Crente divorciado pode casar de novo?

Exit Light
Creative Commons License photo credit: FreeWine

“Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido.Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.”  (I Coríntios 7 : 10,11)

Muita gente interpreta o verso acima de forma literal, entendendo que todo crente ou não deve se separar ou, caso tenha se separado, não pode mais se casar, tendo que obrigatoriamente se tornar um eunuco.

Será que foi isso mesmo que Paulo quis ensinar ?

Creio que não.

Creio que Paulo se referia às pessoas bem casadas que por algum motivo (talvez por acharem que a vinda do Senhor acontecesse naqueles dias) quisessem se separar e viver sozinhas (supostamente para servir a Deus melhor), a essas ele diz que continuem casadas ou que estando sozinhas e decidindo deixar o celibato voltem ao seu relacionamento anterior.

Porque penso assim?

Porque Paulo nesse capítulo todo fala de forma realista sobre sexo, não propõe nunca que se resolva desejo sexual somente com oração de algum forma miraculosa e sim que se sacie o desejo da maneira mais saudável possível.

“Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.”  (I Coríntios 7 : 9)

Ora, se é assim não há como crer que Paulo realmente estivesse ensinando que quem se separasse (não havendo mais como ficar juntos) ficasse sozinho para sempre.

Isso seria jogar a pessoa separada na prostituição certa e Paulo sabia disso.

Por outro lado, se reconciliar com alguém sem amá-lo é outra espécie de prostituição, pois casamento (e todo o resto) sem amor não vale nada diante de Deus.

“E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.”  (I Coríntios 13 : 3)

Casamento sem amor também é uma espécie de escravidão e embora Deus nos aceite mesmo sendo escravos de outros, ele nos sugere sempre aproveitarmos as ocasiões de libertação e a não nos deixarmos escravizar novamente:

“Foste chamado sendo servo? não te dê cuidado; e, se ainda podes ser livre, aproveita a ocasião.”  (I Coríntios 7 : 21)

“Fostes comprados por bom preço; não vos façais servos dos homens.”  (I Coríntios 7 : 23)

Alguns diriam que o divórcio só é permitido em caso de adultério, mas será que uma pessoa que está com a outra sem amor ficaria até o fim da vida sem adulterar, ainda que de forma subjetiva ?

“Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.”  (Mateus 5 : 28)

Creio então que no caso daqueles que realmente não tenham mais como ficar juntos, o melhor é separarem-se e tentarem a vida novamente, desde que seja “no Senhor” .

Sobre Roberto Donizeti Soares

Moro em Catiguá, interior de São Paulo.Estudo Psicologia no Instituto de Ensino Superior de Catanduva (FAFICA) e trabalho em Catanduva, na Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva.Li a Bíblia algumas vezes e continuo relendo e buscando um maior entendimento.Simpatizo com o movimento Caminho da Graça do pastor Caio Fábio de Araújo Filho.Gosto de livros, filmes, gibis, jogos e brinquedos.
Marcado , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

620 Responses to Crente divorciado pode casar de novo?

  1. PEDRO diz:
    …Voltando ao assunto,eu fico indignado com certos pensamentos,o ser humano sempre contraria a palavra de Deus,todos nos estamos sujeitos a qualquer situação de pecado,mesmo o mais espiritual,ou o que se julga mais santo,todos nos pecamos,e Deus não trata pecado,pecadinho, e pecadão,é pecado e pronto,mentira é pecado e crente mente(enfeita,acrescenta,omite),roubar é pecado e crente rouba( até de Deus,nos dizimos e ofertas),fofoca é pecado e crente vive falando dos outros,inveja é pecado e crente morre de inveja dos mais “abençõados” que estão em destaque,soberba é pecado e crente se acha,mais santo,mais talentoso,mais merecedor etc,etc. mas os pecadinhos de estimação pode esconder debaixo do tapete da santidade,porq ninguem ta vendo mesmo,assim esses “pecadinhos ocultos” não tem tanta importancia assim,mas uma jovem crista solteira gravida,nuuu,misericordia,pecado de PROSTITUIÇÃO,(porque não da pra esconder a barriga dos irmãos,mas se ela casar com o cara ,ai resolve o problema…DA IGREJA)o irmão divorciou,nuuum,só pode ser que a mulher dele ta traindo ele,ou ela não esta cumprindo com as obrigações de esposa, a irmã divorciou,nuuu,so pode ser que tem outro,porque o marido dela é “tão de Deus”,miséricordia Deus odeia divorcio,e se vai casar de novo,nuuu ,ADULTERIO,”JESUS toma conta”,o mundo ta entrando na igreja,esses pecados são ENORMES,INADIMISSIVEIS,IMPERDOAVEIS…
    Pra tudo tem perdão,menos pra quem casa de novo,adultério tem perdão(quando é cometido dentro do casamento,e se o traido descobrir é claro)é só perdoar o conjuge adultero e deixar que DEUS restaure o casamento,ou não deixe ninguem ficar sabendo,assim o crente adultero tem menos dor de cabeça,pode continuar levantando a maozinha na hora do louvor,pode continuar falando em linguas,e continue pulando a cerca,porque o pecado imperdoavel,é se divorciar e casar de novo.
    Santa paciência a gente tem que ter,pra ver tanta coisa que acontece na igreja e ficar calado,vamos ler a palavra mesmo,vamos meditar nela,e vamos procurar fazer sempre o que Deus manda fazer,vamos ser obedientes,servos de alma limpa e de coração puro,porq vamos prestar contas mesmo de tudo o que fizermos aqui nessa terra,de bom e de ruim,Deus vai trazer a tona todas as coisas ocultas,inclusive Deus vai julgar o divorciado que se casou de novo,ele viu as motivações interiores dele,ele sabe se ele se arrependeu de algo ou não,ele sabe da dor,das lagrimas, do desespero de que cada divorciado “culpado ou não”,e quando esse dia chegar aí sim nos vamos saber,quem é que viveu em pecado,quem é que foi perdoado e justificado no sangue de Jesus,mas enquanto esse dia não chega,deveriamos nos preocupar mais em guardar a nossa fé,e não nos conformamos com este mundo,e lutarmos contra as potestades inflamadas do maligno,e reconhecer que nos somos apenas pó e cinzas,pobres,cegos e nus,diante da grandeza de Deus.Bom agora podem descer o pau em mim,ou melhor desce a biblia na minha cabeça,porque o que importa é o que esta escrito dela,se eu falei alguma coisa que não esta escreito nela,pode mandar a hermeneutica senhores!
    • Rilson Costa Pinho diz:
      Irmão Pedro, contra fatos de fato não há argumentos mas contra a Palavra de Deus sobre um assunto, que aqui é o recasamento estando o outro cônjuge ainda vivo, não pode valer opiniões humanas, pontos de vista pessoais, mas a bíblia se explica com ela mesma (1cor. 2.13) e este é um assunto que inicia, se desenrola e encerra dentro da própria Palavra. Inicia quando Deus apresenta Eva para Adão instituindo uma união indissolúvel (Mat. 19. 4-6). Durante o desenrolar do assunto, Deus abre um precedente “pela dureza do coração do homem” e permite a carta de divórcio (Mat. 19. 7,8). Agora, finalizando o assunto, Jesus desce do ceú trazendo a graça e a verdade e estabelece que o homem, não se separe mas, se separar, que fique SEM CASAR ou que SE RECONCILIE com o cônjuge (1Cor. 7.11). É aberto somente UM precedente para novo casamento: no caso de um dos cônjuges vier a falecer fisicamente (Rom. 7, 2-3). Então não precisamos ficar espondo um monte de situações que infelizmente os crentes joio praticam na igreja porque quando Jesus voltar vai tirar do Seu reino tudo o que causa escândalo (Mat. 13.41) estes erros de alguns irmãos não anulam o fato de casar novamente, enquanto o outro cônjuge estiver vivo, deixar de ser pecado, ou seja, não é porque um monte de cristãos estão errando que eu também posso fazer desses erros uma justificativa para o meu, afinal, o juízo será individual (2Cor. 5.10). Deus perdoa e não leva em conta os tempos da ignorância mas, neste caso, quando eu descubro que estou vivendo em pecado, a Palavra para mim é: confessar e DEIXAR (Prov. 28.13) Veja: se eu confessar que por exemplo contei uma mentira serei perdoado? Certamente! E se eu permanecer mentindo isso prova que realmente não me arrependi! Quem conhece a Deus não permanece no pecado (1Jo. 3.9 – Rom. 6.1,2) Então se eu descobri que estou vivendo em adultério, todas as vezes que me deitar com minha companheira (ou com a companheira de outro que vive) estarei cometendo pecado! Mas nós estamos vivendo uma época em que muitas pessoas estão fechando os ouvidos para não ouvirem a verdade (2Tim. 4.3) Esta mesma passagem revela que amontoariam doutores segundo as suas concupiscências, ou seja, ajuntariam um monte de pastores para ouvirem só o que querem ouvir e não o que de fato Deus quer falar! Sabe, acabou o tempo em que os cristãos aceitavam padecer pela verdade. Hoje, ser evangélico é coisa social, aceitável. Vemos cantores evangéicos sendo presenteados pelo mundo com discos de ouro, suas músicas sendo tocadas em rádios mundanas. Mas a verdade não muda: TODOS os que quiserem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguição (2Tim. 3.12) Estamos nós dispostos a viver piamente em Cristo Jesus? Estamos nós dispostos a sofrer perseguição?
      • Bruna Marinnho diz:
        “Foste chamado sendo servo? não te dê cuidado; e, se ainda podes ser livre, aproveita a ocasião.” (I Coríntios 7 : 21)

        “Fostes comprados por bom preço; não vos façais servos dos homens.” (I Coríntios 7 : 23)

