Dízimo é bíblico?

21 The Coins of the Money Changers

photo: auntjojo

“Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.”  (Malaquias 3 : 10)

Uma afirmação comum na boca de pessoas que conhecem um pouco da Bíblia é que o dízimo seja bíblico.

Dizem isso porque a Bíblia menciona o dízimo em seu texto, porque fazia parte da lei de Moisés e porque Malaquias tem promessas para quem o trouxesse ao templo da época.

“… Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.”  (Gênesis 14 : 20)

“No tocante a todas as dízimas do gado e do rebanho, tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR.”  (Levítico 27 : 32)

Mas o que faz com que algo seja bíblico?É a menção?É o fato de fazer parte de uma lei que a própria Bíblia diz que acabou?É estar ligado a uma bênção que funcionava dentro da vigência da lei que agora já acabou?

O dízimo na lei estava ligado ao templo ou ao tabernáculo, não era entregue em outro lugar.Hoje em dia não existem mais nem o templo e nem o tabernáculo físicos, Jesus não manda construir templos e nem diz que quem os construir estará fazendo algo equivalente ao templo físico do antigo testamento.

Em Israel, não havia um templo por cidade.

Além do mais, recebemos revelação de que o templo era um símbolo de nós mesmos como casa de Deus.Se somos casa de Deus, onde fica a casa do tesouro?Deveríamos continuar dando o dízimo distribuindo-o entre as pessoas da igreja?

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?”  (I Coríntios 3 : 16)

A Bíblia fala do dízimo e parte dela ensina que se deve dar o dízimo, mas é uma parte que pertence ao passado, que apenas trabalha em cima de um povo que tinha um governo totalmente diferente do nosso.

O dízimo em Israel era uma espécie de imposto usado para manter um sistema religioso que não tem nada a ver com o que Jesus veio ensinar depois e nem com o que temos hoje.

Levitas e sacerdotes não equivalem aos nossos obreiros, pastores e cantores atuais.Levitas e sacerdotes trabalhavam no pesado, faziam trabalho de açougueiro e diversos rituais que não passam nem perto do que a maioria das religiões fazem hoje.

“Mas tu põe os levitas sobre o tabernáculo do testemunho, e sobre todos os seus utensílios, e sobre tudo o que pertence a ele; eles levarão o tabernáculo e todos os seus utensílios; e eles o administrarão, e acampar-se-ão ao redor do tabernáculo.”  (Números 1 : 50)

“Depois degolará o bezerro perante o SENHOR; e os filhos de Arão, os sacerdotes, oferecerão o sangue, e espargirão o sangue em redor sobre o altar que está diante da porta da tenda da congregação.”  (Levítico 1 : 5)

Havia uma tribo inteira que dependia dos dízimos das 11 tribos para ser sustentada.11 tribos doando 10% dariam a tribo de Levi pouco mais do que cada tribo produzia para si (110%).

“E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação.”  (Números 18 : 21)

Se 11 tribos eram necessárias para sustentar uma tribo que não produzia sustento para si (mas trabalhava bastante) não seria exagero exigir que uma igreja com mais de 100 membros dê o dízimo?

O dízimo nos moldes atuais, sendo entregue na tesouraria de um local de culto para sustento do pastor, construção de imóveis e outros motivos não é bíblico.Há um dízimo bíblico que não é o que se prega hoje em dia e nem  mesmo o Novo Testamento insiste nele.

Isso não quer dizer que seja errado dizimar ou que não devamos doar mais nada, apenas nos livra da obrigatoriedade de doar 10% (caso não possamos fazê-lo) e da obrigatoriedade de entregar tudo isso num local só.

“Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.”  (II Coríntios 9 : 7)

Doar é bom e não é bom ser apegado ao dinheiro, mas isso não justifica que se minta dizendo que é bíblico algo que não é.

“Vendei o que tendes, e dai esmolas. Fazei para vós bolsas que não se envelheçam; tesouro nos céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão e a traça não rói.”  (Lucas 12 : 33)

“E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui.”  (Lucas 12 : 15)

(Visited 67 times, 1 visits today)
Tags , , , , , , , , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Roberto Donizeti Soares

Moro em Catiguá, interior de São Paulo. Sou psicólogo formado pelo Instituto de Ensino Superior de Catanduva (IMES Catanduva, antiga FAFICA) e trabalho em Catanduva, na Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva. Li a Bíblia algumas vezes e continuo relendo e buscando um maior entendimento. Simpatizo com o movimento Caminho da Graça do pastor Caio Fábio de Araújo Filho. Gosto de teologia, sociologia, psicologia, antropologia, política, livros, filmes, música, gibis, jogos e brinquedos, entre outras coisas.

14 respostas para Dízimo é bíblico?

