A “Santa Ceia” como parábola


Wine glasses

Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, deu graças, partiu-o e o deu aos seus discípulos, dizendo: “Tomem e comam; isto é o meu corpo”. Em seguida tomou o cálice, deu graças e o ofereceu aos discípulos, dizendo: “Bebam dele todos vocês. Isto é o meu sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos, para perdão de pecados.

Mateus 26:26-28

Essa passagem é entendida como a instituição de uma “refeição sagrada” que deveria ser tomada frequentemente para daí poder experimentar o comer e beber de Cristo, o que seria essencial para a vida Cristã (tal qual o comer e beber literais são essenciais para a vida física normal). Porém, como até mesmo defensores dessa interpretação podem confirmar, Jesus não era de criar muitos rituais para a fé cristã (se alguém te disse o contrário, não está se baseando nos evangelhos.), então é preciso ter cuidado ao afirmar que ele daria todo esse valor a uma refeição ou ritual.

Sabemos que Jesus gostava de usar parábolas para tornar mais claros os seus ensinamentos e grande parte dos evangelhos é composta dessas ilustrações:

Tudo isto disse Jesus, por parábolas à multidão, e nada lhes falava sem parábolas; Mateus 13:34

E ensinava-lhes muitas coisas por parábolas, e lhes dizia na sua doutrina: Marcos 4:2

E com muitas parábolas tais lhes dirigia a palavra, segundo o que podiam compreender. Marcos 4:33

Podemos pensar que o que Jesus fez na sua última ceia com os discípulos, foi apenas uma parábola do que realmente queria dizer. Não que ele não tenha dito também o significado: A entrega de Jesus para a morte para perdão do pecado de todos. Se ele já disse o que queria dizer, então porque usar uma parábola ao mesmo tempo? Possivelmente para que o ensino ficasse melhor gravado na memória e para que aqueles que tivessem acesso ao relato todo pudessem entender pelo menos parte do que era dito.

Por isso também se institui um certo “ritual” que seria repetido em reuniões pela igreja depois da morte de Cristo: Para que a parábola se repetisse e mais uma vez se ressaltasse o ensinamento bíblico.

Porque, sempre que comerem deste pão e beberem deste cálice, vocês anunciam a morte do Senhor até que ele venha.

1 Coríntios 11:26

Vemos aqui um bom motivo para repetir a chamada “santa ceia” ou eucaristia, o relembrar do ato de Jesus (a fim de provocar reflexão) e o reforçamento do ensino sobre o ato sacrificial de Cristo.

Horários de ônibus de Catanduva para Bebedouro, Cajobi, Embaúba e Elisiário pela viação Luwasa


OnibusBebedouro

ida:

De segunda a sábado (exceto feriados): 5:50 – 10:30 – 14:20 – 17:00

Domingos e feriados: 10:30 – 17:00

volta:

De segunda a sábado (exceto feriados): 6:30 – 9 – 14:30 – 17:00

Domingos e feriados: 6:30 – 15:00

Cajobi

ida

Segunda a sexta (exceto feriados): 7:30 – 10:10 – 18:30 Sábados(exceto feriados): 7:30 – 10:10 – 17:00

Domingos e feriados: 7:30 – 17:00

volta

Segunda a sábado (exceto feriados): 5:50 – 9 – 13:15 Domingos e feriados: 5:50 e 13:15

Embaúba

ida

Segunda a sexta (exceto feriados): 7:30 – 10:10 – 16:30 – 18:30 Sábados (exceto feriados): 7:30 – 10:10 – 17:00

Domingos e feriados: 7:30 e 17:00

volta

Segunda a sexta (exceto feriados): 6:15 – 9:15 – 13:25 – 17:20

Sábados(exceto feriados): 6:15 – 9:15 – 13:25 Domingos e feriados: 6:15 – 13:25

Elisiário

ida

Segunda a sexta (exceto feriados): 6:20 – 7:30 – 11:30 – 13:00 – 14:00 – 15:50 – 18:15

Sábados(exceto feriados): 6:20 – 11:30 – 13:00 – 14:00 – 18:15 Domingos e feriados: 6:20 e 15:30

volta

Segunda a sexta (exceto feriados): 6:20 – 7:30 – 10:40 – 11:00 – 13:30 – 17:20 – 18:45

Sábados(exceto feriados): 6:20 – 7:30 – 10:40 – 11:00 – 17:20 – 18:45

Domingos e feriados: 10:40 – 19:35

Estes horários foram copiados de duas tabelas que estavam coladas no Terminal Urbano Dr. Gerson José de Camargo Gabas em Catanduva. Podem ocorrer mudanças a qualquer momento sem que eu fique sabendo para poder atualizar, logo não sou responsável por qualquer prejuízo decorrido por causa da falta de ônibus nos horários anunciados. Caso saiba que algum horário mudou, avise-me.

Para confirmar horários, ligue para (17) 3522-1138 ou (17) 3522-1139. Em uma publicação no Facebook de 2015 da página da empresa, eles disseram que iriam criar uma página com os horários, mas até agora ainda não cumpriram a promessa. Essa página é uma tentativa de ajudar os usuários dos ônibus, mas não tem qualquer ligação com a empresa.

Eu voltei

Resultado de imagem para he´s back

Quando penso na ideia de estar de volta, é comum lembrar dessa manchete do Clarim Diário anunciando que o Homem Aranha estava de volta no filme de 2004.

Tudo estava igual como era antes

Quase nada se modificou

Acho que só eu mesmo mudei

E voltei

Eu voltei agora pra ficar

Porque aqui, aqui é meu lugar

Eu voltei pras coisas que eu deixei

Eu voltei

(Trecho da canção “O portão” de Roberto Carlos)

Estou concluindo meu curso de psicologia que tem a duração de 5 anos. Por isso tenho postado tão pouco nos últimos anos e ainda não tinha postado nada neste ano. Agora que o meu curso está quase no fim, eu posso retornar a fazer coisas que me dão prazer e demandam um pouco mais de tempo. Um de meus planos que se fortaleceu durante o tempo em que estive estudando psicologia era escrever com mais frequência assim que estivesse livre do curso. Escrever sobre tudo o que eu achasse relevante fazer algum comentário. Quero escrever sobre fé, psicologia, política, filmes, histórias em quadrinhos, utilidade pública e o que mais eu achar que tenha algo interessante para dizer.

 

Ainda tenho minha fé, contrariando os que pensam que a faculdade transforme todo crente em ateu.  Além do blog, também penso em criar um canal no Youtube para postar vídeos sobre os assuntos que eu escrever e assim alcançar um outro público que não é tão ligado em leituras. Acredito que muitas pessoas estão sendo enganadas e é importante que alguém tente esclarecê-las. Eu pretendo fazer isso. Pretendo falar de coisas que não são muito faladas, mas também de coisas que já são faladas, mas de forma mais simplificada, ou tentando interligar ideias que normalmente são entendidas como não tendo “nada a ver” com outras. Espero conseguir. Até mais.