        • Rilson diz:
          Irmãos, cada um fique diante de Deus no estado em que foi chamado. (1Cor. 7.24) Isto não quer dizer que se fui chamado estando divorciado e recasado ou amasiado deverei permanecer “diante de Deus” desta forma mas que preciso ter minha mente transformada para experimentar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus como Zaqueu que reconheceu seu “estado” pecaminoso e tomou importante decisão que lhe causou a aprovação de Jesus e sua consequente salvação.
  2. ELISA diz:
    NOSSA !!! FALOU TUDO NEM PRECISA NINGUEM FALAR ABSOLUTAMENTE NADA ,
    NADA MESMO !!!
  3. ELISA diz:
    IRMÃO PEDRO PALAVRAS DE MUITA SABEDORIA ESTOU ADMIRADA POR TAMANHA SABEDORIA !! E EU NEM QUERO MAS RESPONDER ESSE SITE PORQUE TEM GENTE IGNORANTE DE MAIS PRA ENTENDER MAS TA AI ALGUEM QUE FALOU TUDO !! OBRIGADA .
    • Rilson Costa Pinho diz:
      Sra. Elisa. São palavras humanas. Ponto de vista pessoal. Não há no comentário do nobre amado sequer uma referência bíblica sobre o assunto que inicia, se desenrola e termina na própria Palavra. Deus criou um homem e uma mulher para viverem indissoluvelmente até a morte quer seja na alegria ou na dor. Satanás, o pai da mentira, (João 8.44) está conseguindo enganar muitos casais e fazer com que mudem o plano de Deus para o casamento, que é a indissolução, porque o Senhor odeia o repúdio (Mal. 2.16) aliás eu só encontrei esta referência do que Deus odeia e mais a de Prov. 6.16. Já pensou no fato de Deus sentir ódio por alguma coisa? Como Ele vai estar no meio de algo que Ele odeia? Como poderá aprovar algo que odeia? Como vai aceitar aquilo que lhe causa ódio? Pois é, em Malaquias 2.16 Ele está dizendo: Eu odeio o divórcio… Então todas as vezes que alguém se divorcia, principalmente se estiver intentando casar novamente, desperta o ódio em seu Criador.
  4. Rilson Costa Pinho diz:
    Deixa eu corrigir algumas palavras pois o teclado não está legal. Deus se entristece, chora, deseja o arrependimento do filho e quando este o demonstra, Ele o perdoa e o fortalece para enfrentar a próxima batalha! Quanto mais o tempo passa, mais amo minha mulher e ela sabe disso. Sei que enquanto viver sempre enfrentarei a tentação porque estamos vivendo dentro de um corpo de carne pecaminosa que nunca vai se converter. A verdade precisa ser defendida pela Igreja porque esta é uma missão dela (1Tim. 3.15) Jesus não está edificando uma Igreja para aceitar os erros dos outros mas para orientá-los a deixarem o erro e se voltarem para a santidade.
    • Flôr diz:
      Parabéns Irmão, eu estou divorciada a 3 anos pois meu marido estava tendo um caso e Deus me mostrou de uma tal maneira que o flagrei, e com uma testemunha, ele não quis sabernem de me pedir desculpa, não foi fácil, só através de oração e jejum que eu consegui liberar o perdão.
      mas comcei anamorar este ano e urou só 2 meses pois não me sentia espiritualmente bem pois sempre acreditei, conforme a palavra o que Deus uniu o homen não separa, o papel só vale pra sociedade, terminei o namoro e estou esperando Deus inverter meu cativeiro, até que a morte nos separe, eu aceitei, então, Deus conhece minhas necessidades meu coração, e é melhor obedecer do que o sacrificar não me casarei de novo por obediência.
      • Rilson diz:
        Amada, só sabe onde o sapato aperta quem o calça e este é um provérbio popular muito correto. Sinto muito pelo ocorrido e talvez nem teria uma palavra para lhe dirigir agora, neste momento de provação, mas o Senhor me fez lembrar neste exato momento de Isaías 40.31 “mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças…” Então Deus mesmo está a olhar sua situação e se a sra. decidiu esperar nEle a tomar as rédeas da situação, tem a garantia da vitória pois o próprio Jesus disse: E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? (Luc. 8.17) Nós temos encontrado muitas pessoas que se dizem cristãs. Trajam roupas descentes, falam como cristãs, carregam a bíblia sagrada, vão aos cultos normalmente, mas negam a eficácia da Palavra de Deus pois numa situação de aperto como a que a senhora está passando, resolvem agir sem orientação divina e preferem enredar pelo caminho mais fácil e vivem a vida sem ter experiências com Deus. Como a senhora mesma disse: não me sentia espiritualmente bem… Prova clara de que o Espírito Santo está em sua vida e, acredite, nas horas mais difíceis Ele honrará a sua decisão até que o Senhor se levante em seu favor. Conte com nossa ajuda em oração. A paz do Senhor!
  5. Rilson Costa Pinho diz:
    Aí pessoal, que vídeo maravilhoso. Tenho certeza que todos vocês que ainda não o viram vão gostar muito. É assim que eu creio!
    http://mais.uol.com.br/view/r71k1ntkdfex/o-dedo-da-alianca-04023872E0A90346?types=A&
  6. PEDRO diz:
    Eu novamente voltando ao assunto,eu acho que ninguem aqui entende o que eu falo,pra tudo que se pensa tem que ter argumento biblico,mas tenho certeza que Deus não deixou claro na biblia os detalhes da vida de cada um de nos,pra todas as situações a biblia tem orientações,mas a biblia não diz com quem vc vai casar,a escolha vai ser pessoal,quem quiser fazer a melhor escolha precisa ta “assim com o pai ohhh!!!,juntinho,em comunhão com o espirito santo pra poder ter a lucidez de escolher uma pessoa de acordo com a vontade de Deus, e essa resposta não esta escrito com todas as letras na biblia,ela apenas orienta que vc deve escolher uma mullher que “seja sábia,que edifique o seu lar”,um marido que tema a Deus como vc,pra não casar em julgo desigual,fala a respeito da santidade no namoro,porq sexo é só depois do casamento etc,etc. mas na biblia não esta escrito q vc vai casar com joana,siclano,beltrano. Em nenhum momento eu defendi o divorcio,e nem disse que Deus aprova tal escolha,principalmente novo casamento “sem o respaldo da traição”,o que eu fiquei invocado,é de ter pessoas que condena a atitude de se divorciar,ou a de se casar de novo,como se fosse a mais perfeita das criaturas, pode ter irmão em cristo casado a 50 anos,glorifique a Deus por ter conseguido passar pela prova e ser aprovado,mas tem gente que não consegue pessoal,alguns por falta de vergonha na cara mesmo,e falta de compromisso com Deus(e mesmo assim não deixa de ser um filho de Deus, e amado por ele ainda por cima),e existem aqueles que sofrem amargamente por não conseguirem fazer as escolhas certas,como não sabemos as intenções de ninguem,e nem vivemos o sofrimento de ninguem,então não podemos tratar esses irmãos como se fossem da segunda classe no reino!!! a minha ira é por causa da forma como algumas igrejas tratam os divorciados e recasados,não temos argumento biblico nenhum pra condenarmos essas pessoas,podemos orienta-las,ajuda-las na sua restauração espiritual,ama-las como cristo nos ama,mas dizer que eles ainda estão em pecado por que se casaram de novo,e dizer que ele não pode ser um lider de nada por q ta casado de novo,trata-los como diferentes por causa de sua historia,isso é um absurdo,e tem muita igreja que faz isso,divorciado e recasado pode dar dizimo pra igreja,mas não pode ser lider de nada porq não tem “moral” pra ser usado por Deus, e tem igreja e irmãos que fazem isso,sou testemunha de que isso é verdade,é isso que é um absurdo,mas palavra de Deus,ela é santa,poderosa,instrumento de cura pra nossas vidas,mas nós somos pecadores,não somos melhor do que ninguem,pra julgar.
    • Rilson Costa Pinho diz:
      Li o comentário do amado Pedro e concordo com ele no que diz respeita a não discriminar as pessoas que estão vivendo com o esposo ou mulher de outro. De fato, ainda que estejamos casados há muito tempo, isso não nos respalda a julgar a vida de quem quer que seja tanto neste assunto ou em qualquer outro uma vez que todos estamos rodeados de fraquezas. Agora, por exemplo, o Senhor Jesus disse em S. Mateus 12.32 que se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro. Então, eu penso que uma pessoa que falou contra o Espírito Santo, pode receber sim um cargo de liderança mas o seu pecado “não lhe será perdoado”. Assim também, uma pessoa que vive casada com alguém cujo cônjuge continua vivo pode receber sim, em algumas denominações evangélicas, um cargo como líder mas diante da explicação de Jesus em S. Mateus 19.9 “…e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.” essa pessoa vive pecando porque ela tem a oportunidade de sair da situação mas prefere continuar nela. Daí concluimos: cargo sim, mas, e a salvação? Então devemos mesmo amar tais pessoas porque se devemos amar até nossos inimigos quanto mais nossos queridos na fé! Agora quanto a dar dízimos, até os ímpios dizimam. Temos em família uma pessoa que é fiel nos dízimos mas não aceita a Palavra de Deus. Essa pessoa nunca ficou desempregada e Deus vem lhe abençoando ao ponto de lhe entregar dois veículos (antes de ser dizimista não tinha nenhum) porque a palavra para o dizimista é que ele deve dar com alegria e o Senhor lhe promete abençoar! Dízimo não é para comprar cargo ou aceitação de pecado. Dízimo é dízimo e pecado é pecado. Não é porque devolvo o dízimo que meu pecado deixa de sê-lo!
  7. PEDRO diz:
    “Caraca” irmão,sangue de cristo tem que ter poder mesmo,pro irmãozinho conseguir enxergar as coisas,esse é o ponto critico desse assunto de divorcio e recasamento,crente tem mania de associar recasamento a salvação,cara se pra ser salvo vc tem que ser casado com uma pessoa a vida inteira,salvação deixou de ser pela graça,”fiquem casados até q a morte os separe,para q assim vcs mantenham a sua salvação intacta”, e esse negocio de ser salvo pela graça,mediante a fe´,e isso não é por obras para que ninguem se glorie,e isso não vem de vos é dom de Deus.tudo besteira né!?! esse negocio de Deus nos dizer em joão cap 2 “filhinhos é bom que não pequeis,mas se pecares…..
    tens um advogado junto ao pai,Jesus o justo, ele é a propriciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos mas do mundo inteiro”,besteira………..pura também!?
    Rapaz,quem divorciou pecou, e se o individuo se arrependeu e ai? beleza, o mesmo individuo não consegue viver só pro resto da sua vida,mas é isso mesmo que ele tem que fazer né,porq se ele divorciou porq quis o mais justo agora é pagar pelo erro com o selibato(tem neguinho que pensa assim porq não é com ele),mas e se o individuo cristão não conseguir pode cair na “prostituição”,porq esse pecado é mais perdoavél do que se tornar um adultero se casando de novo,mas de jeito nenhum,nem prostituição nem adulterio,se divorciou porq quis problema seu agora,se vira camarada!!!!tem que ser santo,porque Deus é santo,e tem que ser santo porque “eu” também sou santo!!!!
    Beleza,mas o camarada não consegui viver como “santo”,ate o fim de seus dias,ai ele se casa novamente,ou melhor ele peca novamente,porque não quer cometer o outro pecado de viver “pegando” mulher por ai,ai ele deixa de cometer um pecado,pra cometer outro pecado que ele nunca vai ser perdoado o pecado “de se casar novamente”certo! Porq pra ser perdoado do pecado de ter se casado pela segunda vez, ele tem que se arrepender de ter se casado de novo (e arrependimento é mudança de direção,atitude)e tem que divorciar outra vez da segunda esposa (pecando novamente)pra ser perdoado por Deus do pecado do adultério,ai em contra partida,ele tem que voltar pra primeira esposa “que é a ligitima é claro”,e se ela tiver casada com outro homem,esse homem tem que devolver a sua esposa ligitima,para o seu respectivo marido ligitimo?!?!
    Quando Deus fala que ficaram de fora do reino os adulteros, ele esta falando daqueles que nunca se arrependeram e nem pediram perdão pelos seus pecados,mas rapaz aquele que constituiu uma nova família depois de um divorcio,como eles vão deixar sua nova esposa depois que se uniu a ela, e se tiveram filhos como ele vão abandonar seus filhos com a segunda esposa,pra poder se divorciar novamente,porq ele tem que fazer isso pra poder abandonar sua situação de “pecado”,porque se não fizer assim ele perde a salvação!?!! Querido realmente é incompreensivel, nos lidamos com seres humanos,somos pecadores brigando contra o pecado,dia apos dia,e mesmo assim a gente ainda peca de mais,pelo menos eu,agora se o irmão consegui ser mais puro do que esses cidadãos, que distruiram suas vidas por causa de suas escolhas erradas, e por causa de seus pecados,parabéns pra vc,e Deus continue dando essa graça,pra que o irmão consiga chegar até o final sem nenhuma dessa maselas que existem nos relacionamentos,que vc consiga manter seu casamento intacto (se for casado) sem fracassos,porq o melhor remedio pra não errar é se previnir seguindo as instruções da palavra de Deus,mas depois da besteira feita,depois de ter se lambuzado todo no pecado, e de não ter mais volta,como em muitas situações nos não temos como voltar atras,o que esta a nossa frente é só a graça,a miséricordia,o favor,o perdão,a restauração,a cura de Deus. E tudo isso também ta instruido na palavra de Deus,e muitas vezes a gente que tirar a esperança dos “pecadores divorciados e recasados”, porq a gente estuda tanto a biblia,a gente come,bebe da palavra,principalmente as partes sobre o que fazer e o que não fazer,mas nem todos fazem como nós,”que estudamos e vivemos a biblia”,mas é só pela graça e o perdão que nos alcançou, e também pode alcaçar e perdoar qualquer outro individuo mas fraco na fé,mas tão pecadores quanto nós!!!
    Mas enfim,ja deu né,esse assunto cada um com sua opinião,na gloria vamos saber quem interpretou,e quem viveu a palavra da maneira correta! Abraços
  8. Rilson Costa Pinho diz:
    “…Mas enfim,ja deu né,esse assunto cada um com sua opinião,na gloria vamos saber quem interpretou,e quem viveu a palavra da maneira correta! Abraços”
    Esse assunto não pode ser tratado assim cada um com sua opinião porque ele começa, desenrola-se e encerra na Palavra de Deus e Ele mesmo é quem dita as regras cabendo a nós, mortais, conhecê-lo e praticá-lo se quisermos estar no centro da Sua boa, agradável e perfeita vontade. Então eu conheço alguns casos e vou expô-los aqui: Uma senhora cristã casada com um marido ímpio e mulherengo mas que nunca colocou empecilho para servir a Deus e tanto O amou que chegava ao ponto de servir de ajuda para chamar a amante quando seu marido se encontrou no leito de dor. Ali no leito o marido vendo a atitude da esposa aceitou a Cristo e faleceu após pedir perdão à esposa e durante o velório a esposa ainda pregou para a amante. Hoje, esta irmã, livre, nova, toma conta da capelania em toda rede pública de evangelzação estadual. Preferiu ficar sozinha, ainda nova, mesmo “estando ivre para casar com quem quiser”. Outro caso de um amigo irmão na fé: ele estava noivo com aliança no dedo, o dia do casamento marcado e próximo. Satanás consegue cegá-lo e ele cai com uma outra pessoa. A noiva descobre e desfaz o noivado, sai da igreja e vai namorar com um rapaz tipo que aqui é chamado “galeroso”. O noivo acaba pecando com outra pessoa e por pressão dos pais, tem que casar. Resultado: passados cerca de 12 anos ele ainda vive com sua esposa que após o casamento saiu da igreja e leva uma vida lastimável mas ele por amor a Cristo carrega a cruz tendo que suportar um jugo desigual a viver em pecado. Esta é de um pastor: Após manifestar sua decisão pela vida cristã, é abandonado pela esposa que não quer continuar a conviver com um crente em casa. Passados mais de 20 anos sozinho e sem retirar a aliança do dedo ele alcança o cargo de presbítero e segue carregando a cruz na solidão sem sua companheira para lhe auxiliar. Mais um: um determinado evangelista vem aqui na minha cidade fazer uma cruzada e conhece um casal de pastores. A esposa é tentada e o evangelista também. Ambos caem na tentação e fogem deixando o marido traído para trás. Passados muitos anos ele continua só sem buscar outra pois sabe que aquela ainda vive e não pode separar o que Deus uniu. Se estes homens em pleno século 21 conseguem carregar suas pesadas cruzes somos nós menos capazes que eles? O mesmo Espírito que está na vida deles não está na nossa também? (2Tim. 1.7) O que dizer da profetiza Ana que desfrutou de um casamento durante apenas 7 curtos anos? (Luc 2.36 e 37) Sabe qual o segredo para ela suportar tanto tempo a solidão? Não se afastar do templo; servir a Deus dia e noite; renunciar os desejos carnais por amor a Cristo! Afinal pessoas não existem para servirem de cobaias. Dizem: vou ver se vai dar certo e se não der, divorcio e caso com outro, se nem este segundo der certo, divorcio novamente até encontrar meu par! Isto quem faz são os artistas de novelas! Estamos os imitando? E o sentimento do outro onde fica? É por isso que Paulo aconselha: Estás livre de mulher? não busques mulher. (1Cor. 7.27) porque se decidimos casar devemos aceitar a palavra do casamento: a indissolubilidade, até que a morte nos separe.
  9. PEDRO diz:
    Querido,se for pra contar caso de quem conhecemos,tenho muito caso pra contar,muitas historias, e pode ter certeza que é por conhecer muitos casos e historias de divorciados e recasados, e conheço bem de perto,posso te afirmar que Deus perdoou essas pessoas,que se arrependeram de coração,e buscaram perdão do Senhor,e concertaram suas vidas,e hoje vivem de forma digna,integra,cincera e o melhor,cheias do espirito santo , e com uma segunda família!!!!Concerteza essas pessoas prestaram contas do que fizeram de bom e de ruim,assim como eu e vc,mas pagar com sofrimento eterno é só para aqueles que não lavaram suas vestes no sangue do cordeiro,para aqueles que não buscaram conhecer e prosseguir em conhecer o senhor Jesus,é para aqueles que pecaram e nunca buscaram se arrepender,e nunca buscaram perdão!!! Mas,salvação é individual,cada um cuide da sua,cada um tenha sua conviccção,porque a palavra realmente é uma só,mas quem as interpretam muitas vezes são homens,meros mortais,sem dicernimento algum do espirito santo,ou com convicções erradas,por que esses só observa os pecadores alheios pela “janela da sua própria santidade”,mas se importar de verdade,chorar junto,lutar junto,viver junto com o seu semelhantes a suas lutas,suas dificuldades,seu sofrimento,isso é só para aqueles que reconhecem que também são limitados e dependentes. E se pra demonstrar ser um cristão de verdade é preciso viver sofrendo até que o Senhor nos leve, eu não aceito esse cristianismo,porque no mundo nos vamos “ter” aflições,não vamos “viver” em aflição,e a vontade de Deus ela boa,perfeita e agradavel para nós,não para o próprio Deus,e Jesus veio para que tenhamos “vida’ e vida em abundancia,não vida de sofrimento depois que encontramos sua graça,mas como eu disse “opiniaão é opiniaão,vc respeite a minha e eu respeitarei a sua,a biblia é uma só,mas se eu tenho uma convicção diferente da sua,concerteza é porque temos experiências diferentes com o Senhor,vemos as coisas de maneira diferente,e vc não disse nada até agora que não esteja escrito na palavra de Deus,mas eu também não disse nada que contrarie a palavra,mas eu não preciso engolir tudo que homens dizem em nome de Deus,eu posso pensar,refletir,eu com o meu amigo e consolador,Espirito santo,tem muitas respostas que encontramos só na intimidade com o Senhor,e é claro orientado por sua palavra.Passar bem querido,agora tenho pessoas pra ajudar,assim com sou ajudado em minha caminhada!!
  10. Rilson Costa Pinho diz:
    “…e concertaram suas vidas…” Amado, deixe-me lhe insistir com meu ponto de vista sobre o assunto. A palavra do casamento é uma palavra pesada, dura, não é para covardes que diante de qualquer desafio entrega os pontos. É verdade que Deus é contra o masoquismo sim e que Ele quer que vivamos felizes comendo sempre o melhor da terra também o é mas, é verdade também que TUDO o que plantarmos, colheremos (Gál. 6.7) Veja que nem mesmo Davi sendo um homem segundo o coração de Deus escapou de viver com uma espada durante todos os dias de sua vida pelo que plantou (2Sam. 12.10) A palavra do casamento é tão pesada que o próprio Jesus disse: “Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido.” (Mat. 19.11) Paulo confirmou esta palavra dizendo: os tais terão tribulações na carne (1Cor. 7.28). É uma palavra de renúncia, de paciência, de sofrimento, de brigas, de diferentes opiniões, de contrariedades, desavenças, problemas familiares, financeiros, na busca por ajustar as coisas. Tudo isso não são as “tribulações na carne” que Paulo afirmou? Por isso o número de divórcios só aumenta a cada ano porque as pessoas acham que vão encontrar um par perfeito ao casarem. Casamento é uma construção que dura a vida toda. É como uma dieta que não pode parar nunca! É uma casa que talvez um dos dois morra sem acabar de construir. As pessoas pensam que casamento só tem o lado bom do prazer do ato conjugal, do andar de mãos dadas pela praça, do tomar um sorvete, do lazer, da companhia, do diálogo. Não! Vem também o dia mau. Aquele em que dá vontade de largar tudo e buscar outra pessoa. Porque será que satanás nunca luta contra um segundo casamento? Ele só luta para separar o primeiro matrimônio porque sabe que se conseguir separar o primeiro, coloca as pessoas num estado contrário à vontade de Deus! Converse com quem já está recasado; a palavra sempre é a mesma: agora vivo feliz, sem lutas, um paraíso. Agora veja quem só contraiu núpcias uma vez principalmente se servo de Deus: é uma batalha travada para ajustar as coisas. Em nenhum momento destes comentários, dissemos que quem está em tal situação, vivendo um segundo casamento, está condenado e nunca vou dizer isto porque o amanhã pertence a Deus mas se hoje eu descubro a verdade sobre o recasamento e ainda posso ficar livre, deve fazê-lo por amor ao Senhor. Eu tenho absoluta certeza que Deus é contra quem casa pela segunda vez estando o cônjuge ainda vivo. Isto é um caso muito sério porque por acharmos que Deus é bonzinho, Ele ficará até contra Sua Palavra para atender aos nossos caprichos. Se até Jesus não escapou do sofrimento para fazer a vontade de Seu Pai, quanto mais nós. Um abraço.
  11. PEDRO diz:
    Blz querido,continue com suas conclusões,na eternidade saberemos quem vai estar lá,e o irmão tera muitas surpresas!!!!Não ficarei aqui tentando te convencer de nada,respeito as opiniões alheias!Deus te abençõe grandemente!!!
    • PEDRO diz:
      …e outra coisa,não defendo divorcio nem segundo casamento,mas me compadeço de quem o faz,porq conheço o sofrimento daqueles que lutaram de verdade pra manter seu primeiro casamento e não tiveram exito,e o irmão esta muito equivocado em pensar que, o segundo casamento o diabo não busca destruir também,ao contrario,o segundo casamento tem muito mais tribulações do que o primeiro,porque os conjuges,tem que lidar com o preconceito da igreja,com a “culpa” que os irmãos colocam em suas costas,com o ressentimento , um segundo casamento existe muito mais conflito do que o primeiro,por causa das consequencias que estão colhendo por suas escolhas,e o diabo,ele veio matar,roubar e destruir,seja em que circustancia for,ao contrario de nós,o diabo não “descrimina”ninguem,ele ataca seja quem for,basta dar brecha,porq ele é nosso inimigo,e o prazer dele é nos afastar,e nos manter afastados de Deus,só porq alguem casou de novo deixou de ser filho de Deus? se não deixou,então continua sendo alvo de satanas,mas ainda bem que continuamos também sendo alvos do amor de cristo.
      No mais,parabéns por sua firmeza em defender seu ponto de vista,é bom conhecer alguém que se parece tanto comigo nesse aspecto.Eu também defendo o que penso,discordo,mas respeito quem pensa diferente.
      Agora sim me vou.Ate algum dia!!!
      • Rilson Costa Pinho diz:
        “…e outra coisa,não defendo divorcio nem segundo casamento,mas me compadeço de quem o faz..” Creio como você que devemos tratar sempre o casamento como a Bíblia o faz: como uma união indissolúvel, linda, digna de honra, de um leito sem mácula (Heb. 13.4), venerado, figura da união entre Cristo e a Igreja (Efé. 5.22-33), em acordo com o plano original do nosso Deus, ainda que em meio a muita tribulação. Que continuemos a perseverar nesta fé!
  12. Marcelo diz:
    E triste ver a desfalência espiritual , Jesus já havia dito , mais como há muito fariseus na terra , sabem tanto da palavra é são tão hipocritos que não percebem , fariseus são assim conhecem muito de lei e pouco de essência de bíblia . Gostei desse blog convém muito com o tipo de palavra que eu conheço , não de lei impostas pela igreja e sim de essência espiritual .

