É pelo amor que somos reconhecidos como discípulos de Cristo

kurdistan
Creative Commons License photo credit: kurdistan كوردستان

“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.”  (João 13 : 35)

Quando se discute com algumas pessoas sobre usos e costumes algumas costumam apelar para o argumento de que se a pessoa não os cumprir não terá diferença visual dos não-crentes e por isso não será reconhecida como crente.

Para Jesus, porém, o que importava não era o que a pessoa parecia ser e sim o que ela era de verdade.

O que importa é o fruto e não as folhas.

“Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.”  (João 15 : 8 )

O que importa é o amor.

Ele é o fruto que deve haver em nós.

Não o amor conforme a visão mundana (natural) mas o amor conforme o Evangelho.

O amor segundo o Evangelho e suas subdivisões podem ser conhecidos em passagens como essa:

O amor é

sofredor,

benigno;

não é invejoso;

não trata com leviandade,

não se ensoberbece.

Não se porta com indecência,

não busca os seus interesses,

não se irrita,

não suspeita mal;

Não folga com a injustiça, mas

folga com a verdade;

Tudo sofre,

tudo crê,

tudo espera,

tudo suporta.  (I Coríntios 13 :4-8)

Entender isso nos faz ver que o amor é suficiente pois engloba tudo o que precisaria ser englobado.

Não há como alguém dizer, por exemplo, que crer no amor como forma de reconhecer um discípulo abriria brecha para alguém alegar que já tem amor e por isso pode agir de maneira indecente.

Quem tem o amor segundo o Evangelho já tem a consciência de que não se deve agir de forma indecente.

Quem tem o amor segundo o Evangelho não precisa de regras para tudo, pois “Contra estas coisas [as subdivisões do amor] não há lei.”  (Gálatas 5 : 23)

(Visited 1.713 times, 2 visits today)

8 comentários em “É pelo amor que somos reconhecidos como discípulos de Cristo

  1. Falou e disse tudo!
    Outro dia conversei com uns amigos, e falei: se a gente olhar Co. 13 vemos que amor não é um sentimento. Todas as características citadas por Paulo, se referem a ATITUDES que podemos tomar com as pessoas independente de sentir algo por ela ou até mesmo gostar dela.

    Quando pensamos no amor como principal e UNICA forma de falar, melhor, de ser Cristo, um peso do tamanho de um elefante legalista sai de nossos ombros.

    Obrigado por me lembrar disso Roberto!
    😉
    .-= Meu último post blog : Blogs pra visitar no fim de semana =-.

  2. Olhando as atrocidades cometidas pelo homen hoje “Terrorismo,preconceito,racismo,etc” elas nao aconteceriam se deixassemos o medo,orgulho de lado e amassemos todos.

  3. Pingback: Tweets that mention É pelo amor que somos reconhecidos como discípulos de Cristo | Blog do Roberto Soares -- Topsy.com
  4. É lindo se falar quando o assunto é amor. Muito inspirador. Mas e na hora de por em prática? Quem são os seguidores genuínos que realmente amam seu próximo. Fácil saber, basta as nações entrarem em guerras. As religiões da cristandade logo mandam seus jovens para lutar. Já observou isso? Na primeira guerra, na segunda guerra as religiões da cristandade lutaram. Mataram seus irmãos. Somente os verdadeiros cristãos se recusaram a matar. Sabe a que grupo religioso pertenciam? Pois é… deveria saber!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.