Eu voltei

Resultado de imagem para he´s back

Quando penso na ideia de estar de volta, é comum lembrar dessa manchete do Clarim Diário anunciando que o Homem Aranha estava de volta no filme de 2004.

Tudo estava igual como era antes

Quase nada se modificou

Acho que só eu mesmo mudei

E voltei

Eu voltei agora pra ficar

Porque aqui, aqui é meu lugar

Eu voltei pras coisas que eu deixei

Eu voltei

(Trecho da canção “O portão” de Roberto Carlos)

Estou concluindo meu curso de psicologia que tem a duração de 5 anos. Por isso tenho postado tão pouco nos últimos anos e ainda não tinha postado nada neste ano. Agora que o meu curso está quase no fim, eu posso retornar a fazer coisas que me dão prazer e demandam um pouco mais de tempo. Um de meus planos que se fortaleceu durante o tempo em que estive estudando psicologia era escrever com mais frequência assim que estivesse livre do curso. Escrever sobre tudo o que eu achasse relevante fazer algum comentário. Quero escrever sobre fé, psicologia, política, filmes, histórias em quadrinhos, utilidade pública e o que mais eu achar que tenha algo interessante para dizer.

 

Ainda tenho minha fé, contrariando os que pensam que a faculdade transforme todo crente em ateu.  Além do blog, também penso em criar um canal no Youtube para postar vídeos sobre os assuntos que eu escrever e assim alcançar um outro público que não é tão ligado em leituras. Acredito que muitas pessoas estão sendo enganadas e é importante que alguém tente esclarecê-las. Eu pretendo fazer isso. Pretendo falar de coisas que não são muito faladas, mas também de coisas que já são faladas, mas de forma mais simplificada, ou tentando interligar ideias que normalmente são entendidas como não tendo “nada a ver” com outras. Espero conseguir. Até mais.

Amor aos animais


IMG-20151010-WA0002O amor aos animais é algo belo desde que não coexista com o ódio pelos seres humanos.

Há gente que ama os animais e ama mais aos seres humanos, porque entende que os homens estão acima dos animais. Outros amam a ambos porque creem que todos são animais e há os que amam, com poucas exceções, apenas os animais (ou os animais chamados de “inferiores”) porque estes supostamente são puros, enquanto o ser humano é maldoso e cruel.

Do ponto de vista bíblico o homem é descrito como superior aos animais, chegando ao ponto de ter permissão divina de usá-los para sua sobrevivência:

E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: […] dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. Gênesis 1:28

Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; […] Gênesis 9:3

Isso não quer dizer que o homem possa fazer o que bem entende com os animais mas dá ao homem o direito de fazer com animais o que não tem direito de fazer com outros seres humanos caso haja necessidade. O valor do ser humano não está ligado ao que faz de bom ou ruim mas é um valor estabelecido no momento da Criação.

Além do mais, não sabemos tudo sobre os animais a ponto de poder dizer que eles sejam melhores por não praticar o mal. Há quem pense que eles não tem nada além de instintos, o que não permitiria que fizessem o mal, mesmo que praticando uma ação vista como má, pois não fariam movidos por maldade mas apenas por instintos, não podendo ser julgados por isso. Nesse caso, não haveria superioridade animal, pois os animais não poderiam praticar nem o bem e nem o mal, sendo apenas seres neutros.

Se há sentimentos e escolhas não apenas instintuais nos animais então não temos como saber se os animais são puros ou não, pois, segundo Jesus, a maldade acontece no coração mesmo que não se manifeste em ações. Certas ações incômodas deles como latir, arranhar e morder poderiam até mesmo ser atos maldosos e não apenas reações instintivas.

Independentemente de crermos ou não na inocência dos animais e malignidade dos seres humanos o mandamento de Cristo é que amemos aos seres humanos, mesmo os inimigos:

Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Mateus 5:44

Não há no evangelho elogio ao amor dedicado apenas a quem nos ama ou nos trata bem; isso é considerado algo natural do ser humano. Não dá ser um verdadeiro amante de Deus amando apenas animais.

Ele nos deu este mandamento: Quem ama a Deus, ame também seu irmão.1 João 4:21

Marina Silva, casamento gay e Silas Malafaia


Em 2010 Silas Malafaia disse apoiar Marina Silva e mais tarde deixou de apoiá-la para apoiar José Serra. Os motivos para deixar de apoiar Marina foram diversos, entre eles o posicionamento dela sobre aborto e por ela não ter dado importância a um projeto de lei que pretendia fazer com que toda biblioteca tivesse uma bíblia.

Marina com relação ao casamento gay defendia o mesmo que defende atualmente (não, ela não mudou de posição) e após as declarações de Malafaia não alterou nada em seu programa e nem prometeu dar atenção a lei das Bíblias nas bibliotecas como forma de agradar o falso pastor.

“Em entrevista para o UOL Eleições, a presidenciável Marina Silva (PV) se disse “não favorável” ao casamento gay e afirmou não ter posição fechada sobre a adoção de filhos por casais homossexuais. A senadora revelou que não irá à Parada Gay, que será realizada em São Paulo no próximo fim de semana.”

http://eleicoes.uol.com.br/2010/ultimas-noticias/2010/06/01/marina-se-diz-nao-favoravel-ao-casamento-gay-e-propoe-plebiscito-sobre-maconha.jhtm

 

Em 2014, Silas Malafaia mudou de tática.Não fala mais da lei da Bíblia nas bibliotecas, apenas finge se importar com um ponto do programa de Marina que estava diferente do que ela pensava em 2010, o que, se fosse realmente a posição atual dela, demonstraria uma mudança em relação a 2010.

Provavelmente a ameaça que ele faz a ela de que se não mudasse o ponto do programa, ele faria uma declaração a respeito dela tem a ver com a constatação de que o ponto do programa contrariava o que ela dizia anteriormente.Provavelmente se ela não corrigisse o programa ele fosse dizer que ela se tornou menos cristã ou que estava se contradizendo em relação a 2010, talvez até fazendo essa mudança apenas para agradar aos eleitores gays e conseguir seus votos.

 

Silas Malafaia provavelmente imaginava que Marina ao perceber o erro o corrigiria(não deixaria de corrigir só para não ser mal interpretada) e aí passaria mais uma vez a imagem de homem influente que tem poder sobre pessoas.Se a Marina realmente tivesse mudado de convicção ele aproveitaria para se expor como defensor da coerência política e cristã e dos “bons costumes”.

 

Marina Silva corrige o programa, deixando-o conforme sua opinião de 2010 e muitos entendem que ela retrocedeu devido ao falso pastor, mesmo ela já tendo apresentado a mesma visão em 2010 e demonstrado que não se importa com a visão do pastor em 2010.
Acredito que essa interpretação seja fruto de desinformação e/ou preconceito, em parte por ela ser evangélica e declarar isso abertamente.