha der na mão, e a despedir de sua casa; ou se este último homem, que a tomou para si por mulher, vier a morrer;(4) então seu primeiro marido que a despedira, não poderá tornar a tomá-la por mulher, depois que foi contaminada; pois isso é abominação perante o Senhor. Não farás pecar a terra que o Senhor teu Deus te dá por herança. (e)
      e) Este trecho (1-4) é cheio de condicionais, e não está ordenando nem aprovando o divórcio, só está limitando o mal de uma prática da época: SE um homem descobrir “coisa vergonhosa” na sua esposa, SE ele não puder perdoá-la, e SE ele a repudiar, ao menos dê-lhe carta de divórcio, e saiba (aquí está o mandamento!) que, SE ela vier a ser divorciada ou se tornar viúva de casamento posterior, jamais poderá ser aceita por esposo anterior (aquí está o mandamento!).
       
      Oséias 3:1-3 Disse-me o Senhor: Vai outra vez, ama uma mulher, amada de seu amigo, e adúltera (f), como o Senhor ama os filhos de Israel, embora eles se desviem para outros deuses, e amem passas de uvas. (2) Assim eu comprei para mim tal mulher por quinze peças de prata, e um hômer e meio de cevada; (3) e lhe disse: Por muitos dias tu ficarás esperando por mim; não te prostituirás, nem serás mulher de outro homem; assim também eu esperarei por ti.                  Oséias 2:7, 14-16 Ela irá em seguimento de seus amantes, mas não os alcançará; buscá-los-á, mas não os achará (f); então dirá: Irei, e voltarei a meu primeiro marido, porque melhor me ia então do que agora (f)  (14) Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração. (f) (15) E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor por porta de esperança; e ali responderá, como nos dias da sua mocidade, e como no dia em que subiu da terra do Egito. (16) E naquele dia, diz o Senhor, ela me chamará meu marido; e não me chamará mais meu Baal.(f)                 Oséias 14:8 Efraim dirá: Que mais tenho eu com os ídolos? Eu o tenho ouvido e isso considerarei; eu sou como a faia verde; de mim é achado o teu fruto.(f)
      f) O ideal de Deus é o cônjuge inocente mostrar graça, perdão, misericórdia, compaixão, amor. Oséias tipificou este amor perdoativo de Deus, quando o Senhor o mandou procurar e casar com uma prostituta, ela, depois de certo tempo, começou a traí-lo repetida e nauseantemente, mas ele misericordiosamente cuidou dela nos seus terríveis sofrimentos, pacientemente a esperou e perdoou, até que ela realmente se arrependeu e aprendeu a amá-lo!
       
      Malaquias 2:14-16. Todavia perguntais: Por que? Porque o Senhor tem sido testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, para com a qual procedeste deslealmente sendo ela a tua companheira e a mulher da tua aliança.(15) E não fez ele somente um, ainda que lhe sobejava espírito? E por que somente UM? Não é que buscava descendência piedosa? Portanto guardai-vos em vosso espírito, e que ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade. (16) Pois eu detesto o divórcio, (g) diz o Senhor Deus de Israel, e aquele que cobre de violência o seu vestido; portanto cuidai de vós mesmos, diz o Senhor dos exércitos; e  não sejais infiéis.
      g) Esta é a chave de toda a questão: Deus ODEIA o divórcio, a quebra do juramento “até que a morte nos separe”. Como o homem tem o coração duro e não perdoa como Deus nos perdoa, Deus com desgosto DISCIPLINOU o divórcio já praticado pelo homem, para limitar seu mal. Mas amar & perdoar são os ideais perfeitos de Deus para os nossos casamentos, mesmo se nossos cônjuges nos traírem: Deus ODEIA o divórcio! Há algo mais claro do que isto???…
       
      Mat 5:31-32. 31 Também foi dito (h): Quem repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. (32) Eu, porém, vos digo que todo aquele que repudia sua mulher (b), a não ser por causa de infidelidade (i,k), a faz adúltera; e quem casar com a repudiada, comete adultério.(i,j)
      h) É dito dos homens, não de Deus, de modo algum: “O homem que quiser, divorcie-se de sua mulher, por qualquer motivo que alegue, desde que lhe dê carta de divórcio, para ela também ficar livre para re-casar.”
      i) Deus somente expressou aceitar-mesmo-com-desgosto um divórcio iniciado por um homem cuja esposa esteja em grave pecado moral-sexual.
      Quanto ao re-casamento, isto é, casamento após o divórcio:
      – Somente no caso do homem ser totalmente inocente (como isto é raro!) e a mulher ser culpada de grave pecado moral-sexual, Deus aceita-com-desgosto que a parte inocente  volte a se casar (mas não com esposa que ele já divorciou e foi depois de outro homem, ver [e]).
      – Deus expressou não tolerar que a mulher culpada volte a se casar.
      – Deus não expressou aceitar-mesmo-com-desgosto que a mulher divorciada e totalmente inocente (que coisa rara!) volte a se casar. Talvez aceite-com-desgosto, como para com o homem inocente, mas ninguém pode ter esta certeza. A Bíblia também não trás nenhum exemplo de uma mulher crente, mesmo injustamente divorciada pelo seu marido, voltando a se casar com outro homem. Então, sem preceito e sem exemplo bíblicos, o melhor é a mulher realmente crente ir pelo lado da segurança… Isto é, reconhecer que Deus pode nem sequer aceitar-com-desgosto que uma mulher divorciada se case com outro homem, estando seu ex-marido vivo!… Ademais, há o terrível risco de que Rm 7:3 (abaixo) também se aplique à mulher divorciada (mesmo que seja  absolutamente inocente), ninguém tem certeza de que não… Compare também 1 Co 7:39-40, abaixo.
      j) “Comete adultério” não está no tempo contínuo, exprime apenas um ponto no tempo, não que o re-casamento é um adultério contínuo. Por isso, não podemos exigir que um re-casado, crente ou não, interrompa seu atual casamento.
       
      Mateus 19:3-12. 3 Aproximaram-se dele alguns fariseus que o experimentavam, dizendo: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?(h) (4) Respondeu-lhe Jesus: Não tendes lido que o Criador os fez desde o princípio [um] homem e [uma] mulher (a), (5) e que ordenou: Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois UMA só carne?(6) Assim já não são mais dois, mas UMA só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem (a). (7) Responderam-lhe: Então por que mandou (g,h) Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la?(8) Disse-lhes ele:Pela dureza de vossos corações Moisés vos permitiu (g,h) repudiar vossas mulheres; mas não foi assim desde o princípio. (9) Eu vos digo porém, quequalquer que repudiar sua mulher (b) , a não ser por causa de FORNICAÇÃO (k), e casar com outra, comete ADULTÉRIO; e o que casar com a repudiada também comete adultério. (i3,j). (10) Disseram-lhe os discípulos: Se tal é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar.(d)  (11) Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem aceitar esta palavra, mas somente aqueles a quem é dado. (12) Porque há eunucos que nasceram assim; e há eunucos que pelos homens foram feitos tais; e outros há que a si mesmos se fizeram eunucos por causa do reino dos céus. Quem pode aceitar isso, aceite-o.
      k) “Porneia”, em Grego, abrange qualquer pecado sexual: fornicação (mulher solteira), ou adultério (mulher casada), ou prostituição (mulher paga), etc.
       
      Rom 7:3. De sorte que, enquanto viver o marido, será chamado ADÚLTERA, se for de outro homem; mas, se ele morrer, ela está livre da lei, e assim não será adúltera se for de outro marido (i3) .
       
      I Coríntios 7:10-15, 27, 39-40. Todavia, aos casados, mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido; (11) se, porém, se apartar (l), que fique sem casar, ou se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher. (12) Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher incrédula, e ela consente em habitar com ele, não se separe dela. (13) E se alguma mulher tem marido incrédulo, e ele consente em habitar com ela, não se separe dele.  (m) (14) Porque o marido incrédulo é santificado pela mulher, e a mulher incrédula é santificada pelo marido crente; de outro modo, os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos. (15) Mas, se o incrédulo se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou a irmã, não está sujeito à servidão; pois Deus nos chamou em paz. (27) Estás ligado a mulher? não procures separação. Estás livre de mulher? não procures casamento. (39) A mulher está ligada enquanto o marido vive; mas se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor. (i3) (40) Será, porém, mais feliz se permanecer como está, segundo o meu parecer, e eu penso que também tenho o Espírito de Deus.
      l) Em Grego, o verbo está na voz passiva, devia ser traduzido “for apartada”. Na Bíblia, a mulher pode sofrer a ação do marido dela se apartando, mas nunca pode praticar a ação de se apartar, divorciar-se do marido!
      m) Deus não tolera, mesmo com desgosto, que o crente (homem ou mulher), mesmo que casado com descrente, tome a iniciativa do divórcio (exceto o marido [inocente] de esposa em grave pecado sexual).
       
       2) Como Tratar um Divorciado? (mesmo que tenha, para sua infelicidade, desobedecido todas as intruções do Senhor).
       
      2.1. Com amor.
      João 4:10 Respondeu-lhe Jesus [à Samaritana]: Se tivesses conhecido o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe terias pedido e ele te haveria dado água viva. 1 Tessalonicences 5:14 Exortamo-vos também, irmãos, a que admoesteis os insubordinados, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos. 2 Timóteo 2:24,25 e ao servo do Senhor não convém contender, mas sim ser brando para com todos, apto para ensinar, paciente;(25) corrigindo com mansidão os que resistem, na esperança de que Deus lhes conceda o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade,
       
      2.2. Se ele e seu cônjuge não tiverem feito re-casamentos: aconselhá-los a se arrependerem, se perdoarem, reunirem-se.
      Provérbios 10:12 O ódio excita contendas; mas o amor cobre todas as transgressões. Oséias 3:1-3; 2:14-15; 2:16;14:8 (bem acima).Exortá-los a, além de pôr em 1o. lugar o temor e a glória de Deus, em 2o. as suas felicidades reais e eternas, devem também pensar nos filhos. Não queremos dizer que bons e felizes casais que são também bons pais tenham total garantia de que seus filhos serão salvos, bons e felizes. Mas  o pecado tem repercussões até a 3a. e 4a. gerações (Ex 34:7), e TODAS as pessoas que NÓS conhecemos e que são profundamente incapazes de um casamento feliz (ou são homossexuais, lésbicas, sadoquistas, masoquistas, ou pervertidos em geral), são filhos de um casamento desfeito e profundamente infeliz, são filhos profundamente amargurados e que odeiam ao menos um dos pais. QUE APROVEITA A VOCÊ, PAI OU MÃE, GANHAR “O MUNDO INTEIRO”, E VER SEU FILHO PERDIDO???
       
      2.3. Se ele ou seu cônjuge estiver casado com outra pessoa: aconselhá-los a se perdoarem
      Provérbios 10:12 (acima).
      e a manterem seus atuais casamentos (Deus nunca ordenou que devam romper ou prejudicar o atual casamento. Em Grego, “comete pecado [contra a repudiada]”, de Mt 5:32 e 19:9 [acima] não está no tempo contínuo. O se re-casar do homem culpado [ou da mulher em geral] foi um pecado, sem dúvida, mas manter o atual casamento não é um pecado contínuo!).
       
      2.4. Se o divorciado se arrepender de todos os seus pecados:
      a) Pode ser salvo, crendo. João 4:10,18, 42 Respondeu-lhe Jesus [à Samaritana] : Se tivesses conhecido o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe terias pedido e ele te haveria dado água viva. (18) porque cinco maridos tiveste, e o que agora tens não é teu marido; isso disseste com verdade. (42) e diziam à mulher: Já não é pela tua palavra que nós cremos; pois agora nós mesmos temos ouvido e sabemos que este é verdadeiramente o Salvador do mundo.
      b) Pode ser batizado e ser membro atuante de uma igreja local. Se o divorciado demonstra arrependimento sincero, se não vive de modo que seria disciplinado se fosse membro da nossa igreja local, se foi salvo e aceito por Cristo, por que seria recusado por nós? Atos 8:36,37 E indo eles caminhando, chegaram a um lugar onde havia água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? (37) E disse Felipe: é lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.Ver 2.3b, acima.
      c) Só não pode ser pastor nem diácono. 1 Timóteo 3:2,12.É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio, ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar; (12) Os diáconos sejam maridos de uma só mulher, e governem bem a seus filhos e suas próprias casas.

    • Andréa diz:
      Não concordo com você porque sou uma pessoa separada porém com minha fé em Deus e te falo diante daquele que é e que há de vir…quando Deus esta no controle ele domina sobre a tua carne e vc não tem vontade de fazer coisas que desagradam a Ele ..sou feliz com meus filhos e não tenho necessidade nenhuma de contato fisico com outra pessoa no momento tenho outras prioridades meus filhos minha vida….
  104. Preta diz:
    Olá..Boa tarde,

    Gente, não podemos esquecer que o Diabo conhece muito bem a palavra de Deus e ainda que nos últimos dias, satánas estaria a rodear e poderia enganar até mesmo os escolhidos…

    Indepentende de qualquer coisa que digam aqui em realçao ao divórcio, nunca podemos esquecer que nosso alvo é a Glória e nenhum pecado deixado por nós Jesus nos condenará…

    Jesus com seu sangue nos comprou, nos lavou, nos deu livre árbitrio de viver na presença dele sem julgo de homens e do capeta, (rasgou o véu) que a cada dia tenta nos enganar e nos deixar confusos…

    A palavra de Deus é clara quando diz: (Gl 5:19-21.) Se ele diz que tudo isso é pacado e não nos levará para a glória se CONTINUARMOS a comete-los é porque se deixarmos a tal prática, seremos perdoados e alcançaremos missericórdia..O Diabo não tem mais brecha e nem poder sobre nós…

    Então não adianta vir pessoas que se dizem cheia de conhecimento e que usam palavras isoladas para fazer outras pessoas se sentiram sempre culpadas por aquilo que cometeu mais que se arrependeu…(não existe confusão em Cristo Jesus, se se arrependeu e deixou o pecado, já era pra Satanás…Diz Jesus a mulher Adúltera: Eu não a Condeno, Vá e não peques mais….(Jo 8,1-11)

    Mais tem pessoas que dizem que essas palavras são de Homens e não de Deus..
    Então meus amados irmão…Cuidemos para que nesses últimos, o inimigo de nossas almas, não nos engane com suas arte manhas sem noção.

    *Podem ter certeza que quem traz confusão é o Diabo camuflado nesses últimos dias usando a palavra de Deus para que se pareça ainda mais real seus ocultismos…

    Precisamos nos preocupar mais com nossa salvação que é individual e com a salvação de almas para o reino de Deus…

    Diz o trecho de Romanos 14:23: “E tudo que não provém de FÉ é pecado”. Muitos cristãos limitam o uso que DEUS faz deles devido ao pecado da incredulidade. …

    “O temor saudável provem da fé, o temor errôneo provem da dúvida.”
    “Ele (Deus) é o dono de tudo. Devo a Ele a oportunidade de me arrepender e não permitir que ninquém se intromenta nessa intimidade..

    Paz e Graça..

    • Clênio diz:
      Parte-se da premissa de que o casamento é indissolúvel, pois “o que ajuntou Deus não separe o homem”, conforme Gênesis 2.18,24.

      Se o casamento não for bom, e trouxer infelicidade, Deus ainda assim se alegra dele e exige que haja continuidade?
      O casamento para Deus só tem sentido quando faz bem ao homem?

      O casamento não é um parque de diversões no qual você entra para se divertir e sai quando perdeu a graça, mas um contrato, uma aliança irrevogável entre duas pessoas. Como diz a Escritura, os dois se tornam uma só carne. É a aliança mais íntima que existe nesta terra, superada em importância e valor apenas pela aliança de cada cristão com Deus.
      Por isso é de vital importância escolher bem a pessoa com a qual você passará o resto de sua vida.

      Ainda que existam problemas (e a história mostra que todos casamentos tem problemas em maior ou menor grau), nenhum deles invalida essa união. Mesmo que, por exemplo, ocorram coisas gravíssimas como agressões, não é certo divorciar. Vou explicar com um exemplo.

      Imagine uma mulher que tem um marido violento e agressivo, mas apesar disso ele é fiel. Será que é justo ela se divorciar? Não. Ela pode apenas, como último recurso, se separar dele, mas continuará a vida toda ligada a ele. E caso ela case ou tenha relacionamento com outro homem, ela estará adulterando.