    Gostei do blog esta de parábens.

    http://www.apalavradagraca.blogspot.com se quiserem ver tambem é um blog meu .

    • Rilson diz:
      Olá, Marcelo. Eu gostaria de entender melhor seu comentário mas a princípio quero acreditar que quando o senhor se refere às pessoas “fariseus” o faz com relação àquelas que estão espiritualmente cegas por acreditarem que Deus aprova um segundo casamento estando vivo o primeiro cônjuge. Se assim o é, eu também assim o creio mas acho que nunca devemos desistir de ajudar em oração tais pessoas uma vez que Deus pode mudar-lhes o cativeiro.
  13. Vanessa diz:
    ola, pessoal achei interessante esses comentarios e fiquei empolgada em falar um pouco do que acho e do que vivi a respeito desse assunto tao milindroso como é o divorcio e um novo casamento, eu concordo com o irmao Rilson a respeito de que casamento é um só, mas penso que tambem é complicado pois sabemos que hoje em dia tem tantas pessoas que se casaram denovo, sera que estas pessoas perderam sua salvaçao? porque trilharam o caminho mais facil nao aguentando este meio que jugo imposto e tao pouco claro pela palavra de Deus, eu mesmo vivo uma situaçao ainda mais complicada, pois me casei com uma pessoa qdo nova convertida e esta pessoa tinha vindo de um casamento derrotado que nao era na presença de Deus, veio morar na minha cidade se converteu aki e batizou começamos a namorar noivamos e casamos na presença de Deus mas nao conseguimos prosseguir pois ele sentia falta dos filhos e queria morar perto deles, o que eu nao queria, pra mim era complicado ai ficou desempregado na cidade onde moravamos e quis voltar pra sua cidade pra trabalhar ficamos separado por um tempo depois fui pra la ficar com ele morando na casa de uma das suas irmas ficou dificil pois ele nao teve sabedoria para contornar a situçao nao aguentei e quis vir embora, ele me trouxe disse que voltaria pra la ate terminar de acertar algumas pendencias depois voltava mas nao foi assim, tivemos muitas brigas ai resolvemos nos separar, ja tem uns 03 anos que nao o vejo, eu fiquei sabendo a pouco tempo que esta sozinho como eu, ele tinha dito mesmo qdo esteve na minha cidade pra resolver a separaçao que nao iria ficar mais com ninguem nao ia dar certo, acho que na verdade ele queria arrumar uma mae que ele escolhesse para os seus filhos pois nao confia na ex mulher pra cuidar das crianças e se preocupa, ele fez a escolha dele, ai vcs podem dizer mais vc sabia que ele tinha filhos, sim sabia mas ele tambem sabia que jamais eu queria morar perto dos filhos e da ex mulher dele, eu sabia que nao daria certo e ele aceitou as minha condiçoes, depois quis mudar tudo onde nao houve acordo ai aconteceu a separaçao. Hoje estou aki sozinha nao penso em casar denovo pois acredito que é contraria a vontade de Deus e me sinto bem só, mas lamento uma coisa Deus sabia que eu nao me casarei pela segundo vez porque permitiu que isso acontecesse comigo, ja questionei muito com Deus sofri pacas porque eu gostava muito dele hoje estou bem emocionalmente mas penso que podeira ser diferente ja que casei por amor e na presença de Deus. Fico pensando como fica esta historia diante Deus pois acho que errei nao devia ter me casado com alguem assim ja com uma situaçao tao complicada mas no momento parecia que era a vontade de Deus e o sentimento que eu sentia parece que colocaram no meu coraçao foi muito diferente, nao gostei desde o inicio mas sei qdo este sentimento entrou e permaneceu mas tinha duvidas se deveira me casar com ele por causa da sua situaçao ou nao ai procurei o meu pastor, e ele me disse que nestes casos Deus nao entra, fiquei sem saber o que fazer ai segui o meu coraçao e me casei, e pra ser sincera nao sei se faria diferente pois um sentimento maior que eu me levou a me casar talvez nao teria forças pra me distanciar, essas coisas do coraçao sao muito forte que perdemos a razao. Muitas pessoas me diz que tenho que casar denovo mas isso nao entra no meu coraçao nao me parece certo, nao jugo que faz, mas pra mim nao serve tenho muitas duvidas mas deixei pra Deus resolver pois tenho medo de errar entao é melhor esperar no Senhor.
    • Fernando diz:
      Graça e Paz, irmã Vanessa. Li sua postagem e se me permitir gostaria de lhe falar algo. Em Jeremias 17:9 diz que: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” Muitas vezes achamos que a nossa vontade é a vontade de Deus, mas na verdade queremos seguir nossos sentimentos que em muitos casos nos fazem cometer equívocos. Você deixou claro que resolveu seguir o seu coração mesmo tendo um conselho pastoral contrário. Meu conselho, se é que posso dar algum, é que você se firme mais com Deus e Sua Palavra que esclarece muito bem o assunto 1)Casamento (indissolúvel – Você está casado? Não procure separar-se. Está solteiro? Não procure esposa. 1 Coríntios 7:27), 2)Divórcio (odiado por Deus – “Eu odeio o divórcio”, diz o Senhor, o Deus de Israel, e “o homem que se cobre de violência como se cobre de roupas”, diz o Senhor dos Exércitos. Por isso tenham bom senso; não sejam infiéis. Malaquias 2:16) e 3)Novo Casamento (não permitido – “Quem se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher estará cometendo adultério, e o homem que se casar com uma mulher divorciada do seu marido estará cometendo adultério”. Lucas 16:18). Acredito que hoje você não comete pecado pois não está mais com o homem que já tinha uma esposa. Mas deve se arrepender e buscar o perdão de Deus. E tenha cuidado pra não deixar seu coração te enganar de novo. Que Deus te abençoe em nome de Jesus. No amor de Cristo.
  14. Rilson diz:
    Ir. Vanessa, que a graça de Deus seja contigo. Todas as vezes que comentamos em algum blog, sempre procuramos nos colocar em uma posição de inferioridade dos demais muito embora o Senhor nos tem aberto os olhos para vermos as verdades da Sua Palavra e sobre o assunto creio que também. Então aqui neste blog, nenhum de nós somos o dono da verdade por isso eu acho interessante e necessário que cada comentário tenha uma base bíblica para que os leitores possam analisar os versículos apresentados e tirarem suas conclusões, afinal este é um assunto que inicia, se desenvolve e conclui-se nas santas escrituras. Concordo plenamente com o ponto de vista do irmão Fernando que foi muito feliz na sua colocação ao dizer: “…Acredito que hoje você não comete pecado pois não está mais com o homem que já tinha uma esposa”. Como a sra. mesma afirma: “…me casei com uma pessoa qdo nova convertida e esta pessoa tinha vindo de um casamento derrotado”. Ora, se esta pessoa tinha vindo de um casamento, mesmo divorciada pela lei humana, ela continua casada diante de Deus. Se ela fez uma escolha errada em sua vida, deverá arcar com as consequências desta escolha (Gál. 6.7), porque eu acredito que mesmo um juri humano fazendo o divórcio, diante do Senhor ela continua casada! Veja o que o apóstolo Paulo diz sobre o assunto em 1Cor. 7.11. Ele é muito claro quando escreve: que fique sem casar. A sra. Sabe o que quer dizer ficar SEM casar? É permanecer sozinho mesmo divorciado. Porque? Porque Paulo conhecia o que Jesus havia ensinado no capítulo 19.9 de Mateus… Veja que no versículo 10 de 1Cor. 7, Paulo escreve: mando, NÃO EU mas o Senhor… Então Paulo sabia que o Senhor Jesus havia mandado aos divorciados, que nesta passagem ele chama de apartados, que não se casem novamente. Paulo está dizendo em outras palavras: O Senhor manda aos casados que se apartaram que fiquem sem casar OU que, se querem algum companheiro, que se reconciliem com o cônjuge. Não há brechas para novo casamento. Inclusive, na lei brasileira há alguns impedimentos ao casamento como, por exemplo, é proibido casar primo com primo. Também Deus proíbe e reprova certos tipos de casamento como casarem pessoas do mesmo sexo (Rom. 1.27) Ele também proíbe o casamento de crentes com ímpios (2Cor. 6.14,15) e também reprova o casamento de divorciados (Mat. 19.9). Então eu acredito que se seu companheiro era casado legalmente, mesmo tendo comparecido diante de um juiz humano segunda vez, este seu casamento não tem valor diante do Senhor, ou seja, a sra. está livre para casar com quem o Senhor lhe direcionar. Faça prova com Deus e descobrirá esta verdade. Que Deus a ajude!
  15. Rilson diz:
    Graça e paz aos irmãos. Amados, o Senhor me entregou uma revelação sobre este assunto dentro de Sua Palavra por estes dias. Deus me fez enxergar algo que ainda não havia visto e, por esta causa, considero para mim mesmo encerrada esta questão ainda que me disponho a comentá-la, se houver necessidade. Quero desde já agradecer ao irmão Roberto Soares a iniciativa de produzir este blog que tem certamente levado muitas pessoas a refletirem sobre o assunto. Acompanhem comigo esta passagem onde S. Paulo escreve sobre o assunto (estou usando a tradução Almeida Corrigida):
    1Cor. 7.10,11: Todavia, aos casados, mando, não eu mas o Senhor, que a mulher se não aparte do marido. Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.
    Os srs. perceberam a clareza do texto? Vamos analisá-lo cuidadosamente. A expressão “aos casados” mostra que o apóstolo começa a dirigir sua palavra exclusivamente para pessoas que estão de fato casadas portanto, não podem ser incluídas aqui amigados, nem noivos, nem namorados. A expressão “mando” encontrada no mesmo versículo, mostra que tal orientação não é um conselho mas um mandamento, uma ordem, a vontade de Deus revelada para quem é casado. A expressão “não eu mas o Senhor” acredito ser a chave para o pleno entendimento do assunto porque o apóstolo está se excluindo do tema e colocando o Senhor como aquele que tem a palavra da verdade sobre o assunto. É como se Paulo estivesse dizendo: Eu apenas vou escrever o que o Senhor manda àqueles que são casados. Então já que Paulo vai passar agora a escrever o mandamento do Senhor a respeito do assunto, eu pergunto: A qual passagem, ou passagens, bíblica o apóstolo vai se referir? Ou será que Paulo acaba de receber uma revelação ou profecia de Deus naquele exato momento em que escrevia a carta como se estivesse escrevendo: assim diz o Senhor aos casados? Porque Paulo esteve com Pedro (Gál. 1.18). E esteve pessoalmente com Tiago (Gál. 1.19). Então Paulo certamente os ouviu falar a respeito da palavra de Jesus sobre o assunto… Vejamos duas passagens onde o próprio Jesus fala sobre casamento e adultério: Mateus 5.32 ; Mateus 19.9; A qual das duas Paulo estava se referindo quando disse: “não eu mas o Senhor?”.
    A expressão: “que a mulher se não aparte do marido” no final do vers. 10 revela o que o Senhor realmente planejou para os casados que é de uma união indissolúvel, ainda que em meio a tribulações diversas. Então agora ele vai escrever de forma clara o que o Senhor estava realmente ensinando no Evangelho sobre o assunto, ou seja, Paulo vai passar a interpretar o que todas as palavras que o Senhor Jesus disse sobre o tema queriam dizer. Ele vai agora, no próximo versículo, nos dar a entender, sem rodeios, a interpretação de tudo o que o próprio Senhor ensinou sobre casar, divorciar e recasar. Então ele escreve: “Se, porém, se apartar” . Nesta expressão ele abre uma possibilidade para o apartar-se, a separação, porque Jesus mesmo disse que o homem não deveria separar aquilo que Deus uniu (Mat. 19.6) Mas ninguém é obrigado a viver sob a servidão, sob maus tratos, a viver a vida toda sofrendo se pode ser livre. Agora, se não “deu certo” então quem dá as ordens para o que fazer certamente deve ser quem instituiu o casamento e não um pastor, padre, teólogo, nenhum homem: “que fique sem casar”. Será que nós paramos para analisar esta expressão? Ou estamos com nossos ouvidos fechados para a verdade (2Tim. 4.4)? Sabe o que é ficar sem casar? É algo de outro mundo? É difícil de entender? Pode mesmo ser difícil de suportar, mas não de entender. Fique sem casar é ficar sem nenhum companheiro(a). “Ou” esta expressão não precisa ser gramático para saber que aqui o apóstolo está apresentando mais uma alternativa para resolver a situação em caso de separação: “que se reconcilie com o marido”. A palavra reconcilie sugere voltar a viver no estado anterior. Sugere não divorciar-se. Sugere perdão e recomeço partindo de onde havia parado. O versículo 11 encerra o apóstolo fechando o assunto assim como encerrou o vers. 10: “e que o marido não deixe a mulher” Mais uma vez é mencionada a vontade de Deus para os casados. Notem bem as duas expressões que encerram os versículos 10 e 11:
    10 – …que a mulher se não aparte do marido;
    11 – …e que o marido não deixe a mulher.
    É como se Paulo estivesse dizendo: o Senhor manda a nenhum nem outro apartarem-se. Agora resumindo tudo o que escrevi podemos entender como se Paulo estivesse escrevendo assim: “Senhores casados, eu não vou escrever o meu mandamento para vocês, mas o mandamento do Senhor, aquilo que Ele mesmo quis dizer em todo o Evangelho todas as vezes em que falou sobre o assunto, e o mandamento é este: não se separem um do outro, mas se vocês chegarem a se separar, fiquem sem casar outra vez e se não puderem ficar sozinhos, não divorciem e casem com outra pessoa, mas reconciliem-se.”
    Amados volto a dizer que para mim este assunto está encerrado e agradeço a Deus por me ter dado esta revelação da Sua Palavra. Que o Senhor vos abençoe e vos faça enxergar esta simples verdade para podermos todos nós sermos achados dEle vivendo conforme a Sua vontade.
  16. Chrystian diz:
    Não sou muito de comentar em blogs, mas preciso comentar algo aqui.