  1. Eletrikus Brasiliensis diz:
    Sou totalmente contra o dízimo, principalmente como a forma que as igrejas fazem para recolher e usar o dinheiro que geralmente não é de forma transparente. Afinal você sabe para onde vai MESMO o dinheiro que é tirado de você todo mês pela igreja?
    • Lourdes da Penha diz:
      Procure uma Igreja que seja Bíblica, que ensine a palavra de Deus e nestas Igrejas você verá que existe prestação de contas pelo Tesoureiro e o Pastor ou Presbitero não recebe Dízimos da mão de irmãos. Hoje existem falsos profetas aos montes leia a Bíblia e você identificará a Igreja que procura seguir a Palavra de Deus.
    • Qual Igreja é Fiel nos dizimos como diz a Biblia.
      Quando acabares de separar todos os dízimos da tua colheita no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então os darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas, e se fartem,
      Deut. 26:12
      Acesse : O Caminho santo – Isaías 35:8
  2. Lourdes da Penha diz:
    “Abraão deu- o Dízimo..” Gên. 14:20 Abraão existiu antes da Lei, Dízimo é pessoal não se dá se devolve p/ Deus (mas Ele não precisa de dinheiro? sua obra precisa.), todo mundo dá o Dízimo só que no lugar errado, se você perceber 10% do que você ganha é gasto com coisas sem valor esse é o Dízimo, não há ordem na Bíblia dê o Dízimo, creio é muito pessoal. Leia mais a Bíblia pedindo que Deus lhe de entendimento.
  3. O dízimo Biblico. Fora uma determinação para a Tribo de Levi, que trabalhavam e não possuiam propriedade produtiva.
    A mensagem de Malaquias, fora diretamente aos sacerdotes, isto é muito Claro. Assim fazem hoje: Dá-se ofertas e dizimos para a Igreja, e muitos pegam para si e usam em suas “otentações”. Jesus nunca recolheu dizimos, nem os apóstolos, e nem dá enfase a isto. Ainda mais, há diversas leis embutidas no dizimo. Inclusive a Devolução de cousas compradas a cada jubileu “50” anos.
    E mais, não prestam contas a ninguem, gastam como querem e ainda dão envelopes para se saber quanto alguém ganha. de dá 10% é só acrescentar mais 90%. Muito comércio de dizimos e ofertas. Não é obrigação alguma hoje, Senão o apóstolo Paulo após fundar Igrejas teria pelo menos um “Tunado de um camelo, ou diversos”.
    Agora se a Igreja lhe oferece segurança, pode-se sim colaborar e muito, é claro !! Toda Igreja precisa. Mas onde estão as Escolas, Os médicos, e outras coisas que todos precisam, e não são fornecidos pela Igreja. Não é Obrigação da Igreja? Ou de seus líderes. Depois tem que se procurar, médicos, Dentistas, Advogados, etc…e pagar Caro, porque os líderes da Igreja, não teem nada com isso !!! Que maravilha !!!
    • Davi diz:
      Concordo com esse comentário, só quero acrescentar que o Dizimo, seja bíblico ou não, não faz diferença, pois o que importa é o que se tem feito com o dizimo que é entregue nas varias Denominações que existem espalhadas por todo o mundo. A grade realidade é que se os dízimos fossem realmente bem empregados não haveria necessidade de nada para as pessoas que pertence a essa ou aquela denominação, mas o que se mais vê é pessoas necessitadas dentro de denominações que são fiéis e servem a Deus com humildade e amor, confiando muitas das vezes em promessas infundadas de homens que exploram o tema para se valer de recursos que não tem direito. Olhe para as viúvas e necessitados e levitas que estão dentro de denominações? será que estão sendo assistidos, pois é para isso que o dizimo era entregue aos sacerdotes, será que ha sacerdotes hoje dignos de confiança?
    • Quando acabares de separar todos os dízimos da tua colheita no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então os darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas, e se fartem.
      Se a Igreja que cobra fidelidade, for fiel ???
      Deut. 26:12
      Acesse : O Caminho santo – Isaías 35:8
  4. Amandinha diz:
    Eu acho importante o dízimo, mas acho mais importante ainda a forma com que as Igrejas administram este dinheiro. Acho que muitas Igrejas por aí não aplicam bem o dízimo.

    Abraço!
    Acesse : Pintura para Quartos (do casal, do bebê, feminino)

  5. CARLOS CORREA diz:
    Parabéns pelo texto. Explicação convincente, profunda e bíblica.
    Que Deus continue te iluminando pelo Seu Espirito.
    Abraço
  6. O dizimo era para os sacerdotes e levitas. Depois de Cristo o único sacerdote é Cristo. Cristo não dizimava, nem os apóstolos. Agora sou a favor sim, de ofertas. As ofertas se fazem válidas. Agora porém, onde anda os órfãos e viúvas nas Igrejas? E os que servem “Presbíteros, diáconos e necessitados”. Muitos com mera demonstração boçal de Poder. Onde fica o CAMINHO? Disputa de poderes, abusos, boçalismos e ostentação. Como disse o Profeta..até quannnndo !!!
    Acesse : O Caminho santo – Isaías 35:8
  7. Luiz da Costa alves diz:
    Interessante! vejo a grande preocupação o esforço, forçando a hermenêutica por caminhos errôneos, para provar o que não desejo obedecer, a preocupação com o erro dos outros para justificar minha falta de liderabilidade. Claro que o dizimo é para hoje, pois foi pratica antes da lei, corroborado na lei ensinado por Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mostrar um dos meus últimos posts