      Jesus deixou bem claro. Muitos não entendem assim e não aceitam mas foi como Ele disse “Quem puder, que aceite este ensinamento.” Quem não puder que siga o outro caminho. Jesus nunca deixou nada a escuras nem disse que seria fácil segui-lo.

      O DIVÓRCIO À LUZ DA BÍBLIA SAGRADA

      Tão antigo quanto o mundo, o divórcio é um desses assuntos que geram acirrada controvérsia nos círculos religiosos. E isto é por causa da relutância do ser humano em aceitar o ensino a respeito do mesmo, exatamente como é dado pelas Escrituras Sagradas.
      Portanto, empenho-me em expor, de forma simples e breve, aos corações sedentos de retidão, o divórcio à luz da Bíblia Sagrada, a Palavra Viva e Eficaz (Hb.4:12) do Senhor nosso Deus.
      E anelo aqui tecer este esclarecimento estribado tão-somente nas Escrituras Sagradas, porque é nelas que eu procuro diligenciar a minha vida.
      De início, lemos esta informação bíblica: “Pois EU DETESTO O DIVÓRCIO, diz o Senhor Deus de Israel,” (Ml.2:16)
      Acaso não seria um bom alvitre amarmos tudo o que o Senhor Deus ama, e detestarmos tudo o que Ele detesta?
      O Apóstolo Paulo ensina-nos: “A mulher está ligada enquanto o marido vive; mas se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.” (1Co.7:39). “Ou ignorais, irmãos (pois falo aos que conhecem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que ele vive? Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas se ele morrer, ela está livre da lei do marido. De sorte que, enquanto viver o marido, será chamada ADÚLTERA, se for de outro homem; mas, se ele morrer, ela está livre da lei, e assim não será ADÚLTERA se for de outro marido.” (Rm.7:1-3)
      Penso que o ensino aqui está bem claro, e dispensa quaisquer interpretações.
      Pela Lei (Mandamento de Deus – Cartório – Tabelionato – Certidão de Casamento) estou ligado à minha esposa enquanto ela viver. E se – olha a condicional se! – se ela morrer, somente se ela morrer, eu fico livre desta Lei. De sorte que, enquanto a minha esposa viver, serei chamado ADÚLTERO, se for de outra mulher…
      Bem, talvez seja o momento de se perguntar: Mas, e o divórcio, não resolve o imbróglio? Não é o divórcio uma coisa legal, que me dá a liberdade necessária para contrair novo matrimônio, ou a cognominada “união estável” com outra pessoa?
      Voltemos à Palavra de Deus! Ouçamos o Senhor Jesus Cristo falar: “Ao que lhes respondeu: Qualquer que repudiar sua mulher e casar com outra, comete ADULTÉRIO contra ela; e se ela repudiar seu marido e casar com outro, comete ADULTÉRIO.” (Mc.10:11,12)
      Jesus está explicando aos seus discípulos que, qualquer que repudiar, ou seja, divorciar-se de sua mulher e casar com outra, comete ADULTÉRIO contra ela; e vice-versa.
      Percebe-se, então, que a coisa é muito mais séria do que imaginamos!
      Tanto é que, por entenderem perfeitamente o rigor das Palavras de Jesus, “Disseram-lhe os discípulos: Se tal é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar. Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem aceitar esta palavra, mas somente aqueles a quem é dado.” (Mt.19:10,11)
      Nem todos, caros leitores, podem aceitar a Palavra de Jesus, mas somente aqueles a quem é dado, isto é, dado por Ele, Jesus, aceitá-la.
      Como se vê, sob a ótica Divina o divórcio simplesmente não existe. Não possui valor nenhum para Deus. É uma obra meramente humana! (Mt.19:8)
      Nos textos aqui transcritos, eu maiusculizei os vocábulos ADÚLTERO e ADULTÉRIO, visando mostrar os seguintes textos: “Não sabeis que os injustos NÃO HERDARÃO o reino de Deus? Não vos enganeis: Nem os devassos (…) NEM OS ADÚLTEROS (…) herdarão o reino de Deus.” (1Co.6:9,10). “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, OS ADÚLTEROS…” (Ap.22:15). “Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e ADÚLTEROS, Deus os julgará.” (Hb.13:4)
      Quanto à decantada “incompatibilidade de gênios”, bandeira assaz arvorada por casais pró-desmantelamento familiar, a Palavra de Deus também ensina como superá-la, em Cl.3:18,19.
      Concluindo, quero dizer que, não obstante as leis humanas sofrerem tantas mutações com o passar do tempo, a Lei Soberana do Senhor Deus, por ser Eterna e Imutável, para sempre permanecerá! (Is.40:8)
      Ao ensejo de mais um triste avanço no processo divorcista brasileiro, entrego mais este artigo, rogando a Deus que nos abençoe, para aceitarmos, sem parcialidades, a sua Santa, Bendita, Inerrante, Eterna e Imutável Palavra!

      • Preta diz:
        Clênio, Por gentileza, me responda algumas perguntas:?

        Podemos dirvorciar somente quando nosso parceiro morrer…?
        Então podemos mata-los(as)?

        Seria mais viável, divorciar e ser perdoado?????

        Ou matar o ex e ser perdoado?????

        Pois ambos os pecados são perdoados, certo, ou errado?

        De acordo com a palavra, missericórdia quero e não sacrifício….
        Não adianta viver fazendo sacrificios de tolo, Deus conhece o coração.
        A igreja ainda não subiu, exatamente porque não está preparada, e ainda sim, muitos iram para o fogo eterno, pois Deus somente perdoa aqueles que se arrependem verdadeiramente…certo ou errado?

        Deus casará com sua noiva se ela não cumprir seus princípios?
        Se a noiva o abandonar e não quiser mais ama-lo e servi-lo, subirá para o casamento eterno?

        Se a noiva (igreja) não fazer a vontade de Deus o Noivo, ela será sua eterna esposa na glória, ela subirá?

        Bom, se nem Deus aceita agente de qualquer jeito, devemos aceitar nos parceiros até a morte de qualquer jeito, sem separação, – repito, (não estou falando de parque de diversões, estou falando de principios, de amor, certo?)

        Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea? e se ela a deixa só em um casamento? durma separados, não se falam mais direito? iai? o que fazer? se ambos não se amam mais? sem amor??? Tem como continuar? Não falo de felicidade e nem de parque de diversões, falo de amor…ok?

        Jeremias 3:8

        8 E vi que, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério a rebelde Israel, a despedi, e lhe dei a sua carta de divórcio, que a traiçoeramente Judá, sua irmã, não temeu; mas se foi e também ela mesma se prostituiu.( mais ela não morreu???, porque Deus deu a carta de divórcio, Clênio?

        Alguns raciocinam que o adultério não quebra o voto matrimonial feito entre marido e mulher, mas isso é um engano, e muitas ideias errôneas existem a respeito, assim como existiam no passado..Certo? ou errado?

        Cristo veio para corrigir esses males, e Seu primeiro milagre foi realizado por ocasião de um casamento. Assim anunciou Ele ao mundo que o casamento, quando puro e enobrecido, é uma sagrada instituição, quando não é puro e enobrecido (amor verdadeiro) onde não há mais verdade. será justo permancer?

        Então porque Deus não permite que sua igreja viva em adultério? Os humanos devem permitir?

        maridos amai vossas esposas… e aqueles que não amam mais suas esposas?
        Sem amor? O que acontece mesmo? Não estou falando de parque de diversões..estou falando de amor..sem o qual nada adiantaria.

        o que Deus uniu não separe o homem? e porque existem separações sem o impedimento de Deus?.

        Eu acredito que é porque o casamento verdadeiro em Deus não separa o homem,
        os que separam, é porque não é de Deus, porque não se pode separar o que Deus uniu…

        então..se há separação é porque não foi Deus que uniu e sim mãos de homens…? certo? ou errado?

        Eu acredito que é da mesma forma que uma igreja não pode ser fechada aonde abita Deus, um casamento não será jamais desfeito…

        Como qualquer coisa que Deus faz, Deus diz que dura para sempre, então, concorda que o que se desfaz Deus não uniu verdadeiramente e sim homens, em época de ignorância e sem conhecimento? è como se fosse firmado na areia e não na rocha que é o nosso Deus…certo?

        No principio Deus criou a mulher para ser ajudadora e o homem o cabeça para ama-la e cuidar dela…Se isso não mais existir no patrimônio por muitos e muitos anos? como poderá então, esse casal falar de casamento para os noivos que estão prestes a se casar???,que o casamento é bom?.????.Ou seja, não podemos deixar de vivermos o princípio de tudo que é a versão exata do matrimonio…como devemos falar do casamento se vivemos em um pé de guerra? pregaremos? como falaremos do que não vivemos? isso é de Deus?

        Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam (Atos 17.30). Pode ser considerado então uma época de igonrancia os casamentos desfeitos, como qualquer outro pecado cometido em tempos de ignorancia? sim ou não????

        Do mesmo modo que não se pode separar sem que um vá a óbito fisicamente, (“porque muitos morrem em espírito em um casamento e pra mim há o mesmo desligamento..enfim”) podemos então dizer que, a parte infiel poderá fazer sempre o que bem quiser, pois a lei de Deus diz que só pode separar se um de nós morremos? é isso mesmo, Seu Clênio???

        Se a parte infiel quiser viver em adultério, zombando, maltratando, entre outros, mesmo assim, devemos permancer casados, ?? Você entendeu?

        Desculpe pela falta de coerência, estou com sono, mais verifique se entendeu as perguntas e se possível, responda a cada uma sem excessões

        Não tenho tanto conhecimento, estou aprendo muito mesmo aqui, mais prefiro ficar com a missericórdia e não com o sacrificio de tolo..

        e outra coisa mais importante ainda…a palavra mata, mais o espirto vivifica..

        Paz e Graça.

        estou no aguardo.

        • Clênio diz:
          Preta
          Posted junho 21, 2011 at 1:22 AM
          Clênio, Por gentileza, me responda algumas perguntas:?
          Podemos dirvorciar somente quando nosso parceiro morrer…?
          Resposta “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.” (Mt 5.27,28).
          Então podemos mata-los(as)?
          Resposta Falta de perdão é continuamente tratada como um pecado particularmente hediondo (Mt 6.14,15; 18.23-35).
          Seria mais viável, divorciar e ser perdoado?????
          Resposta O que Deus faz com nossos pecados quando os levamos a Ele? Ele os purifica e os perdoa. Algumas pessoas pensam que o pecado abominável do adultério é muito ruim para que Deus o perdoe, mas Deus diz, em Mateus 12.31, que todo tipo de pecado será perdoado aos homens. Deus perdoou a mulher samaritana e que tinha sido cinco vezes casada e divorciada e que estava vivendo com um homem com quem ela não estava casada. Quando um pecador traz o seu adultério a Deus, Deus perdoa esse pecado e o esquece. Em Jeremias 31.34, o Senhor diz: “? porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados”. Nem sempre somos capazes de esquecer nossos pecados, mas Deus pode.
          Ou matar o ex e ser perdoado?????
          Resposta Também temos que nos lembrar aqui que Deus não castiga uma pessoa inocente por causa dos pecados do culpado. Em Ezequiel 18.20, Deus diz: “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai levará a iniqüidade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele”. Todo homem tem que pagar por seus próprios pecados. Deus não castigará uma esposa inocente para o resto de sua vida devido aos pecados cometidos por seu marido e vice-versa.
          Falta de perdão é continuamente tratada como um pecado particularmente hediondo (Mt 6.14,15; 18.23-35).
          Pois ambos os pecados são perdoados, certo, ou errado?
          Resposta O arrependimento é exigido de todos (Atos 17:30). O arrependimento é uma exigência para receber o batismo (Atos 2:38). Qualquer um que não se arrepender perecerá (Lucas 13:3, 5). Certos pecados na Lei são diferenciados em um contexto particular como uma abominação a Deus, implicando que outros não são tão severos (por exemplo, Lv 18.22, Dt 7.25, Dt 23.18, Is 41.24).
          De acordo com a palavra, missericórdia quero e não sacrifício….
          Não adianta viver fazendo sacrificios de tolo, Deus conhece o coração.
          A igreja ainda não subiu, exatamente porque não está preparada, e ainda sim, muitos iram para o fogo eterno, pois Deus somente perdoa aqueles que se arrependem verdadeiramente…certo ou errado?
          Resposta O divórcio é um problema persistente, danoso e desorientador. Hoje em dia, no mundo, a maioria das famílias já foi afetada por ele. Os pastores estão divididos a respeito de como lidar com pessoas divorciadas. Às vezes as igrejas ficam em dúvida sobre como lidar com um membro divorciado. 
          Deus casará com sua noiva se ela não cumprir seus princípios?
          Se a noiva o abandonar e não quiser mais ama-lo e servi-lo, subirá para o casamento eterno?
          Resposta
          Se a noiva (igreja) não fazer a vontade de Deus o Noivo, ela será sua eterna esposa na glória, ela subirá?
          Bom, se nem Deus aceita agente de qualquer jeito, devemos aceitar nos parceiros até a morte de qualquer jeito, sem separação, – repito, (não estou falando de parque de diversões, estou falando de principios, de amor, certo?)
          Resposta
          Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea? e se ela a deixa só em um casamento? durma separados, não se falam mais direito? iai? o que fazer? se ambos não se amam mais? sem amor??? Tem como continuar? Não falo de felicidade e nem de parque de diversões, falo de amor…ok?
          Resposta
          Jeremias 3:8
          8 E vi que, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério a rebelde Israel, a despedi, e lhe dei a sua carta de divórcio, que a traiçoeramente Judá, sua irmã, não temeu; mas se foi e também ela mesma se prostituiu.( mais ela não morreu???, porque Deus deu a carta de divórcio, Clênio?
          Resposta Há seis passagens principais, na Bíblia, que tratam especificamente do assunto divórcio; Deuteronômio 24.1-4, Mateus 5.31-32, Mateus 19.3-9, Marcos 10.2-12, Lucas 16.18 e Romanos 7.1-3. Mateus 19.3-9 é a passagem central.
          Alguns raciocinam que o adultério não quebra o voto matrimonial feito entre marido e mulher, mas isso é um engano, e muitas ideias errôneas existem a respeito, assim como existiam no passado..Certo? ou errado?
          Resposta “Um homem que vive separado da sua primeira esposa, mesmo que divorciado e casado novamente, vive em adultério contínuo e, para que ele corrigir sua situação, teria que se divorciar de sua segunda esposa? mesmo depois do adultério, o casamento não está rompido e nunca pode ser rompido até a morte.” Paulo diz, em I Coríntios 6.16, !Ou não sabeis que o que se ajunta com uma meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois uma só carne.” Se um homem se torna uma só carne com uma meretriz, é difícil de se imaginar como ele ainda pode ser uma só carne com sua esposa.
          Cristo veio para corrigir esses males, e Seu primeiro milagre foi realizado por ocasião de um casamento. Assim anunciou Ele ao mundo que o casamento, quando puro e enobrecido, é uma sagrada instituição, quando não é puro e enobrecido (amor verdadeiro) onde não há mais verdade. será justo permancer?
          Resposta
          Então porque Deus não permite que sua igreja viva em adultério? Os humanos devem permitir?
          Resposta É interessante notar neste momento que, em Jeremias 3.8-9, Deus descreve-se como que se divorciando de Israel por causa do adultério espiritual dela contra Ele. Ele a repudiou e lhe deu uma carta de divórcio. “E vi que, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério a rebelde Israel, a despedi, e lhe dei a sua carta de divórcio, que a aleivosa Judá, sua irmã, não temeu; mas se foi e também ela mesma se prostituiu. E sucedeu que pela fama da sua prostituição, contaminou a terra; porque adulterou com a pedra e com a madeira.” O divórcio é um problema persistente, danoso e desorientador. Hoje em dia, no mundo, a maioria das famílias já foi afetada por ele. Os pastores estão divididos a respeito de como lidar com pessoas divorciadas. Às vezes as igrejas ficam em dúvida sobre como lidar com um membro divorciado.
          maridos amai vossas esposas… e aqueles que não amam mais suas esposas?
          Sem amor? O que acontece mesmo? Não estou falando de parque de diversões..estou falando de amor..sem o qual nada adiantaria.
          o que Deus uniu não separe o homem? e porque existem separações sem o impedimento de Deus?.
          Eu acredito que é porque o casamento verdadeiro em Deus não separa o homem,
          os que separam, é porque não é de Deus, porque não se pode separar o que Deus uniu…
          então..se há separação é porque não foi Deus que uniu e sim mãos de homens…? certo? ou errado?
          Resposta porque os homens e as mulheres sempre procuram meios de evitar o assunto divórcio a fim de aliviar as suas consciências culpadas e torná-los capazes de externalizar a maldade de seus corações. Por isso, a vontade de Deus revelada a respeito deste assunto deve se fazer conhecida continuamente.Deus odeia o DIVÓRCIO. 
          Eu acredito que é da mesma forma que uma igreja não pode ser fechada aonde abita Deus, um casamento não será jamais desfeito…
          Preta.