    Pedro, cara, segundo seu ponto de vista uma pessoa divorciada que não aguentar ficar solteira (e pra não entrar no pecado de prostituição), pode se casar novamente, certo?

    A bíblia diz que isso é pecado, adultério. Sem mais. Simples. É uma carta falando DIRETAMENTE o que tem que ser feito, e não uma parábola de Jesus que precisa de interpretação.

    Segundo seu ponto de vista todo mundo poderia pecar por que “não aguenta” viver sem certa coisa, cara. Seria a mesma coisa de um cara desviar um dinheiro da empresa que trabalha, alegando que o salário é pouco e ele precisa daquele dinheiro “a mais”, pra dizimar. Ou seja, deixou de pecar roubando a Deus, mas está pecando roubando a emprega que trabalha.

    Outra coisa: se um cara não suporta (aguenta) viver solteiro, isso não pode NUNCA ser desculpa pra casar-se novamente… Jesus não suportou tudo por nós, nos dando o exemplo que podemos suportar todas as coisas?

    Graça e paz de Cristo.

    • Há diferença entre necessidade real e capricho.Jesus não nos deu o exemplo de alguém que tudo suportou, mas de alguém que suportou o que era necessário suportar.
      • Chrystian diz:
        Concordo contigo, Roberto. Necessidade real é diferente de capricho, e talvez eu não soube exemplificar bem o que eu quis dizer no meu comentário… Mas não justifica um cara entrar em adultério casando-se novamente por que não aguenta ficar sem renunciar sua carne sexualmente, ou emoções (de se apaixonar por outra pessoa). Divorciado precisa suportar, já que é necessário.

        “Tudo posso naquele que me fortalece”, que em outra tradução é “com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação.”. Cristo fortalece, então o divorciado PODE enfrentar a situação, por que Ele dá a força.

        Paz.

        • Nem tudo se resolve na espiritualidade.Paulo dizia que ninguém devia ficar muito tempo sem sexo para não haver risco de cair.Sexo e afeto são necessidades do ser humano e Deus não ia proibir esse tipo de coisa.Deus fala contra práticas ruins, Ele quer que renunciemos o que é mal e não as nossas necessidades.Uma coisa é renunciar ao desejo de momento e outra é passar a vida toda sem se relacionar só porque errou numa escolha anterior.Isso é ir contra a natureza.Paz.
          • Rilson diz:
            Sr. Roberto. Nós sabemos que os líderes católicos, padres, freiras, não pregam a verdade quando dizem em seu Credo: “creio na santa igreja católica” que de santa não tem nem mesmo as imagens. Mas eles mesmos suportam toda essa necessidade física e humana por amor
            à crença que possuem mesmo não tendo o Espírito Santo em suas vidas pois só tem o Espírito quem recebe Jesus com Senhor e Salvador (Atos 2.38; Ef. 4.30; Rom. 8.9) Agora, como é que um crente que tem até algo a mais que um católico, que sente a real presença de Deus, que tem a unção do Santo, não consegue nem mesmo com ajuda do Consolador, suportar tal situação? Será que o poder de consolação do Espírito é parcial? Ou Ele deixou de ajudar-nos nas nossas fraquezas? (Rom 8.26) No seu comentário o senhor afirma: “…Ele quer que renunciemos o que é mal e não as nossas necessidades…” Mas casar novamente, estando o cônjuge ainda vivo, não é mal? Ou já deixou de sê-lo? Se não é mal, é bem? “Ai dos que ao mal chamam bem (Is. 5.20). Agora, sabemos que é mal e não bem porque se passou a ser bem, todos os casados que estão insatisfeitos com seus relacionamentos podem agora mesmo se divorciar, sejam crentes ou não, e podem casar com quem quiserem. E se descobrirem que não estão satisfeitos ainda, podem ficar experimentando vários relacionamentos e casamentos até acharem um par ideal. Podem brincar à vontade com os sentimentos do outro, não importando se já estão na décima ou vigésima tentativa. Vamos todos divorciar que tá liberado. Brincadeira! Assim, a palavra do casamento fica muito diferente da que está escrita. (1Cor. 7.28; Mat. 19.11)
          • Há pessoas que tem o dom para viverem sozinhas.São exceções.Jesus diz que haviam alguns eunucos por amor ao Reino de Deus.Não é o caso de todo irmão que se separa.Não é intenção de Deus que todo que casou errado seja obrigado a se tornar eunuco.

            Cuidado com o juízo que faz dos católicos, pois, embora eles estejam enganados em muitas coisas, podem ser aceitos por Deus, assim como todos nós também nos enganamos em muitas coisas e ainda assim somos aceitos.Deus conhece o coração, não fica preso nas aparências e nem nos conhecimentos teóricos de ninguém.

          • Chrystian diz:
            “Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.” (I Coríntios 7 : 10,11)

            O Senhor é claro em dizer que deve ficar sem casar ou que se reconcilie com o marido. Nada de “eu creio assim e assado”, isso é claro.

            “Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.” (I Coríntios 7 : 9)

            Pra quem ele tá falando isso aqui? Pra quem é solteiro ou casado? O versículo anterior é bem direto e responde essa pergunta: “Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu.” (1 Coríntios 7:8)

            Ou seja, divorciados não estão inclusos nesta lista. E como falei acima, o Senhor é claro em dizer que o divorciado não deve ser casar novamente ou que se reconcilie com seu marido/esposa.

            Paulo é bem claro nas suas coisas, e se fosse por causa da vinda do Senhor, ele (aqui sim, uma opinião minha) ele assim teria dito.

            “não propõe nunca que se resolva desejo sexual somente com oração de algum forma miraculosa e sim que se sacie o desejo da maneira mais saudável possível” e que maneira seria a mais saudável possível? Com certeza seria a pessoa se reconciliar com seu parceiro “antigo”. Nao há em nenhum lugar na bíblia recomendando ou dizendo que é certo divorciar (e ainda mais casar novamente!), pelo contrário… a Bíblia está repleta de textos em que Deus fala claramente disto.

            Vejamos: “Porque o senhor, o Deus de Israel diz que odeia o repúdio, e aquele que encobre a violência com a sua roupa, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais.” Malaquias 2:16

            Se for ler o contexto, é Deus falando pra não trair a mulher da sua mocidade, logo, não repudiala, pois Deus ODEIA o repúdio.

            “E, aproximando-se dele os fariseus, perguntaram-lhe, tentando-o: É lícito ao homem repudiar sua mulher?
            Mas ele, respondendo, disse-lhes: Que vos mandou Moisés?
            E eles disseram: Moisés permitiu escrever carta de divórcio e repudiar.
            E Jesus, respondendo, disse-lhes: Pela DUREZA dos vossos corações vos deixou ele escrito esse mandamento;
            Porém, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea.
            Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á a sua mulher,
            E serão os dois uma só carne; e assim já não serão dois, mas uma só carne.
            Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” Marcos 10:2-9

            “o que Deus ajuntou não o separe o homem”… O divóricio é Deus separando, ou são os homens? Claramente isso é coisa de homens!

            “E em casa tornaram os discípulos a interrogá-lo acerca disto mesmo.
            E ele lhes disse: Qualquer que deixar a sua mulher e casar com outra, adultera contra ela.
            E, se a mulher deixar a seu marido, e casar com outro, adultera.” Marcos 10:10-12

            Jesus é bem claro aqui, não tem nem o que discutir.

            Agora um texto bem claro que acabei de descobrir:

            “Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.” Romanos 7: 2,3

            Mais uma vez a Bíblia sendo bem direta quanto ao assunto. Creio que neste texto nem tem o que ser discutido.

            Por onde quer que corra, a bíblia nunca permitiu o divórcio (nem no caso de Mateus 19:9, que exige um estudo um pouco mais aprofundado sobre o versículo no caso da tradução em algumas versões).

            Bom, é isso. Paz!

        • Rilson diz:
          Concordo com você, Chrystian, e fiquei impressionado com o exemplo da pessoa que furta a empresa para dar o dízimo. É muito difícil alguém ficar só por amor a Palavra de Deus. Ela tem que suportar a solidão, a falta de companheirismo, a falta de satisfação da necessidade humana colocada por Deus em seu corpo, a falta de carinho e tantas outras coisas. Em 2Tim. 2.10 o escritor afirma que TUDO sofria (suportava) por amor dos escolhidos…E nós? Que uma situação tão adversa dessas, se acontecer conosco, nunca nos seja motivo para falsificarmos a verdadeira Palavra de Deus afirmando que ela diz o que Ela nunca disse. (2Cor. 2.17). Um abraço.
          • Chrystian diz:
            Obrigado, Rilson. Glórias sejam dadas a Deus. É muito verdade tudo que você disse… hoje em dia, pelas nossas vaidades, não queremos mais viver de acordo com a Palavra, pelo amor a ela. Vai chegar numa irmã e dizer: “ó, irmã, desculpa, mas essa sua roupa é um pouco indecente por isso isso e isso”, ou “irmão vc precisa deixar sua atual esposa pois ela é de um segundo casamento”, pra ver! Dá briga! Rsrs… Abraço, e paz!
  17. Fabiano Silva diz:
    Graça e Paz!!