          Como qualquer coisa que Deus faz, Deus diz que dura para sempre, então, concorda que o que se desfaz Deus não uniu verdadeiramente e sim homens, em época de ignorância e sem conhecimento? è como se fosse firmado na areia e não na rocha que é o nosso Deus…certo?
          Resposta Divórcio devido à tremenda onda de divórcio que está varrendo nosso mundo nos dias de hoje. Homens e mulheres, meninos e meninas precisam ser informados e advertidos sobre a vontade de Deus a respeito deste assunto muito sério. Oh, se pelo menos um matrimônio fosse poupado, se pelo menos uma pessoa jovem evitasse o pecado e as angústias de um lar desmoronado por intermédio desta mensagem! 

          No principio Deus criou a mulher para ser ajudadora e o homem o cabeça para ama-la e cuidar dela…Se isso não mais existir no patrimônio por muitos e muitos anos? como poderá então, esse casal falar de casamento para os noivos que estão prestes a se casar???,que o casamento é bom?.????.Ou seja, não podemos deixar de vivermos o princípio de tudo que é a versão exata do matrimonio…como devemos falar do casamento se vivemos em um pé de guerra? pregaremos? como falaremos do que não vivemos? isso é de Deus?
          Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam (Atos 17.30). Pode ser considerado então uma época de igonrancia os casamentos desfeitos, como qualquer outro pecado cometido em tempos de ignorancia? sim ou não????
          Resposta O Senhor diz, em Mateus 19.6, que a ordenança de Deus enlaça marido e mulher e, uma vez que a ordenança de Deus enlaça marido e esposa, a ordenança para o homem é que não os ponha separados, e a ordenança para o homem é não desfazer o enlace ou separar marido e esposa, seja essa ordenança redigida pelo próprio parceiro do matrimônio, pelo estado, pela igreja ou por qualquer um que seja. A vontade de Deus revelada é que marido e esposa não se divorciem! Mateus 19.3-9 revela a vontade de Deus a respeito do divórcio e clara e inequivocamente ordena que marido e esposa não se divorciem, que não seja feita a separação de seu casamento. 
          Do mesmo modo que não se pode separar sem que um vá a óbito fisicamente, (“porque muitos morrem em espírito em um casamento e pra mim há o mesmo desligamento..enfim”) podemos então dizer que, a parte infiel poderá fazer sempre o que bem quiser, pois a lei de Deus diz que só pode separar se um de nós morremos? é isso mesmo, Seu Clênio???
          Resposta O Senhor diz que o divórcio ou o repúdio da esposa de algum indivíduo não é legal, não importa o motivo, exceto um motivo. O Senhor diz que há um motivo, e somente um, pelo qual uma pessoa casada pode se divorciar de seu cônjuge de maneira justa. Aos olhos dos homens há muitos motivos para o divórcio hoje em dia. Há crueldade, violência contra a esposa, alcoolismo, falta de apoio, cônjuges condenados à prisão, hospitalização, loucura, um marido ou esposa que se torna uma pessoa relaxada, um casamento que não está dando certo, diferenças irreconciliáveis, incompatibilidade, etc., etc., etc.

          Se a parte infiel quiser viver em adultério, zombando, maltratando, entre outros, mesmo assim, devemos permancer casados, ?? Você entendeu?
          Resposta O sétimo mandamento diz !NÃO ADULTERARÁS?. Obviamente esse mandamento proíbe imoralidade tanto para pessoas solteiras como também para pessoas casadas, assim, aqui, adultério e fornicação partilham o mesmo significado. 
          Desculpe pela falta de coerência, estou com sono, mais verifique se entendeu as perguntas e se possível, responda a cada uma sem excessões
          Não tenho tanto conhecimento, estou aprendo muito mesmo aqui, mais prefiro ficar com a missericórdia e não com o sacrificio de tolo..
          e outra coisa mais importante ainda…a palavra mata, mais o espirto vivifica..
          Paz e Graça.
          estou no aguardo.

        • Andréa diz:
          Olha por isso que muitas mulheres hoje estão sofrendo e morrendo com parceiros que não a valorizam e ainda por cima estão pisando em sua fé … o meu povo sofre e padece por falta de conhecimento diz o Senhor…olha cada caso é um caso só quem vive a situação pode falar a respeito e Deus age segundo a necessidade de cada um…pra mim se o casal vive em brigas e o homem ou mulher vive desonestamente e sob ameaças e melhor que se aparte do mal antes que o inimigo aproveite dessa brecha e ache lugar para fazer a tragédia…
          • cristina diz:
            Puxa uma resposta simples,profunda e direta!!!
            as vezes as pessoas esquecem Andréa que o nosso Deus è vivo e olha pra cada um com um olhar especial e profundo e o justo JUIZ sabe qual a sentença a ser declarada. beijo grande.
  105. Clênio diz:
    O pavor semeado na mente humana sobre o inferno…

    Inferno é um termo usado por diferentesreligiões, mitologias e filosofias, representando a morada dos mortos, ou lugar de grande sofrimento e de condenação. A origem do termo é latina:infernum, que significa “as profundezas” ou o “mundo inferior”.

    A palavra inferno, que hoje conhecemos, origina-se da palavra latina pré-cristã inferus”lugares baixos”, infernus. Na Bíblia latina, a palavra é usada para representar o termo hebraico Seol e os termos gregos Hades e Geena, sem distinção. A maioria das versões em idioma Português seguem o latim, e eles não fazem distinção do original hebraico ou grego:
    Das palavras Hades e Sheol, ambas com mesmo significado, tendo conotação clara de um lugar para onde os mortos vão. Em versículos bíblicos onde se menciona tais palavras, é possível perceber que se trata de um só lugar. Com o passar do tempo, muitas religiõesinterpretaram o inferno, como o destino de apenas alguns; pessoas que não assumiram uma conduta louvável no ponto de vista religioso, e que por isso, foram condenadas aosofrimento jamais visto pelo mundo material. Alguns teólogos observaram, contraditoriamente, que o inferno não poderia ser um lugar desagradável, afirmando que um personagem bíblico que estava em sofrimento no mundo real, almejou “esconder-se no inferno”, para aliviar sua dor. Porém, o próprio Jesus fez uma narrativa de uma situação de uma pessoa que se encontrava no inferno, essa pessoa implorava a Abraão que mandasse um conhecido que não estava no inferno lhe refrescasse a língua com pelo menos a ponta do dedo molhado em água, pois em chamas era atormentado (Ver Lucas, capítulo 16, versículos de 19 ao 31). Obviamente tal relato não foi em sentido literal, pois uma gota de água não alivia dor de quem está em chamas ou num calor intenso, mas queria dizer que pelo enorme sofrimento precisaria aliviar-se de qualquer jeito. A crença na existência de um lugar de tormento para o significado das palavras Hades e Sheol, foi muitas vezes confundida com a palavra “Geena”, traduzida para “lago de fogo”, uma forma simbólica para destruição eterna. Alguns teólogos concluem que todos que morrem vão para o inferno (Hades e Sheol), lugar onde até o próprio Jesus foi, a sepultura, sua câmara mortuária. Como a própria Bíblia menciona, ele não foi esquecido no Inferno, foi ressuscitado ao terceiro dia conforme relatam os evangelhos. Porém deve-se salientar que outros teólogos veem que essa ida de Cristo ao lugar de tormento foi para tomar o lugar de cada ser humano que estava destinado à morte eterna pelo pecado original de Adão, e sendo Jesus tido como o consumador da fé serviu de cordeiro expiatório apesar de não ter visto corrupção.
    Mudanças no Sentido da Palavra Inferno
    O Dicionário Expositivo de Palavras do Velho e do Novo Testamento diz a respeito do uso de inferno para traduzir as palavras originais do hebraico Sheol e do grego Hades (Bíblia): Hades . . . Corresponde a Sheol no Antigo Testamento. Na Versão Autorizada do A.T. e do N. T., foi vertido de modo infeliz por Inferno.
    A Enciclopédia da Collier diz a respeito de Inferno: Primeiro representa o hebraico Seol do Antigo Testamento, e o grego Hades, da Septuaginta e do Novo Testamento. Visto queSeol, nos tempos do Antigo Testamento, se referia simplesmente à habitação dos mortos e não sugeria distinções morais, a palavra ‘inferno’, conforme entendida atualmente, não é uma tradução feliz.
    O Terceiro Novo Dicionário Internacional de Webster diz: Devido ao entendimento atual da palavra inferno (Latim Infernus) é que ela constitui uma maneira tão infeliz de verter estas palavras bíblicas originais. A palavra inferno não transmitia assim, originalmente, nenhuma idéia de calor ou de tormento, mas simplesmente de um lugar coberto ou oculto (de . . . helan, esconder).
    A Enciclopédia Americana diz: Muita confusão e muitos mal-entendidos foram causados pelo fato de os primitivos tradutores da Bíblia terem traduzido persistentemente o hebraico Seol e o grego Hades e Geena pela palavra inferno. A simples transliteração destas palavras por parte dos tradutores das edições revistas da Bíblia não bastou para eliminar apreciavelmente esta confusão e equívoco.
    O significado atribuído à palavra inferno atualmente é o representado em A Divina Comédiade Dante, e no Paraíso Perdido de Milton, significado este completamente alheio à definição original da palavra. A idéia dum inferno de tormento ardente, porém, remonta a uma época muito anterior a Dante ou a Milton.
    Inferno como arquétipo contemporâneo
    A fusão entre paixão, desejo, pecado e condenação envolvida na imagem do Inferno permitiram ao imaginário contemporâneo imaginar antes lugar de prazer e de servidão ao prazer do que propriamente de sofrimento ou purificação. O fenômeno é bem observado na cultura cristã que, no seguimento dos esforços aplicados às ideias de purificação domonoteísmo, condenou as divindades mais materiais da fertilidade, das paixões e daenergia sexual, o que literalmente as transformou em demônios. Assim, os arquétipos da paixão e do prazer ficaram associados ao do inferno, com a conseqüente mudança de sentido e de atração sobre a imaginação.
    Outras correntes de pensamento actuais, curiosamente também com base na cultura católica-cristã, demonstram a sua opinião de inferno não como um local físico, mas antes como um estado de espírito, indo ao encontro da ideia preconizada por diversas correntes filosófico-religiosas partidárias da reencarnação.

    Na mitologia grega, as profundezas correspondiam ao reino de Hades, para onde iam os mortos. Daí ser comum encontrar-se a referência de que Hades era deus dos Infernos. O uso do plural, infernos indica mais o caráter de submundo e mundo das profundezas do que o caráter de lugar de condenação, em geral dado pelo singular, inferno. Distinguindo o lugar dos mortos – o Hades – a mitologia grega também concebeu um lugar de condenação ou de prisão, o Tártaro.
    A Grolier Universal Encyclopedia(Enciclopédia Universal Grolier, 1971, Vol. 9, p. 205), sobre “Inferno”, diz:
    “Os hindus e os budistas consideram o inferno como lugar de purificação espiritual e de restauração final. A tradição islâmica o considera como um lugar de castigo eterno.” O conceito de sofrimento após a morte é encontrado entre os ensinos religiosos pagãos dos povos antigos daBabilônia e do Egito. As crenças dos babilônios e dos assírios retratavam o “mundo inferior . . . como lugar cheio de horrores, . . . presidido por deuses e demônios de grande força e ferocidade”. Embora os antigos textos religiosos egípcios não ensinem que a queima de qualquer vítima individual prosseguiria eternamente, eles deveras retratam o “Outro Mundo” como tendo “covas de fogo” para “os condenados”. — The Religion of Babylonia and Assyria (A Religião de Babilônia e Assíria), de Morris Jastrow Jr., 1898, p. 581; The Book of the Dead (O Livro dos Mortos), com apresentação de E. Wallis Budge, 1960, pp. 135, 144, 149, 151, 153, 161, 200.
    Religiões abraâmicas
    Judaísmo
    No judaísmo, o termo Gehinom (ou Gehena) designa a situação de purificação necessária àalma para que possa entrar no Paraíso – denominado por Gan Eden. Nesse sentido, o inferno na religião e mitologia judaica não é eterno, mas uma condição finita, após a qual a alma está purificada. Outro termo designativo do mundo dos mortos é Sheol, que apresenta essa característica de desolação, silêncio e purificação.
    A palavra vem de Ceeol, que mais tarde dá origem ao termo sheol, não confundindo com “Geena” que era o nome dado a uma ravina profunda ao sul de Jerusalém, onde sacrifícios humanos eram realizados na época de doutrinas anteriores. Mais tarde, tornou-se uma espécie de lixão da cidade de Jerusalém, frequentemente em chamas devido ao material orgânico. O uso do termo Sheol indica lugar de inconsciência e inexistência, conforme o contexto nos mostra e não um lugar de punição.
    Cristianismo

    No Cristianismo existem diversas concepções a respeito do inferno, correspondentes às diferentes correntes cristãs. A idéia de que o inferno é um lugar de condenação eterna, tal como se apresenta hoje para diversas correntes cristãs, nem sempre foi e ainda não é consenso entre os cristãos. Nos primeiros séculos do cristianismo, houve quem defendesse que a permanência da alma no inferno era temporária, uma vez que inferno significa “sepultura”, de onde, segundo osEvangelhos, a pessoa pode sair quando daressurreição. Essa idéia é defendida hoje por várias correntes cristãs.
    Adventismo
    Na criação da humanidade, a união do pó da terra com o fôlego de vida produziu uma criatura ou alma vivente. Adão não recebeu uma alma como entidade separada; ele tornou-se alma vivente (Gênesis 2:7). Na morte, ocorre o inverso: o pó da terra menos o fôlego de vida resulta numa pessoa morta ou alma morta, sem qualquer grau de consciência (Jó 34:14-15; Salmo 146:4; Eclesiastes 9:5,6). Os elementos que haviam composto o corpo retornam à terra de onde haviam provindo (Gênesis 3:19), enquanto que fôlego de vida volta a Deus, que o deu (Eclesiastes 12:7). Cabe lembrar que na Bíblia, os termos hebraico e grego para ‘espírito’ (ruach e pneuma, repectivamente) NÃO se referem a uma entidade inteligente, capaz de existência consciente à parte do corpo. Ao contrário, esses termos se aplicam ao ‘fôlego de vida’ – o princípio vital da existência que anima seres humanos e animais. (baseado no livro ‘Nisto Cremos’ – Ensinos Bíblicos dos Adventistas do Sétimo Dia – A Bíblia é enfática ao afirmar que uma pessoa viva É uma alma (Atos 7:14); afirma, também, que a alma NÃO é imortal (Ezequiel 18:4; Romanos 6:23), que o homem busca a imortalidade (Romanos 2:6-7; I Coríntios 15:53) e que o Único que possui e imortalidade é Deus (I Timóteo 6:16).
    Assim sendo, fica evidente que os mortos dormem num estado de insconsciência (I Reis 2:10; 11:43; Jó 14:12; Salmo 17:15; Mateus 27:52; João 11:11-14; I Coríntios 15:51; I Tessalonicenses 4:13-17); logo, não estão em alguma habitação intermediária mas, unicamente, na sepultura (Jó 3:11-19; 14:10-12; Salmo 89:48; Eclesiastes 9:10; João 5:28-29), donde não poderão retornar às suas casas (Jó 7:9-10), não possuem glórias (Salmo 49:17), não sabem de nada do que se passa (Jó 14:21), não possuem sentimentos e nem lembrança alguma (Eclesiastes 9:5-6), não lembram de Deus e nem louvam a Deus (Salmos 6:5; 88:11; 115:17; Isaías 38:18-19). É impossível que algum homem esteja, agora, no Céu, pois a Bíblia afirma que ninguém subiu ao Céu, a não ser Jesus Cristo (João 3:13; Atos 2:34; Hebreus 11:13). O prórpio Cristo afirmou que não subiu ao Céu por ocasião de Sua morte (João 27:17), mas desceu ao Hades (greg. supultura – Atos 2:31), ressuscitando ao terceiro dia (Atos 2:32)
    Todos aguardam a segunda vinda de Cristo, quando então os salvos serão ressuscitados e reinarão com Jesus durante mil anos (I Tessalonicenses 4:15-18; 2 Corintios 4:14, Apocalipse 20:6). Depois desse período, os ímpios ressuscitarão para o Juízo final (Apocalipse 20:5-9). Então cairá fogo e enxofre do Eterno Deus para purificar a Terra (2 Pedro 3:10-12). Esse fogo queimará tudo (Isaias 33:12; Malaquias 4:1); não restará nada (Salmo 37:20). Satanás, os demônios e os ímpios também serão aniquilados (Apocalipse 20:9). Isso é chamado pela Bíblia de segunda morte (Apocalipse 20:6, 14) Jesus e Seu povo fiel reinará para sempre na Nova Terra (Apocalipse 21:1-5).
    Nos textos originais, o significado da palavra inferno está associado à total inconsciência dos mortos na sepultura. A nomenclatura inferno não aparece nos textos gregos e hebraicos por se tratar de uma palavra de origem latina (inferuim – mundo inferior). Na Bíblia, os próprios termos originais já denotam isso – Sheol (hebraico, sig. sepultura: Salmos 16:10; 49:15; 89:48); Hades (grego, sig, sepultura: Atos 2:27 e 31, Apocalipse 20:13-14). O fogo da destruição final vem da palavra hebraica “Geena”, e mesmo este só ocorre após o juizo final e resulta na aniquilação completa de Satanás, os demônios e os perversos (Mateus 10:28). Cada um receberá seu castigo de acordo com suas obras (Mateus 16:27; II Timóteo 4:1; Apocalipse 20:11-15; 22:12)
    Por fim, é interessante notar que em Mateus 25 e Apocalipse 14, as palavras traduzidas por “eterno” e “séculos dos séculos” não significam necessariamente sem fim. As palavras gregas aion e aionios expressam duração enquanto a natureza do objeto permite. Por exemplo, em Judas 7 registra que as cidades de Sodoma e Gomorra estão sofrendo o fogo do castigo eterno (aionios) Mas 2 Pedro 2:6 diz que elas foram reduzidas a cinzas, tanto que é facilmente verificável que tais cidades não estão mais queimando em chamas. Quando o objeto das palavras “eterno” ou “para sempre” é a vida dos remidos que recebem imortalidade, a palavra significa um tempo sem fim. Quando se refere ao castigo dos ímpios, que não recebem a imortalidade, a palavra tem o significado de um período limitado de tempo. (baseado na Lição da Escola Sabatina – Jan/Mar 2009 – Casa Publicadora)
    Para os adventistas do sétimo dia, o plano de Deus não é a destruição da humanidade, mas a salvação das pessoas gratuitamente por meio da fé (Efésios 2:8-9) no sacrifício do Seu Filho (João 3:16). O objetivo de Deus é restaurar a Terra em sua imagem edênica (Atos 3:21), criando um novo um novo Céu, um novo Lar para Seus filhos queridos (Apocalipse 21 e 22), livre da dor e da morte (Isaías 25:8-9), com um ambiente perfeito e puro (Isaías 35), nesta terra renovada (Salmos 37:9 e 22; 78:69; Mateus 5:5; Apocalipse 5:11), onde os salvos habitarão para sempre (Isaías 66:22-23) nas moradas que Cristo foi preparar (João 14:1-3) … O pecado não se levantará segunda vez (Naum 1:9)
    Catolicismo
    Para a corrente católica, conduzida pela Igreja Católica Apostólica Romana, o inferno é eterno e corresponde a um dos chamados novíssimos: a morte, o juízo final, o inferno e oparaíso. Baseando-se em textos bíblicos como quando Jesus disse que o homem que desprezar seu irmão “incorrerá os fogos da Gehenna” (Mt 5,22). Jesus também advertiu,“não temais os que matam o corpo mas não podem matar a alma. Antes, temei quem pode destruir tanto corpo como alma na Gehenna” (Mt 10,28). Jesus disse, “Se tua mão te faz cair, corta-a. Melhor você entrar na vida com uma só mãos que manter ambas as mãos e ir para a Gehenna com seu fogo inextinguível” (Mc 9,43). Usando a parábola do joio e do trigopara descrever o juízo final, Jesus disse, “os anjos lançarão [os pecadores] na fornalha inflamável onde prantearão e moerão os seus dentes (Mt 13,42). Também, quando Jesus fala sobre o juízo final onde a ovelha será separada dos lobos, Ele dirá ao pecador, “afastai-vos de mim, malditos, para o fogo perpétuo preparado para o demônio e seus anjos (Mt25,41). No Livro da Revelação, é relatado que cada pessoa é julgada individualmente e os pecadores são lançados em uma “fosso de fogo, a segunda morte” (20,13-14).
    Protestantismo
    Para muitas das denominações protestantes, o inferno é o local destituido da presença de Deus, porém não lhe está oculto, sendo que no cumprir das profecias esse inferno será lançado no lago que arde com fogo e enxofre.
    A interpretação bíblica protestante afirma que, após a morte, a alma, uma vez no inferno, não poderá mais sair, assim como em relação ao paraíso (céu), não existindo forma de cruzar a fronteira que separa estes dois locais.
    Há ainda outra visão dentro do cristianismo não-católico, que coloca a morte como umsono, um estado sem consciência (Eclesiastes 9:5; Jó 14:21; João 11:11-14), de forma que, conseqüentemente, os ímpios mortos não estão no inferno nem os salvos mortos no céu, mas aguardando a segunda vinda de Cristo, quando então os salvos entrarão para océu, que é eterno, e os ímpios entrarão no lago de fogo, o inferno, (Apocalipse 20:15), que também será eterno (Miquéias 4:3). Segundo esta interpretação, o inferno é um lugar preparado para a punição de Satanás, seus anjos e seus seguidores (Mateus 25:41), ao contrário da visão comum que coloca Satanás como dominante do inferno.
    Testemunhas de Jeová
    Para as Testemunhas de Jeová, o inferno de fogo como lugar literal de tortura das pessoas iníquas é rejeitado. Citam na Bíblia, os termos normalmente traduzidos por “inferno”, Hades (Bíblia) [termo grego] e Seol [ou Sheol, termo hebraico], significando “sepultura” ou “lugar dos mortos”. Também no caso de Geena [termo grego] com a ideia de destruição e aniquilação eterna.(Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas). Citam Atos 2:27, onde Jesus desceu ao Inferno (Hades ou Seol) e foi ressuscitado . As Testemunhas de Jeová acreditam que após a ressurreição dos mortos, os pecados anteriores não lhes serão imputados [Romanos 6:7 “Pois aquele que morreu foi absolvido do [seu] pecado”.(TNM) mas poderão recomeçar a vida escolhendo voluntariamente servir a Deus e alcançar assim a salvação.
    Espiritismo
    O inferno, segundo a visão do Espiritismo, é um estado de consciência da pessoa que incorre em ações contrárias às estabelecidas pelas Leis morais, as quais estão esculpidas na consciência de cada pessoa.
    Uma vez tendo a criatura a sua consciência “ferida”, passa a viver em desajuste mais ou menos significativo de acordo com o grau de gravidade de suas ações infelizes, e se estampam através de desequilíbrios Espiritual, emocional, psicológico ou até mesmo orgânico. Esta situação lhe causa terríveis dissabores.
    Uma vez morta, se a criatura não evitou ações infelizes, buscando vivência saudável de acordo com as leis divinas, ela segue para o Plano Espiritual ou incorpóreo. Lá, junta-se a outros espíritos, que trazem conturbações conscienciais semelhantes. Afins, atraem afins.
    Os Planos Espirituais de sofrimentos são inumeráveis e, guardam níveis de sofrimentos diferenciados, cujos níveis são estabelecidos pelos tipos de degradação da consciência, resultantes das ações perpetradas por cada criatura.
    Portanto o Inferno na visão espírita, como região criada por Deus para sofrimento eterno da criatura e geograficamente constituído, não existe. Se um dia todas estas criaturas sofredoras na erraticidade regenerarem-se, estas regiões deixarão de existir. É como se todos os pacientes de um manicômio terrestre fossem curados; o hospital poderia ser demolido e ceder o seu espaço a um jardim, etc.
    Deus não imputa pena eterna a nenhum de seus filhos. Podem Sofrer, enquanto não despertarem para o Bem e se propuserem a trilhar o reto caminho. Um dia mais cedo ou mais tarde Ele, O Criador, na Sua Misericórdia e Amor, concederá à criatura sofredora retorno à carne para continuar o seu aprendizado e aperfeiçoamento.
    Estes conceitos são encontrados em O Livro dos Espíritos, editado em Abril de 1857 na sua quarta parte e, no livro O Céu E O Inferno editado em 1865. Ambas obras tendo como autor, Allan Kardec.
    Islamismo
    No Islã, o inferno é eterno, consistindo em sete portões pelos quais entram as várias categorias de condenados, sejam eles muçulmanos injustos ou não-muçulmanos. Como na crença judaica, para o islamismo o inferno também é um lugar de purificação das almas, onde aqueles que, se ao menos um dia de suas vidas acreditaram que Deus (Allah) é único, não Gerou e nem Foi gerado, terão suas almas levadas ao Paraíso um dia. Não raro, é comum a crença de que no Islã o castigo é eterno, por ter bases fundamentalistas de alguns praticantes, pelo fato de o Alcorão mencionar diversas vezes a palavra castigo e sofrimento no fogo do inferno. Porém é fato que o mesmo Texto deixa claro que existem condições para se pagar os pecados e sofrer as consequencias, como também existem meios de se alcançar o perdão para o não banimento ao inferno por meio de aplicações de condutas que condizem com os bons costumes e a maneira de enxergar Deus, a vida e a forma de como deverá cada ser conduzi-la, a ponto de pagarem seus pecados post mortem, ou alcançarem a graça do perdão Divino.
    Religiões orientais
    Budismo
    De certo modo, todo o samsara é um lugar de sofrimento para o budismo, visto que em qualquer reino do samsara existe sofrimento. Entretanto, em alguns reinos, o sofrimento é maior correspondendo à noção de inferno como lugar ou situação de maior sofrimento e menor oportunidade de alcançar a liberação do samsara. Por esse motivo, muitas vezes expressam-se esses mundos de sofrimento maior como infernos. Nenhum renascimento em um inferno é eterno, embora o tempo da mente nessas situações possa ser contado em eras.
    Contam-se dezoito formas de infernos, sendo oito quentes, oito frios e mais dois infernos que são, na verdade, duas subcategorias de infernos: os da vizinhança dos infernos quentes e o infernos efêmeros. Além desses dezoito que constituem o “Reino dos Infernos”, pelo sofrimento, o “Reino dos Fantasmas Famintos” é comparável à noção de inferno, sendo constituído de estados de consciência de forte privação – como fome ou sede – sem que haja possibilidade de saciar essa privação.
    No budismo, o renascimento em um inferno é uma conseqüência das virtudes e não-virtudes praticadas, de acordo com a verdade relativa do karma. Entretanto, alguns poucos atos podem, por si, conduzir a um renascimento nos infernos, principalmente o ato de matar um Buda e o ato de matar o próprio pai ou a própria mãe. A meditação sobre os infernos deve gerar compaixão.
    Segundo as mais variadas mitologias
    O Inferno, recebe várias versões nas mais variadas mitologias:
    Di Yu, o inferno da mitologia chinesa;
    Hades, o inferno da mitologia greco-romana;
    Helgardh, o inferno da mitologia nórdica;
    Mundo dos mortos, o inferno da mitologia egípcia;
    Mag Mell, o inferno da Mitologia irlandesa;
    Ne no Kuni e Yomi no Kuni, os infernos da mitologia japonesa.

  106. Davi diz:
    A falta da simplicidade te confunde,Clênio! vc mistura o certo com o errado.Vc consegue chegar perto da verdade e se desvia na hora que vai alcança-la.Não respondeu a pergunta que ela te fez sobre Jeremias.O que Jesus disse em Marcos e lucas deve ser interpretado de acordo com a amplitude de Mateus senão haverá contradição,mas volte a explicar de forma simples o que é “porneia”,fornicação,que jesus disse que dissolve o casamento..É evidente que Deus odeia o divorcio e que o casamento foi feito para durar e que hoje está banalizado com tanto divórcio que não se enquadra no que jesus disse e que este tipo de divorcio não é bíblico.Mas volte ao u´nico motivo que Jesus disse que dissolve o casamento ,diga o que vc entendeu de porneia e não o que vc copia da internet,fale o que VC entende. quando me sobrer um tempinho te respondo.
    • Clênio diz:
      Caro amigo mais claro que isto…Em jeremias 3.8 Deus esta falando da idolatria e não no sentido lato da palavra de divórcio entre casais. ( 9 E com sua ardente luxúria maculou a terra, adulterando-se com a pedra e com a madeira. )

      Porneia= porneiade

      relação sexual ilícita2)

      adultério, fornicação, homossexualidade,lesbianismo, relação sexual com animais etc.3)

      relação sexual com parentes próximos; Lv 184)

      relação sexual com um homem ou mulher divorciada; Mc 10.11-12 2) metáf. adoração de ídolos.endo assim quando a bíblia fala sobre adultério ela usaessa palavra, mas quando sobre prostituição ela utiliza amesma expressão, fornicação, homossexualidade e assimpor diante, pois no grego o significado da palavra pode sermuito mais amplo que no português.Preparamos uma lista de textos que utilizam a expressão ³pornéia´, tratando de imoralidade:

      Por toda parte se ouve que há
      imoralidade
      entre vocês,imoralidade que não ocorre nem entre os pagãos, a pontode alguém de vocês possuir a mulher de seu pai.1Coríntios 5:1 Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade,ganância e
      depravação
      . Estão cheios de inveja,homicídio, rivalidades, engano e malícia. Sãobisbilhoteiros,Romanos 1:29 Ora, as obras da carne são manifestas:
      imoralidade sexual
      , impureza e libertinagem;Gálatas 5:19 Entre vocês não deve haver nem sequer menção de
      imoralidade sexual
      nem de qualquer espécie deimpureza nem de cobiça; pois estas coisas não sãopróprias para os santos.Efésios 5:3 Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de suamulher, exceto por
      imoralidade sexual
      , e se casar comoutra mulher, estará cometendo adultério”.Mateus 19:9 “Os alimentos foram feitos para o estômago e o estômagopara os alimentos”, mas Deus destruirá ambos. O corpo,porém, não é para a
      imoralidade
      , mas para o Senhor, eo Senhor para o corpo.1 Coríntios 6:13 pois verdadeiros e justos são os seus juízos. Ele condenoua grande prostituta que corrompia a terra com a sua
      prostituição
      . Ele cobrou dela o sangue dos seusservos”.Apocalipse 19:2 Receio que, ao visitá-los outra vez, o meu Deus mehumilhe diante de vocês e eu lamente por causa demuitos que pecaram anteriormente e não searrependeram da impureza, da
      imoralidade sexual
      e dalibertinagem que praticaram.2 Coríntios 12:21

      O capítulo 7 de Coríntios é onde o N.T deixa mais claro aquestão da imoralidade sexual, porque era um problemavigente nesta cidade na época do AP. Paulo. Deste textoseguem algumas partes fortes para entender o sexo pré-marital como pornéia:1 Co 7.1,2:Quanto aos assuntos sobre os quais vocês escreveram, ébom que o homem não toque em mulher, mas por causada
      imoralidade
      , cada um deve ter sua esposa, e cadamulher o seu próprio marido.Ou seja, ele está dizendo para os homens nem tocaremnas mulheres, não terem relações sexuais por causa daimoralidade, mas se não conseguirem se abster do sexo,que se casem. Interpreta-se que Paulo está liberando osexo, exclusivamente dentro do casamento. ³Cada qualcom sua esposa e seu marido´ Em 1 Co. 7.7-9 Paulo afirma a mesma coisa, mas demaneira ainda mais clara:Gostaria que todos os homens fossem como eu
      (ou seja, solteiros, castos, sem relação sexual);
      mas cada umtem o seu próprio dom da parte de Deus; um de ummodo, outro de outro.Digo, porém, aos solteiros e às viúvas: é bom quepermaneçam como eu.
      (Celibatário)
      Mas, se não conseguem controlar-se, devem casar-se,pois é melhor casar-se do que ficar ardendo de desejo.
      Celibatário: Pessoa que não se casou por opção própria, dicisão por vida solteira e sem relações sexuais.

      Ou vamos com a Bíblia Palavra de Deus… Ou pela vontade dos homens?