    Vejo os comentários e cada vez nos cristão contradizemos as coisa que acreditamos. Vamos supor que os irmãos que são contra o divórcio estejam certos!
    Não estou falando que estão certo estou supondo!
    Hoje vejo casos de maridos que batem em suas esposas etc. Isso acontece muito tanto no mundo quando dentro da igreja, não adianta fala que não acontece porque acontece.
    Nos cristão gostamos de tampa o Sol com a peneira.
    Vamos lá, então se uma mulher apanha do seu marido e vive infeliz, será que ela não tem o direito de divorciar e ser feliz com outra pessoa? Ou será que ela deve viver sua vida apanhando até que o marido a mate?
    Será que é está escolher que Cristo quer para aquela mulher? Viver apanhando do seu marido até que a morte o separem?
    Quando a bíblia mencionar o casamento e fala sobre o divórcio, eu acredito que Jesus falava do casamento que Deus!!! Casamento que Deus uniu homem não separa!! Mas nem todos casamento que acontece nas igrejas não são feitos por Deus e sim por escolha do homem, muitos nem buscam ou ora para saber se é ou não é do agrado de Deus!!
    Vamos lá Jesus falando sobre o Divórcio Mateus Cap. 19.

    Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?

    Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez,

    E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?

    Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.

    Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?

    Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.

    Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.

    Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar.

    Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido.

    Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.

    Nesta passagem os fariseus daquela época queria tenta coloca Jesus na parede, pois Jesus na sua caminha quebrou das varias leis mosaicas, a intenção dos fariseus era prova que Jesus não era Cristo e tentou fazer Jesus descorda da lei mosaicas por isso a bíblia destaca (tentando-o, e dizendo-lhe). Mas Jesus na sua tremenda sabedoria deu uma ótima resposta para aqueles fariseus.

    Vamos destacar a pergunta do fariseus (É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?) ele perguntou por qualquer motivo. Antigamente e nos dias atuais o ser humano tem uma visão assim, a grama do visinho e mais verde do que a minha!!!
    Que dizer ele tem sua esposa, mas aparece uma mais bonita ainda, ele vai se separar e corre atrás daquela… Quando Jesus falou ele falava sobre este tipo de separação.
    Ele quiser dizer que o homem e mulher tem que lutar pelo seu casamento e não se separar por qualquer motivo com está acontecendo hoje em dia, teve uma briga já pedem divórcio, o ser humano não que mais saber de lutar pelo seu casamento, era isso que Jesus estava falando na aquela época, ele queria que o homens lutasse pelo seu casamento. Antigamente as mulheres não tinha tanto valor para homens e tanto que ser uma mulher fosse repudiada elas viravam prostitutas etc. Jesus no seu argumento não queria que isso ficassem acontecendo, por isso Deus permitiu a carta de divórcio.. Porque naquela época a mulher era a mais prejudicada da historia… Hoje não, elas levam quase tudo kkkkk, brincadeira mulheres, foi só para descontrair o ambiente.
    Acredito que se um casal lutou de todas as formar para manter seu casamento, fez encontro de casal, orou muito pedindo o Senhor uma solução, buscou ajuda e mesmo assim não conseguiram ficar junto, sou a favor do divorcio e sou a favor que casem novamente para viver uma vida feliz em Cristo.
    Mas irmão se eu casar novamente eu estou em pecado!! Vou te dizer algo meu querido você crer que o sangue de Jesus pode perdoa todos os pecados menos um que a blasfêmia com o Espírito Santo?
    Você crer que mesmo que você casou novamente ou venha casar, o sangue de Jesus e capaz de perdoa os seus pecados? A bíblia nos fala que Deus considerar Davi um homem segundo o coração dele!!!! Davi adulterou, pegou a mulher do seu amigo ou melhor dizendo uns dos seus valentes, Davi assassinou Urias para ficar com sua mulher.. Claro Deus o castigou pelo a seqüências de falhas que Davi cometeu, mas Deus também transformou tremendamente a vida de Davi e Bate-seba é tanto que Salomão foi fruto desse relacionamento. Um dos grande reis, mais sábio.
    Agora imagina se Davi estivesse nas mãos de nos crentes… coitado de Davi, tava lascado!!! Kkkkkkkkk
    Doutores da palavra de Deus, vamos deixa estes julgamento ou estas considerações para o próprio Deus julgar como fez com Davi. Não vamos vira as costa para uma pessoa que se divórcio ou casou novamente. A falha da igreja e condenar as pessoas pelos atos, mas esquecemos que somos eleitos de Deus e não o próprio de Deus para julga.

    Graça e paz para todos.

    • Chrystian diz:
      “você crer que o sangue de Jesus pode perdoa todos os pecados menos um que a blasfêmia com o Espírito Santo?”

      Sim, creio. Desde que haja arrependimento SINCERO. Uma coisa é a pessoa pecar uma vez, se arrepender, e nunca mais fazer (assim como Davi fez). Outra coisa a pessoa estar em constante pecado (no caso, adultério)! Casar novamente é viver em constante adultério, e não havendo arrependimento sincero, não há perdão. Palavra simples, porém dura.

      Davi adulterou, mas ele não continuou no seu pecado. Após a morte de Urias, ele casou-se com Bate-seba.

      Se um recasado se arrepender do seu pecado atual, ele deverá tentar reconciliação com sua primeira esposa, e se não houver chance disso, viver só.

      “Vamos destacar a pergunta do fariseus (É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?)”

      De onde você tirou esse “por qualquer motivo”? Em nenhuma versão da bíblia que conheço tem isso, e vou citar algumas aqui:

      Versão Almeida Corrigida e Revisada Fiel:
      “E, aproximando-se dele os fariseus, perguntaram-lhe, tentando-o: É lícito ao homem repudiar sua mulher?” Marcos 10:2

      Versão Almeida Revisada Imprensa Bíblica:
      “Então se aproximaram dele alguns fariseus e, para o experimentarem, lhe perguntaram: É lícito ao homem repudiar sua mulher?” Marcos 10:2

      Nova Versão Internacional (NVI):
      “Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova, perguntando: “É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher?” Marcos 10:2

      Versão Católica:
      “Chegaram os fariseus e perguntaram-lhe, para o pôr à prova, se era permitido ao homem repudiar sua mulher.” Marcos 10:2-3

      Sociedade Bíblica Britânica:
      “Chegaram alguns fariseus e, para o experimentarem, perguntaram-lhe se era lícito a um homem repudiar sua mulher.” Marcos 10:2

      Versão King James (Inglês):
      “And the Pharisees came to him, and asked him, Is it lawful for a man to put away {his} wife? tempting him.” Marcos 10:2

      Veja que em nenhuma versão, ou pelo menos na maioria conhecidas, não existe isso de “por qualquer motivo” no texto, logo não é válido nada que o Irmão discorreu sobre no seu comentário.

      “Vamos lá, então se uma mulher apanha do seu marido e vive infeliz, será que ela não tem o direito de divorciar e ser feliz com outra pessoa? Ou será que ela deve viver sua vida apanhando até que o marido a mate?”

      Bom, o que realmente deveria ser feito seria ela orar com fé, e Deus transformar o caráter dele. Deus simplesmente PODE (tem poder) pra fazer isso. Mas como isso hoje em dia é praticamente nulo para os cristãos atuais, a coisa mais coerente a fazer seria DENUNCIAR esse cabra, rsrs e depois ela viveria só, como o apóstolo Paulo diz (aliás O Senhor MANDA) em 1 Corintios 7:10-11 “Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido.
      Se, porém, se apartar, QUE FIQUE SEM CASAR, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.
      1 Coríntios 7:10-11″

      Veja que Deus MANDA, ou seja, é mandamento!

      Que Deus te dê discernimento para tudo!

      Paz.

      • Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova. E perguntaram-lhe: “É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher por qualquer motivo?
        Mateus 19:3
        • Chrystian diz:
          Verdade! Desculpem-me… na pressa, acabei não lendo que era a referência de Mateus, e não de Marcos.

          Mas mesmo assim, esse versículo só fala do divórcio, e não do recasamento, então não altera nada do que falei acima rsrs

          Paz!

          • Fabiano Silva diz:
            Roberto, muito obrigado por mostra a referancia para nosso amigo.. Que se preocupor em fala que destocir a palavra e não leu direito a minha referencia faz parte, todos nos estamos sugeito ao erro…
            Esdra Cap. 10.

            1 Ora, enquanto Esdras orava e fazia confissão, chorando e prostrando-se diante da casa de Deus, ajuntou-se a ele, de Israel, uma grande congregação de homens, mulheres, e crianças; pois o povo chorava amargamente.
            2 Então Seeanias, filho de Jeiel, um dos filhos de Elão, dirigiu-se a Esdras, dizendo: Nós temos sido infiéis para com o nosso Deus, e casamos com mulheres estrangeiras dentre os povos da terra; contudo, no tocante a isto, ainda há esperança para Israel.
            3 Agora, pois, façamos um pacto com o nosso Deus, de que despediremos todas as mulheres e os que delas são nascidos, conforme o conselho do meu Senhor, e dos que tremem ao mandamento do nosso Deus; e faça-se conforme a lei.
            4 Levanta-te; pois a ti pertence este negócio, e nós somos contigo; tem bom ânimo, e faze-o.
            5 Então Esdras se levantou, e ajuramentou os principais dos sacerdotes, os levitas, e todo o Israel, de que fariam conforme esta palavra; e eles juraram.
            6 Em seguida Esdras se levantou de diante da casa de Deus, e entrou na câmara de Joanã, filho de Eliasibe; e, chegando lá, não comeu pão, nem bebeu água, porque pranteava por causa da infidelidade dos do cativeiro.
            7 E fizeram passar pregão por Judá e Jerusalém, a todos os que vieram do cativeiro, para que se ajuntassem em Jerusalem;
            8 e que todo aquele que dentro de três dias não viesse, segundo o conselho dos oficiais e dos anciãos, toda a sua fazenda se pusesse em interdito, e fosse ele excluído da congregação dos que voltaram do cativeiro.
            9 Pelo que todos os homens de Judá e de Benjamim dentro de três dias se ajuntaram em Jerusalém. Era o nono mês, aos vinte dias do mês; e todo o povo se assentou na praça diante da casa de Deus, tremendo por causa deste negócio e por causa das grandes chuvas.
            10 Então se levantou Esdras, o sacerdote, e disse-lhes: Vós tendes transgredido, e casastes com mulheres estrangeiras, aumentando a culpa de Israel.
            11 Agora, pois, fazei confissão ao Senhor, Deus de vossos pais, e fazei o que é do seu agrado; separai-vos dos povos das terras, e das mulheres estrangeiras.
            12 E toda a congregação respondeu em alta voz: Conforme as tuas palavras havemos de fazer.
            13 Porém o povo é muito; também é tempo de grandes chuvas, e não se pode estar aqui fora. Isso não é obra de um dia nem de dois, pois somos muitos os que transgredimos neste negócio.
            14 Ponham-se os nossos oficiais por toda a congregação, e todos os que em nossas cidades casaram com mulheres estrangeiras venham em tempos apontados, e com eles os anciãos e juízes de cada cidade, até que se desvie de nós o ardor da ira do nosso Deus no tocante a este negócio.
            15 (Somente Jônatas, filho de Asael, e Jazéias, filho de Ticvá, se opuseram a isso; e Mesulão, e Sabetai, o levita, os apoiaram.)
            Nessa passagem houve uma exerção para o divorcio. A bíblia não destaca tudo o que ocorreu naquela época, mas apesar que as mulheres que o povo tinha casado era estrangeiras, o povo estava vivendo feliz com suas esposas.. Mas para fazer um conserto com Deus o povo teve que divorciar de suas mulheres, filhos e tudo que pertencia a elas.. Apesar de que aquele casamento não era da votande Deus os povos casaram.
            Se Deus quisesse ele podia transforma aquele casamento, mas Deus não fez assim, porque casaram fora da vontade de Deus. Correto?
            Você acredita que todos os casamentos hoje feitos na igreja e feito ou é da vontade de Deus?
            Muito casam para esconder o pecado da carne, outros por pressão da família, igreja e assim vai..
            A bíblia nos fala que quando você casar, o marido e a mulher ser torna uma só carne!!!
            Mas porque Deus não aceitou aqueles casamentos citados em Esdra? Deus podia transformar aquele casamento conforme a vontade dele, mas não fez assim.. Então irmão eu creio que Deus pode transformar vários casamento, por isso falei que o homem deveria lutar pelo seu casamento, mas creio também irmão, que tem casamento que não agrada a Deus e por isso ele não vai fazer nada com fez em Esdra… Tem coisa que você pode ora, esperniar, dar salto mortal e nada vai adiantar. Se não é da Vontade de Deus, não adianta irmão.
            Mas irmão Fabiano, o povo casou com estrangeiras e naquela época não podia!!!
            Idai hoje também não e bem visto uma pessoa da igreja casar com outra fora da igreja… E outra coisa irmãos, nem todos que estão na igreja podem-se chama cristãos, tem muito estrangeiros dentro das igrejas, muitos lobos vestidos de ovelha.
            O povo naquela época errou, teve que divorciar de suas mulheres e de seus filhos ai eu pergunto, o povo ficou sem casar novamente?
            Como será que a geração de Israel foi feita? Houve ou não houve um recasamento?
            Irmão eu não sou conhecedor da palavra, pois tenho muito que aprender e pesso a Deus que me der o entendimento. Eu acredito que no dia do arrebatamento, vamos ter muitas surpresas e muitas mesmo…
            Deus abriu uma exceção para o povo naquela época, os povos divorcior, casaram novamente e voltaram ter comunhão com Deus… Se o divorcio e o recasamento não é bem visto por Deus, porque ele aceito este fato? Deus estava contradizendo a si proprio? Não, pois a Biblia fala que ele é o mesmo ontem hoje e eternamente. Então existe sim uma exceção para o divorcio e para o recasamento. Deus não vai te condernar por ter casado novamente. Conheço pastores e pastoras que já casaram novamente e são instrumento nas mãos do Senhor. Quero que entenda irmãos, luta pelo seu casamento, faz tudo que pode fazer para recontruir seu casamento, ore, jejuam e buscão no Senhor.. Eu creio que ele pode mudar seu quadro de vida.. Mas se caso seu casamento chegou ao ponto final, não se condena ou não viva infeliz achando que Deus vai te condernar por isso. Deus conhece o coração de cada um e ele saber se você lutou mesmo pelo seu casamento ou não. Irmãos divorciados e que recasaram, se sua igreja não aceita-los, viraram as costas para você, procura outra que venha te aceita e busca no Senhor que só ele pode te dar a maior felicidade do mundo.
            Graça e paz.