      Diz o cânon 1142: “O matrimônio não consumado entre batizados ou entre uma parte batizada e outra não batizada pode ser dissolvido pelo Romano Pontífice por justa causa, a pedido de ambas as partes ou de uma delas, mesmo que a outra se oponha”.

      Este caso pode ocorrer; todavia não é fácil comprovar que não houve consumação carnal do matrimônio. O cânon n° 1061 observa que a consumação do matrimônio deve ser praticada humano modo, isto é, de modo livre e normal; na hipótese contrária, não se pode falar de consumação. A exigência de modo humano é muito oportuna, pois exclui os casos de inseminação artificial (mesmo que desta nasça uma criança); exclui também os casos em que a esposa é constrangida ou colhida num momento de transtorno mental provisório. Outrora julgava-se que o matrimônio estaria consumado e feito indissolúvel mesmo que a esposa, recusando por medo iniciar a vida sexual, fosse violentada.

      Como se vê, a temática matrimônio é muito complexa- O que há de novo na legislação da Igreja datada de 1983, é a compreensão mais apurada do psiquismo humano e das suas potencialidades; como também dos seus limites. Este fator é importantíssimo, pois não se pode julgar o comportamento de alguém unicamente pelo seu foro externo. É decisivo o foro interno, que nem sempre transparece- Em conseqüência, verifica-se que muitos matrimônios outrora tidos como válidos hoje podem ser considerados nulos, porque faltaram ao(s) nubente(s) as condições psicológicas para contrair as obrigações matrimoniais.
      4. Divorciados Recasados e Eucaristia

      Tem-se colocado com insistência a questão: um casal de divorciados unidos apenas por um contrato civil não poderia receber os sacramentos, especialmente a Comunhão Eucarística? Multiplicam-se tais casos, as núpcias civis parecem levar dois interessados à harmonia de um autêntico casal vinculado por amor sincero. Por que lhes negar o acesso aos sacramentos?

      Tal questionamento toca um ponto delicado da Moral Católica. Com efeito; o sacramento do matrimônio é indissolúvel; por isto qualquer nova união contraída por um dos cônjuges enquanto o outro ainda vive é tida como violação ilícita do vínculo sacramental, violação que gera um estado de vida contrário à Lei de Deus e, por isto, não habilitado para receber a Eucaristia.

      Para renovar a consciência desta doutrina frente à problemática contemporânea, a Congregação para a Doutrina da Fé publicou aos 14 de setembro de 1994 uma “Carta dirigida aos Bispos da Igreja Católica a respeito da recepção da Comunhão Eucarística por parte de fiéis divorciados novamente casados”. Deste documento extraímos o seguinte trecho: “Face às novas propostas pastorais acima mencionadas, esta Congregação considera, pois, seu dever reafirmara doutrina e a disciplina da igreja nesta matéria. Por fidelidade à palavra de Jesus Cristo,’ a Igreja sustenta que não pode reconhecer como válida uma nova união, se o primeiro matrimônio foi válido. Se os divorciados se casam civilmente, ficam numa situação objetivamente contrária à lei de Deus- Por isso, não podem aproximar-se da Comunhão Eucarística, enquanto persiste tal situação.

      Esta norma não tem, de forma alguma, um caráter punitivo ou discriminatório para com os divorciados novamente casados, mas exprime antes uma situação objetiva que, por si, torna impossível o acesso à Comunhão Eucarística. Não podem ser admitidos, já que o seu estado e condições de vida contradizem objetivamente àquela união de amor entre Cristo e a Igreja, significada e atuada na Eucaristia. Há, além disso, um outro peculiar motivo pastoral. se se
      admitissem estas pessoas à Eucaristia; os fiéis seriam induzidos em erro e confusão acerca da
      doutrina; da Igreja sobre a indissolubilidade do matrimônio.

      Para os fiéis que permanecem em tal situação matrimonial, o acesso à Comunhão Eucarística é aberto unicamente pela absolvição sacramental, que pode ser dada só àqueles que, arrependidos de ter violado o sinal da Aliança e da fidelidade a Cristo, estão sinceramente dispostos a uma forma de vida não mais em contradição com a indissolubilidade do matrimônio- Isto tem como conseqüência, concretamente, que, quando o homem e a mulher, por motivos sérios – como, por exemplo, a educação dos filhos – não se podem separar, assumem a obrigação de viver em plena continência, isto é, de abster-se dos atos próprios dos cônjuges. Neste caso podem aproximar-se da Comunhão Eucarística, permanecendo firme todavia a obrigação de evitar o escândalo”.

      Com outras palavras: os divorciados que vivem nova união não sacramental, podem ter acesso aos sacramentos, inclusive à Eucaristia, caso se disponham a viver sob o mesmo teto como irmão e irmã ou abstendo-se de relações sexuais. Desde que cumpram esta condição, procurem os sacramentos numa igreja em que não são conhecidos a fim de evitar mal-entendidos e escândalos por parte dos fiéis.

      Em sua Exortação Apostólica Familiaris Consortio n° 84, o Papa João Paulo li, em tom muito pastoral, refere-se à problemática: “Juntamente com o Sínodo exorto vivamente os pastores e a inteira comunidade dos fiéis a ajudar os divorciados, promovendo com caridade solícita que eles não se considerem separados da Igreja, podendo, e melhor devendo, enquanto batizados, participar na sua vida. Sejam exortados a ouvir a Palavra de Deus, a freqüentar o Sacrifício da Missa, a perseverar na oração, a incrementaras obras de caridade e as iniciativas da comunidade em favor de justiça, a educar os filhos na fé cristã, a cultivar o espírito e as obras de penitência para assim implorarem, dia a dia, a graça de Deus. Reze por eles a Igreja, encoraje-os, mostre-se mãe misericordiosa e sustente-os na fé e na esperança”.

      A Igreja tem consciência de que a sua legislação relativa ao matrimonio e exigente; mas ela também sabe que, assim procedendo, ela está guardando fidelidade a Cristo e contribuindo para o bem da humanidade, já que a Ética não se decide pelo comportamento da maioria, mas tem princípios perenes, que garantem a dignidade e o verdadeiro bem-estar da humanidade.
      Quando o Matrimônio é Nulo?

      Há determinadas condições que tornam o ato da celebração sem efeito. Ou seja, alguns casamentos são nulos ou inválidos apesar de terem sido celebrados. Os cânones 1083-1094 do Código de Direito Canônico são dedicados a essa matéria.
      Quias são esses impedimentos? Vamos apresentá-los de forma resumida.
      1) A Idade (c. 1083)
      O homem que não tenha ainda 16 anos completos e a mulher antes que tenha 14 anos completos não
      podem contrair matrimônio válido.
      2) A Impotência Sexual (c. 1084)

      É a impossibilidade física ou psíquica de se ter uma relação completa com o próprio cônjugue. Para que se torne nulo, é necessário que a impotência sexual seja antecedente ao matrimônio e perpétua. A esterilidade não impede que o matrimônio seja válido.
      Obs: Só a impotência anormal é impedimento que invalida o matrimônio. Ao dizer “anormal” quer
      indicar-se que a impotência devido à idade (que é algo normal) não configura um impedimento. Portanto,
      o casamento de idosos é válido.
      3) A Existência de Outro Matrimônio Religioso (c. 1085)
      Tenta invalidamente contrair matrimônio quem está ligado pelo vínculo de matrimônio anterior, mesmo
      que esse matrimônio não tenha sido consumado.
      4) A Disparidade de Culto (c. 1086)
      É inválido o matrimônio entre 2 pessoas, uma das quais católicas, e outra não batizada, que tenha sido
      celebrado sem a devida dispensa do impedimento.
      Obs: Não se recomenda, mas um católico pode casar validamente com um não católico batizado, pedindo

      a dispensa do impedimento. Se não pede a dispensa, o matrimônio é válido mas ilícito, ou seja, comete uma infração. E se é consciente disso, comete um pecado. Porém, se o cônjugue não é batizado e não se pede a dispensa, o matrimônio é ilícito e inválido (nulo).
      5) A Ordem Sagrada (c. 1087 e 1088)
      É nulo o matrimônio de sacerdote, diácono celibatário e diácono permanente e de religiosos ligados por
      voto público perpétuo de castidade, que seja realizado sem a devida dispensa da Igreja.
      6) O Rapto (c. 1089)
      Se um dos dois é sequestrado a fim de realizar o casamento, não pode existir matrimônio válido
      enquanto permanecer a situação de rapto.
      7) O Crime (c. 1090)
      É inválido o casamento de quem, com o intuito de contrair matrimônio com determinada pessoa, matar o
      cônjugue dessa pessoa ou o próprio cônjugue.
      8) A Consanguinidade (c. 1091)
      É nulo o matrimônio entre pais e filhos, avós e netos e irmãos e irmãs. Sem a dispensa da Igreja, é nulo
      também o matrimônio entre tios e sobrinhos e entre primeiros primos (de primeiro grau).
      9) A Afinidade (c. 1092)
      É inválido o matrimônio entre um dos dois e os ascendentes e descendentes do outro. Ou seja, é inválido
      o casamento do viúvo com sogro, sogra, enteado, enteada.
      10) A Pública Honestidade (c. 1093)

      Parecido com o impedimento de afinidade. Só que o de pública honestidade se dá quando os dois convivem sem ter casado (concubinato) ou dentro de um matrimônio inválido. Neste caso, não pode haver matrimônio válido entre um dos dois e eventuais filhos ou pais do companheiro.
      11) O Parentesco Legal (c. 1094)
      É nulo o casamento entre o adotante e o adotado, ou entre um destes e os parentes próximos do outro.
      12) A Falta de Consentimento (c. 1095)
      São incapazes de contrair matrimônio: 1- os que não têm suficiente uso da razão; 2- os que têm grave
      falta de discrição de juízo a respeito dos direitos e obrigações essenciais do matrimônio, que se devem mutuamente dar e receber; 3- os que são incapazes de assumir as obrigações essenciais do matrimônio,
      por causa de natureza psíquica.
      Obs: Não tem uso da razão: os débeis mentais, os que sofrem algum transtorno mental quando vão

      prestar o consentimento matrimonial (Ex: bebedeira), etc. Incapazes de assumir as obrigações matrimoniais: Como pode acontecer em casos de alcoolismo, toxicomania, homossexualismo crônico e outras anomalias análogas.
      13) Ignorância sobre a Essência do Matrimônio (c. 1096)
      É definido como impedimento da essência do matrimônio, o do “consórcio permanente entre homem e
      mulher, ordenado à procriação da prole por meio de alguma cooperação sexual.”
      14) O Erro da Pessoa (c. 1097)
      Ocorre quando alguém pensa que está casado com uma pessoa, quando na realidade se trata de outra.
      15) O Dolo Perpetrado (c. 1098)

      Ocorre quando alguém é enganado por dolo perpetrado por outro, a fim de obter o consentimento matrimonial, a respeito de alguma qualidade pessoal que não existe, cuja falta, possa pertubar gravemente o consórcio da vida conjugal.
      Obs: Por exemplo: ocultar a esterilidade, o matrimônio civil ou a gravidez anterior ao casamento.
      16) A Condição Negativa (c. 1102)
      A exclusão voluntária e consciente de filhos ou a firme vontade de não viver até a morte o matrimônio, o
      torna inválido.
      Obs: Em outras palavras: Quando, pelo menos, um dos cônjugues finge que assume todas as obrigações
      do matrimônio, mas se determina a não cumprir uma delas. Por exemplo: se casa já com a intenção de
      não ter filhos, ou com a intenção de realizar um futuro divórcio.
      17) O Medo e a Violência (c. 1103)

      É inválido o matrimônio contraído por violência ou por medo grave proveniente de causa externa, ainda que não dirigido para extorquir o consentimento, quando, para dele se livrar, alguém se veja obrigado a contrair matrimônio.
      Do livro: A Cruz dos Recasados do Pe. Vítor Gropelli

  107. Davi diz:
    É evidente que jeremias 3:8 está se referindo aos ídolos,mas também é evidente que Deus está ali usando uma figura de linguagem real aprovada por ele senão ele não apoiaria tal idéia.Podemos ir um pouco mais adiante para entendermos os motivos de Deus usar tal linguagem e entendermos também os motivos de jesus ao falar que pornéia dissolve o casamento ,caso o conjuge inocente não opte pelo perdão. Em êxodo 19 relata a ocasião em que o povo aceitou o convite de Deus para formar uma aliança com ele,em seguida deu a lei com seus 10 mandamentos.Foi a partir daí que ele passou se referir ao povo de israel com termos simbólicos tais como “esposa”, “mulher”,e a si mesmo como “marido”,”esposo”,”dono marital” etc…,como se lê em vários textos.Em jeremias 3:8 notamos um simbólico típico caso de adultério espiritual,ou seja,Deus:esposo-,israel:esposa-,ídolos:amante. De modo que em jeremias 31:31-33 ele anúnciou um simbólico novo casamento,ou aliança. Como se daria? veja hebreus 8:8-13. Jesus formou a igreja dos ungidos composta de pessoas de TODAS as nações que o temeriam de coração,por isso,o judeu seria em sentido espiritual e não mais na carne-Romanos 2:28-29.Essa igreja se tornou a simbólica noiva de cristo do livro de apocalipse.Tudo isso para notarmos que jesus ao proferir suas palavras em mateus 19:9 estava simplesmente seguindo o padrão estabelecido por Deus desde o começo.É bom lembrar também que o adultério de um modo ou outro dissolvia o casamento humano,como assim? a pena para o adultério era a morte(Deuteronômio 22:22-24) o que liberava o conjuge inocente para um novo casamento.Jesus foi o fim da lei e como alguem maior do que moisés achou apropiado estabelecer pornéia como o único motivo para o divorcio e ele não se desviou do propósito original de Deus ao tornar o homem e a mulher ‘uma só carne’ e sabe porque? em 1 coríntios 6:15-18 diz que quem comete pornéia se torna uma só carne com quem pratica e deixa de ser assim ‘uma só carne’ com seu conjuge,liberando-o também para um novo ‘uma só carne’.É o tal divórcio, meu amigo, o perdão é louvável mas não obrigatório para o inocente.Jesus ampliou o conceito de Deus em mateus 19:9 ao usar a palavra grega “pornéia”. Essa é uma palavra genérica,ou seja,uma palavra que engloba vária práticas,como a palavra portuguesa ‘crime’,vc citou algumas práticas como:homossexualismo,,sexo com animais,adultério,tudo isso dissolve o casamento porque se trata de pornéia.O conceituado erudito B.F.westcott diz no seu livro A EPÍSTOLA DE SÃO PAULO AOS EFÉSIOS pg 76:” este é o termo GERAL para todas as relações sexuais ilícitas”. O léxico do novo testamento grego\portugues de F.WilburGingrich,traduzido por Júlio P.T. Zabatiero confirma:”incastidade,vários tipos de relações sexuais fora do casamento”. Portanto,não só o adultério como outras práticas sexuais ilícitas(não dentro do casamento) constituem pornéia e,assim,dão base para um divóircio sem condenação de Deus.É claro que “Deus julgará os fornicadores e adúlteros” que usarem de astúcia afim de forçar a barra e conseguirem um divórcio por motivos torpes,como alguns que vc, clênio,mencionou.O cristão precisa se esforçar em manter seu casamento honrroso. Medita nisso,clênio,fique tranquilo com sua consciência e com Deus e tenta simplificar esses raios de textos que vai ajudar bem mais. abraço,meu irmão!
  108. Davi diz:
    Ia esquecendo,o que jesus falou em seguida ,sobre só aceita a quem é dado aceitar ele se referia ao dom de ser solteiro,ou eunuco no sentido espiritual.E alguns associam o que Paulo disse sobre separação(afastar-se do conjuge,sem adultério,no caso de agreção física que coloca a vida em jogo,por exemplo) com divórcio,mas são assuntos diferentes.
  109. Carlos diz:
    Pessoal, estou me separando e gostaria de deixar aqui a minha contribuição. Sou religioso, gosto de absorver todas as religiões nas suas melhores caracteristicas e atos.

    Casamos devido a uma gravidez não programada. Quando isso ocorreu, sabia que iriamos nos casar primeiramente devido a este fato ocorrido. Não casamos, mas compramos um apartamento durante a gravidez, e este ano minha filha faz 5 anos em dezembro.

    Estou me divorciando, com muito aperto no coração, mas por um propósito bom.
    Não amava a mãe da minha filha, ficamos juntos até hoje, pois sempre tive esperança que as coisas melhorassem e com o tempo meu amor pudesse aumentar e nós fossemos felizes todos juntos.

    Infelizmente isto não aconteceu, percebi que não amava de fato a mãe da minha filha. Tivemos diversos problemas durante o nosso casamento, agressões, separações, idas e vindas, uma sucessão de maus exemplos para a minha filha, pois minha ex-esposa tem o gênio muito forte.

    Finalmente, resolvi falar toda a verdade…. estamos nos separando e eu com a maior dor na conciência, pois apesar de tudo, estou a procura do AMOR de verdade e não a mentira. Estou procurando interromper estes erros, para que minha filha não veja nunca mais as nossas discussões.

    Peço perdão a Deus e a minha ex-esposa, pois se hoje ela sofre, tenho certeza que amanhã ela encontrará alguém que possa lhe dar o amor que eu não consegui dar.

    Peço perdão a minha filha, pois se ela sofre um pouco hoje, amanhã ela verá que nunca mais precisará presenciar as nossas discussões ou agressões. Quero mostrar para a minha filha oque é amor de verdade e deixar que a minha ex-esposa também mostre.

    Sigo com a certeza no coração de que quero o melhor para todos nós.

    Estava me perguntando se Deus irá me perdoar, por isso encontrei esse blog muito legal.

    Sendo pecado ou não, compreendi que não posso me martirizar, nada acontece por acaso nesta vida. Peço perdão a ele todos os dias, rezo, visito minha filha, peço a ele força para que nos ajude a enfrentar mais este desafio.

    O importante é procurar a paz, o amor e a felicidade. Pequenas discussões sempre irão acontecer, mas quando existe amor, elas sempre serão construtivas, pois haverá respeito mútuo, carinho, amor e sinceridade.

    Sigam em paz e que Deus ilumine os seus caminhos.
    Acesse : SEJA BEM VINDO!

  110. Davi diz:
    Carlos,quem somos nós pra avaliar sua situação.Vou torcer por vc pra que seja feliz e principalmente que volte a ter uma consciência tranquila.No fundo,todos nós amamos a Deus e queremos agrada-lo.Vc pelo menos está contrito e com a consciência pesada mas existem tantos que pouco importa se agrada ou não a Deus. Um abração!
  111. Ika diz:
    Será que alguém pode me esclarecer uma dúvida?
    Eu fui casada com meu primeiro namorado, com quem tive um filho eu era catolica e infelizmente o inimigo conseguiu nos separar me divorciei de meu marido, depois de muito sofrer me converti a Cristo e me casei novamente na igreja, hoje me arrependo muito do meu divorcio e penso muito que se houvesse uma forma eu retomaria meu primeiro casamento, sofro muito desde que casei a segunda vez, não entendo, é como se realmente meu primeiro marido fosse a pessoa certa para mim, alguém pode me dizer o que devo fazer? aguardo
  112. Davi diz:
    Não haveria nada demais se o seu ex marido estiver solteiro e vc também,no entanto vc está casada,quer esteja no registro ou não! Gente,desculpa a franqueza mas não acredito que a felicidade esteja em primeiro lugar na vida de um cristão.Jesus disse que seus discípulos teriam tribulação e disse mais:”se alguem quer vir após mim,negue-se a si mesmo,e tome a cada dia a sua ‘cruz’,e siga-me”.Significa isso que Deus quer que sejamos infelizes?evidente que não.Acontece que NOSSAS decisões erradas trazem consequencias e o que acontece então? bem, jesus disse que, não a falta de amor,mas fornicação livra alguem para um novo casamento
  113. Davi diz:
    Deem uma olhada no salmo 15 e se detenham por mais um pouco no verso 4. Seria fácil dizer pra vc,Ika,voltar pro ex mas o que garante que vc estaria certa? assim penso que a felicidade maior está em se ter uma consciência limpa com Deus.Não quer dizer que vc pense assim,de modo que só vc com sua espiritualidade madura e desejo de SER correta poderão te influenciar para uma decisão.De uma coisa estou certíssimo:teu marido é o atual,o que tu amaste um dia e que por algum motivo não ama mais.
    • Davi diz:
      Penso que a felicidade não é tudo e a busca desesperada por ela pode nos afastar da lei de Deus.O que fazer a um filho,carne de minha carne,se este não me traz mais alegrias? abandona? Jó,passou pela experiência da INTEGRIDADE a Deus acima de sua felicidade e disse à sua esposa que o abandonara:”devemos aceitar de Deus somente o que é bom?” Se tomei a decisão de me casar e me arrapendo depois o problema é meu e se casar de novo acontecer o mesmo EU tenho um problema.Acho que Deus está triste com o rumo que o casamento tomou e que o Valdemort está criando situações assim para se opor a ele.Tem que ter uma força espiritual muito grande para manter a integridade quando ela prejudica a felicidade da gente,isso eu reconheço.
  114. Clênio diz:
    DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO EM RELAÇÃO A VINDA DE JESUS
    UM SINAL ATESTA QUE JESUS ESTA PERTO DE VOLTAR.

    “SINAL DOS TEMPOS” VEJA:
    “E como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até que Noé entrou na arca, e não perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem” (Mateus 24.37-39).
    “Comiam, bebiam”: neste contexto referindo-se as festas de casamento. “Casavam e davam-se em casamento”: neste contexto pode estar se referindo ao casamento, divórcio e novo casamento.
    Note a partícula “e” (entre as palavras “casavam” e “davam-se em casamento”), perceba que o “e” faz a ligação entre a primeira ação praticada “casavam” e a segunda ação “davam-se em casamento” revelando que podem ser ações distintas. Note agora a partícula apassivadora “se” de “davam-se”, ela exprime uma ação que a pessoa executa contra si própria, ou seja, a pessoa casada poderia estar contraindo um novo casamento. Se a interpretação estiver correta, então nos dias de Nóe o casamento havia perdido o seu valor, e casar-se de novo era algo comum, como nos dias atuais, isso perdurou até que Noé e sua família entraram na Arca, e a porta se fechou, apanhando os homens da época de surpresa, na comparação de Jesus muitos também serão pegos de surpresa na sua vinda. Que você busque a misericórdia de Deus enquanto há tempo. (Mateus 24. 37-39 concorda com Lucas 17. 26,27).
    Outrossim, Jesus também disse: “Os filhos deste mundo casam-se e dão-se em casamento” (Lucas 20.34), mais uma vez as partículas “e” e “se” podem estar se referindo a mesma pessoa executando duas ações diferentes, casar-se e contrair de novo um outro casamento.
    Mas a pessoa que se casa também se dá em casamento? Sim, é verdade quem se casa também se dá em casamento. Nesse caso não devemos entender que a passagens falem de casamento e novo casamento, e sim que elas falem do ato de casar sendo reiterado por Jesus, como uma redundância a fim de enfatizar o descuido daquela geração, mas em ambas as interpretações poderemos entender que Jesus chama a atenção para a distração das pessoas, devido as muitas ocupações e preocupações desta vida, os cuidados delas com os preparativos do casamento ou do novo casamento impediram que elas percebecem quando Noé e sua Família entravam na Arca. Elas simplesmente não tiveram tempo para Deus.
    Portanto Varões desejo sinceramente que todos deixemos os convencimentos mundanos e entremos na Arca, cada um com a sua Esposa e com os seus filhos, enquanto a “Porta” esta aberta e assim aguardemos a vinda do Senhor.
    Tornemo-nos como inconformados com o padrão mundano, não vos conformeis com esta era (Romanos 12.2).

    • Se davam ou davam-se não se refere ao papel da mulher no casamento?

      Talvez o homem casasse e a mulher se dasse em casamento e por isso a diferença de termos.

      Alguém tem algum comentário melhor sobre a diferença entre “casar” e “se dar em casamento”?

      • Davi diz:
        Roberto,vc falou certo, os HOMENS casavam e as MULHERES eram dadas em casamento pelo pai,mais um costume antigo.Aliás foi o que Deus fez com eva.O clênio,tá forçando abarra.
  115. Clênio diz:
    AOS OUTROS – CRENTE CASADO COM DESCRENTE

    O tratamento do caso das pessoas que aceitam a Cristo, e chegam até a igreja no seu N-ÉSIMO Relacionamento ou Casamento é diferente, pois ELAS NÃO CONHECIAM A VERDADE, e já chegaram na igreja nessa condição. SIM! Elas podem continuar vivendo com o(a) companheiro(a) atual, pois a PROIBIÇÃO de Casar de Novo é para Casais Crentes QUE JÁ CONHECEM A VERDADE, a Bíblia os chama de “AOS CASADOS” – CRENTE COM CRENTE (1º Coríntios 7:10,11). Já aqueles ela chama de “AOS OUTROS” – CRENTE COM DESCRENTE, QUE JÁ CHEGARAM NA IGREJA ASSIM.

    Se o(a) companheiro(a) que você tem atualmente (relacionamento anterior à sua conversão) CONSENTE em viver contigo, ou seja, ELE(A) NÃO QUER SE SEPARAR, ENTÃO NÃO SE SEPAREM (1° Coríntios 7:12,13)!!! Ele(a) é SANTIFICADO(A) continuando ao teu lado, e ao lado dos filhos de vocês, que agora também são SANTOS (1° Coríntios 7:14)!!! Vocês só podem se separar, SE for O(A) DESCRENTE que optar, nunca o contrário (1° Coríntios 7:15,16)!!! Portanto, a Recomendação aos Novos Convertidos é para que Fiquem da MANEIRA como JESUS os chamou (1° Coríntios 7:20,24), ou seja, se já estavam num relacionamento fixo, que continuem ao lado do(a) companheiro(a) atual!!! E se estavam sozinhos no momento da conversão, que continuem a sós, e se não puderem que se Casem contanto que seja no Senhor (1º Coríntios 7:27,28;39). Quem falou estas palavras foi o Apóstolo Paulo, e ainda acrescentou dizendo “e também eu cuido que tenho o Espírito de Deus” (1º Coríntios 7:40).
    Se isso não fosse possível, e tivéssemos de impor ao Novo Convertido a necessidade de fazer outro sacrifício (como o de retornar ao primeiro casamento), além do que já foi feito por Cristo, então anularíamos o efeito da Graça de Deus em nossas vidas e cairíamos da sua Maravilhosa Graça. Não anulemos aquilo que já foi feito por Deus (Atos 17:30; Gálatas 2:21; 5:4).
    EXAMINE COM CUIDADO CADA VERSÍCULO E VERÁ QUE TUDO O QUE EU AFIRMEI TEM BASE BÍBLICA.

    Jesus disse que ninguém pode vir até Ele, SE pelo Pai não lhe for concedido que venha, portanto a sua conversão foi uma CESSÃO de Deus para Cristo em teu Favor, e Jesus também disse que não lançará fora ninguém que venha até Ele (João 6:37). Querido(a) irmão(ã), Jesus te ama!!! Não deixe as setas do Diabo perturbar a sua cabeça e fazer você pensar que não é digno(a) do reino, tome o capacete da salvação e o escudo da fé (Efésios 6:13-18), pois você foi feito herdeiro(a) de todas as coisas (Mateus 25:34), nunca deixe Jesus Cristo o teu amado Salvador por nada nesse mundo, e nem saia da igreja onde Ele te chamou, porque o Senhor vai te dar vitória ai, no lugar onde você esta (Lucas 24:49 e Atos 1:4-8; 2:1-4).

    AOS CASADOS – CRENTE CASADO COM CRENTE:

    As opiniões divergentes e distorcidas daqueles que querem se autojustificar é que levam dúvidas aos corações dos menos esclarecidos, acrescentando ao seu mal, o pecado de levar o seu irmão(ã) ao desvio de conduta. Marido e Mulher Crentes não devem se separar em hipótese alguma, a idéia de divórcio não deve ser aceita pelo casal crente, porém, se não for mais possível a convivência, devem ficar sós, sem se casar para que não pequem, ou então se reconciliem e voltem a viver juntos, até que a morte os separe.
    Eu tenho certeza de que: O CRENTE QUE SE DIVORCIA E CASA DE NOVO COMETE ADULTÉRIO (EXCETO OS CASOS DE VIUVEZ). Essa é a opinião da Bíblia, “QUEM PODE RECEBER ISSO, QUE O RECEBA”.
    Quer discutir com alguém? Discuta com os Apóstolos, cujas doutrinas formam os fundamentos do muro da cidade santa, A Nova Jerusalém (Apocalipse 21:14) ou com os Profetas.

    COM A PALAVRA A BÍBLIA:
    Mateus 5:31,32.
    Mateus 19:6;9-12.
    Marcos 10:9;11;12.
    Lucas 16:18.
    João 4:16-18.
    Romanos 7:2,3.
    1ª Coríntios 7:10,11;39.
    Jeremias 3:1
    Malaquias 2:13-16.
    Provérbios 5:18.
    Eclesiastes 9:9.