      • Rilson Costa Pinho diz:
        Concordo com você, irmão. Alguns de nós tomamos às vezes decisões precipitadas e erradas em nossas vidas ou por não consultarmos a Deus ou por querermos demais algo que julgamos melhor e não sabemos esperar na direção do Senhor. Foi assim com Eva que teve a sentença imediata de seu erro juntamente com seu esposo. Então Deus não pode se obrigar aceitar que eu faça da minha vida o que bem quero sem me punir por meus erros. Como um Pai amoroso Ele sempre espera que eu O busque sempre mas jamais vai deixar de me dizer a verdade. E eu, como filho, preciso entender que Sua boa, agradável e perfeita vontade sempre será o melhor para mim porque Ele vê o futuro e eu somente o presente. Então se Ele já revelou Sua vontade que é a de um relacionamento “até que a morte nos separe”, eu não preciso viver procurando conselhos humanos para apoiar minhas decisões erradas. Se agora eu optei pelo divórcio porque não deu certo, Ele já me disse, antes de eu nascer, que devo permanecer SEM CASAR. (1Cor. 7.11)
    • Rilson Costa Pinho diz:
      Irmão Fabiano, desculpe-me mas não ficou muito clara sua posição sobre o assunto. Dá pra perceber que parece você é a favor de um segundo relacionamento após o divórcio. Eu agradeço muito a Deus por este blog do ir. Roberto porque ele me levou a estudar muito sobre o assunto tanto de escritores famosos que tem opiniões divergentes e principalmente a bíblia. Então eu penso que esse assunto envolve a salvação da alma da pessoa porque se ela estiver vivendo enganada e derepente morre, para onde vai? Agora, sobre o assunto, eu prefiro ficar com a Palavra quando diz: QUE FIQUE SEM CASAR (1Cor. 7.11)
      • Eu creio que nenhuma pessoa será condenada por estar errada sem saber, seja qual for o pecado que estiver cometendo.
      • Fabiano Silva diz:
        Irmão Rilson,
        Graça e Paz!

        Não recomendo para nenhum casal que ser separe e casam novamente, ao contrario sou a favor que lute pelo seu casamento até que chegue ao ponto que não der mais. O que eu quero que todos entendam que julgar uma pessoa por ter casado novamente é errado, não cabe a nós decidir, se está certo ou errado.
        Eu respeito sua posição meu querido, quando diz: QUE FIQUE SEM CASAR (1Cor. 7.11). E acredito que o irmão também respeite o meu ponto de vista.
        A minha única intenção aqui no blog e prova que teve sim um recasamento na bíblia e que ficar julgando uma pessoa por ter casado novamente é errado. Deus conhece o coração de cada um de nós e saber tudo que acontece ele saber o motivo que levou o casal a se separa e tudo mais!
        No dia glorioso que esta cada vez mais próximo, teremos que prestar conta de tudo que fizermos.
        Então irmãos ao invés de julgar uma pessoa por ter casado novamente, ajudar o mesmo na sua caminhada, não vire a costa para eles, não permite que eles venham voltar para mundo por causa de preconceito da igreja! Pois poderemos pagar um alto preço.

        Graça e Paz!!

        • Rilson diz:
          Amado, em nenhum momento temos procurado julgar ninguém ainda que, segundo a reta justiça, o possamos fazer (João 7.24) mas eu particularmente não devo usar desta prerrogativa pois todos somos iguais aos olhos do Senhor. Agora uma coisa é certa: precisamos analisar se não estamos lançando mão da bondade de nosso coração a ponto de estarmos nos voltando contra a vontade de Deus. Graça e paz.
  18. Fabiano Silva diz:
    O problema irmãos é que vocês batem sempre nas mesmas teclas e ficam agarrados apenas em alguns versículos.
    Agora depois de Ler Esdra, vão negar que teve um recasamento. Deus apertou para está questão de divorciar e novo casamento, porque senão ia virar uma putaria danada. Desculpam o termo usado irmãos.
    A pesar que hoje esteja assim, casam e amanhã separa e depois casam novamente e assim vai. Imagina se isso acontecesse nas igrejas, nos não seriamos um exemplo, não teria diferencia entre nos e o mundo. Por isso Deus não aceita isso no meio do seu povo, mas não quer dizer que se você divorciar, terá que vive solteria por resta da vida. Deus só não que quer seu povo ficar nessa de casar, divorcia, casar, divorcia e assim vai….

    Graça e Paz

    • Chrystian diz:
      Mas em Esdras não fala que todos estavam casados com estrangeiras, então a geração de Israel pode ter sido feita daí.

      Naquela época não havia nada falando sobre recasamento e eu não conheço os costumes deles a fundo pra dizer se não houve recasamento, e até acredito que houve… poligamia era o mais comum entre os reis, então imagine recasamento… como diz John Piper “casamento no antigo testamento era uma bagunça!”, ou algo parecido.

      No Novo Testamento nos diz que divórcio só poderia ser por fornicação (Mateus 19:9), ou se o cônjuge descrente quiser, como em 1 Corintios 7:15 diz: “Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.”

      Apenas nesses dois casos (que eu conheço) é permitido o divórcio. A bíblia não fala sobre recasamento, a não ser pra dizer que é adultério.

      Deus compara o casamento a si próprio quando diz que os dois serão um, assim como a trindade. Casados são uma só carne (literalmente falando, sim, essa carne sua junto com pele e tudo), e eu duvido alguém que consiga se separar dela. Não creio que Jesus possa se separar do Espírito Santo ou de Deus, e vice-versa, pois são um. Jesus compara a vinda dele como um casamento, vindo se casar com sua noiva (a igreja)… será que Jesus se divorciaria da sua esposa após esse casamento? Nós, como noivas desposadas, vivemos traindo Jesus com nossos pecados, mas nos arrependemos e somos perdoados por ele.

      Isso é uma reflexão minha, não o que a Bíblia diz… mas que tem coerência, tem.

      Graça e Paz!

  19. Fabiano Silva diz:
    Meu querido irmão!
    Na palavra a segui fala no plural (ós temos sido infiéis para com o nosso Deus, e casamos com mulheres estrangeiras dentre os povos da terra) ele não menciona algumas de nos casamos com mulheres estrangeiras.
    Não adianta irmão, seus argumentos não te base!! Se tever-se sido só alguns, eles teriam destacado isso para não haver confusão…. Deus não é um Deus de confusão.
    No verso 15 (Somente Jônatas, filho de Asael, e Jazéias, filho de Ticvá, se opuseram a isso; e Mesulão, e Sabetai, o levita, os apoiaram.) a biblia destaca as pessoas que não concordaram com aquela situação.
    Portanto estou falando o que está na biblia e não do costume do povo judeus. Existe uma diferencia entre costume e a palavra de Deus!!! Nem toda doutrina ensinada na igreja vem da palavra de Deus e sim de costume da igreja. Por tanto irmão, você não tem uma base biblica que me prove que não houve recasamento no livro de Esdra!

    (Deus compara o casamento a si próprio quando diz que os dois serão um, assim como a trindade. Casados são uma só carne (literalmente falando, sim, essa carne sua junto com pele e tudo), e eu duvido alguém que consiga se separar dela. ) Quando Deus fala sobre este casamento ele fala o casamento feito por ele. Casamento feito por Deus. Repetindo o casamento que Deus unir o homem não separar.. A biblia e clara ao fala sobre o casamento que Deus uniu! Mas existem aqueles fora da direção dele com foi citado em Esdra. Não adianta amigo, Jesus não conseguiu converso a todos que ele era Cristo, vai dizer eu que vou conseguir colocar algo na cabeça de alguém! Minha intenção não é incentiva o divorcio mais sim evitar uma rejeição as pessoas que casaram de novos. Isso que muita igreja está fazendo.
    Vamos ter cuidado, pois já falei no dia do arrebatamento vamos ter muita surpresa.

    Graça e Paz!

  20. Concordo com o Fabiano no primeiro comentário. Achei muito interessante a colocação dele. Abraços.
    Acesse : Como baixar vídeos do Youtube?
  21. kk diz:
    Para o Fabiano: Mais alguém sensato além do Pedro postou algo interessante, affff,essa discursão teologica é o ohhh,da até calo nas vistas!!!! Agora quem não peca aí levanta a mão ou da um joinha!!rsrsr
    Porque os santarrões estudiosos da palavra concerteza ta todo mundo com a vida supinpa,sem deslize e sem defeito né mes????? Ou melhor o assunto é divorcio né, os defensores do “até q a morte nos separe”,ta todo mundo casadinho e feliz,ou ainda é solteiro,ou sofre hoorrores com a solidão e não consegue entender porq q Deus deixou tal proibição, e ja leu e releu a biblia pra ver se encontra algum respaldo biblico pra se livrar da punição né mes!!!!!E os que são a favor do divorcio e do segundo casamento, ja divorciou,ou ta no segundo,no terceiro,no quarto casório né? E os que ficam em cima do muro são os q defendem o “não podemos julgar”, só Deus é o juíz,certo!!!!rsrsrs,haaa é brincadeira, a verdade é q cada um sabe onde aperta o calo….fuiz
  22. ricardo diz:
    é triste quando interpretamos a biblia do nosso jeito, mesmo sabendo que estamos errados, enganando a nós mesmo. Sabe o que é isso? vontade de pecar, não conseguindo fiugir do pecado, acaba dizendo que algumas coisas erradas, não chega a ser um é pecado.

    Eu vi um texto seu sobre masturbação, é possivel se masturbar sem pensar em sexo?