    • Davi diz:
      MAIS UMA BOBAGEM POSTA A DETURPAR AS PALAVRAS DE JESUS. ‘E’ ‘SE’,LEIA O CONTEXTO DIREITO E VAIS VER O QUE JESUS QUERIA DIZER.NOÉ PREGOU SOBRE O DILÚVIO POR QUASE 100 ANOS E TODO O RESTO DA HUMANIDADE ESTAVA COMEMORANDO CASAMENTOS E RE-CASAMENTOSPOR ISSO SE DISTRAIU!1 É TÃO INFUNDADO QUE NEM MERECE ARGUMENTAR COM TEXTOS POIS SERIA PERDER TEMPO.
  116. Davi diz:
    NUNCA VI TANTO TEXTO FORÇANDO UMA BARRA.UMA HORA O CL~ENIO POSTA UM TEXTO DE UM ESCRITOR ATEU QUE DIZ Q JESUS NUNCA EXISTIU,EM OUTRO COLOCA DOGMAS CATÓLICOS CHEIOS DE ”ISTO PODE” E ‘ISTO NÃO PODE’ E AINDA DIZ QUE QUEM DESENCAMINHA SÃO OUTROS! E AINDA MISTURA SEPARAÇÃO COM DIVÓRCIO QUE SÃO 2 COISAS DISTINTAS TRATADAS DE FORMA DIFERENTE NA BÍBLIA. JÁ QUE O NEGÓCIO É DETURPAR TEXTOS SEM O CONTEXTO VOU FAZER MINHA CONTRIBUIÇÃO PARAFRASEANDO 1 TIMÓTEO 4 1-4 “NOS FINS DOS TEMPOS HOMENS QUE TEM A CONSCIÊNCIA PESADA TE NTARIAM PROIBIR O CASAR- SE,CUIDADO COM TAIS”. PALAVRAS DE PAULO,NÃO MINHAS. -E BOM APRENDER ASSIM?.
  117. Davi diz:
    O casamento tradicional em GANA
    TODO ano centenas de milhares de pessoas no mundo se casam. O casamento geralmente é realizado de acordo com o costume local.
    Em Gana, o casamento mais comum é o chamado tradicional. Nele, a família do noivo tem de pagar o preço de noiva para a família da noiva. Esse é um costume que prevalece em grande parte da África e em lugares como Hong Kong, Papua-Nova Guiné e as ilhas Salomão, bem como entre os índios guajiro, no nordeste da Colômbia e no noroeste da Venezuela, para mencionar apenas alguns.
    Nos tempos bíblicos, era costume pagar o preço de noiva. (Gênesis 34:11, 12; 1 Samuel 18:25) Este era, e é, tido como uma compensação, paga aos pais da moça, pela perda de seus serviços e pelo tempo, energia e recursos gastos na sua educação e sustento antes de se casar.
    Responsabilidade dos pais
    Antigamente, em Gana, não existia namoro entre os jovens. Os pais acertavam o casamento dos filhos adultos depois de observar cuidadosamente rapazes e moças em idade de casar na comunidade. Alguns pais em Gana ainda hoje fazem isso.
    Os pais do rapaz analisam fatores como a personalidade da moça, a reputação dela e da família, possíveis doenças hereditárias, e, a espiritualidade. Se ficam satisfeitos, eles fazem uma proposta formal aos pais da moça.
    Estes, por sua vez, analisam o rapaz e a família dele. Além de analisar os fatores acima, verificam também se ele tem capacidade de sustentar a esposa — trabalha ou está desempregado? Satisfeitos os requisitos, eles falam com os pais do rapaz, e os pais de ambas as partes combinam os pormenores do casamento. Isso depois de tanto o rapaz como a moça terem concordado.
    Por que alguns pais ainda assumem a responsabilidade de arrumar um cônjuge para filhos crescidos? Certa mulher na Índia, cujos pais arranjaram o seu casamento, disse: “Como uma pessoa jovem teria condições de tomar uma decisão tão importante? É muito melhor deixar isso para os que têm idade e experiência para saber qual é a melhor escolha.” Muitos africanos também pensam assim.
    Mas os tempos estão mudando em Gana, e o namoro está ficando cada vez mais comum. Quando um casal de namorados acha que está na hora, eles informam os pais de que desejam se casar. Depois que os pais conversam e chegam à conclusão de que os filhos formam um bom par, as famílias realizam a cerimônia formal conhecida em várias línguas de Gana como bater na porta, a porta do casamento.
    A cerimônia de bater na porta
    Os pais do casal informam as respectivas famílias sobre a data e o objetivo da reunião. “Família”, na África, inclui tios, tias, primos e avós dos noivos. No dia marcado, representantes de ambas as famílias se reúnem para a cerimônia. A presença do noivo é opcional. Descrevemos a seguir uma versão bem resumida do que ocorreu numa cerimônia de bater na porta.
    Representante da moça (RM): [Dirigindo-se aos representantes do noivo] Sabemos a razão de sua visita, mas o costume dita que mesmo assim perguntemos. O que os traz aqui?
    Representante do rapaz (RR): Nosso filho Kwasi estava passando em frente à sua casa e viu uma bela flor e quer a sua permissão para apanhá-la.
    RM: [Fazendo-se de desentendido] Não tem nenhuma flor nesta casa. Podem verificar.
    RR: Nosso filho não está enganado. Sustentamos que tem uma bonita flor nesta casa. O nome dela é Afi.
    RM: Então é uma flor de carne e osso. Bem, Afi de fato mora aqui.
    RR: Queremos bater na porta e pedir a mão de Afi em casamento para o nosso filho Kwasi.
    A família do rapaz passa então a apresentar presentes, em bebidas e dinheiro. Dependendo da tribo, os presentes e as quantidades variam. Essa cerimônia equivale mais ou menos ao noivado ocidental, e em alguns casos estipula-se um anel de noivado.
    O representante da noiva agora pergunta a ela, perante todos os observadores, se os presentes devem ser aceitos. Diante da resposta afirmativa dela, todos os convidados são testemunhas oculares de que ela aceita a proposta de casamento. Combina-se então uma data conveniente a ambas as famílias para a celebração do casamento. A cerimônia termina com comes e bebes.
    A cerimônia do casamento
    O pagamento do preço de noiva, que já é o casamento, é efetuado na casa da noiva ou de um representante escolhido. Nessa ocasião, há mais pessoas do que na cerimônia de bater na porta, porque muitos amigos também estão presentes.
    O clima é de festa. Rapazes e moças solteiras estão ansiosos de ver o que foi trazido para a noiva. Mas o clima fica tenso quando a família da moça reclama que os presentes do preço de noiva não são suficientes, e vai se criando um certo suspense quando a família da noiva parece irredutível. É a vez do porta-voz do noivo apresentar argumentos convincentes, tentando ganhar a compreensão da família da noiva. A tensão desaparece quando a família da moça cede. O clima de novo adquire um ar festivo, e servem-se comes e bebes.
    Para dar início à cerimônia de casamento, o porta-voz da noiva pede silêncio e dá boas-vindas a todos. Ele pergunta aos representantes do noivo sobre o objetivo de sua visita. O porta-voz do noivo declara a razão de estarem ali, lembrando aos convidados de que já bateram na porta e que lhes foi concedida a permissão de entrar.
    Daí, o porta-voz de ambas as partes apresenta os parentes mais próximos aos convidados, incluindo o que dá a mão da moça em casamento bem como o que patrocina o rapaz. A cerimônia prossegue.
    RM: [Dirigindo-se aos representantes do noivo] Por favor, apresentem os presentes que pedimos.
    O porta-voz da noiva enumera os presentes que constituem o preço de noiva para que todos possam ver que estão ali. Se os representantes do noivo acham que a família da noiva exagerou nas exigências, eles resolvem o assunto em particular antes do dia do casamento. Mas a família do noivo vem para a cerimônia preparada para barganhar uma redução em quaisquer extras para o caso de alguns da família da noiva exigirem mais. Onde quer que a pessoa viva, o preço de noiva, seja alto seja baixo, tem de ser pago integralmente.
    Há famílias que estipulam coisas como bebidas, roupas, colares, brincos e outros artigos para senhoras. No norte de Gana, o preço de noiva pode incluir sal, nozes-de-cola, galinhas d’angola, ovelhas e até mesmo bois ou vacas. Invariavelmente, o valor inclui dinheiro.
    Enquanto as negociações prosseguem, a noiva não está presente mas está perto, observando. A presença do noivo é opcional. Assim, se ele mora longe, pode autorizar os pais a contratar o casamento por ele. Na ocasião aqui descrita, contudo, o noivo está presente. Agora é a vez de sua família fazer exigências.
    RR: Cumprimos todas as exigências, mas não vimos a nossa nora.
    A cerimônia de casamento não é uma formalidade solene, ela tem o seu toque de humor. Diante da exigência da família do rapaz de ver a noiva, a família dela declara:
    RM: Gostaríamos que a noiva estivesse aqui. Infelizmente, ela viajou para o exterior e não temos passaporte nem visto para viajar e trazê-la de volta.
    Todo o mundo sabe o que isso significa. De imediato, a família do noivo oferece uma quantia de dinheiro: qualquer quantia que o noivo possa dispor. Como que num toque de mágica, o passaporte e o visto imaginários estão prontos, e a noiva já está de volta da viagem!
    O clima de humor e informalidade prossegue, e em algumas tribos, providencia-se que amigas da noiva representem o papel dela. Cada uma delas é rejeitada pela multidão até que, entre grandes aplausos, a verdadeira noiva é apresentada. Ela é então convidada pelo seu porta-voz a dar uma olhada nos diversos presentes que constituem o preço de noiva. Perguntam-lhe se o que o noivo trouxe deve ser aceito. Há um burburinho enquanto todos esperam ansiosamente a resposta. Algumas moças são tímidas, outras extrovertidas, mas a resposta é invariavelmente um sim, seguido de estrondosos aplausos.
    Se o noivo está presente, a família da noiva exige conhecê-lo. A brincadeira continua se foi providenciado que um de seus amigos represente o papel dele. Todo exibido, o amigo se levanta, mas todos vaiam.
    Os pais da noiva exigem ver o genro. O noivo de verdade então se levanta, irradiando sorrisos de felicidade. A família da noiva permite que ela se junte ao marido, que põe uma aliança no dedo dela, se esta foi estipulada como parte do preço de noiva. A aliança é uma inovação trazida do Ocidente. A noiva, por sua vez, coloca uma aliança no dedo dele. Todos cumprimentam os noivos e a alegria é geral. Por conveniência e economia, alguns hoje realizam a cerimônia de bater na porta e o casamento no mesmo dia.
    A seguir, membros experientes de ambas as famílias e outros dão conselhos aos recém-casados sobre como ser bem-sucedidos no casamento até que a morte os separe. Para fechar o dia com chave de ouro, servem-se comes e bebes.
    A cerimônia de casamento terminou! Em Gana, a partir daí, o casal é considerado pela comunidade como legalmente casados. Se, por alguma razão, membros importantes da família da noiva não puderam comparecer à cerimônia, algumas bebidas que são parte do presente são enviadas para eles, como prova da concretização do casamento.
    Em Gana, há casais que preferem casar-se no estilo ocidental, chamado aqui de casamento civil, ou casamento por ordenação. Esse pode ser contraído com ou sem o consentimento dos pais, desde que o casal seja de maior. No casamento tradicional, o consentimento dos pais é um requisito indispensável.
    No casamento civil o casal faz os votos maritais. Mas não há votos no casamento tradicional. O Estado requer que todos os casamentos tradicionais sejam registrado Emite-se então uma certidão de casamento.
    Desde os tempos mais antigos até a Costa do Ouro, hoje Gana, se tornar colônia britânica, o casamento tradicional era a única forma de casamento no país. Os britânicos então introduziram o casamento no estilo ocidental para os seus cidadãos que moravam aqui. Os nativos também receberam permissão de contrair esse tipo de casamento, e já por muitos anos coexistem os dois tipos de casamento. Em Gana, ambos são legalmente reconhecidos, sendo portanto aceitáveis . Cabe a cada um escolher que forma prefere.
    Em alguns países africanos, os casamentos tradicionais precisam ser registrados para que os casais possam ser considerados casados perante a lei. Isso não acontece em Gana, onde o casamento tradicional acima descrito tem validade legal sem registro, e os casais são considerados legalmente casados uma vez concretizado o casamento tradicional. Mais tarde, o casamento tradicional é registrado somente para fins de cadastro.
    O casamento é sem dúvida uma dádiva amorosa de Deus para a humanidade, uma dádiva exclusiva, não concedida nem mesmo a anjos. (Lucas 20:34-36) É uma preciosa relação que vale a pena preservar, para a glória de seu Originador, Jeová Deus.
  118. cristina diz:
    Sou casada a tres anos de deste quando casei meu marido quer lvar vida de solteiro,não me dá atençãoi sai e sai de casa de manhã….eu não o amo mais pois o sofrimente é mto mto nesse caso se me divorciar eu posso casa casr d novo sem que DEUS me repudie?:(
  119. adriano diz:
    Meu nome é Adriano e estou preste á ter uma separação por Orientação do Pastor mas sou contra pois eu sei que não é da vontade de Deus que o Homen separe da mulher e eu não quero me separar o que faço me ajude por favor
  120. Keila diz:
    Clenio, meu querido…
    Acredito que vc realmente esteja bem inteniconado, mais boas intensoes não são o suficientee nem servem como base para um tema de amplitudes tão profundas.
    Creio que vc deva se orientar melhor e rever alguns dos seus conceitos.
    Lembrando-nos sempre de que de bem intencionados o inferno esta cheio!!!
    O amor de Deus é maior que TUDO!!!
    Fiquem na paz e no amor de Deus.
  121. Laércio diz:
    Clenio
    Tú é pego em suas própria palavra
    eu te provo o contrária que Jesus permitiu a divórcio
    espere novos tópicos meus

    CAPÍTULO 2
    1 PORTANTO, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo.
    2 E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem.
    3 E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?
    4 Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?
    5 Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus;
    6 O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber:
    7 A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção;
    8 Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniqüidade;
    9 Tribulação e angústia sobre toda a alma do homem que faz o mal; primeiramente do judeu e também do grego;
    10 Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem; primeiramente ao judeu e também ao grego;
    11 Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas.
    12 Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados.
    13 Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados.
    14 Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei;
    15 Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os;
    16 No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho.
    17 Eis que tu que tens por sobrenome judeu, e repousas na lei, e te glorias em Deus;
    18 E sabes a sua vontade e aprovas as coisas excelentes, sendo instruído por lei;
    19 E confias que és guia dos cegos, luz dos que estão em trevas,
    20 Instrutor dos néscios, mestre de crianças, que tens a forma da ciência e da verdade na lei;
    21 Tu, pois, que ensinas a outro, não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas?
    22 Tu, que dizes que não se deve adulterar, adulteras? Tu, que abominas os ídolos, cometes sacrilégio?
    23 Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgressão da lei?
    24 Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós.
    25 Porque a circuncisão é, na verdade, proveitosa, se tu guardares a lei; mas, se tu és transgressor da lei, a tua circuncisão se torna em incircuncisão.
    26 Se, pois, a incircuncisão guardar os preceitos da lei, porventura a incircuncisão não será reputada como circuncisão?
    27 E a incircuncisão que por natureza o é, se cumpre a lei, não te julgará porventura a ti, que pela letra e circuncisão és transgressor da lei?
    28 Porque não é judeu o que o é exteriormente, nem é circuncisão a que o é exteriormente na carne.
    29 Mas é judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito, não na letra; cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus.

    • Preta diz:
      Pr° Laércio,

      Parabéns irmão, por saber administrar o que Deus colocou em suas mãos, o conhecimento bem administrado, vale mais que o ouro. Não basta apenas estudar – a letra mata, mais o espírito vivifica.
      É até um alívio saber que existem pessoas cheias do Espirito Santo, que tem entendimento do alto. O triste mesmo é saber que existem tantos falsos profetas, enganado a muitos com suas doutrinas isoladas, né mesmo?
      Obrigada meu Deus, é muito gratificante isso!

      att,

  122. PAPAGAIO DE PIRATA,MAIS DO MESMO diz:
    Não entendi a preta. embora eu saiba que jesus falou sobre o divórcio válido ela enaltece o pastor como se ele estivesse dizendo algo de mais.Preta,ele somente citou versículos bíblicos,já estavam lá,escritinhos e ele não deu nenhum entendimento à letra apenas a citou,vc mesmo poderia cita-la.É preciso abandonar a tradição evangélica e se aproximar mais de Deus gente!!!
  123. Pr. Walter Santos diz:
    Sinceramente, mais importante que estar casado é ser testemunho vivo da glória de Deus, para ganhar novas vidas e povoar o céu. Se o seu casamento leva as pessoas ao céu, amém. Glórias a Deus por isso. Se o seu casamento leva as pessoas aos limites do inferno, peçam, os dois, para Deus transformar o que maldição em benção. Em último caso, se não tiver mais jeito de verdade, após todas as tentativas, Coloquem a importância do testemunho da salvação acima de seu casamento, que desse jeito prejudica até mesmo O Reino. Deixo uma pergunta: Na minha Bíblia está escrito – o que Deus uniu, o homem não separe. Vocês acreditam mesmo que foi Deus quem uniu todos os casamentos?
    • elisa diz:
      iiii amado gostei da resposta porque tem casamentos que são realmente feito por deus e outros por suas proprias escolhas erradas , eu fiquei perturbada por um tempo achando que meu segundo casamento naum era de deus mas a gora eu tenho ceteza que foi deus que me deu esse casamento ele mesmo disse a mim quando estava orando triste e deus confirmou muitas v eses e tem mas o meu atual pastor é uma benção mesmo ele mesmo sem saber disse que era fruto do diabo na minha mente ele orou muito por mim e deus falou comigo meu marido era macumbeiro e sua familia tambem ´depois dele a familia ta vindo quase toda pra jesus até a tia que é dona de centro deus esta trazendo pra perto deus é fiel e de uma coisa temos que ter certeza de saber ouvir a vos de deus e saber quando é o nosso deus que nos fala muitas pessoas naum sabem que a tradução horiginal é muito dificil pra traduzila e se perdem misericordia só jesus na calsa mas eu tenho certeza que se o meu senhor vier hj eu naum deixarei de compartilhar com os salvos na mesa do banquete e digo em nome de jesus vc que se sente abandonado desprezado e que seu ma rido te batia te traia espancava até seus filhos colocava até as mantes pra dormir na sua ama e gastava o dinheiro na bebida e outras coisas mas naum se sinta culpada ou culpado seja forte e fiel busque a vontade deus ele tem o melhor uns são chamados pra ficar só outros naum eu to aqui de pé uma mulher que queria cometer suicidio e acabar com tudo , deus esta comigo deus esta no meu casamento me casei com um cervo do senhor ele é uma benção um homem cheio do espirito de deus deus esta tratando de mim amo mas adeus do que antes tive que passar no deserto mas eu digo com certeza na minha alma que eu passei pra crescer e deus me deu uma nova chance creia nisso no nome daquele que ´e e que ha de vir jesus o meu amor eterno eu amo a deus mas que a minha vida e sei que ele me ama tanto , tanto porque hj eu tenho um novmcoração e entendimento . fiquem em paz .
  124. jussara furlan diz:
    vou responder com uma pergunta. As leis de Deus, somente sao boas quando servem aos seus propositos? talvez as pessoas comuns nao saibam interpretar o livro sagrado, Mas ja penssou que vc tambem nao?
  125. Ingrid Caroline diz:
    Sempre que tenho dúvidas sobre algum assunto pesquiso mais sobre o mesmo até que minhas dúvidas sejam solucionadas; porém nesse caso do divorcio estou cada vez mais confusa… Sei que o proposito de Deus não é ver ninguém se separando; mais sei também que uma casa dividida não subsiste.. É pecado ou não gente?? Me expliquem de uma forma simples e que eu entenda, poorque já tentei ter o entendimento pela biblia e não consegui… Quero um escape para a situação que estou vivendo; não aguento mais o que estou passando porém se for pecado me separar prefiro ficar casada e não pecar contra Deus (sei que somos falhos a todo o momento)… Me ajudem por favoor!
  126. Graça Ferreira diz:
    Olha,acho que vc deveria ler melhor e reler sempre que vc nao entender profundamente o que Deus esta falando.
    Creio que sua mentalidade é esta deve ser porque vc esta divorciado e quer se casar denovo ou porque quer se casar com uma mulhr divorciadae para isto quer distorcer a palavra de Deus para vidas que se casam.,
    Deus é bem claro na palavra dele que deixará o homen pai e mae e unir-se-a a sua esposa e deixaram de ser 2 e passaram ser UMA SÓ CARNE.,agora me diga tem jeito de rasgar esta carne e ser normal com outra pessoa?
    Cuidado com suas interpretaçoes.,Deus poderá cobrar de vc por estar distorcendo a palavra dele
  127. ClênioCórdova diz:
    Salvação…? Será que é pra todo mundo ou só para os mencionados na palavra de Deus…
    E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel. Apocalipse 7:4
    E cantavam um como cântico novo diante do trono, e diante dos quatro animais e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra. Apocalipse 14:3
    E olhei, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai. Apocalipse 14

    A Bíblia revela que é só para os 144.000!!!