    • Não sei se é, mas o pensar em sexo não é necessariamente pecado.
      • Rilson diz:
        A bíblia responde em 1Cor. 6.18: “Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.” Também em Gên. 38.9-10 Onã é morto pelo Senhor por derramar o sêmen na terra , ou seja, fazer do sêmen coisa vã e é isto que faz uma pessoa quando se masturba. Pelas escrituras apresentadas acredito que tal ato é reprovado pelo nosso Deus.
  23. emerson diz:
    DAVI NAO COMETEU MAIS ADULTERIO COM BETE SEBA PQ MATOU O MARIDO DELA… COMO LI UM COMENTARIO DE UMA IRMÃ ESSES DIAS ELA DIZIA : ESSES RADICAIS ENTENDEM ENTAO Q O MARIDO Q MATOU A EX MULHER E CASOU DE NOVO E SE ARREPENDEU TEM MUITO FACIL ACESSO AO CÉU; ENQUANTO O DIVORCIADO Q SE CASOU DE NOVO , NO SENHOR; TA NO INFERNO. DEUS TRATA CADA CASO DE UMA MANEIRA. OS RÁDICAIS DIZEM;TEM Q ABANDONAR O ERRO. USAM EXEMPOS ASSIM: SE VC ROUBOU UM CARRO E SE CONVERTEU, TEM Q DEVOLVER O CARRO, COMO MUDANÇA DE ATITUDE CERTO? CONCORDO, MAS SE ELE ROUBOU UM BANCO? OU 8 BANCOS COMO A QUADRILHA Q EU PERTENCIA FAZIA , COMO FARIA?
    E A MÃE SOLTEIRA Q TEM UM FILHO NO ERRO?
    OQ FAZER COM A CRIANÇA?
    HA COISAS Q NÃO TEM COMO MUDAR. EU NUNCA VI NOS EVANGELHOS JESUS INTERROGANDO ALGUEM E QUESTIONANDO SUA CONDIÇÃO CONJUGAL… ELE DISSE A MULHER SAMARITANA; VAI E CHAMA TEU MARIDO. ela disse : não tenho marido.; AO QUE ELE DISSE: TIVESTE 5 MARIDOS, E OQ AGORA TENS ÑAO É TEU MARIDO. O PRÓPRIO SENHOR JESUS RECONHECEU OS MARIDOS Q ELA TEVE. OQUE AGORA VC TEM , ; NAÕ É TEU MARIDO, A SITUAÇÃO DO ULTIMO ERA IRREGULAR, ,,, NUNCA VEJO E NUNCA VÍ EM NENHUM SERMÃO OU MENSAGEM DE TANTOS HOMENS DE DEUS, ALGUM DELES DIZENDO; VC QUE ´E RECASADO , NAO VENHA P JESUS, POIS VC ESTA EM PECADO DE ADULTERIO CONTINUO E NÃO ADIANTA. . . . NA AFRICA UM PREGADOR NEGOU O BATISMO HÁ UM MULÇUMANO RECEM CORVERTIDO, PELO MESMO POSSUIR 2 MULHERES, O MESMO VAI EMBORA TRISTE , COM O FATO. SEMANAS DEPOIS ELE VOLTA E PEDE NOVAMENTE O BATISMO. O PASTOR LHE DIZ Q BIBLICAMENTE NAO PODE FAZE LO. ele diz; não pastor posso me casar, pois ontem, conversando com as duas , escolhi a que casei primeiro, a segunda pediu me para q a matasse, pois para nossa cultura é desonra para uma mulher, ser abandonada ; então a matei.E agora posso me BATIZAR. FELIPE QUANDO É IMPULSIONADO PELO ESPIRITO SANTO , E PREGA AO EUNUCO EM ATOS 8 E DIZ: É LICITO VC SE BATIZAR SE CRERES DE TODO CORAÇÃO. AO Q ELE DISSE: CREIO QUE JESUS CRISTO É O FILHO DE DEUS. E FELIPE O BATIZOU.. A LETRA MATA , MAS O ESPIRITO VIVIFICA. CADA CASO É UM CASO. AS IGREJAS PARA ACEITAR UM CASAL EM COMUNHÃO PEDEM A CERTIDÃO DE CASAMENTO PARA BATISMO PORQUE ENTENDEM Q AQUELE DOCUMENTO TEM VALOR LEGAL, E RATIFICA O CASAMENTO, PERMITINDO ESSE CASAL ENTRAR EM COMUNHÃO, SE BATIZAR , PARTICIPAR DA SANTA CEIA, ETC…. POREM O DOCUMENTO EXPEDIDO PELO MESMO JUIZ SENDO DE DIVÓRCIO É VISTO COMO ALGO ABOMINAVEL…É COMPLEXO. ISSO Q NEM VOU ENTRAR NESSAS QUESTÕES DE TERMOS GREGOS , HEBRAICO, ARAMAICO, DAS TRADUÇÕES… AGORA PERGUNTO? UM RECASADO VEM PARA A IGREJA , SE CONVERTE OBRA ESSA REALIZADA PELO ESPIRITO SANTO, DAI É BATIZADO PELO ESPIRITO SANTO, É TRANSFORMADO, NASCE DE NOVO, BEBIA ÑAO BEBE MAIS, ROUBAVA E NÃO ROUBA MAIS , ADULTERAVA, pois traia essa sua segunda esposa, E AGORA ELE NÃO TRAI MAIS E VEM ESSES RADICAIS DIZER Q ESSE CRISTÃO TA INDO PARA O INFERNO?????????? ORA IRMÃOS QUE É ISSO? EM ATOS CAPITULO 15 EM RELALÃO AO CONCILIO EM JERUSALEM, ONDE ESTAVA SENDO TRATADO OQUE PAULO ESTAVA PREGANDO PARA OS GENTIOS RECEM CONVERTIDOS FOI DETERMINADO OQUE?
    PEDRO , TIAGO DISSERAM; VAI LÁ PAULO E VE SE ELES SÃO RECASADOS TAMBEM, E PROIBE ISSO, CERTO? NÃO. ATOS 15 VS 28 e 29: que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos idolos, e do sangue, e da carne sufocada, da prostituição. GENTE ISSO É SÉRIO, É NOVO TESTAMENTO, E FOI ENSINADO PARA NÓS QUE ERAMOS GENTIOS, AGORA COMO CONVERTIDOS: IGREJA, ,,,,, NÃO VEJO NINGUEM Q TÁ TÃO PREOCUPADO COM OS Q SE MACHUCARAM COM O DIVORCIO E NOVO CASAMENTO, PONDO ESTES NO INFERNO, PQ ELES NÃO ESTAO DIZENDO AS PESSOAS Q É PROIBIDO COMER CHURISSO ,CHURISSO É SANGUE, E CARNE SUFOCADA? ESSAS PESSOAS VÃO PARA O INFERNO? TEMOS QUE ESTAR ATENTOS. CONHEÇO HOMENS QUE ERAM BANDIDOS , ASSASSINOS, DROGADOS , PERVERTIDOS, NUM SEGUNDO CASAMENTO, OU FIZERAM ISSO DEPOIS POIS AS EX. ESPOSAS OS ABANDONARAM,,, MAS JESUS NUNCA OS ABANDONOU, E OS CHAMOU, E OS Q FORAM A ELE JAMAIS OS LANCARIA FORA, HJ ANOS DEPOIS TEM GANHADO CENTEMAS DE ALMAS….. HA MAS ESQUECI ELES ESTÃO INDO PARA O INFERNO, POR QUE SE CASARAM UMA SEGUNDA VEZ….
    • Rilson diz:
      Bem nós havíamos decidido evitar mais comentários neste espaço mas temos visto que algumas pessoas insistem em se pronunciar contra as escrituras sagradas e isso nos impulsiona a continuar opinando. Paulo escrevendo aos coríntios em 1Cor. 7.11 “…fique sem casar…” O Espírito Santo não está questionando quem foi ou quem deixou de ser. O que aconteceu ou deixou de acontecer. Ele está revelando do céu esta mensagem ao apóstolo e pedindo-lhe que a registre para todas as nações:
      FIQUE – Ficar, é permanecer, continuar, prosseguir…
      SEM – sem, dá a entender nunca, jamais, de forma alguma…
      CASAR – casar, é unir-se, relacionar-se, envolver-se…
      Resumindo: ficar sem casar é o mesmo que continuar e jamais unir-se com outra pessoa! Será que é tão difícil entender isso… Então este comportamento contrário à Palavra de Deus, faz mais verdadeira a palavra de que nos últimos dias os homens desviariam seus ouvidos da verdade (2Tim. 4. 4) O cristão verdadeiro é aquele que tem prazer na verdade. Gente, nós estamos precisando que Deus levante pessoas que preguem que a porta da vida eterna é estreita (Luc. 13.24) Que a palavra do casamento é “tribulação na carne” e não mar de rosas (1Cor. 7.28) Se queremos viver um mar de rosas conjugalmente, então temos de lutar pelo primeiro e abençoado casamento. Conclamo a todos que ocupam este espaço e gostam de ouvir a verdade: não nos deixemos sequer um minuto nos levar pelas palavras daqueles que fracassaram em seus casamentos mas oremos para que Deus abra seus entendimentos para verem que estão correndo sério risco de juízo.
  24. jô. diz:
    Sou divorciada e tenho 1 filho do primeiro casamento,e me casei pela segunda vez,e sou evangelica desde pequena,amo meu marido que é pastor e que era solteiro e virgem antes de se casar com a divorciada aqui,hoje temos um filho lindo,uma familia linda e cheia de dificuldades como qualquer familia que existe,e até aqui,o único julgamento sordido e sem compaixão que temos recebido,vem somente das pessoas,de Deus temos recebido graça e miséricordia,depois de termos sofrido e chorado muito aos pés do Senhor,pois somente ele conhece nossas limitações,nossos pecados e também conhece nossos corações e arrependimentos,a justiça do homem é como um trapo de imundicia diante da justiça de Deus,então seria muito bom se deixassemos apenas o Senhor julgar e condenar,porque só ele pode fazer isso,defendam sim a palavra de Deus,mas mais do que defender e estudar,precisamos viver,e a maioria que tem conteudo biblico,de tanto ler e estudar, e todos que defendem com arma em punho suas convições biblicas,tem muitas maselas,marcar,pecados,brechas e limitações em outras areas da vida,porque ninguém é perfeito e ninguem esta isento de uma tragedia como o divorcio,ou qualquer outra coisa,lamentavél a falta de amor nos dias de hoje.
    • Rilson diz:
      Prezada irmã. Resolvi pronunciar-me pois temos comentado sobre o assunto com respaldo de vivência afinal de contas são praticamente 15 anos casado com a mesma pessoa e mais de 20 trilhando com muita dificuldade os caminhos do nosso bondoso Deus. Ficamos procurando uma referência bíblica em suas palavras para embasar seu posicionamento sincero mas não a encontramos. Senhora, o que muitos de nós que nos dizemos cristãos sabemos fazer bem é apontarmos o dedo para as pessoas que padecem com alguma dificuldade, nisso concordamos também. Agora há uma orientação na Palavra de Deus que nos permite comentar sobre qualquer assunto bíblico e que está em S. João 7.24 e neste versículo Jesus diz: “…segundo a RETA justiça”. Com isso o único Filho perfeito de Deus nos ensina que se o julgamento que fazemos de um assunto bíblico for feito conforme a RETA justiça, então será válido tal juízo e o que temos feito neste espaço é julgar, não as pessoas, pois nunca acusamos ninguém pela situação em que vive, mas estamos julgando segundo a RETA justiça que é o verdadeiro ensino da Palavra de Deus e em particular sobre o divórcio. Pois bem, julguemos segundo a RETA justiça: Quando S. Paulo diz em 1Cor. 7.11 dando instruções sobre o caso de separação de corpos entre casais, o que significa quando ele diz: “…fique sem casar ou que se reconcilie…? Note irmã que no verso anterior ele menciona: “…mando, não eu, mas o Senhor…” Então ele apenas está explicando o mandamento do Senhor ordenado pelo próprio Jesus em Mat. 19.9 uma vez que Paulo sabia que futuramente surgiriam falsos pastores que ensinariam a doutrina do Senhor Jesus fraudulentamente (2Tim. 4. 3-4). Senhora, Deus certamente espera a paz entre os casais pois Ele mesmo é o instituidor do casamento mas quando os homens distorcem sua RETA justiça, esquecem-se de que Ele um dia irá colher até onde não semeou. Que o Senhor a ilumine.
  25. jo diz:
    Ao sr.Rilson,eu não perguntei nada para querido irmão,fiz um comentario num blog que tem um assunto que me diz respeito,porque ja fui divorciada e hoje sou casada pela segubda vez,se o irmão é bem casado até hoje com a mesma pessoa,não sei porque esse assunto tanto te interessa,e tudo que escrevi foi apenas pra expressar minha gratidão a Deus,pela sua restauração,e não pra discutir hermeneutica com o irmão,o que vc viu ou deixou de ver em minhas palavras,para mim não tem importancia alguma,que Deus ilumine vc também!
    • Rilson diz:
      Sra. Jo, o objetivo deste assunto neste blog desenvolvido pelo sr. Roberto Soares é responder a questão “Crente divorciado pode casar de novo? Há aquelas pessoas que, utilizando-se da bondade de Deus respondem que sim e há aquelas que baseadas na justiça de Deus afirmam, como eu, que não. Então quando estivemos comentando o assunto anteriormente só era para reforçarmos nosso posicionamento e jamais para iniciarmos qualquer tipo de disputa também. Entendo que quando qualquer pessoa decide participar deste espaço está se sujeitando a receber comentários sobre seu posicionamento quanto ao assunto e é isso que estamos fazendo com relação ao assunto. O fato de mencionarmos nossa situação deve-se tão somente à realidade de que é possível, mesmo que em meio a muita dificuldade, manter um relacionamento único estando cientes de que se fracassarmos, fracassamos e lutaremos da esperando em nosso Deus pois estamos completamente convencidos de Sua vontade sobre o assunto. Que o Senhor nos ilumine mais.
  26. jo diz:
    Bom,como eu ja previa,vc gosta mesmo desse blog,ele é todo seu querido,faça bom proveito!
  27. Angela Aparecida Doloveti diz:
    todo pecado será perdoado, disse Jesus ( se não me engano),todos pecamos todos os dias , palavras atos, pensamentos, e ninguém condena esses erros, pois Deus perdoa mesmo, ahhh. o divórcio esse não, esse não tem perdão e se casar de novo, candidato ao inferno ainda em vida, julgado pelo deus homem, nosso juiz de todo dia, amém!!!
    • Rilson diz:
      Olá amada, realmente temos opinado sobre o assunto que é muito relevante e o continuaremos a fazer. A sra. diz que todo pecado será perdoado. Certamente, mas uma coisa é receber o perdão e a outra é continuar a pratica-lo pois Jesus disse ao homem ex-cego: “…não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.” (João 5.14) Então o adultério é daqueles pecados que, ao se descobrir a verdade sobre o mesmo, deve-se confessar e deixar. O próprio Paulo escreve isso aos Romanos (Rom. 6.1-2). Outra verdade que a amada escreve é que pecamos todos nós diariamente. Certamente esses outros pecados que temos são simples deslizes a que estamos sujeitos e que provavelmente findarão quando formos transformados para um corpo incorruptível. Agora viver em adultério é muito mais do que isso pois envolve relação carnal entre pessoas já casadas cujos cônjuges legítimos ainda vivem. O que Jesus ensina em Mat. 19.9 é que quando alguém é traído pode optar por perdoar o outro e continuar o relacionamento ou divorciar-se e viver sozinho. O contexto segue dizendo que no caso de escolher viver só, tornar-se-a eunuco por causa do reino de Deus (vers. 12). É uma palavra dura mas reflete a mais pura verdade. Que o Senhor te ilumine!
  28. d+ diz:
    Divórcio e recasamento: pecados imperdoáveis pelo Espírito Santo?
    Antes de escrever sobre o assunto, convido-lhe a ler a transcrição de um artigo do site Psicoterapeuta Cristão:
    Vivenciar o divórcio pode ser uma das experiências mais estressantes e dilacerantes da vida das pessoas. Vivenciá-lo dentro da igreja, no entanto, pode ser ainda pior.
    Isso porque muitos cristãos sinceros, infelizmente ainda não obtiveram o conhecimento bíblico correto sobre o assunto e, por causa disso, são reticentes na sua relação com irmãos divorciados.
    Esse post tem como objetivo lançar alguma luz sobre a questão. Primeiramente, é preciso que nos lembremos de que “… a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo” (Jo. 1.17).
    A primeira pergunta que devemos nos fazer, portanto, é se os que vivem tragédias matrimoniais como o divórcio, por exemplo, também são dignos dessa “graça” e dessa “verdade” trazidas por Jesus. Creio que uma consciência cristã experiente tem a resposta certa para ela.
    Um outro ponto importante é dizer que a Bíblia fala apenas de um divórcio, no texto de Jeremias 3:8, que diz o seguinte: “E vi que, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério a rebelde Israel, a despedi, e lhe dei a sua carta de divórcio, que a aleivosa Judá, sua irmã, não temeu; mas se foi e também ela mesma se prostituiu”.
    Nesse texto, Deus está advertindo a Judá de que está procurando problemas. Ele, então, instruiu a Jeremias para que alertasse a Judá de que ela havia sido testemunha da infidelidade de sua irmã Israel, e que Ele a havia mandado embora e lhe dado carta de divórcio. Assim mesmo, Judá não se arrependeu (Jr. 3.6-8).
    POR QUE A FALTA DE COMPREENSÃO SOBRE O DIVÓRCIO?

    Quando Jesus foi questionado pelos fariseus, no evangelho segundo Marcos, “se é lícito ao marido repudiar sua mulher” ele respondeu, fazendo outra pergunta: “Que vos ordenou Moisés?”
    A resposta deles foi: “Moisés permitiu lavrar carta de divórcio e repudiar” (Mc. 10.2-4).
    Essa resposta dada pelos fariseus se refere à lei à qual o historiador Josefo, que viveu um pouco depois da época de Jesus, chama de “a lei dos judeus”, e se encontra em Deuteronômio 24.1-4.
    Esta é a lei de que trata Deuteronômio: “Se um homem tomar uma mulher e se casar com ela, e se ela não for agradável a seus olhos, por ter ele achado coisa indecente nela, e se ele lhe lavrar um termo de divórcio, e lho der na mão, e a despedir de casa; e se ela, saindo da sua casa, for e se casar com outro homem…” (Dt. 24.1-2).
    Isso estava vigente na época de Jesus, mas a situação em que os homens judeus viviam era bem diferente, pois eles, na realidade, não a praticavam, e tomavam outras esposas, sem se incomodar em pensar em divórcio.
    Ora se não se divorciava, o que fazia, então, um homem daquela época com a primeira esposa, quando tomava outra? Simplesmente, punha-a de lado, não lhe dando documento algum. Assim, caso se arrependesse, tinha a esposa anterior sempre à sua disposição! Isso era uma crueldade para com as mulheres, contra a qual Jesus se insurgiu.
    A palavra hebraica, usada no Antigo Testamento, para descrever esse “pôr de lado” ao qual nos referimos é shalach, diferente da palavra que significa divórcio (como utilizada em Jeremias 3.8) que é keriythuwth que, literalmente significa excisão ou corte do vínculo matrimonial.