  128. neire diz:
    de que DEUS voce esta falando????????
  129. Laércio diz:
    Gente, desculpem o atraso na resposta desta questão, estava meio ocupado e juntando materiais, mas vamos lá.

    Em primeiro lugar queria falar do entendimento distorcido, e dar um raciocínio a vocês,pensem, na falta de amor nesta questão “divorciar e casar novamente está perdido”.

    hehehe

    Art 121. Matar alguem:

    Pena – reclusão, de seis a vinte anos.

    Caso de diminuição de pena

    § 1º Se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral, ou sob o domínio de violenta emoção, logo em seguida a injusta provocação da vítima, ou juiz pode reduzir a pena de um sexto a um terço.

    Homicídio qualificado

    § 2° Se o homicídio é cometido:

    I – mediante paga ou promessa de recompensa, ou por outro motivo torpe;

    II – por motivo futil;

    III – com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa resultar perigo comum;

    IV – à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossivel a defesa do ofendido;

    V – para assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime:

    Pena – reclusão, de doze a trinta anos

    Então, para estas igrejas que não liberam o divórcio, o lógico seria matar seu conjuge, pegar 30 anos de cadeia, sair, pedir a misericordia de Deus e congregar em uma dessas igrejas legalistas, que eles iriam dizer que no caso de você ter se arrependido, você receberia o perdão de Deus e seria salvo.

    Separado, o homicida tem mais direito ao reino de Deus que você, que nunca matou ninguém, que paga seus dizímos em dia, e é o que mais ajuda a igreja, e ainda tem que ser taixado de adultero.
    neste caso seria mais facil ser assassino que adultero, não concordam.

    Acredito piamente que não é essa a vontade de Deus. pois que Deus acima de tudo pregou o amor e disse vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei, tomai sobre vós meu JUGO QUE É SUAVE, e meu FARDO QUE É LEVE.

    Vamos ler a bíblia todos juntos, e eu vou tentar simplificar no máximo o que Jesus e Paulo falaram.

    uma Doutrina é doutrina quando mencionada duas vezes no novo testamento.

    Mateus 5: 31 Também foi dito: Qualquer que deixar sua mulher, dê-lhe carta de desquite.
    32 Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.

    Mateus 19 9 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.

    Paulo Junior entende tanto de bíblia que em sua pregação disse que esse texto era sitado apenas uma vez.(????)

    Estes dois textos chamam-se de clausula de exceção e Jesus não iria deixar esses dois textos na bíblia por nada.

    Irmão Laércio, essa clausula de exceção me deixa casar com outra pessoa.

    ai vem o X da questão. que nós teremos que analisar a cultura Judaíca.

    primeiro só o Homem poderia dar carta de divórcio.
    a palavra “a não ser” quer dizer “se caso não houver”, “se caso não acontecer”, depois dessa frase para baixo, o mandamento não é mais válido, se houver a palavra grega “pornéia”(fornicação, adultério, prostituição etc…).
    nesse caso, poderia casar com outra e não poderia voltar para a primeira pois a mesma estaria contaminada pelo adultereo.

    Na questão da mulher da época vamos ler, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério. (Vamos ler direito gente)

    a mulher já era considerada aldutera só pelo fato do marido deixar dela e casar com outra, mesmo ela não tendo novas núpcias.

    ai sim, se algum homem casar com a parte inocente, que já é considerada adultera(no caso da mulher), comete adultereo.

    uma frase tão simples de entender, um pouco complicado é trazer isto para nossa cultura, pois a mulher teria o mesmo direito que o homem hoje em dia.

    continuando….

    10 Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar.
    11 Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido.
    12 Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.

    nesta passagem alguns dizem que Jesus insentiva o homem ao celibato, errado.
    Jesus tá falando que alguns homens por causa do reino se castraram, arrancaram fora, mais que nem todos poderiam receber tal palavra.

    mas não se esqueçam, que quando Jesus queria enfatizar a gravidade do pecado ele radicalizava, para que nós tivessemos noção do perigo.

    se a tua mão te escandaliza, arranca-a e joga fora
    se o teu olho te escandaliza, arranca-o e joga fora.

    nunca vi alguém dessas igrejas arrancarem a mão ou os olhos

    10 Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar.

    Nesta frase os discipulos acharam dura a palavra pela sua própria cultura de, se a mulher me escandaliza eu mando embora, já pensou você acostumado nestas condições, agora só poder se separar por causa de adultéreo, hoje para nós isso é simples pois nossa cultura já nos ensinou assim, mas para eles era uma questão bem complicada.

    continuando…

    Paulo reforçando a mensagem do Senhor…
    “Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.” (Romanos 7 : 2)

    Note que essa citação fala apenas da mulher.

    “Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.” (I Coríntios 7 : 11)

    Nessa parte Paulo não fez questão de argumentar sobre a clausula de exceção.

    Conclusão
    O príncipio do mandamento ainda é válido, sobre a questão da prostiuição, mas a lei que obriga a mulher a permanecer só, não a podemos considerar em nossa cultura.

    estamos invalidando a lei do Senhor, de maneira nenhuma, mas estamos cumprindo a lei do amor.

    Questão da mulher que o marido é descrente, é totalmente liberado se o Marido não quiser viver com ela.

    no caso de violência no casamento deve ser levado aos pastores de sua igreja, que VELAM por suas ALMAS, e eles orando a DEUS, desfarão esse casamento.

    18 Em verdade vos digo que TUDO o que ligardes na terra será ligado no céu, e TUDO o que desligardes na terra será desligado no céu.
    19 Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra ACERCA de QUALQUER COISA que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus.

    Por outros motivos não me pronunciarei, pois cada caso um caso.

    cuidem de fazer a obra de Deus sendo o primeiro ou segundo casamento, pois o único pecado que não tem perdão é o pecado contra o espírito Santo, você foi perdoado pela graça de Jesus, fujamos dessa pratica do divórcio e nós mantemos firmes com esse casamento que hoje nós temos, sendo o primeiro ou segundo, Deus conhece os corações.

  130. Laércio diz:
    Nota: e serão uma só carne.

    13 Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o SENHOR, e o SENHOR para o corpo.
    14 Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder.
    15 Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo.
    16 Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.

    uma só carne já é entendido aqui, quando um homem tem relações sexuais comuma mulher se faz uma só carne com ela, quer dizer, compartilha sua carne com ela, nem por isso Paulo citou que estes jovens não teriam perdão, ou teriam que se casar com as prostitutas, ou que não poderiam mais se casar.
    me poupe.

  131. Crista diz:
    Enfim…mesmo q o casamento entre dois cristaos seja um caos e por decadas nao se chegue a um bom entendimento a ponto de o marido sequer olhar na cara, dar bom dia, te olhe cheio de odio ou te ignore, mesmo nao tendo havido adulterio e dizer que nao te suporta, o certo é ficar casados?
    • Laércio diz:
      Sim, isto é uma ordenança de Cristo.
      Mas o casamento não pode continuar assim, quando cristãos, tende procurar uma saída, e alguém nesse casamento não está cedendo ao outro.
      a raiz do ódio não vem de Deus, o mandamento é para os filhos de Deus e não para os filhos do Diabo.

      Claro, não estou falando especificadamente de você pois não a conheço, mas num geral.

      Se o casamento está sendo um caos, a mais pecados envolvidos do que apenas discórdia de casal. I corintios capitulo 13 fala sobre o amor e como o cristão deve ser em amor.

      Se o conjuge não mostrar qualquer interesse de mudança para sua vida, então se ele quiser se apartar, ele se aparte, você como cristã não pode tomar partida, ele sim ele pois já se mostrou infiel.

      “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” (I Timóteo 5 : 8)

      finalizando, filha suporte por que Deus é contigo, e ele vai te ajudar não importa quantas décadas for.

      Lembra de abraão que levou 25 anos para receber sua benção, e Calebe que teve resposta de suas batalhas depois de 40 anos.

      você também vai receber a benção do Senhor em sua vida conjugual, apenas orem irmãos.

      Eu amo todos vocês que amam meu Deus.

  132. Elane diz:
    Boa noite a todos,

    Bom eu passei por divórcio por decisão do meu ex-marido, apesar de sofrer agressões físicas e psicológicas eu ainda queria restaurar meu casamento, mas a vontade de Deus prevalece. Eu mudei minha oração e ao inves de pedir que Deus restaura-se, passei a pedir que a vontade dEle fosse feita e que eu soubesse entender a vontade de Deus na minha vida e na minha de meu filho que com apenas 6 anos presenciou a ultima agressão de seu pai que se dizia um homem de Deus, conhecedor da Palavra, mas era crente somente na Igreja, mas em casa a história era outra. Bom Deus passou a condenar o divorcio por causa da dureza do coração do homem, por não saber ouvir e aceitar a vontade de Deus na vida de cada um de nós, mas será que Deus abençõa um amor que agride, que machuca, fere o corpo e a alma do conjuge? acredito que não. Penso que devemos saber ouvir e entender quão é a verdadeira vontade de Deus pra nós e principalmente aceitar. Não sou uma conhecedora profunda do assunto, mas tenho certeza que Deus nos fez a sua imagem e semelhança para sermos felizes e fazermos ao outro feliz, se não for assim, será que Deus está no centro desta união. O casamento Deus criou para que não vivermos só, mas não para estarmos mal acompanhados dormindo muitas vezes com o inimigo. Seja feliz, verdadeiro, honesto com seus sentimentos e inteiramente esposo da sua companheira, se Deus te perdoou seja lá qual for o seu erro Ele não se lembra mais, então porque você se importa tanto com o passado? O divórcio é pecado? Mas viver pecando todo os dias um falso casamento não é pecado?

  133. Anidelly diz:
    gostaria de saber o casal é evangélico é o esposo bater na esposa mesmo assim tem que viver juntos não pode se divorcia é obrigado a conviver.
  134. Laércio diz:
    No caso de violência no casamento.
    Um cara que espanca a mulher não é crente nem aqui nem na china.
    vamos analisar as escrituras.
    “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” (I Timóteo 5 : 8 )
    Já mostra que o sujeito não é crente.

    Qual a primeira atitude da mulher.
    I Corintios CAPÍTULO 6
    1 OUSA algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?
    2 Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?
    3 Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?
    4 Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, pondes para julgá-los os que são de menos estima na igreja?
    5 Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?
    6 Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis.

    Deve-se levar o camarada na frente dos pastores e presbíteros da igreja, para o sujeito ser ali punido devidamente.
    se mesmo assim não resolver, ainda tem como apelar para uma separação mas sem segundo casamento.

    “Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.” (I Coríntios 7 : 11)

    Por que a bíblia não é contra a separação, ela restringe é o segundo casamento a alguns ter, na qual libera-o devido a o ato de adultério.

    Se o sujeito não procurar mais a reconciliação, e casar com outra pessoa, liberada está a esposa para um novo matrimônio.

    a bíblia nunca obrigou a ninguém ficar junto, mas sim proibi o adultério.

    então irmã eu acho que antes de mais nada é procurar os Pastores, se não resolver eles saberão o que te orientar.

    18 Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.
    19 Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus.

    Amém.

  135. Davi diz:
    Acho que é por aí,Laércio.Apenas discordo na questão de ir a juízo pois ali Paulo fala de “negócios” entre irmãos e não de algo tão sério e que em muitos casos está envolvido até a vida de uma mulher. Todos tem direito de uma segunda chance e arrependimento,mesmo um agressor ocasional.No entanto,se a agressão é uma prática, além de a igreja excomungar o infeliz a mulher deveria também denuncia-lo às autoridades constituidas por Deus para garantir a integridade física.Incentivo as mulheres que façam isso sem consciência pesada e lembrem-se,o marido que faz isso à mulher nada tem a ver com Deus.Ele não é seu irmão cristão e se a igreja tiver vergonha também deveria expulsar um praticante inpenitente dessa maldade. fiquem com Deus!
  136. Junior Gonçalves diz:
    Olhem a minha situação por exemplo; A minha ex esposa estava de caso com um rapaz da minha igreja, o detalhe é que ele era meu amigo, e ai como q fica agora, sou obrigado a ficar com uma adultera? não posso ter outra oportunidade de ser feliz com alguém que me ame de verdade? aguardando repostas dos sábios…
  137. ClênioCórdova diz:
    Quando se trata de ser feliz vale tudo. Faça como eu arrumei outra e sou muito feliz hoje. ( Deus há de nos perdoar más, temos que assumir nosso erro. )
  138. Junior Gonçalves diz:
    Verdade Vamos ser felizes!!
  139. Chrystian diz:
    Gostei de comentar aqui no site 😛

    Vamo lá:

    “Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.” (I Coríntios 7 : 15)

    Esse versículo pra mim já fecha toda discussão…
    1- se o DESCRENTE se apartar
    2- em nenhum momento o versículo permite casar novamente, mesmo que seja o descrente que tenha apartado.

    Sobre o segundo versículo mencionado no texto, deixo aqui um texto de uma fonte:

    “Explicação:

    1.1 Notemos aqui que o Senhor Jesus Cristo está afirmando a indissolubilidade total do casamento enquanto o marido e a esposa estão vivos. Note que somente no evangelho de Mateus (Mat. 5:32 e Mat. 19:9) estão inseridas a resalva “a não ser por causa de fornicação” (note que essa é que é a correta palavra usada inclusive por João Ferreira de Almeida em 1693 pois vem do grego “porneia”), porque isso se aplica a situação peculiar dos Judeus. Veja no verso 5:1 a quem Ele estava se dirigindo: à multidão e aos discípulos. Essa foi a exata situação que inicialmente José pensou erradamente de Maria. Os fariseus, também, cometeram esse erro mas de forma blasfema em João 8:41, acusando o Senhor Jesus com sendo nascido de fornicação (porneia) e não de adultério (moicheia). Note que em Mat. 1:20 o anjo dirigindo-se a José, chamou Maria de “tua mulher” (ou esposa) embora o casamento não tinha sido celebrado e consumado, ou seja, eles ainda não tinham se tornado uma só carne, mas eram marido e mulher. Nesse caso, Jesus está dizendo que o casamento poderia ser cancelado, caso houvesse fornicação, situação na qual a pessoa está a um passo do inferno (1 Cor. 6:10, Judas 1:7, Ap. 21:8).

    1.2 Note que a palavra não é o verbo comete adultério (moichao), que ocorre duas vezes no verso, mas propositalmente não é usada pelo Senhor Jesus para a exceção. Por quê? Teria O Mestre se esquecido? Teria Ele perdido essa oportunidade de ser claro, usando o triste fato do adultério para a desculpa do divórcio? Não. A palavra adultério não foi usada porque a exceção não se aplica aos que se tornaram uma só carne, mas aos que estavam em contrato de casamento (em Hebraico: ‘aras ou kiddushin, em inglês: betrothal – Ex. 22:16, Lev. 19:20, Dt. 22:23, 28:30). Note que no mesmo evangelho (Mt. 1:18), Maria era desposada (Grego: mnesteuo) com José e não casada (gameo). É para esse caso especial, e apenas nesse caso dos Judeus, que Jesus está se referindo, porque o casamento não tinha se consumado. Nesse caso, o pecado é fornicação que quebraria o pacto do “esposamento” e não de casamento. É muito simples! ”

    Fonte: http://www.baptistlink.com/creationists/divorciarecasaadultera.htm

    Paz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mostrar um dos meus últimos posts