    Ora, shalach normalmente é traduzido por “repudiar”. Então, as mulheres que eram “colocadas de lado” por seus maridos, sem carta de divórcio como mandava a lei, eram “repudiadas” e era contra essa espécie de repúdio que Jesus se opôs.
    Quando, em Lucas 16.18 ele diz: “Quem repudiar sua mulher e casar com outra comete adultério; e quem casa com a mulher repudiada pelo marido também comete adultério”, ele está se revoltando contra uma prática cruel e injusta, porém não está se referindo ao divórcio.

    Na verdade, no Novo Testamento, a palavra grega utilizada para “repúdio” vem do verbo apoluo, e é equivalente à palavra hebraica shalach (“deixar” ou “repudiar”). Já a palavra hebraica utilizada para “divórcio” é keriythuwth, cujo equivalente no grego (língua na qual foi escrito o Novo Testamento) é apostasion.
    Resumindo, para ficar mais claro: shalach, no hebraico, corresponde a apoluo, no grego e significa “repúdio”, em português. Keriythuwth, no hebraico, corresponde à palavra grega apostasion e significa “divórcio”, de fato, em português. A não compreensão dessa diferença é que provoca tanta confusão e tanta incompreensão em nossos dias!
    QUE PALAVRAS JESUS SE UTILIZOU PARA TRATAR DO ASSUNTO?

    As passagens bíblicas nas quais Jesus tratou deste assunto incluem Lucas 16.17-18; Mateus 19.9, Marcos 10.10-12 e Mateus 5.32. Nessas passagens, Jesus utilizou onze vezes a palavra apoluo, em uma de suas formas e, em todas essas ocasiões, o que ele proibiu foi o apoluo, ou seja, o repúdio. Ele jamais proibiu apostasion, a carta de divórcio exigida pela lei judaica!

    Isto posto, devemos traduzir a palavra grega apoluo por divórcio? A tradução Revista e Corrigida de Almeida, que é a mais antiga em língua portuguesa sempre usou “deixar” e “repudiar”. Do mesmo modo, emprega essas mesmas palavras a Revista e Atualizada.

    E Por Que As Pessoas Passaram a Ler Diferente?

    Essa é uma pergunta sobre a qual vale a pena discorrer um pouco, pois, no meio evangélico, principalmente, começou-se a ler: “aquele que divorciar sua mulher” nas passagens em que Jesus, com muita clareza, disse: “aquele que repudiar ou abandonar sua mulher”!
    Ao que tudo indica, esse equívoco começou em 1611, quando a rei Tiago encomendou a versão mais antiga e, hoje em dia, mais popular da língua inglesa (a chamada King James Version). Nessa edição ocorreu um problema: em uma das onze vezes que Jesus usou o termo, os tradutores escreveram “divorciada”, ao invés de “abandonada” ou “repudiada”.
    Isso aconteceu em Mateus 5.32, onde eles colocaram: “E aquele que se casar com a divorciada comete adultério”, embora a palavra grega não seja apostasion, mas uma forma de apoluo – situação que não inclui carta de divórcio para a mulher, pois ela, tecnicamente permaneceria casada.
    A versão Standard Americana corrigiu o erro em 1901, mas nunca chegou a ser tão popular como a King James Version. Na verdade, tudo o que foi impresso depois (incluindo os léxicos gregos e americanos) foi influenciado por essa ocorrência. De onde resulta o fato incontestável de que a tradição nos ensinou a ter em mente “divórcio”, mesmo quando lemos “repúdio”.
    (nota “estrangeira”: Entrei no Biblia On Line e copiei as versões de Mt 5.32:
    but I say unto you, that every one that putteth away his wife, saving for the cause of fornication, maketh her an adulteress: and whosoever shall marry her when she is put away committeth adultery (American Standard Version).
    But I say unto you, That whosoever shall put away his wife, saving for the cause of fornication, causeth her to commit adultery: and whosoever shall marry her that is divorced committeth adultery (King James).
    Também entrei no Biblia On Line Net e abaixo está a versão em grego transliterado:
    egô de legô umin oti a=pas tsb=os a=o tsb=an a=apoluôn tsb=apolusê tên gunaika autou parektos logou porneias poiei autên a=moicheuthênai tsb=moichasthai kai os ean apolelumenên gamêsê moichatai)

    CONCLUSÃO

    Tudo o que tivemos a oportunidade de examinar, através deste post, não pode e nem teve a pretensão de defender a prática do divórcio. Biblicamente falando, todos sabemos que o matrimônio foi planejado para durar a vida toda.
    Portanto o divórcio é uma opção, no sentido de servir como um corretivo apenas para situações intoleráveis. Mesmo assim, não deixa de ser uma tragédia: sentimento de culpa, perda da auto-estima, um agudo senso de ter falhado, solidão, rejeição, críticas dos familiares e dos irmãos em Cristo, problemas na educação dos filhos e uma série de outras graves conseqüências são os resultados concretos que afligem os divorciados.
    No entanto, a graça de Cristo é abundante para eles também. Jesus sempre se identificou com os que sofrem e com os que, reconhecendo o seu pecado, confessam-no e o deixam. A igreja foi planejada para ser uma comunidade terapêutica, que cura as feridas; não que as fazem doer mais.
    Portanto, nosso desejo sincero é que deixemos de ser juízes, pois não foi para isso que Cristo nos chamou. E que tenhamos mais amor, mais compreensão e mais empatia por esses nossos queridos irmãos divorciados. Por eles também Jesus derramou seu precioso sangue purificador!
    Tony Ayres
    ——————————————————————————–
    BIBLIOGRAFIA:
    Este artigo está baseado no apêndice O divórcio, a lei e Jesus.

  29. Rilson diz:
    “Divórcio e recasamento: pecados imperdoáveis pelo Espírito Santo?”
    Paz amado. Permita-me opinar sobre seu valioso comentário. Acredito piamente que o assunto esteja encerrado em si não necessitando de pontos de vista humano para concluí-lo, ou seja, o que vigora hoje é o casamento indissolúvel conforme Jesus, que nos revelou sua graça e verdade, disse: “…mas ao princípio não foi assim” (Mat. 19.8) pois no início Deus planejou uma união indissolúvel até a morte de algum dos dois. Ocorre amado que algumas pessoas se apressam e passam à frente do Senhor. Não tem vida de oração e não conhecem a voz do seu Deus. Depois que tomam decisões erradas ou guiadas por supostas “revelações”, ou se deixam levar pela aparência do outro ou pela paixão, se dão mal e buscam a bíblia para respaldarem suas decepções. Aí sim, só depois de estarem em aperto é que buscam o conselho de Deus mas não para corrigir seus erros mas para apoiá-los. Que o Espírito Santo nos perdoa sim, perdoa-nos. Contudo a lei da semeadura é eterna e, neste caso, será impossível não colher os frutos que plantei. Volto a comentar que casamento é fardo pesado que deve ser carregado até o último dia. Até muitos cristãos estão casando pensando que isso será um “mar de rosas”. Estão a fazer experiências com os sentimentos dos outros e ainda utilizam a bíblia para apoiarem seus deslizes. Deus é eternamente contra o repúdio (Mat. 5.31) porque quando o homem decide casar esta é uma decisão dele. Deve saber muito bem o que vai fazer. É uma decisão sem volta. Deus apenas permite-o fazê-la mas somos nós que decidimos. Depois disso, está selado e não mais poderemos desfazer mas se novamente decidimos desfazer, então é porque queremos viver só. É a consequência pela nossa maldade. Agora se achamos que Deus vai concordar qua a gente fique dando uma de galã de novela, espera aí. Temos um Deus que fala, Ele pode nos dirigir perfeitamente em nossas decisões.
    “Portanto o divórcio é uma opção, no sentido de servir como um corretivo apenas para situações intoleráveis.”
    Acredito que o divórcio é uma opção no sentido de querer ficar sozinho porque este é um dos assuntos que a bíblia já encerrou, ou seja, não deu certo então que fique sem casar (1Cor. 7.11). Porque omitimos a expressão “sem casar” claramente expressa nesta passagem? O que é ficar sem casar? É ficar só até que o outro morra… É poder divorciar mas não casar novamente… Ficar SEM CASAR é não casar novamente. Na verdade, Paulo estava explicando aqui o que Jesus disse em Mat. 19 pois o apóstolo diz no vers. 10: Não sou eu quem manda mas o Senhor… Então agora ele explica que Jesus estava dizendo em Mat. 19 que em caso de separação, só é permitida a reconciliação ou ficar sem casar. É difícil entender isso? Temos lutado dia após dia contra nossa carne para mantermo-nos casados procurando cuidar nas coisas do mundo para agradar o outro, temos participado de seminários para aprender a arte de viver a dois, temos orado, e aparece alguém ensinando um caminho fácil, um evangelho barato? Que Deus tenha misericórdia de nós.
    • Divórcio e recasamento, pecados imperdoaveis?
      Não, Deus perdoa o pecado de um coração quebrantado e contrito, pois assim como o oriente esta longe do ocidente assim o Senhor afasta de nós as nossas transgressões.
      So quero deixar uma advertência:
      Deus conheçe as verdadeiras motivações de seu coração, Deus está mas atento a isto do que suas atitudes exteriores.
      De uma coisa eu tenho plena certeza, nenhum homem ou mulher cheios do Espírito vai querer a destruição de seu casamento a divisão de sua família, disso eu tenho certeza.
      Agora é bom lembrar que mesmo cheios do Espírito são seres humanos, cuja estrutura é pó, e infelizmente muitos desses estão passando por situações constrangedoras ( e tem cada caso que só Jesus) e acabam se divorcioando.
      Obs.: “No principio não foi assim” Correto pois foi Jesus quem disse, porém isto foi antes da queda.
      Termino por aqui dizendo, seja sincero com você mesmo e com Deus, pode fizer só? Pois bem fique só então, não pode ficar só, não consegue? Não se prostitua com um(a) e com outro(a), seja esposo(a) de apenas uma mulher.
      Que Deus te abençoe em nome de Jesus!!!
      Acesse : Feliz dia das crianças 12/10/2013 – Conselheiro Cristão
  30. Aurora diz:
    Gostei muito do texto sobre: Divórcio e recasamento: pecados imperdoáveis pelo Espírito Santo? sempre tive duvidas sobre isto,porque tem um caso na minha igreja de uma irma q é divorciada(e não foi por causa de adulterio),e que se casou novamente,inclusive se casou com um pastor q era solteiro,isso causou muito borburinho,as irmãos solteiras da igreja ficaram indignadas,porque tanta moça solteira na igreja, e o pastor (que era um bom partido)escolhe casar com uma divorciada e q tinha um filho ainda por cima, e ele é um homem de Deus,não tinhamos nada pra dizer contra ele,até ele decidir casar com essa moça, mas enfim, o tempo passou, e aos poucos a tal moça conquistou a simpatia dos irmãos, com sua doçura,educação e amor, e ela desenvolveu seu ministerio na igreja, ela cantava e dançava, e particularmente era impossivel não senti a presença de Deus na vida dela, e impossivel não ver que havia unção de Deus sobre sua vida, mas eu ficava meio encabulada, se ela era uma adultera (que era o que eu pensava de quem se casava pela segunda vez),porque Deus a usava?porque ela tem unção?ela é pecadora, e o pastor também, e as ministrações do marido dela também era cheio de temor e unção, Deus falava tanto comigo atraves das ministrações desse casal, que até então na minha visão (que é de acordo com a biblia)estava em adulterio,porque ele se casou com uma mulher divorciada, depois que li esse texto acima, parece que a luz entrou em minha minha mente, continuo concordando que Deus odeia o divorcio, e que o casamento foi feito pra durar a vida inteira, assim como espero q o meu dure, mas não posso fazer julgamentos sobre a decisão de outras pessoas, porque realmente só Deus conhece o coração do homem, e hoje acredito que Deus abençõa sim um segundo casamento,por causa da sua misericordia e graça, não por que é o que ele planejou, mas sim porque Deus se compadece de nós, e o seu desejo sempre é perdoar e restaurar uma vida ferida, realmente o nosso povo padece porque nos falta conhecimento!!!
  31. Valdecir Braga diz:
    Bom dia hoje sou separado li vários comentários isso quer dizer que não posso me casar novamente,hoje estou vivendo um grande amor não acredito que Deus deixa acontecer um sentimento desse para sofrermos,como eu disse estou divorciado eu e minha futura se Deus permitir ambos fomos traídos eles estão vivendo a vida deles,e eu e ela não poderemos nos casar ter uma vida em cristo Deus quer mesmo que fiquemos sozinhos eu a amo muito hoje estamos separados tudo porque esta escrito na bíblia me pergunto que na bíblia diz que traição ou adultério,pecado carnal o marido da a carta de divorcio vc esta livre para seguir sua vida e ser feliz isso tudo e errado então.
    • Rilson diz:
      Olá Valdecir, a paz de Cristo!
      Talvez eu não seja a pessoa mais indicada pra lhe orientar sobre o assunto uma vez que o autor deste blog tem uma visão muita mais ampla do assunto, mas mesmo assim vou dar a minha opinião. Olha vejo que Deus respeita as nossas escolhas e se escolhemos errado ainda assim Ele continua respeitando. Por isso que quando o servo de Abrãao foi buscar uma esposa para Isaque ele fez prova com Deus porque sabia que o assunto é muito sério (Gn. 24.12-14) Veja que por ter pregado aos ouvidos de Herodes que não era lícito ao rei possuir a mulher de seu irmão, João Batista foi preso e degolado. Porque? Porque aquela mulher era casada e não podia ser de outro enquanto ainda vivesse seu marido Mat. 14.1-4/Rom 7.1-3) Agora o que Jesus falou em Mat. 19.9 (e recomendo que você leia todo o capítulo) foi minuciosamente explicado por Paulo em 1Cor. 7.10-11. Veja que no versículo 10 o apóstolo diz: … mando, não eu mas o Senhor… então ele vai explicar o mandamento do Senhor que, acredito, é o que está em Mat. 19.9. Creio que é muito difícil para uma pessoa que já foi casada ter de ficar sozinha e temos nos esforçado para não vivermos tal dor. Em uma relação a dois, ambos precisam estar plenamente conscientes de seus papéis e se esforçarem para desempenha-los porque Jesus disse que a palavra do casamento não é para todos (Mat. 19.11) Porque os tais terão, inevitavelmente, tribulações na carne (1Cor. 7.28). Ha muita coisa a ser dita sobre o assunto mas muitos “mestres” deturparam a santidade de Deus e Sua Palavra para serem aceitos e não perseguidos. Lamento pelo ocorrido com você e espero que Deus resolva tais casos da melhor forma possível. Fique com Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Mostrar um dos meus últimos posts